História Entre o ódio e o Amor - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Visualizações 26
Palavras 3.876
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá bebê da mih

Boa leitura

Teremos música nesse capítulo Gravity -John Mayer
Links nas notas finais

Capítulo 29 - Aniversário e ela desapareceu


Fanfic / Fanfiction Entre o ódio e o Amor - Capítulo 29 - Aniversário e ela desapareceu


-Parabéns pra você mulher deliciosa. -Chris falou ao meu ouvido me fazendo arrepiar.

-Obrigado Beh. - Ele estava com um bolo pequeno na mão e uma garrafa de espumante.

Passamos a madrugada bebendo e dançando.

Saimos da Boate era 05horas

-Cadê a Sam? - perguntei pro Nolan e ele deu de ombros.

Chegamos na mansão e fui pro quarto de Christian.

-Hora de aproveitar seu aniversário com estilo.

Começamos tirando nossa roupa e trocando caricias e logo, estavamos dentro da banheira.

-Você é a mulher da minha vida sabia? -Chris falou sorrindo bobo.

-Você é o homem incrível, você me faz tão feliz, não poderia ter conhecido melhor. - falei e ele ficou vermelho. -Nos conhecemos a quase 3 meses e juntos desde então tivemos brigas e ficamos separados por três semanas mais eu aprendo a te amar cada dia mais.

-Eu também aprendo te amar cada dia mais, você é a mulher que será a mãe dos meus filhos, a mulher que quero passar o resto da minha vida, eu não me vejo mais sem você. -falou e via serenidade em seus olhos. -Eu não quero transar hoje, eu quero fazer amor com você, sei que ja fizemos antes mais quero deixar claro que te amo e meu amor por você é sem medidas.

Ele começou distribuir beijos, pescoço, ombros, seios e voltou pros lábios.

-Vamos pra cama -Chris falou ofegante e concordei.

Ele pegou toalhas e nos secou com um carinho e delicadeza. 

(Coloque a música Gravity John Mayer)

Deitamos na cama e ele veio por cima de mim, me enchendo de beijos do pé ao pescoço e sugou forte, arfei e ele sorriu sapeca, chupando, mordendo e sugando todo meu corpo.

Inverti as posições e suguei o pescoço dele e gemi abafado em seu ouvido mordendoo lóbulo.

Ele apertou minha cintura e me jogou na cama. -Agora você vai ficar quietinha. - Ele abriu minha pernas devagar e roçou seu membro na entrada da minha intimidade.

-Awn Beh. - gemi ofegante porra esse homem me tortura assim.

Ele logo me penetrou devagar e o ritmo ficou assim, ele acariciava meu rosto, dava aquele beijos lentos, ficava me olhando nos olhos.

-Vai mais rápido -Gemi baixo e ele negou.

Ele intensificou penetrando mais forte e era uma estocada que dava prazer, e logo senti um espasmo no corpo, minhas pernas amoleceu e cravei as unhas nas costas dele.

-Porra. - ele falou e começou ir mais rápido. - Você me deixa louco, você me faz tão feliz. - falou me beijando e logo ele também gozou. Caiu ao meu lado me puxando ao seu peito, seus batimentos estava acelerado.

-Eu te amo Bela. -sussurrou.

-Eu te amo Beh. - falei e o coração dele acelerou mais. -Porque está com o coração acelerado?

-Sempre fico assim quando te vejo, quando você me toca, me beija.

-Traduzindo sempre. - falei e ela concordou sorrindo.

-Você é tão linda.- acariciando meus cabelos

-Você que é lindo. - falei acariciando suas tatuagens e senti meus olhos pesarem e logo adormeci.


[...]

Acordei com a claridade uma pequena fresta da Cortina aberta.

Olhei o homem dormindo ao meu lado, expressão serena parecendo um anjo.

Sai da cama e peguei um roupão, minhas roupas e fui pro meu quarto.

Tomei um banho relaxante, coloquei um calça preta, croppet branco, jaqueta preta e uma bota cano curto de salto preto, sequei meu cabelos, fiz um make simples e peguei as armas colocando na cintura e fui acordar Samantha.

Saindo do quarto esbarrei em Maria.

-Bom dia menina, parabéns. - falou me abraçando - Tem visita pra você lá embaixo.

