História EOEO (Seungyoun - UNIQ) - Capítulo 8


Escrita por: ~ e ~GiovannaGati

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), UNIQ
Personagens Cho Seung Yeon, Jin, Personagens Originais, Rap Monster
Tags Bts, Luizinho, Uniq
Visualizações 16
Palavras 1.142
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oii bunnys! desculpem a demora para atualizar, foi por preguiça mesmo (não me batam). ficarei um tempo sem postar nenhum capítulo por causa das provas, e como são provas de final de ano, tenho que me esforçar o triplo do que fazia antes, pra passar de ano obviamente, e se eu ficar de recuperação ficarei de castigo, que isso é igual a sem fanfic. então vou demorar pra voltar pra cá. espero que não me abandonem :'( boa leitura S2 até...

Capítulo 8 - VIII


Fanfic / Fanfiction EOEO (Seungyoun - UNIQ) - Capítulo 8 - VIII

Dia 1: 29 de abril de 2017.

Tarefas: Montar a barraca e achar algo para comer.

Pov's Seungyoun

- Me dê a barraca. Deve estar pesada. - estávamos indo a nossa direção com a bussola.

Caroline: Eu levo. - ela cai. - Au.

- Da logo idiota. - Jin corre e se aproxima dela.

Jin: Carol, se cuide princesa. - acenou pra ela indo de volta ao seu caminho.

Caroline: Você também Oppa. - ela acena também, ele e ele se afasta.

- Esse SeokJin é um falso. Caroline NÃO se desgrude de mim a nenhum momento tá ouvindo?

Caroline: Até parece que se preocupa comigo.

- Me preocupo... sim. Agora diga que não vai sair do meu lado.

Caroline: Não irei sair do seu lado.

- Hum, ok. Agora vamos... sul é pra onde?

Caroline: Pra baixo gênio.

- Ah... eu esqueci.

Caroline: Você e seus amigos gostariam de ser advogados?

- Não... queríamos ser cantores.

Caroline: Por que não são? - ai ela quer saber demais.

- Cuida da sua vida vai.

Caroline: Desculpa ai. Já que você tá levando as barracas, deixa eu levar sua mala.

- Tá. Pega ai. - taco minha mala pra ela com força, e do bolso de fora cai minha pistola.

Caroline: Meu Deus! - ela é mais rápida que eu e pega a arma. - Se afasta. - levanto meus braços em sinal de rendição.

- Caroline Kang... - Ela destrava o gatilho da arma e aponta na minha cara. - Me da isso. Vamos resolver pacificamente.

Caroline: Você quer me matar por acaso? - começou a brincar com a arma. - Se for isso, o primeiro a morrer será você não eu.

- Eu quero te proteger garota! - digo autoritário.

Caroline: Proteger? Proteger de quem?

- Sei lá, qualquer pessoa.

Caroline: Sei... pega ai. - ela abaixa a arma e taca pra mim, guardo novamente na minha mala.

- E também quero evitar que um bicho nos coma. 

Caroline: Eu tenho luvas de box.

- Pra?

Caroline: Nos proteger também. Sou profissional em box não sabia?

- E eu lá quero saber da sua vida.

Caroline: Hum. Algo que não tem explicação, é que como você não sentiu medo quando apontei a arma na sua cabeça. - ela se aproxima do meu rosto com um olhar que quer tirar respostas da minha boca. - Hein? - engulo seco. Mal sabe o que passei nessa vida querida.

- Ah... fiz aula de tiro.

Caroline: Não me convenceu mas ok.

- Chega de conversa e vamos achar o lado sul antes que eu desista de passar uma semana contigo!

Pov's Caroline

Depois de horas tentando arrumar a barraca conseguimos, iriamos usar só uma, a minha no caso. A cada um minuto soltava um parufuso, tecido, ou qualquer coisinha, até que lemos as instruções e vimos que tinha que prender uns pregos firmimente na ponta.

- Ai, cansei de fazer isso. - sentei no chão me abanando.

Seungyoun: É o quê? Você que é tonta e soltou a barraca milhões de vezes. - ele ri. E pela primeira vez pude notar como seu sorriso é lindo.

- Seungyoun, seu sorriso é perfeito. Por que não sorri mais vezes? - sua expressão feliz se tornou algo sério.

Seungyoun: É complicado, mas um dia entenderá.

- Esperarei por esse dia. Iremos fazer o que agora?

