História Entre Voltas E Reviravoltas - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ficção Adolescente, Originais, Romance
Visualizações 1
Palavras 1.092
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem dela tanto quanto eu.

Capítulo 1 - Capítulo 01



 _Luísa, pode colocar uma roupa mais adequada, por favor. - mamãe dizia encostada no batente da porta de meu quarto.

_Qual a necessidade de trocar de roupa, se ninguém vira nos visitar?

_Luísa apenas faça o que estou pedindo e coloque outra roupa. - dizia a mesma ja irritada.

_Sim senhora.

Realmente não havia necessidade daquilo.

Coloquei um vestido azul de alcinha, com algumas flores de cerejeira desenhadas, junto de uma sapatilha preta. Desci para a cozinha a procura de minha mãe para ver se estava de seu agrado. Logo a vi sentada tomando chá e lendo alguma revista.

_Está linda. - disse pairando o olhar sobre mim. - Sente-se comigo se quiser.

_Não obrigada, eu preciso estudar para a prova de sexta.

Subi para meu quarto, não queria minha mãe em minha cola me perguntado sobre a escola, amigos, namorados, inimigos. Sempre estive rodeada de pessoas me mimando e dizendo que apenas devemos nos envolver com pessoas da mesma classe social, mas nunca acreditei nisso. Estudava em uma escola particular, a melhor da região na verdade, e quase todos os alunos pensavam dessa forma, outros não expressavam sua opinião. Como se nada importasse .

O simples fato de ter que ser alguém que não sou me machuca, não poder me expressar quanto a isso dói muito mais.

Era sexta, dia de prova, não tinha com o que me preocupar, estava tudo sobre controle; até eu esbarrar com alguém na entrada da escola.

_Me desculpe não te vi - falei enquanto me recuperava do baque.

_Não tudo bem, eu que peço desculpas.

Me virei para olhar quem era à minha frente, mas nesse instante o sino toca e sou obrigada a sair correndo para a sala, sem nem mesmo perguntar o nome do rapaz.

Na aula de redação, o professor pediu para que escrevêssemos sobre um colega de classe, qual tiraríamos o nome em um sorteio. Não demorou muito para chegar a vez de meu nome

_Quem sorteou Luísa Albuquerque, por favor venha à frente a leia sua redação. - pronunciou-se o professor.

Um garoto, qual eu não recordava o nome, se dirigiu-se até estar de frente para toda a turma, assim que se posicionou começou a leitura:

_Luísa Albuquerque, considerada uma das meninas mais bonitas do terceiro ano, se não a mais bonita do colégio. - devo confessar que isso me surpreendeu um pouco - Conhecida como "a princesa de gelo", pelo fato de partir corações, sempre negando presentes, declarações, e até mesmo elogios de qualquer garoto. Não sei o que falar sobre ela, nunca conversamos, nem trocamos olhares, - acabamos de fazer isso, e contra minha vontade corei um pouco - gostaria de saber mais sobre esta bela jovem, e quem sabe, conquistar seu coração, assim como fez comigo, Pedro Moraes.

A sala toda ficou agitada com essa declaração. Já eu, não esbocei uma emoção sequer.

_O que vai fazer quanto a isso Lú? - perguntou a pessoa que se sentava ao meu lado.

_Nada, eu não pedi que ele se declarasse Milla. - Camilla, minha melhor amiga desde que me entendo por gente. - Eu nunca pedi para que nenhum desses garotos fizessem isso.

_Mas eles tem sentimentos, você não pode feri-los assim. - ela me olhava irritada, já que isso acontecia sempre. - Tente entendê-los.

_Como vou entender um sentimento que nunca sequer senti em todos meus dezesste anos de vida? - me levantei já impaciente seguindo em direção ao refeitório.

_Se apaixone oras. - a mesma se sentou em uma mesa me puxando junto - Não é tão difícil assim.

_Falar é fácil, eu nunca nem mesmo me senti atraída por modelos, atores e etcetera, como vou apaixonar assim da noite pro dia?

_Esse que é o problema.

No final do intervalo, voltamos para a sala. Agora teríamos aula história, e a professora nos avisou que um aluno novo estaria entrando em nossa turma.

_Silêncio por favor. - a turma toda se calou - Obrigada, hoje estaremos recebendo um novo aluno, peço que o tratem bem, e o recebam de braços abertos. - ela se dirigiu a porta abrindo a mesma para alguem entrar - Entre.

Um garoto alto, - devia ter entre 1,75 e 1,80 aparentemente - cabelos escuros e olhos cor de avelã. Sim ele é muito bonito, sim ele me chamou atenção.

_Se aparente por favor. - falou a professora após se sentar.

_Bom dia, meu nome é Felipe Garcia Moura. - ele parecia envergonhado, mas seu olhar logo pairou em mim, e recebi um sorriso tímido lindo - Espero me adaptar facilmente à essa escola, e a todos vocês.

_Obrigada Felipe, sente-se ao lado da Srtª Albuquerque por favor.

Ele andou lentamente até a carteira ao meu lado, fazendo todos os olhares sendo direcionados à ele mesmo.

_Oi, desculpa ter esbarrado em você mais cedo. - aquilo me surpreendeu, eu nem olhei para ele naquele momento, e ele já lembrava de mim - Eu sou Felipe, prazer. - falou estendendo a mão para mim.

_Luísa Albuquerque, e o prazer é meu. - podia ouvir murmúrios ao fundo da sala - Eu que devo me desculpar pelo ocorrido de hoje de manhã.

_Luísa Albuquerque trocando mais duas palavras com um garoto? Ai tem coisa. - Camilla se sentou ao meu lado, nos fazendo dividir a cadeira - Oi, meu sou a Camilla, mas pode me chamar de Milla.

_Prazer Camilla, eu sou...

_Felipe, eu sei; aliás, sinta-se lisonjeado pela Luísa trocar mais de duas palavras com você, e não te olhar torto.

_Obrigada Camilla. - falei revirando os olhos.

_Fico feliz com isso. - ele sorriu de tal forma, que senti meu coração dar um pulinho de alegria.

"Mas o que foi isso? O que é isso? Porquê agora? Calma Luísa não deve ser nada"

No decorrer do dia, ficamos conversando e nos conhecendo melhor, em alguns momentos Milla me fazia passar vergonha por me fazer fica corada com qualquer comentário. No fim do dia nos despíamos de Felipe e fomos para minha casa, já que ela iria dormir lá.

_Então Luísa Albuquerque está apaixonada por Felipe Garcia. Quem diria não é mesmo. - disse Camilla colocando sua mochila em cima de minha cama.

_Eu o que!? - podia sentir meu rosto corar intensamente - Eu apaixonada por aquele gigante de olhos cor de avelã? Não mesmo!

_Você acaba de elogiar os olhos dele. - eu devia estar parecendo um tomate, de tanto que meu rosto queimava. - Eis que o primeiro amor da Lú, é o novato da turma.

 _Cala a boca Camilla!


Notas Finais


Obrigada por ler até aqui!
Eu tenho outras fics além dessa, então caso tenha se interessado da uma passadinha no meu perfil.

Tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...