-Obrigado Maria. - peguei meu celular vendo ser 9 horas, dormi 4 horas mais estou renovada e pronta pra outra.

Peguei o elevador e assim que a porta abriu vi a sombra de uma criança correndo em direção a sala, entrei no corredor indo pra sala e vi 3 pessoas sentadas no sofá.

Meus saltos ecoava aquela mansão silenciosa, parei de braços cruzados e a criança me viu e se escondeu.

-Bom dia. -falei fazendo todos virar pra mim.

-Filha. -Sandra falou vindo ao meu encontro -Feliz Aniversário meu amor. - me abraçou e demorei mais retribui.

Qual é, ela preferiu meu irmão a mim, estou muito chateada.

-Mana. - Jordan falou e estendi a mão negando com a cabeça. -O que foi? Ainda está chateada comigo? Isabela..

-Eu te entendo, só não sou obrigada aceitar. Eu perdi 6 anos da minha vida por sua causa, eu tive que mudar de pais pra conseguir ficar 100% bem e não desconfiar de qualquer um que estivesse ao meu lado. Você não me entende Jordan? Eles tentaram me matar por sua causa e fui taxada como suicida, tive que ficar passando com psicólogo durante 6 meses. Tudo porque você foi egoista demais pensando somente em você quando o papai morreu, pensando que só você sofria. - pausei sentindo as lágrimas descer - Mas não eu e a mamãe também sofreu, sofri duas vezes mais sabendo que você começou se afundar em drogas assim que começou andar com Enzo, eu te ajudei a sustentar seu vício, a pouca grana que eu tinha guardada eu te dei e dava minha grana que mamãe trabalhava duro pra nos dar e como você os agradece? Sumindo por 6 fudidos anos. - terminei de falar e minha mãe ja chorava.

-Eu ja pedi desculpas. - falou e seus olhos estava marejado -Eu sinto muito, mais foi difícil deixar vocês duas, mais agora ja foi. -sorriu torto secando as lágrimas.

-É ja foi agora fica somente as marcas no meu corpo... -Falei e ele abaixou a cabeça. -Então essa é sua família.

-Sim, essa é minha esposa Letty Murry Smith e esse é nosso filho Guilherme Murry Smith. -Sorri querendo matar ele ousou colocar o nome do nosso pai no filho dele.

-Prazer conhece- los. - o garoto estendeu o braço pra mim. - O que vieram fazer aqui?

-Viemos te dar os parabéns. -Sandra falou sorrindo e revirei os olhos.

-Passei 6 anos aqui a senhora nunca quis vim me visitar e agora que o "seu filho" querido voltou quis vim? - falei com maios sarcasmo no "seu filho".

-Isabela para. -Jordan falou.

-Para é o caralho, ela nunca fez o mínimo de esforço pra vim me ver, ela sempre preferiu você por ser o filho bonzinho, estudioso.... 

-Letty? - ouvi uma voz atrás de mim e ela arregalou os olhos. -Meu Deus é você mesmo, o que faz aqui? - olhei e vi Nolan descendo as escadas correndo.

-Meu irmão. - falou e fiquei chocada.

-IRMÃO? -gritei assustando a criança que logo começou chorar.

Eles se abraçaram, choraram e fiquei em pé olhando, logo Christian desceu e me agarrou.

-Que cara é essa Beh? - perguntou me dando um selinho.

-Só você olhar. - apontei com a cabeça e ele arregalou os olhos.

-Letty? O que ela faz aqui. - falou e comecei ficar com raiva só eu não a conheço. -Pensamos que ela estava morta. - arqueei as sobrancelhas. -Nos conhecemos de pequenos, Let sempre foi aquela filha estudiosa, que vivia enfiada nos livros, quando começamos na máfia largamos nossos familiares no Canadá e viemos pra Atlanta, Justin, Nolan, Ryan, Chaz, e Celina estava com 18 anos e eu com 16 sempre fui mais novo da turma. Fazia dois anos que estavamos no mundo do tráfico de drogas, recebemos uma ligação de Nathan Roberts dizendo que estava com Letty e que se não parássemos de interferir nas vendas de drogas dele e roubar as cargas dele iriam matá-la, Justin riu e escutamos um pedido de socorro daquela e em seguida um tiro. - pausou olhando os irmãos chorando abraçados. -Nolan ficou transtornado, foi no território inimigo, e acabou apanhando muito, quando se recuperou começou a querer vingança, e fomos atrás da família de Nathan. Encontramos a mulher dele grávida de 5 meses. Fizemos ela ligar pra ele pelo Facetime e quando ele atendeu viu o rosto de Justin, Nolan estava muito revoltado e quando Nathan pediu por favor pra não fazer nada com a mulher e o filho dele Nolan começou bater na mulher, mais bateu tanto que ela desmaiou. Ele estava cansado ofegante e chorava muito. Nathan chegou em casa sozinho como pedimos, Justin lhe deu uma coronhada e depois amarrou ele, quando ele acordou a mulher estava desnorteada não conseguia andar e muito menos abrir os olhos. Então por trás de Nathan ao lado do ouvido dele Nolan atirou na mulher. E desde então ele convive com a morte da irmã, acho que ele tinha superado. -concordei e Vi Celina correr pra abraçar ela, logo Ryan e Chaz desceu.

