História Entre os Mortos - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Carl Grimes, Carol Peletier, Dale Horvath, Daryl Dixon, Glenn Rhee, Michonne, O Governador, Personagens Originais, Rick Grimes, Shane Walsh
Tags Apocalipse, Aventura, Daryl, Drama, Mistério, Mortes, Rick, Shane, Twd, Zumbi
Visualizações 175
Palavras 527
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse é curtinho, espero que gostem :)

Capítulo 4 - Capítulo 03 - Bando


Estava para anoitecer. Sarah chutou a porta de entrada da delegacia encontrando novamente com a imagem de Malamute, tinha entrado pelos fundos e saído pela frente. Vasculhou a delegacia inteira em busca de alguma arma ou alimento, mas tudo tinha sido esvaziado. Ficou um pouco com raiva, porque pelo menos ter encontrado munições já eram o suficiente levando em conta que sua arma só tinha mais cinco balas de oito.

Alguém mais rápido que ela ainda estava vivo e limpou a delegacia.

Bufou e correu até o cavalo, agarrou o pito da sela e impulsou seu corpo para cima já guiando o animal em uma direção qualquer. Enquanto galopava alguns zumbis escutaram o som dos cascos e começavam segui-la para terem um belo jantar. Escutava os ruídos das criaturas, porém não se preocupava nem um pouco.

Deu os comandos fazendo o cavalo aumentar um pouco a velocidade. Correram por um longo trecho, até que Sarah decidiu fazer Malamute apenas andar. Ambos caminhavam em uma espécie de rua principal de Atlanta e mais adiante tinha um tanque de guerra abandonado, sem contar que assim que avançou mais um pouco encontrou com um bando enorme de zumbis.

Eram muitos zumbis, talvez milhões, bilhões...

– Malamute, vai. – o cavalo empinou e logo girou e começou correr de volta para a direção de onde vieram.

Os zumbis abandonaram o que pareceu ser um cavalo e passaram ir atrás dela. Malamute se arriscava em adentrar todos os vãos entre os prédios, mas sempre que tentava zumbis surgiam, obrigando-o a recuar e seguir em frente.

Mas adiante após tomar uma boa distância, escutou o som de tiros. Olhou para trás e encontrou com dois homens, um saía de dentro do tanque e o outro o ajudava. Sobreviventes. Só que não pensou em recuar, somente continuou correndo.

– O que é aquilo? – uma loira apontou para a movimentação de cima de um prédio.

– Parece ser um cavalo. – um negro respondeu segurando um fuzil.

– Impossível. – a loira apoiou o fuzil em cima do peitoril de concreto mirando o cavalo.

– Não Andrea! – o homem impediu, segurando o cano e abaixando a arma. – Ela parece estar ajudando. – completou fazendo-a direcionar o olhar para o cavalo.

– Mas T-Dog... – tentou protestar, porém dois corpos caíram gemendo contra o chão. – Glenn! – gritou se voltando para um rapaz asiático.

– Eu estou bem... – respondeu se levantando com dificuldade. – Tudo bem Rick? – questionou.

O outro que havia pulado com ele, ofegava. Ele levantou a cabeça se apoiando nas mãos e assentiu.

– Então... Quem é o policial aí? – outro homem surgiu, sendo ele todo musculoso, careca com cara de durão metido a besta.

Glenn com ajuda de Andrea se levantou e o encarou já percebendo que as coisas não seriam fáceis.

– E-eu... – gemeu conforme se levantou. – Eu sou o xerife Rick Grimes. – se apresentou estendendo a mão.

– Xerife é? – levantou uma sobrancelha em provocação. – Pena que isso não vale mais, não é mesmo? – sorriu cínico encarando os outros.

– Merle, por favor... – Glenn tentou, mas quando deu por si, Merle já havia acertado um soco no rosto de Rick, fazendo a briga começar. – Que bosta! – deduziu tendo que se intervir, porém ambos estavam destinados continuarem a brigar.


Notas Finais


Resolvi escrever nas notas finais então o que estão achando?
*Deixem seus cometários :3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...