História Epopéia do Fim - Capítulo 194


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Grega
Tags Ação, Aventura, Deuses, Epopeia, Fantasia, Fim, Grega, Luta, Magia, Mitologia, Violencia
Visualizações 5
Palavras 2.240
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Magia, Romance e Novela, Shounen, Suspense, Violência
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 194 - Invasão da Legião


Fanfic / Fanfiction Epopéia do Fim - Capítulo 194 - Invasão da Legião

Keith: Leon, você tá bem?

Leon: Sim. Minha cabeça ainda dói um pouco. [Leon colocou a mão na cabeça.]

Keith: Ei, Leon. O que diabos aconteceu?

Leon: Ah... Essa maldita névoa também esta aqui.

Angel: A névoa?

Meade: O que aconteceu com você tem algo a ver com essa névoa estranha?!

Leon: Para ser franco, não sei muito bem. Mas quando eu a vi pela primeira vez em Creta... Haviam corpos caídos no chão. E eles foram sugados para o chão por algo negro. [Todos ficaram sem palavras e assustados. Damon seguiu olhando.]

Keith: E depois?

Leon: Depois eu só lembro de me sentir fraco. Chegar em casa e desmaiar na frente da Iris.

Damon: Bom, já ganhamos bastante informação. Agora sabemos que essa névoa provavelmente está sendo produzida por algo ou alguém.

Angel: Sim.

Lilith: Agora precisamos descobrir o que...

Damon: Não se preocupem. Logo irá aparecer. Esse mundo não trouxe sorte a nós, portanto o alvo deve ser...

~~~x~~~

Próximo a Esparta. A névoa também esta a intensa nessa parte da Grécia. E na rua estavam andando...

Heath: Esse nevoeiro já está irritando, não acha?

Blaine: Sim. É difícil enxergar a sua frente com isso. [Heath e Blaine estavam andando, em alerta com a misteriosa névoa negra. Eles não sabiam do que se tratava. Mesmo assim andavam tranquilamente.]

Heath: Me pergunto de onde veio isso. Não é normal ver um nevoeiro dessa cor. Olha só! É turvo!

Blaine: ... [De repente, Blaine viu uma pequena silhueta a sua frente.] Heath.

Heath: Hm? [Os dois pararam. A silhueta se formou, mostrando ser... Uma garotinha!] Uma... Criança?

Blaine: Hm... [Blaine estava desconfiado. Mesmo por se tratar de uma criança de aparentemente 9 ou 10 anos, emanava uma aura estranha e assustadora...] Pelo jeito, o perigo apareceu...

Heath: Hã? Não me diga que...! [A garotinha levantou sua mão direita, com a palma apontada para os dois.]

???: Venha. Legion (Legião).

Heath: "Legion"?! [Os dois se prepararam. De repente, formas negras estranhas começaram a 'brotar' do chão. E eles se formaram. Dez horrendos monstros totalmente negros.] Ei, ei, ei... O que significa isso afinal?!

Blaine: Parece que teremos que descobrir agora! [Heath e Blaine pegaram suas Armas Divinas. Os monstros grunhiram para eles. E a garotinha só olhava, com um olhar... Morto.]

