História Era só pra ser um jogo. Larry - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Tags Gay, One Direction, Romenca Larry, Sexo
Visualizações 38
Palavras 2.761
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Self Inserction
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi pessoas segue ai mais um cap bjbjbjbj

Capítulo 10 - Estamos namorando!


Fanfic / Fanfiction Era só pra ser um jogo. Larry - Capítulo 10 - Estamos namorando!

- Eu ouvi, Harry - ele gritou o interrompendo outra vez - eu ouvi você falando com aquele idiota na cozinha mais cedo, eu sou um babaca mesmo. Passei todo o dia ansioso pra te ver … estava mesmo preocupado com seu jantar com sua mãe … ai eu escuto que foi tudo parte de um joguinho sujo … eu te dei o que queria agora some da minha vida.

- Cala boca, Louis. Agora e você que vai me escutar - Harry foi até ele e arrancou a garrafa da sua mão a jogando longe - eu não estava jogando com você - ele o segurou pelos ombros - eu me aproximei de você pra te levar pra cama sim, mas depois que te conheci eu mudei - Louis riu sarcástico - acredite ou não eu mudei de ideia … você abriu sua casa pra mim, abriu seu coração e me deixou fazer parte da sua vida, não se importava de ficar comigo só curtindo um filme na TV e não gastando minha grana como todos ao meu redor … - Harry sentiu um nó na garganta e se afastou - eu também me abri pra você, Louis. Só te contei sobre minha mãe e minha infância por que confiei em você … ache mesmo que me abriria pra algum daqueles idiotas la dentro tirando meus amigos? - Louis desviou os olhos dele colocando as mãos nos bolsos do casaco - eu não falei que era um jogo pra ele.

- Mas não negou, deixou que ele falasse quelas merdas e ainda ficou sorrindo - Louis rosnou baixo.

- Por que eu to pouco me fodendo pra o que ele pensa - ele gritou sentindo as lágrimas escorrer em seu rosto, não podia acreditar que estava mesmo chorando e Louis parecia chocado - me importa o que você pensa Louis. O que o Zain e Liam e até o Niall pensa de mim, são pessoas que eu amo a confio … o resto eu quero que se foda - ele se aproximou de Louis e agarrou seu rosto o trazendo pra perto - me diz que o que aconteceu com agente lá em sima foi só por raiva, que não sentiu nada, Louis - ele sussurrou e Louis mordeu o lábio encarando seus olhos marejados assim como os dele estava agora - me fala, Louis … não e possível que não sentiu o que eu senti … por favor me fala, nunca quis me entregar a ninguém assim, eu vi minha mãe definhar por amar demais alguém que não a amava … me diz que não to apaixonado por você em vão - sua voz falhou e Louis soluçou tirando as mãos do casaco e o abraçou forte ele retribuiu o abraço.

- Eu não queria sentir … por mais raiva que sentisse eu … senti sim, Harry. Cada toque, cada beijo, cada olhar … tudo foi demais pra mim, por isso te deixai lá, queria colocar meus pensamentos no lugar - ele separou o abraço - mesmo depois de conversar com o Stan pelo telefone e sofrer, quando você me abraçou na cozinha eu já sabia que gostava de você - ele sorriu fraco - fiquei tão decepcionado quando ouvi aquelas coisas …

- Não foi um jogo, Louis eu juro …

- Eu acredito - ele suspirou aliviado - me desculpa ta? Deveria ter falado com você, mas aquele babaca me tirou do sério e ainda veio atrás de mim na cozinha …

- Esquece ele ok? Vamos começar outra vez? - pediu puxando o mais velho pelo braço.

- Podemos conversar melhor amanhã? - Harry franziu o senho - e que a bebida ta começando a fazer efeito e eu quero lembrar de tudo depois - Harry não segurou a gargalhada, apertou as bochechas dele e o beijou com carinho - não tem graça, eu bebi tequila.

- Vamos babar uma água ok? - Louis assentiu e selou seus lábios - aliais foi realmente uma foda e tanto - ele comentou.

