História Entre Tapas e Beijos - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Visualizações 28
Palavras 1.443
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura 📚

Capítulo 17 - Socorro Suga, me ajuda!....


Fanfic / Fanfiction Entre Tapas e Beijos - Capítulo 17 - Socorro Suga, me ajuda!....

No dia seguinte eu acordei abraçado com Biah, e eu me aproveitei da situação e quando me dei conta já estava acariciando seu rosto e a mesma acorda e me olha assustada, ele tira o meu braço de sua cintura e se levanta rapidamente mais cai na cama de novo pois se sentiu mal ao levantar assim da cama e eu me assutei

- Minha cabeça - ela coloca as suas mãos na mesma - Tá doendo - ela me olha e em seus olhos pedindo ajudar apenas com o olhar

Eu me aproximo dela é por trás da mesma, eu passo minhas mãos em volta do meu pescoço e começo a fazer uma massagem em seus ombros

- Vai passar - eu coxixo no ouvido dela é sinto ela se arrepiar

- O-obrigada, Suga - era a primeira vez que ela me agradecia por algo

- Eu acho melhor eu ir - eu paro a massagem e me sentando lado dela - Se seu pai chegar aqui ele pode interpretar mal

- Não se preocupe com o meu pai, enquanto você dormia eu escutei um barulho e me levantei, era o meu pai dizendo que iria viajar por causa de negócios na empresa, foi de última hora

- Então quer que eu fique? - dei aquele meu sorriso

- Não exatamente, apenas disse que não precisa correr, tome banho, tome seu café e vai embora, com cuidado

- Você se importa comigo - eu sorri para ela e fui ao banheiro

- Vou pegar um roupa do Jimin - eu falo e vou ao quarto do meu irmão - O Jimin vai me matar, eu emprestei as roupas dele pra todo mundo - Biah ri sozinha enquanto pegava as coisas

Suga off~

Biah~

Eu peguei a roupa e fui até a cozinha, não tinha ninguém alô, os empregados estavam de folga, menos os seguranças e o motorista, eu lavei as mãos e fui fazer a única coisa que sabia, eu fervi o leite e depois coloquei em duas xícaras e depois coloquei o Nescau em pó e mexi com a colher, fui até a geladeira e peguei quijo e presunto, depois fechei a geladeira e depois fui pegar os pães, coloquei quijo e presunto e depois os esquentei, depois voltei pra geladeira e gurdaei o quijo e o presunto, peguei algumas frutas e sucos e organizei tudo na mesa. Por que que eu tava fazendo isso em?...arrumei a mesa com tanta dedicação. Lá estava eu com meu TOC ( transtorno obsecivo consecutivo )

- Por que faz isso - Suga parece na cozinha e me observa

- Eu acho que tenho TOC - eu começo a mexer o prato com uvas

- Ah...você acha? - Suga ri e depois se senta

- É que as pessoas que tem TOC elas são assim sempre, já eu só de vez enquando, na verdade é um pouco raro

- HM.....você que fez tudo isso?

- Sim - ela sorri - Já posso me casar - ela rir

- Casa comigo então

- Aff....me polpe Suga - eu reviro os olhos

- Meu Deus, eu nn acredito que eu perdi aula 

- Pensei que você fosse daqueles que se alegraria em faltar aula

- Ficaria, se não estetive fudido em matemática, eu já estou praticamente de recuperação final

- Nossa, o assunto de matemática tá tão fácil

- Só se for pra você

- Eu também tinha achado difícil, mais aí eu prestei atee e resolvi estudar

- Me ajuda

- Com o que?

- Com a matéria, vamos no meu apartamento ?

- Até parece que eu vou ficar sozinha no seu apartamento com você

- Por favor, eu juro que não vou fazer nada, apenas estudar - ele faz uma carinha fofah

- Aff....tá bom... Mais vou logo te falando que não paciência... se tu me tirar do sério eu taco um vaso na tu cabeça viu - eu ri

- Nossa, que professora má - ele rir tbm

- Tá bom....eu vou banhar e volto logo...ou talvez não, demorou muito no banho

Eu saio e deixo Suga tomando seu café da manhã, e eu vou para o quarto e tranco o mesmo, mesmo tendo grande possibilidade de estar aberto pois o fecho estavquebrado. Eu fui até o banheiro e fechei a porta, fiz minhas higirnes pessoais, depois tirei a roupa e entrei na cabine com o chuveiro e comecei a tomar meu banho, depois de tudo eu saio da cabine e a minha toalha estava pendurada ali perto da mesma mais eu estava muito molhada e acabo molhando o chão também, e acabo escorregando feio, Caio de bunda nk chão, eu tento me levantar mais a perna doía muito e começou a enchar, mais especificamente no meu joelho, ele doida tanto que calquer movimento era fatal, e agora o que eu ia fazer?....ainda no chão tentei pegar a minha toalha mais ela estava muito alta....a dor passou eu tentei levantar mais as fisgadas voltaram ainda piores....é eu não tive outra opção a não ser:

-SOCORRO, Socorro, Sugaaaaaa me ajudaaaaaaaa

Biah off~

Suga~

Eu já tinha terminado meu café e fui lavar a louça, foi quando escutei alguma coisa, nn me importei pensei que fosse outra coisa, mais aquilo me intrigou, eu fui ao segundo andar e comecei a escutar gritos abafados, eu fui até o quarto de Biah e ela tava gritando por socorro

-BIAH?!

- Suga socorro, eu caí e acho que machuquei a perna - ela fala com um voz de choro

- E-Eu vou aí - falo e ela grita

- Nãooooo,...estou sem roupa

- Coloque um toalha

- está muito longe, Suga me ajuda tá doendo muito - eu ouço um choro dela, eu coloco as mãos na cabeça sem saber o que fazer

- Eu vou entrar Biah

- Não!

- Por favor, é o único jeito de te tirar daí

- Não!, pare de ser idiota. Vá ao meu clost e traga um roupão - Ela fala é eu obdeço, mas volto

- Tá trancado!

- Aff..... Que merda! -Biah fala, as chaves estavam na cozinha

- Eu vou entrar aí é ponto! -eu falo e respiro fundo, e depois abro a porta e encontro ela sentada no chão com o joelho muito enchado, ela tava mais vermelha que um tomate, e eu fico olhando pra ela sem reação, ela é tão linda

Eu pego ela no colo, e ela tenta me bater mais eu não tava nem aí, ela tava toda molhada, eu coloquei ela em um sofá cama de seu quarto

- Você tem que ir pro hospital

- Suga.....me trás uma roupa pelo amor de Deus - Ela fala morta de vergonha sem ao menos olhar pra mim

- Tá..tá bom - eu me viro mais lembro que: - tá trancado - eu falo e Biah revira os olhos


- Me dá qualquer coisa pra vestir, pelo amor de Deus


- P-peP-pera - eu tiro a minha blusa e dou para ela - Você tem que ir pro hospital - falo r Biah engole seco

- E-eu tenho medo de hospitais - ela me olha envergonhada

- Não se preocupe eu estarei com você - eu vou até lá e abraço ela

- Não posso ir assim - ela olha para suas vestes 

- Você não lembra onde está a chave?

- Não.... Espera está na cozinha eu coloquei lá quando estava fazendo o café da manhã

- Eu vou lá, não saia daí - eu falo e vou até a cozinha é encontro um molho de chavrapidamente volto - São estas?

- Sim, é a chave rosa - Biah fala é eu abro o closet

Eu pego uma roupa confortável, a lingerie, um short de algodão da puna, uma camiseta branca e folgada com uns nomes em inglês na frente, e um moletom eu peguei em meio a tantas roupas e voltei até Biah e entrego tudo a ela, e novamente ela me pede ajuda com o olhar

- E-eu não consigo me vestir sozinha, meu joelho dói a qualquer movimento

- P-posso te ajudar? 

- Não! - Biah é muito teimosa

- Por favor, se você ficar se mechendo pode piorar a situação. É seu joelho está enviando - falo e ela respira fundo

Peguei a roupa das mãos dela, levantei aquela camisa que ela estava usando, tirei devagar, eu olhei para as costas nunas dela é aquilo me deixava louco, eu aproximei meu rosto no pescoço de Biah e beijeibo mesmo e ouvi Biah gemer meu nome é se arrepiar, eu fui e me sentei de frente pra Biah e a beijei e a mesma simplesmente deixou, mas depois parou

- Não Suga....meu joelho - paramos

Eu vesti ela

- Você consegue andar?

- Não

- Viu te carregar então - eu pego Biah no colo e ao dobrar o joelho ela grita alto de dor

- Suga...tá doendo - ela começa a chorar

- Não precisa chorar, eu vou dar um jeito nisso - eu enxugo as lágrimas de Biah, mais a mesma estava muito nervosa




Notas Finais


Até o próximo cap
É me perdoem pelos erros ortográficos
😘👋

Gostaram do capítulo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...