~~~x~~~

"O centro do problema é uma criança?! Heath e Blaine confrontam a Legião!!"

~~~x~~~

Heath e Blaine pegaram suas Armas Divinas - Garras da Devastação e Adagas da Escuridão, respectivamente. Exatos dez monstros negros apareceram. Eram a "Legião" convocada pela garotinha, com olhos tão negros quanto as aberrações ao redor dos dois. Eles ficaram de costas um para o outro, cobrindo as retaguardas.

Heath: Faz tempo que você não luta, não é? Deve estar enferrujado.

Blaine: O mesmo para você.

Heath: Ah não. Mas eu tive um reaquecimento contra o Clã das Sombras.

Blaine: Você nem lutou direito... Foi o que eu soube.

Heath: OLHA AQUI, NÃO PRECISA JOGAR NA CARA! [Heath falou de forma engraçada. A garota estranhava o jeito que os dois falavam a sua frente. Ela então inclinou sua cabeça para o lado esquerdo.] Oh!

???: Vão... Matem...! [Os monstros, assim que ouviram as palavras dela, foram ao mesmo tempo para cima dos dois.]

Ela... - Heath pensou.

Blaine: Pule...

Heath: Hein?! [Blaine abriu os olhos e fincou as duas adagas no chão. Heath então percebeu e logo pulou.]

Blaine: Dai Funka...! (Grande Erupção) [A explosão vulcânica ocasionada pela magia de Blaine engoliu os dez monstros. A garotinha ficou de olhos arregalados. A explosão foi tão poderosa, que fez a névoa negra abrir-se.]

Heath: Esse cara é maluco... Usar o Dai Funka aqui... [Heath estava em cima de uma casa. Ele, assim que viu o Blaine pretendia, foi rápido e eficaz para revestir todas as moradias ali com cristal resistente.] Falando sério...

Blaine: ...

O que... Foi isso...? - a garotinha se perguntou. Blaine apareceu dentre as cinzas vulcânicas da erupção. A garotinha não recuou ou demonstrou medo. Apenas... Ficou impressionada.

Heath: Cara, não faça isso assim! Às vezes eu posso não ter tempo de proteger o lugar como agora! [Disse Heath, enquanto o revestimento de cristal foi ruindo de pouco em pouco. Blaine respondeu com o silêncio. As bestas negras sumiram. Foram pulverizadas e evaporadas com o intenso ataque.]

Blaine: Não teve tanto poder assim... A explosão foi mais fraca que o normal. [Ao ouvir isso, a garota arregalou mais os olhos. Mais fraca?! Essa monstruosidade de explosão?!]

Heath: Eu disse... Enferrujamos com esses cinco anos sem batalhar.

...! - a garota não dizia nem pensava nada. Apenas estava de olhos bem abertos.

Heath: Muito bem... [Disse Heath, ao retornar do lado de Blaine.] Gah! Esse chão! [Heath fez duas solas de cristal para pisar no quentíssimo chão.]

Blaine: ... [Blaine olhou, de relance. Heath era retardado mesmo. Blaine sabia.]

Heath: Okay... E agora? O que fazemos?

???: Tsc! [A garotinha apenas estalou a língua. Ela levantou lentamente a mão esquerda. E em seguida estalou os dedos. Foi quando um monstro maior do que os outros dez apareceu atrás dos dois.]

Heath: O que?!

Blaine: Tsc! [Mais um, normal, jogou Blaine para trás. E o maior pegou Heath sem reação. Ele o deu um abraço forte e começou a estrangula-lo.]

Heath: GH! MERDA!

Blaine: Merda... [Blaine rapidamente cortou no meio o monstro menor e foi até o maior, que apertou mais o corpo e Heath.]

Heath: GUAAAAAH!!!! [Porém, espinhos negros cresceram do chão e impediram o prosseguimento de Blaine. Ele olhou para trás.]

Blaine: O que?! Ela sumiu? [A garotinha não estava mais ali. Ela havia fugido.]

Heath: UAAAAAH!!!! CRISTAL COATING (Revestimento de Cristal)! [Heath de repente, ficou todo cristalizado. E então, o estrangulamento do monstro era ineficaz. Heath usou sua força para sair dos braços do monstro, que cambaleou para trás.] Você vai pagar por isso! [Heath preparou as Garras da Devastação. E com um corte, abriu o peito do monstro que grunhiu.]

Blaine: Por que não fez isso assim que foi pego?

Heath: Precisava de tempo. E também um bom draminha para os leitores.

Blaine: Hmpf... Você é muito mais idiota do que parece.

Heath: Realmente. Pera, sou mesmo?!

Blaine: Tsc! Heresy! [As marcas de Heresy percorreram o rosto de Blaine. Heath olhou de forma duvidosa e cômica.]

Heath: Ei, Blaine-san... Você não está pensando em usar isso aqui e agora não, está?!

Blaine e Heresy: Last...

Heath: Merda! CRISTAL FULL COATING! (Revestimento Completo de Cristal) [Heath tentou ser rápido para proteger as casas e os arredores.]

Blaine e Heresy: HERESY! (Última Heresia) [Blaine cortou o ar à frente do monstro gigante e várias esferas de magma o enterraram com explosões gigantescas. Após alguns segundos, a fumaça substituiu a névoa negra. Heath estava protegido, suando frio de uma forma engraçada. As marcas de Heresy em Blaine se foram. O monstro foi destruído completamente.] Acabou. Por enquanto.

Heath: POR QUE VOCÊ FAZ ESSAS COISAS DO NADA?!

Blaine: O monstro foi derrotado. Isso que importa.

Heath: C-Como eu disse... Se eu não tivesse tempo para proteger tudo...

Blaine: Eu acreditei que você conseguiria. Por isso fiz sem medo.

Heath: Por favor, não faça mais isso. [Heath começou a revestir a enorme cratera criada pelos ataques consecutivos de Blaine.] Vai levar um minutinho... E agora? O que fazemos?

Blaine: Aquela criança sumiu. Bem suspeito.

Heath: Ela que controla esses monstros... Será que ela é a responsável pelo nevoeiro também? Acabei. [Heath se levantou. A cratera foi revestida pelos cristais firmes de Heath e logo voltaria ao aspecto e cor original.] Que tal irmos até o Olimpo reportar o ocorrido? Acho que o Damon e os outros precisam saber disso.

Blaine: Também acho.

Heath: Okay. [Heath estalou os dedos da mão direita. O revestimento de cristal nas casa e afins novamente foi desfeito rapidamente.] Vamos lá.