- De toda nossa discussão foi só isso que você gravou seu pervertido? - Harry gargalhou e o abraçou pelo ombro.

- Desculpa, Lou. Eu ainda to com seus gemidos na minha cabeça.

- E isso por que eu estava com raiva, imagina quando repetimos a doze hu? - Harry o encarou por sima do ombro o vendo sorrir sacana.

- Adora provocar né? - Louis assentiu ele lhe deu um tapa na bunda. Voltaram pra dentro da casa, Harry pegou água e comida e o levou de volta pro quarto. Enquanto isso Luke os seguia com os olhos furiosos.

- Perdeu - ele se assustou com a voz no seu ouvido, virou e viu Zayn e Liam abraçados sorrindo largo - sabe qual a diferença de você e o Louis? Ele conquistou o Harry e você só o pau dele - os dois gargalharam - fica longe, vai por mim - ameaçou e saiu abraçado a Liam.

- Acha que ele vai aprontar algo? - Liam perguntou sentando no colo do moreno no sofá do lado de Niall e Josh que se beijavam como se não houvesse amanhã.

- Provavelmente, mas vamos ficar de olho - ele selou os lábios do namorado - viu ele chorando, porra o Harry ta gostando mesmo dele cara.

- Eu vi, to passado até agora.

- Nossa que gay amor - Liam gargalhou e o beijou - ei vocês dois, vão pra um quarto - ele gritou fazendo Niall dar um pulo e corar.

- Porra Z, vai a merda - Niall falou colocando a mão do peito e Josh beijou seu rosto rindo - cade o Lou?

- Ele e Harry se acertaram e ele o levou lá pra cima - Niall ficou sem acreditar.

- Deixa eles, Ni. Vai que Harry ta mesmo sendo sincero - falou Josh e ele suspirou se dando por vencido - quer beber algo?

- Não, acho que já bebi demais, queria ir embora mais o Louis foi com o Harry e eu ia dormi na casa dele, meu pai ainda ta viajando.

- Não gosta de ficar só né?

- Não - respondeu envergonhado - perece besteira mais eu não gosto muito.

- Não e besteira anjo - ele acariciou seu rosto corado - podemos ir lá pra casa se quiser - Niall o encarou e mordeu o lábio, não que não confiasse em Josh, ele não confiava em si. Nos últimos dias ele e Josh estavam cada vez mais grudados, os amassos estavam cada vez melhores ele se sentia cada dia mais necessitado, não queria fazer algo e se arrepender depois. Mas era difícil pensar com as mãos do outro em seu corpo, nem Zayn teve esse poder sobre ele - Baby, só vamos dormir ok?

- É … tudo bem - Niall sorriu envergonhado - vamos então - ele assentiu e levantaram.

- Já vão? - perguntou Liam.

- Vamos sim, essa festa já deu o que tinha que dar, daqui pra frente e só ladeira a baixo - comentou Josh. Se despediram e ele levou o loiro pro seu carro. Naill estava um pouco nervoso ele ficaria só com Josh em sua casa pois sabia que os pais dele estavam viajando, na verdade eles mau ficavam em casa, mas agora não podia voltar atrás teria que confiar no outro, o problema era confiar em si mesmo.

Chagando na casa de Josh eles seguiram direto pra cozinha, comeram algo entes de subir pro quarto do outro. O maior foi tomar banho deixando Niall o esperando no quarto, ele pode ver a decoração extremamente masculina, moveis escuros, uma cama enorme com lenções e edredom pretos. Ele tinha vários pôsteres de bandas, as paredes eram uma bagunça de pôsteres e grafites. Em um canto do quarto ele tinha um violão e uma bateria, o loirinho não conteve sua vontade de pegar o violão e dedilhar algumas notas.

- Não sabia que tocava - ele se assustou com a voz de Josh atrás de si e sorriu envergonhado. Ele acabou percebendo que o outro estava apenas de toalha, e voltou a encarar o violão.

- E-eu toco um pouco - ele murmurou - desculpa ter pego não resisti - ele levantou e foi colocar o instrumento no suporte ao lado da bateria.