Seungyoun: Coloque um tênis de cano alto porque iremos achar o que comer, já vão dar 17:30, mas até achar algo e ir onde o resto do povo tá vai demorar horas, e nem achamos nada pra comer, nadica de nada

- Verdade, eu estou com fome.

Seungyoun: Fome você não passará.

- Ui Tarzan.

Seungyoun: Pega a minha faca Buck 119 Special e a minha pistola.

- Quem?

Seungyoun: Uma faca de sobrevivência cara pra burro que tá nao bolso da minha mala. 

Caroline: Ah sim... pera ai.

[...]

Começamos a andar até achar uma bananeira com bananas maduras e prontinhas pra comer.

- ALI LUIZINHO! - apontei pra bananeira.

Seungyoun: Vem pra trás de mim. - sigo suas ordens e o mesmo mira e atira certinho no cacho de banana, faz um barulhão e cai uma meia dúzia no chão. Pegamos e seguimos de volta a barraca.

[...]

- Que horas são? - bocejei.

Seungyoun: 21:40. Foi bom que dividimos nossa comida com a sala, pelo lado bom ganhamos maçãs.

- Isso é verdade, hoje o foi bem legal, realmente eu amei. Mas irei dormir. Obrigada por hoje.

Seungyoun: Disse que não iria passar fome.

- Cumpriu uma coisa que disse pelo menos.

Seungyoun: É, irei te proteger por esses 7 dias.

- Meu guardião. - zombei.

Seungyoun: Praticamente.

- Passa repelente em mim por favor. - ele concorda e começa a passar em mim delicademente até que ele ia passar no meu rosto.

Seungyoun: E-eu não sou delicado pra passar no rosto de uma garota.

- Tudo bem, obrigada do mesmo assim.

Seungyoun: Vou te por pra dormir. - estranhei sua atitude e concordei. Entramos na barraca e ele me coloca com cuidado na barraca e me cobre. - Qualquer coisa que escutar me acorde. Estarei ao seu dispor.

- Valeu. - sorri. - Durma bem Luizy.

Seungyoun: Igualmente. Irei montar a fogueira pra amanhã estar pronta a noite, e também para dormimos quentinhos ok?

- Sim.

Seungyoun: Boa noite Carol. - Cho Seung Yeon sendo fofo? Que estranho! Ele fecha o zíper da barraca e fica lá fora sei lá fazendo o quê. Nem se passa dois minutos e pego no sono...

Pov's Seungyoun

Depois de dar boa noite a menina que prometi proteger durante sete dias, fico montando a fogueira durante uns 30 minutos, após isso volto na barraca e vejo se ela está acordada, cutuco seu rosto só para confirmar. E sim ela está dormindo profundamente. Busco na minha mala um cadeado e tranco a barraca pra nenhum intruso sequestrar ela, no caso Kim Namjoon, Kim SeokJin ou até mesmo aqueles panacas de seus amigos. Melhor garantir que aqueles monstros não venham aqui e peguem ela. Pego minha pistola e meu walkie-talkie, e ligo para o Wenhan.

- Wenhan? 

-  Oi.

- Onde você está?

- No norte. - disse baixo. - Você tá louco de ligar esse walkie-talkie agora? 

- Sim, já nasci louco. Eu queria saber quando o Sung Woo, vai mandar nossas cargas de drogas e armas. 

- Ah meu amigo, se eu soubesse já teria contado a você e o resto. Mas não faço a miníma ideia, já disse que estou cansado de ficar encarregado a o transporte dos carregamentos, passe isso ao Yibo.

- É que eu prefiro você fazemdo isso, depois da confiança do Yibo vem a sua, não que eu não confie no resto, mas você está acostumado com isso

- Ah sim. - Escuto uma voz femina voz no fundo. 

Oppa, como está com seu celular sendo que o Lee confiscou todos? - disse uma menina com voz sonolenta.

- Shhhh, to cantando. Volte a dormir... Luizy depois nos falamos, antes que de merda pra nós, eles podem escutar nossa conversa. Avisarei os outros que houve nada suspeito contra a Caroline.

- Tá bom. Boa noite.

- Boa noite. Desligando. - Volto pra barraca, destranco o cadeado, entro lá me enrolo no cobertor e durmo.


Notas Finais


até um dia meus amores ;-;
não deixem de me amar sz
kissus *~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...