~~~x~~~

Monte Olimpo. Damon estava sentado em seu trono real, com seu braço apoiado ao braço do assento, apoiando seu rosto inclinado. Daisy e Lilith estavam sentadas ao lado dele, enquanto Meade e Angel estavam de pe atrás do assento. Elliot estava ao lado do assento de Daisy. Leon, Iris, Keith, Bluebell e Miles estavam olhando para o horizonte. Grey estava ao lado esquerdo de braços cruzados, enquanto Elaine estava ao seu lado. Damon olhava pensativo e concentrado para frente. O nevoeiro começou a ficar mais espesso.

Daisy: Hm?

Lilith: O que foi, Daisy?

Daisy: Sinto alguém se aproximando. [Todos ficaram atentos. Como jatos, Heath e Blaine deram um pulo e pararam entre os da frente e Damon. Os que estavam na frente olharam surpresos para trás.]

Heath: Olá. Quanto tempo!

Elliot: Heath! Blaine! [Elliot era o único dos "Escolhidos" ali, por isso foi o que reagiu com mais surpresa.]

Heath: Fala, Elliot! Está bem? [Heath falava com sua descontração de sempre. Leon foi até ele.]

Leon: Irmão...

Heath: Oh, e aí, Leon?

Blaine: Damon. Viemos te reportar algo que acabou de ocorrer próximo a Esparta.

Damon: Esparta...?

Daisy: Então foram vocês.

Blaine: Hm?

Elliot: Você sabe?!

Daisy: Não. Na verdade eu pude sentir pequenas explosões e uma pequena batalha, mas não pude deduzir com certeza.

Essa é a Princesa dos Deuses... Nada mal. - Blaine pensou.

Blaine: Bom, então vou explicar detalhadamente.

Damon: ... [Todos prestaram atenção. Heath voltou ao lado de Blaine.]

Blaine: Eu e Heath encontramos uma criança. Mais precisamente uma pequena garotinha.

Daisy: Uma criança...?

Heath: Sim, sim. Ela criou monstros negros e derrotamos eles.

Leon: Monstros negros?!

Meade: Quem é essa garota?

Heath: Não sabemos. Ela sumiu de repente. Mas seu olhar... [Heath lembrou do olhar dela... Era totalmente...] Um olhar sem luz ou esperança alguma... [Damon apenas ouvia em silêncio.]

Grey: E depois?

Blaine: Derrotamos os monstros negros. Foi aí que ela sumiu entre a névoa.

Heath: Pode ser que ela seja a responsável... Por esse nevoeiro estranho.

Essa garotinha... - Leon pensou enquanto lembrava de ver os corpos caídos serem sugados por algo negro. Essa "coisa negra" podia estar relacionada aos monstros.

Lilith: E então, Damon?

Damon: Hehe... [Damon sorriu de forna irônica.] Nós não temos sorte mesmo. Os problemas não acabam nunca.

Damon. Sou eu Julie. - Julie chamou por telepatia.

Damon: Diga. Estou escutando.

Há monstros negros estranhos aparecendo por todos os lugares. - Julie afirmou. Ela e Chloe estavam em cima de um telhado. Elas observavam a invasão deles.

Damon: Parece que o problema se expandiu. Vamos lá então... [Damon levantou. Ele foi andando até a borda do monte. Daisy o acompanhou.]