- Tudo bem, pode pegar quando quiser, eu mau uso e minha favorita e a bateria - ele foi até o closet pegar umas roupas e voltou as estendendo pro loiro - tem toalha limpa no banheiro e uma escova de dente também, acho que essas roupas vão dar em você - Naill assentiu ainda tentando não olhar pro corpo do outro, foi pro banheiro e se trancou “por que ele tem que ser tão gostoso?” ele pensou passando as mãos no rosto. Apos um banho bem demorado, pois ele estava tentando se livrar de uma ereção incomoda, finalmente saiu do banheiro. Josh estava deitado na cama o esperando coberto pelo edredom, ele caminhou lento até ele se deitou ao seu lado, o maior o encarou o sorriu doce - tudo bem? - ele perguntou juntado os corpos e Niall pode percebe que o outro só estava de cueca quando seus corpos se tocaram.

- S-sim … tudo bem - ele gaguejou e o outro sorriu de leve e o beijou, ele colocou uma das suas pernas por cima da perna do loiro tocando de leve sua ereção que não o deixava em paz, Niall ofegou agarrando seu ombro gemendo baixo pelo contato, o maior não queria ultrapassar os limites do loiro mais ele ara tão gostoso, e aqueles gemidos o deixaram aina mais aceso.

- Ni … - ele murmurou separando os lábios e abriu os olhos, os alhos azuis do menor eram tão intensos que ele pensou que poderia ficar ali o encarando pra sempre - vamos devagar se quiser …

- E-eu quero isso - ele murmurou - mas não sei o que fazer, eu nunca … - suas palavras morreram ali e Josh sorriu acariciando o rosto corado do menor.

- Vamos com calma, se quiser parar, nos paramos ok? - ele falou calmo e Niall assentiu e eles voltaram a se beijar, o maior puncionou o corpo e se colocou em cima dele, a sensação de ter Josh sob seu corpo era maravilhoso, ele ofegou quando o outro passou a se esfregar causando uma fricção gostosa entre os membros. O maior mau podia acreditar que estava ali com Niall, o garoto por quem era apaixonado a mais de um ano, ele ainda tinha medo que o outro continuasse apaixonado por Zayn, mas não queria desperdiçar mais nenhum instante – tão lindo … - ele murmurou beijando a face corada do menor, Niall arfou e ele sorriu – tão doce – ele falou no mesmo tom e passou a ponta da língua no pescoço do loiro o vendo se arrepiar e apertar seus bíceps – eu sou completamente apaixonado por você. Niall – ele falou se afastando e encarando aqueles olhos lindos que tanto amava, Niall sentiu um nó na garganta, ele queria dizer o mesmo, mas não disse, apenas mordeu o lábio inferior e suspirou trêmulo, percebendo a sua hesitação o maior sorriu doce e o beijou, ele sabia que não teria resposta, mas feia de tudo pra conquistar o coração do mais novo.

Jorsh se desfez das roupas do outro aos pouco, beijando cada pedacinho daquela pele branquinha, ele desceu seus beijos pelo abdome do outro indo até sua ereção, lambeu os lábios ditando entre suas pernas, encarando o membro do menor. Naill gemeu arrastado quando ele o segurou e massageou devagar, e logo depois ele passou a língua em toda extensão, rodeou a glande com seus lábios rosados e o sugou.

- Deus Josh … assim – ele implorou arqueando as costas segurando os lenções, o maior se deliciou com o gosto dele, passou a chupar com vontade, segurou as cochas dele as erguendo, enquanto continuava a masturbá-lo ele passou a lamber suas bolas inchadas e sensíveis. Niall se perdeu nas sensações que Jorsh lhe proporcionava, ele gemia cada vez mais alto, se desesperou quando sentiu a ponta da língua do outro no seu períneo e logo depois na sua entrada. O maior sabia muito bem oque estava fazendo, ele o lâmbia com destreza e não demorou pra que ele sentisse um dedo entrando em si. Josh introduziu o indicador devagar enquanto o distraia lambendo e o masturbando lentamente – Ou … Jo-Josh eu … droga – ele estremeceu sentindo seus sentidos nublarem, e quando o maior colocou mais um dedo e o estocou fundo ele gritou e gozou sujando sua barriga e a mão do outro.

