História Entre o sangue e o coração - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias ASTRO
Personagens Eunwoo, Jinjin, MJ, Moonbin, Personagens Originais, Rocky, Sanha
Tags Astro
Exibições 50
Palavras 1.202
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Pronto, acabou o clima fofinho que voltará daqui a dois capítulos.
Agora vai começar mais uma parte das tretas da vida.

Capítulo 9 - Vítima


Fanfic / Fanfiction Entre o sangue e o coração - Capítulo 9 - Vítima

*Lara on*

Meu chefe não dava uma pausa e mesmo eu não estava acostumada a ter um descanso. Tive que escrever um relatório enorme por ter ido ao armazém sozinha e explicar como pude envolver k-idols na confusão inteira. Estava morrendo de vontade de escrever “Seguiram o idiota do meu irmão” mas achei melhor minimizar o máximo possível a situação, ainda mais depois que conseguimos abafar todo o fato dos membros do Astro serem sequestrados.

Depois da manhã de um trabalho nojento olhando os corpos de mais um louco que tinha surgido tiramos um tempo para almoço e fomos para a minha casa, já que a casa de Seon Hee era realmente longe. O almoço foi muito divertido e eu tinha que me segurar pra não agarrar as bochechas de San Ha toda vez que ele fazia algo que eu achava fofo. Quando todos terminaram de comer eu finalmente me deitei um pouco para descansar até que eu tivesse que voltar para o trabalho. Foi então que meu sonho começou, o mesmo sonho de sempre.

 

Eu abria meus olhos, estava em um lugar tão escuro que era impossível enxergar qualquer coisa a mais de 1 metro de distância. Tentei me mexer mas era impossível, meu braço doía e sentia algum liquido quente escorrendo pelo meu braço e por minha barriga. Tentei chamar alguém, mas minha voz não saia, a garganta estava seca demais, estava fraca. De repente uma porta se abre exibindo uma luz extremamente clara que fez com que meus olhos doessem, e nela uma silhueta alta típica de um homem aparece por ela e vem em minha direção, sorrindo, gargalhando.

XXX: Como está hoje Lara? – sua voz era fria.

Não conseguia ver o rosto do homem, mas sua voz me deu calafrios. Pouco a pouco meus olhos se acostumaram com a claridade e então eu pude ver seus olhos negros e cínicos diminuídos pelo sorriso.

XXX: Demonstre medo Lara... Eu quero ver seu desespero, sua dor... Por que se importa tanto com ele? Ele não liga pra você... quer te ver morta Lara, mas eu não

- O que quer de mim?

XXX: Você me desafiou Lara e tem que pagar por isso. Quero que pague, que se desespere – ele riu

Seu olhos miraram em direção a meu braço, e sua mão subiu um direção ao elo da corrente que me prendia. Senti meu pulso arder e soltei um baixo gemido.

XXX: Assim não. Grite. EU QUERO QUE GRITE....

 

Acordei com o toque do meu celular, olho no visor e meu digníssimo chefe Lee Ki Boom me liga. Pelo visto algo sério aconteceu.

*ligação*

- Sim chefe

KB: Precisamos de você aqui

- Sim. O que aconteceu?

KB: Mais uma vítima foi dada como sumida e dessa vez eles deixaram uma mensagem

- Certo. Quem deu parte do sumiço da vítima?

KB: A mãe.... e Lara!

- Uhm.

KB: A vítima é Kim Si Hyun, seu irmão mais velho

- O que? – minha voz falhou

KB: Sinto muito.

- Tô indo agora mesmo

*fim da ligação*

- Desgraçado – xinguei em português

HJ: Lara? O que foi? – Hyun Jin olhava pra mim apreensivo

- Preciso voltar pro trabalho.

HJ: O que aconteceu?

Olhei pros meninos do Astro que nos olhavam apreensivos esperando por uma resposta de um de nós dois.

- Depois te conto. Preciso ir

SeonH: Tô indo com você.