Keith: Vamos nos divertir um pouco agora?

Damon: Essa é uma boa colocação. [Damon, Keith, Grey, Elaine, Daisy, Elliot, Heath e Blaine se prepararam. Leon foi com eles.]

Iris: Leon?

Leon: Não se preocupe. Eu já estou bem. Fique aqui com as garotas.

Iris: Cuidado.

Leon: Pode deixar! [Bluebell, Iris e Lilith ficariam por conta de Angel no monte.]

Angel: Podem ir sem preocupação. Eu cuido das três. Dessa vez sem perder...

Damon: Confiamos em você, Angel. Vamos fazer uma visitinha a cidade agora... [Os nove então pularam ao mesmo tempo e começaram a ir em alta velocidade rumo a Cidade de Olímpia. Lilith deu um sorriso.]

Esse pessoal... - ela pensou.

Eles não são tão fortes. Mas tomem cuidado mesmo assim. Parece que eles sugam energia vital. - Julie disse. Leon então descobriu o motivo de ter desmaiado. Um monstro o atacou. E Isis aconteceu.

Damon: Ah, não se preocupe! [Alguns humanos estavam encurralados por vinte desses monstros horrendos. Eles estavam sem saída. Quando repente, uma explosão atrás dos monstros acontece. Todos olham. E então, os nove se levantam.] Vamos limpar esse local. [Todos, já com suas Armas Divinas em mãos, perfilados lado a lado. Uma cena épica.]

Homem: OS DEUSES! ESTAMOS SALVOS!

Mulher: É Damon-sama! Graças aos Deuses!

Damon: Muito bem, monstrinhos... Vamos brincar um pouco?! [Os nove então atacaram. Os montes pereceram na hora.]

Elaine: Rápido! Procurem abrigo!

Homem: Sim! Muito obrigado! Glória aos Deuses! [Os homens e mulheres ali foram correndo para um abrigo seguro. Os monstros não acabavam. Eles continuavam vindo e os nove seguiam os matando. Daisy tomou distância.]

Venha... - uma voz ecoou fraca na cabeça de Daisy.

Daisy: Hã? Faith, é você?

Não. É outra pessoa. - Faith respondeu.

Aqui... - a voz disse novamente.

Daisy: O que é isso...? [Daisy parou por um momento, sem nenhum dos oito perceberem. Ela então, olhou para o lado e percebeu de onde vinha a voz que a chamava. Ela então, sem se abster, foi em sua direção. Depois de um certo tempo, tudo estava limpo. Os monstros foram totalmente varridos da cidade. E então...]

Leon: Ufa, acabou!

Elliot: Ei, pessoal. Não está faltando alguém não? [Todos olharam, uns para os outros.]

Damon: Ah... Daisy não está aqui.

Elliot: Daisy-chan... MINHA DAISY-CHAAAAAN!!!!

Damon: Eu sei onde ela foi... Espera, "sua"?!

Grey: Pra onde?

Damon: Parece que por ali. Vamos também. Meade. Pode ficar aqui com a Lilith e as garotas também?

Meade: Está bem. Podem ir.

Damon: Okay. Vamos lá então... [Os oito então, partiram...]

~~~x~~~

Daisy foi em frente. Ela já estava em uma localidade totalmente fora de conhecimento. Era como um grande pântano. Ela tinha certeza que a voz a chamava para ali. Ela foi com cautela, porém rápida. Daisy já estava mais crescida. Era amais matura e forte. Já podia tomar suas decisões com mais seriedade e experiência. Ela seguiu em frente e parou ao ver uma grande casa de madeira à sua frente.

Daisy: O que é isso...?

Sinto algo estranho vindo dessa casa, Daisy. Tome cuidado. - Faith a alertou. Daisy respondeu acenando a cabeça positivamente uma vez. De repente, então, Daisy viu uma silhueta em frente a porta de entrada da casa.

Daisy: O que...? [Era ela... Daisy ficou em êxtase. Ela apenas observou.] Você é...

???: Você veio mesmo. Princesa. [A garotinha dos monstros e muito provavelmente da névoa negra. Ela e Daisy agora estavam frente a frente. Seu olhar escuro como o nada... Elas se encaravam.]

"Aquela que chamou Daisy foi a responsável por tudo isso!! Qual será o propósito dela...?!"


Notas Finais


Próximo Capítulo: "A Casa Negra"


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...