- O que foi anjo? Eu nem comecei – o maior o provocou e ele ainda respirando com dificuldade ergueu a cabeça pra encará-lo, ele tinha um sorriso orgulhoso que fez Niall corar fortemente, ainda com os dedos dentro do menor ele se arrastou ficando por cima dele e movimentou os dedos devagar vendo o menor se contorcer e fechar os olhos.

- Jorsh … - ele gemeu manhoso e o outro sorriu de lado e curvou os dedos acertando seu ponto sensível, Naill abriu a boca num perfeito O abrindo os olhos e segurando seu braço

– Achei – ele comemorou e Niall estremeceu. Ele passou a estocar seus dedos contra a carne macia da sua próstata levando o menor a loucura, vendo o membro dele voltar a endurecer, Niall se abriu mais dando total acesso a ele e seus dedos mágicos, ele colocou mais um dedo e passou a estocar mais rápido. O maior parou de torturar Niall, ele mesmo estava mais que exitado, podia sentir seu pre gozo melar a cueca.

- Deita de lado Ni – ele pediu retirando os dedos do menor o ouvido arfar, Niall suspirou trêmulo e deitou de lado, o outro se esticou até o criado-mudo e pegou a camisinha e o lubrificante, ele tirou a própria cueca e se posicionou atrás de Niall, colocou a camisinha e lambuzou seu pau com lubrificante, ele se ajeitou atrás do menor encostando seu peito nas costas dele, Niall se arrepiou por inteiro sentindo o membro duro dele contra suas nádegas – se quiser parar e só falar ok? - ele mordeu o lábio e assentiu. Ele beijou o ombro do menor e foi penetrando devagar, Niall sentia uma dor tolerável, mais ainda assim gemia manhoso deixando o maior louco. Quando já estava com a metade dentro dele Josh passou um braço por baixo do pescoço dele e a outra mão ele entrelaçou a do loiro. Ele se concentrava em não ir rápido, apesar de estar louco pra entrar com tudo ali, era tão quente e apertado que seu pau chegava a doer um pouco – caralho … - ele murmurou quendo o menor se empinou e o resto do membro escorregou pra dentro.

- Deus … - Niall apertou os olhos encostando a cabeça no ombro do maior que beijava sua face rosada tentando acalmá-lo – Josh … por favor … se mova – ele pediu depois de um tempo e o outro que já estava suado e sedendo suspirou e passou a se mover devagar. A sensação de ter Josh dentro de si era maravilhosa, a dor era bem pouco, ele sentia seu interior delatar e um arrepio prazeroso tomar conta do seu corpo a medida que ele saia e entrava em si – mais …

- Não quero te machucar … - ele gemeu ainda se movendo.

- Não vai … mais … mas rápido – ele pediu apertando a mão do maior que grunhiu e acelerou as estocadas – isso … - ele comemorou e Josh atacou seu pescoço. Não demorou pra o barulho dos corpos se chocando ser ouvido, assim como os gemidos e murmúrios. Ele saia e entrava rápido e forte beijando e mordiscando o pescoço do loiro, que por sua vez pedia mais. Ele largou a mão do menor e colocou em seu membro e passou a masturbá-lo do ritmo das estocadas, ele não duraria mais assim como Niall. Gemeram juntos e gozaram forte, ele na camisinha e Niall em sua mão e nos lenções. Niall se sentiu mole e satisfeito, gemeu manhoso ao sentir o outro sair aos poucos de si, depois de um tempo respirando com dificuldade ele foi puxado e coberto, dormiu em seguida deitado sobre o peito do maior, Jorsh não teve coragem de tirá-lo dali, eles tomariam banho quando acordassem, agora ele só queria curtir aquele momento. Sorrindo como bobo ele fechou os olhos e adormeceu.

 

Continua …



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...