Todos estavam felizes, Chris se aproximou e cumprimentou ela.

-Oi Chris. - falou abraçando ele - Senti sua falta, você não sabe o quanto.

-Hey hey porque não falou que sentiu a falta de mais ninguém aqui. -Nolan falou

-Nolan para- falou vermelha e vi Christian sem graça.

-Vocês namoraram né? - falei e o olhar de todos foram pra mim. - Que foi? Ta na cara que rola sentimentos entre eles. Os dois estão sem graça e vermelhos.

A sala ficou um silêncio.

-Fala porra to esperando.

-Sim, namoramos por uns meses e perdi minha virgindade com ele.

-Pronto só o que me faltava. - falei saindo da sala e Christian veio atrás. -Me larga Christian.

-Bela para com isso, isso foi a 5 anos. Agora eu estou com você, é você que eu amo e e é você que quero estar pro resto da vida.

-Tanto faz. - falei querendo acabar com aquela conversa.

Todos entraram na cozinha pra tomar café e me levantei bruscamente.

-Menina não vai terminar o café? - falou Maria preocupada.

-Pedi a fome Maria, bom dia pra você gatona. -Beijei sua bochecha igual faço todos os dias a quase dois meses.

Subi as escadas correndo mesmo com salto ja estava acostumada, entrei no quarto pegando minha bolsa, entrei no closet pegando duas trocas de roupa que combinasse com minha bota e resolvi trocar de roupa.

Coloquei um vestido estilo camisão branco liso, um casaco marron claro por cima e uma bota até o meio da coxa.

Estava indo ao quarto da Samantha e percebi a porta do Justin ainda fechada, ignorei e entrei vendo o quarto todo arrumado e nenhum sinal dela.

Desci de elevador, passei pela sala recebendo o olhar de todos em mim, coloquei o óculos de sol e olhando pra todos e sai entrei na garagem e entrei no meu Koenigsegg Aguira R Vermelho e acelerei passei pela porta da entrada e Christian entrou na frente do carro e tive que parar não vou matar meu namorado né?

-Sério que vai sair sem nem dizer xau? - falou apoiado na porta.

-Xau - falei dando de ombros. -Mas alguma coisa?

-Vai deixar seus familiares aqui? Eles vieram te visitar.

-Esta preocupado? Faça sala pra sua namoradinha. - falei acelerando e ouvindo o ronco do motor logo o portão foi aberto com rapidez e sai cantando pneu.

Logo estava correndo pelas ruas de Atlanta e fui pro shopping é meu aniversário vou curtir. Percebi alguns seguranças e Roden me seguir. 


[...]


Fiz manicure/ pedicure, massagem, hidratação no cabelo, e fui ver se o estúdio de tatuagens estava aberto e estava.

Resolvi fazer algumas tatuagens , uma em homenagem ao meu pai.

1- Cruz com uma frase

Eterno Daddy 1972 - 2006,

2- Uma flor de lotus entre o seio,

3- frase Ohana quer dizer família e família quer dizer nunca abandonar ou esquecer.

4- Uma flor com relógio de bolso com uma bússola

5- Um homem com asas de anjo no braço.

Sim muitas tatuagens por um dia, por isso fecharam o estúdio e cada tatuador fez uma em mim, eram 4 tatuadores e um pegou as menores pra fazer.

Depois de 7 horas no estúdio paguei por todas e ainda dei uma gorjeta gorda por terem fechado o estabelecimento por mim.