Eu não podia dizer a Hyun Jin que seu irmão mais velho havia sido dado como desaparecido e que provavelmente era mais uma vítima do maníaco da cruz. Peguei o carro e dirigi até a central de polícia o mais rápido que pude e dentro do carro uma Seon Hee de olhos arregalados me olhava enquanto eu contava a ela o que o chefe tinha me contado. Estacionei o carro na velocidade da luz e segui em direção a sala de investigação.

KB: Lara! Já?

- Onde está a mensagem?

KB: Aqui – me entregou um envelope.

Dentro do envelope haviam duas fotos e uma mensagem “01 SAID” pintadas com sangue em um papel sujo. As fotos mostravam um galpão extremamente velho e com pouca iluminação, e dois jogos de corrente para prender mãos e pés.

- Verificaram o DNA desse sangue?

KB: Sim. É de Kim Si Hyun

- Mas que droga.

SeenH: Unnie. Essa mensagem é pra você não é?

- É sim.

Hyo: Como assim pra você? – O rapaz vinha acompanhado de Choi Joon Hee.

- Ele está querendo dizer que a vítima está em um local semelhante a esse e me deu 10 dias para encontra-lo com vida

Joon: Como deduziu isso?

- A mensagem é 01 SAID. Se você inverter tudo fica “10 DIAS”. A mensagem está em português.

Hyo: E as fotos?

- Estive em um lugar semelhante antes.

SeonH: Tem certeza?

- Não tenho porque esconder. Acho que o maníaco da cruz coreano capturou Si Hyun de propósito, por ele ser meu irmão

Joon: E porque ele faria isso?

- Não tenho certeza mas se eu estiver certa significa que o louco daqui realmente tem uma conexão com o louco brasileiro.

Joon: Por que?

- Porque fui a única vítima que ficou viva.

Hyo: Espera um pouco. Quer dizer q...

- Sou uma vítima do maníaco da cruz.

Joon: Como escapou?

- Pra falar a verdade não me lembro muito bem...

SeonH: Quando ela foi capturada nós estávamos na cola do psicopata e graças a ela conseguimos descobrir a identidade dele, porém não conhecíamos o rosto, pois ele tinha feito várias cirurgias plásticas. No processo de sequestro ela foi deixando pistas onde podia, pedaços de roupas, fios de cabelo e marcas de sangue. Um certo dia, conseguimos localizar o GPS de um número de telefone que havia feito uma ligação para o celular de um dos oficiais de polícia dias antes de Lara sumir, cumplice do maníaco da cruz. Provavelmente ela o irritou muito pra fazer com que ele se deixasse localizar exatamente no dia que a encontramos.

- Foi um bom plano.

SeonH: Cala essa boca – eu sorri – O galpão era esse que está nas fotos, mas ele ficou extremamente furioso quando foi capturado e prometeu que ia se vingar de Lara.

Hyo: E agora acha que ele deixou um discípulo aqui na Coreia e pegou seu irmão como vingança

- Pelo menos está tentando. Mas eu vou salvar Si Hyun com certeza

Hyo: E como pretende fazer isso?

- Ele vai me dar pistas, porque ele sabe que faria de tudo pra salvar Si Hyun, e outra.

SeonH: Ele quer você

- Exatamente. Mas não agora...

Hyo: Por que diz isso?

- Ele quer me testar. Se ele realmente quisesse me pegar agora, tinha sequestrado o outro irmão. Vou começar a investigação. Procurem o endereço de todos os galpões da cidade, usados e abandonados

SeonH: Tá

Hyo: Ok. Mas dessa vez você não vai sozinha. Peça reforço ok?

- Só se der tempo

Hyo: Se não der também. Avise onde está indo e deixe seu localizador no celular ligado

- Pode deixar. Agora tchau

Hyo: YA!

Sai pela porta e fui falar com a pessoa que provavelmente me odiava mais que o maníaco da cruz. Kim Seo Ri, mãe dos meus irmãos.


Notas Finais


E ai? O que acharam?
Quem é o "ele" que aparece no sonho de Lara?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...