Estava olhando todas tatuagens e sim eu estava semi nua agora, somente de calcinha e sutia na frente de 8 homens e uma mulher.

-To pensando em colocar um piercing o que acha? - falei olhando a mulher e colocava o vestido.

-Você é linda, qualquer coisa fica perfeito em você.

-Quero por no tragos, língua e to em dúvida nariz ou umbigo.

-Coloca nos dois.

- Perfeito. - falei e eles sorriam claro vão ganhar mais dinheiro.

30 minutos depois eu estava com todos piercings e tatuagens. 

-Cuida bem de tudo isso em moça bonita. - falou o tatuador.

-Pode deixar moço bonito. - pisquei e sai.

Cheguei ao shopping era 12hrs e to saindo as 19:45pm.

Olhei meu celular e mais uma vez tocava ignorei e fui comer alguma coisa.

-Roden me acompanha?

-Claro.

Escolhemos nossos lances, comemos conversando coisas aleatória -Roden você viu a Samantha hoje? - perguntei quando estavamos indo pro estacionamento já.

-Não vi. Porque?

-Eu fui ao quarto dela e não tinha ninguém, não vejo ela desde ontem do Galpão, ela não esqueceria do meu aniversário.

-Talvez ela queira fazer surpresa. - falou deu de ombros

Entrei no carro assim que sai do shopping acelerei o carro, e logo Christian estava ligando de novo e resolvi atender essa seria a 35 ligação dele.

-Fala estou dirigindo. - falei curta e grossa.

-Nossa passou o dia inteiro fora, o que está aprontando?

-Hey meu pai morreu ok? -pausei ouvindo risada dele - O que você quer to a 3 minutos da mansão.

-Quando chegar te falo, te amo. - falou e ficou mudo. -Hey não vai dizer que me ama?

-Sua namorada ainda está na mansão? - falei e ele riu.

-Esta com ciúmes que feio. - pausou rindo - Sim, ela está.

-Então não te amo. - falei e desliguei.


[...]


Acelerei o ouvindo o ronco do motor e logo os portões da mansão foram abertos, estacionei de qualquer jeito na grama e a porta foi aberta e Nolan me olhou assustado

-Que foi Nolan? Sei que sou maravilhosa não precisa ficar me olhando. - falei entrando e todos me olharam do mesmo jeito. - que foi porra nunca me viram? - comecei subir as escadas e ouvi a voz de Chaz.

-A Samantha sumiu. - paralizei e olhei pra traz. -Ninguém vê ela desde ontem, a última pessoa que a viu foi o Nolan, as coisas dela sumiu e o celular está desligado.

-Como não percebemos isso antes? Olha as câmeras, vamos procurar ela, se ela tentou se matar de novo, faz quase uma semana que ela tentou, ela está em depressão pode ter ido pra algum hotel e sei la...

-Vamos nos separar, cada um procura nos hoteis até os menores do interior, se não acharmos vamos olhar as câmeras. -Ryan falou e eles correram pra garagem e peguei meu carro ligando e ja sai cantando pneu.

Passei pelo portão e Vi Rodney.

-Rodney entra aqui AGORA. -gritei o final e ele entrou e acelerei.

-O que houve Isabela?

-Samantha sumiu, você sabe dela? - falei e ele engoliu seco. - FALA PORRA VOCÊ SABE DELA?

-Não não senhora.

Los Angeles tem muitos Hoteis, fui em vários e a nada.

00:45 ja tinha mudado até de cidade, e nada.

-Pessoal vamos voltar pra mansão, avisar o Justin e ver o podemos fazer. -Ouvi Chaz falou e aquilo me bateu um desespero um aperto no coração que alguma coisa, estava errada com a minha Barbie.

Chegamos na mansão e Rodney desceu do carro e entrei na mansão como um furacão era 02horas, todos sentamos no sofá.

-Alguém viu o Justin hoje? - Nolan falou

-Não saiu do quarto o dia inteiro. -Celina falou.

-Vou atrás dele, Chris pega seu notbook e começa procurar rastros da Samantha.

Ryan e Chris subiu. Peguei minha bolsa indo até o meu quarto colocar outra roupa.

Coloquei uma legging preta, um croppet, tênis e um jaqueta. Tudo preto e desci.

Chris digitava freneticamente.

Ryan desceu e sua cara estava fechada.

-O que foi? -Celina perguntou.

-Justin tem alguma coisa a ver com o sumiço dela, quando falei ele disse que fez merda e que iria achar ela.


Eu batia meu pé freneticamente tentando pensar como Samantha sumiu e nem percebi porra ela é minha melhor amiga .
Nem vi Justin chegar, quando olhei pra ele vi ele pequeno igual formiga na minha frente.

-O que você fez JB? - Nolan falou.

-Eu bebi e me droguei demais, quando estava indo buscar mais droga no escritório esbarrei com ela, e lembrei de todas provocações e queria tirar a limpo e levei ela pro quarto dela. - falou e Christian olhou pra chocado.

-Você estuprou e bateu nela. - falou e me levantei e fui até o Christian e vi a cena dela amarrada e Justin penetrava ela com força e ela chorava tentando tirar ele de cima dela.

-MEU DEUS JUSTIN, COMO VOCÊ PODE FAZER ISSO COM ELA? -Gritei

-EU ESTAVA DROGADO E COM RAIVA DELA, NÃO PENSEI SÓ FIZ.

Christian foi até a Tv da sala e conectou o Notbook com as imagens.

-Tira isso. - falou ao escutar os soluços meu e de Celina -TIRA ISSO. - gritou e peguei minha arma destravando e indo pra cima dele.

-EU VOU TE MATAR, PRA ONDE MANDOU ELA DEPOIS DISSO, ONDE ESTA ELA, CADE ELA PORRA. -gritava indo pra cima dele e ele estava fazendo a volta no sofá. Pulei o mesmo e percebi que ele estava desarmado, pulei nele derrubando ele e comecei dar socos nele igual as imagens que passava na TV.

-ELA TE AMA SEU FILHO DA PUTA, ELE TE AMA, E VOCÊ FAZ ISSO COM ELA. -gritei e ele não reagia simplesmente estava deixando eu bater nele. Chaz e Ryan com muita luta conseguiram me tirar de cima dele e ele chorava.

-Eu sinto muito, eu não... - interrompi ele com um grito.

-CALA A BOCA, CALA A BOCA JUSTIN, VOCÊ É SUJO, NOJENTO, IMUNDO, DESGRAÇADO, VAGABUNDO, VOCÊ NÃO PRESTA, VOCÊ MERECE MORRER COM A CULPA QUE VOCÊ ESTA SENTINDO AGORA. - pausei pegando fôlego -EU NÃO SEI O QUE ELA VIU EM VOCÊ, MAIS ELA TE AMA E ESPERO QUE NUNCA TE PERDOE POR ISSO. - parei de gritar e ouvi

-ACHEI - Chris gritou e colocou as imagens que logo apareceu na Tv

Ela andava com dificuldade e ela estava com 3 malas e duas era minha e eu nem dei falta, elevador parou na garagem e iria pegar a Bugatti do Nolan, mais alguém chegou e em outro ângulo vimos Rodney.

Filho da puta falou que não viu ela

-Samantha? -falou e ela virou - O que aconteceu?

-Eu preciso sair daqui, me ajuda por favor tirar o rastreador desse carro. - falou e ele pegou as chaves da mão dela e a olhou confuso. -Vou te contar porque confio em você, eu vou embora, acabei de passar pelo pior dia da minha vida.

-O que aconteceu? Porque seu rosto está todo machucado.

-Foi o Justin, ele estava drogado e bêbado. -as lágrimas desceu -Ele me estuprou e me bateu. - falou e sua boca ficou em "O"

-Esperava tudo do Bieber menos isso. Claro que vou te ajudar. - falou e olhei para o monstro presente.

Ele destravou o alarme vendo o Bugatti Veyron.

-Você quer um carro mais simples? - assentiu e ele foi até um Range Rover Evoque preto, colocou as malas dentro e abriu o capo e desconectou uns fios. -Você quer que eu vá junto?

-Não, como eu consigo sumir sem ninguém me achar e me comunicar com alguém? - falou e sua voz estava firme agora. -Compre vários celulares pré-pagos, fique num lugar menos populoso e mude a aparência.

-Não quero mudar a aparência. - falou triste.

-Use perucas, sempre assim que Celina faz nas missões.

-Obrigado, Rod. -Falou abraçando ele. -Vou manter contato com você se eu precisar de ajuda eu te ligo.

-Claro, tome coitado chefe - falou fazendo graça e abraçou forte ela de novo.

Samantha entrou no carro e logo sumiu naquelas ruas do condomínio.

Sai na porta da mansão e olhei em direção dos seguranças

-RODNEY, RODNEY VENHA AQUI AGOORAAA. -gritei e os seguranças me olharam assustado e Roden e Rodney veio ate a porta.

Puxei ele pela camisa social e joguei no sofá

-Vamos porra me fala, cadê Samantha já sabemos que ela foi embora e você ajudou. Qual a placa do carro?

-Ela ja trocou de carro. - falou simples e via seu olhar de raiva. - Falei com ela hoje cedo, ela não me disse pra onde iria mais disse que esta bem, que o carro está voltando pra mansão e que logo ela entraria em contato de novo.

-Porque não nos contou antes -Nolan disse e agora ele chorava.

-Porque você viu o estado que ela estava? Desculpa se quiser me matar ou me mandar embora eu vou numa boa pro inferno ou pra rua. Mais única coisa que não aceito e agressão a mulheres e crianças. -Falou e Justin não se pronunciou ele parecia no mundo da lua.

-Pode ir e se ela te ligar por favor me avisa - Nolan falou e Rodney concordou e saiu.

Fiquei olhando pro Justin e eu queria matar ele, apontei a arma pra ele e atirei acertando de raspão no braço por Ryan virar meu braço. Justin me olhou com raiva nos olhos e veio em minha direção e Ryan ficou na minha frente.

-Você ficou maluca pirralha? -Justin falou entre dentes.

-Não tenho medo de você e teria acertado seu coração de pedra se Ryan não tivesse me interrompido. - gargalhei -Não sou tão nova assim pra ser chamada de pirralha, sendo mais nova que você tenho mais cérebro, maturidade e amor a vida. - falei e ela tentou avançar e Ryan empurrou ele.

-TA MALUCO JUSTIN, JÁ NÃO BASTA A MERDA QUE VEZ COM A TATA. -Falou e Justin abaixou a cabeça saindo porta a fora.

-Cuzao mesmo viu. - falei e recebi o olhar de reprovação de Ryan. -Que ele é mesmo.

-Agora basta esperar -Celina falou

-Não deveria ter deixado ela sozinha -Nolan falou e só agora percebi a irmã dele na sala, revirei os olhos e comecei subir as escadas e Za veio atrás de mim.

-Princesa fica calma vamos achar ela. -ele falou e bufei. -Que foi?

-Não estou preocupada dela ter ido embora e sim com ela ter alguma fratura por ter apanhado tanto. - falei me jogando na cama.

-Se quiser posso procurar por ela e trazer ela de volta. -Neguei.

-Logo estranhei, meu aniversário e ela não mandou nada, não me abraçou e nem ligou. -pausei - justo hoje ela desapareceu.

-Eu sei que nada que eu falar vai te falar vai confortar então vem me dar um abraço. - falou abrindo os braços na minha frente e medi ele e como sempre aquelas calças saindo, levantei abraçando ele.

-Obrigado por ser esse irmão. - Za tinha saído do quarto e tranquei a porta e fui pro banheiro tomar um banho, coloquei o celular pra carregar.

Cantarolava no banheiro e ouvi meu celular tocar e sai correndo do chuveiro e escorreguei batendo a cabeça no mármore da pia e fiquei tonta levantei com a vista turva tapeando a parede e cheguei na porta e logo achei a cama e peguei o celular.

-Pronto to aqui . -Falei assim que atendi e escutei soluços do outro lado. -Sam? É você pelo amor de Deus fala comigo, acabei de bater a cabeça não to conseguindo enchergar direito pra ver o número. FALA COMIGO PORRA....


Notas Finais


John Mayer - Gravity: http://youtu.be/owFFVQYW1p8

Tatuagens Isabela

1- https://goo.gl/images/byJcwS
2- https://goo.gl/images/PKLVS6
3 -https://goo.gl/images/TcRdFA
4- https://goo.gl/images/RaJxTL
5 -https://goo.gl/images/8Lw4V1

Eita que agora a porra ficou séria Justin arrumou o pior inimigo do mundo ISABELA SMITH.

até o próximo espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...