História Era uma vez - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 9
Palavras 1.447
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oiiiiii mores, vou postar 2 capítulos hoje, porque ontem foi das crianças e todos nos temos alma de criança não importa a idade. Sim já passou o dia mais e daí? Espero que gostem dos capítulos.

Bom já sabem, me mandem as suas ideias que eu arranjo um jeito de colocar na fic.
E desde já peço desculpas por qualquer erro ortográfico.

Boa leitura...

Capítulo 8 - Desmaiei de novo?!


Fanfic / Fanfiction Era uma vez - Capítulo 8 - Desmaiei de novo?!

 

Olhei para o meu irmão e depois para o Castiel, eu nunca tinha visto o meu irmão tão bravo assim, olhei para o Castiel novamente para ver se ele iria continuar com o plano ou não, ele estava sério e não parava de encarar o meu irmão. Eu desisti de esperar um dos dois ceder e falar alguma coisa, olhei para eles uma última vez e falei.

- É sério isso Jason?! Eu já tenho 15 anos, fala sério eu posso muito bem namorar – olhei seria para ele e continuei – sem contar que eu nunca reclamei de nenhuma das suas namoradas, ou muito menos falei que você não podia namorar.

  Depois de alguns segundos que eu falei percebo que não é só o meu irmão que está me olhando, mais sim todos da sala, e algumas pessoas que passavam pelo corredor pararam para me olhar. Fico meio envergonhada e olho para Castiel que me olhava meio chocado e feliz, do lado dele está Jarad com um olhar meio decepcionado e aflito, não entendi muito bem porque ele estava com aquele olhar, mais continuei olhando pela sala, o “pai” do Castiel não sabia se ficava feliz por eu te defendido seu filho, ou indignado por eu ter falado isso para o meu próprio irmão, a namorada do Jarad não sabia se ria da cara que seu irmão fazia, ou se tentava ficar seria pois seu pai a estava á olhando, bom os meninos estavam de boca aberta meio chocados por tudo que aconteceu.

  O olhar do meu irmão foi o mais assustador de todos que estavam presentes naquela sala, ele me olhava com desprezo mais acima de tudo ele me olhava triste, e esse foi o olhar de cada um que estava presente dentro daquela sala.

  Ele saiu da sala sem dizer uma palavra ou também olhar para trás. Fiquei triste ao ver o que eu tinha feito...

 Depois de perceber o que eu tinha feito também resolvi sair dali, me direcionei a porta, coloquei a mão na maçaneta e a girei, abri a porta, e quando ia colocar um pé para fora daquela sala, alguém me segura pelo pulso me impedindo de sair, viro para trás de modo para ver quem me segurava pelo pulso, olho para seu rosto e vejo Castiel, imediatamente desabo em seus braços.

 

P.O.V Castiel

 

Safira caí em meus braços, não entendo direito e fico meio desesperado até que percebo que ela está desmaiada, pego ela no colo (estilo noiva) e saio correndo para o carro, passo por vários corredores até chegar ao elevador onde vejo Jason, ele vê que estou com uma cara de desesperado, e logo depois seus olhos pairam sobre meus braços onde carrego sua irmã.

- O que ela tem? – ele pergunta meio desesperado.

- Ela desmaiou – falo começando a andar em direção as escadas para o estacionamento.

- De novo?! – ele fala meio que pra ele mesmo mais eu escuto.

  Ele anda atrás de mim sem falar nada até chegarmos no estacionamento.

- Posso ir com vocês? – Jarad aparece do meio do nada ofegante.

- Claro – falo sem hesitar.

  Todos nós entramos no carro e fomos para o hospital. Jason que estava atrás com ela a pega no colo (estilo noiva), e eu e o Jarad entramos no hospital na frente, falamos com a recepcionista e alguns minutos depois um médico aparece chamando o nome de Safira.

 Jason leva ela até o quarto que o médico pede, enquanto eu e Jarad esperamos em frente a porta do quarto em que ela estava.

- Você acha que ela está bem? – Jarad me pergunta parecendo estar bem preocupado com ela. Olhei para ele que estava com um olhar preocupado e fale.

- Eu não sei cara – não sei como meu rosto estava, ou como eu estava falando mais na hora ele se espantou.

- Você está bem Castiel? – ele perguntou sério.

- Claro que estou bem... Quem não está bem aqui é a Safira – falei meio grosso, e ele não falou mais nada depois disso.

 Depois de um tempo Jason apareceu e se sentou com a gente.

 

....

Mais ou menos uma hora depois o médico aparece.

- Safira London Luz – ele anuncia e todos nos levantamos.

- Ela está bem? – Jarad pergunta.

- Ela já acordou? – Jason também pergunta, meio afobado, ansioso e nervoso.

- Já podemos ver ela? – eu perguntei meio preocupado.

- Eu preciso falar com um familiar dela, algum de vocês é o irmão dela ou podem ligar para alguém de sua família? – O médico fala olhando para a prancheta que está em sua mão.

  Jason anda em direção ao médico e fala.

- Sou o irmão dela – ele fala meio nervoso e preocupado.

  O médico leva ele para um canto e começa a falar...

 

P.O.V Jason

- Sua irmã está bem – eu volto a respirar e fico mais aliviado, e o médico continua – mais ela está exausta, tensa e nervosa, você sabe de alguma coisa que pode ter deixado ela assim?

- Bom... – começo a contar para o médico do divórcio dos nossos pais, de nós mudarmos de país do nada, da separação dela com a melhor amiga, do desmaio que ela teve quando se trancou no quarto e ficou sem comer por praticamente um dia, da nossa briga, e todo o resto.

  O médico pareceu analisar toda a história e falou.

- Ela vai precisar descansar por um tempo, deixe ela tranquila tente não brigar muito com ela, ela precisa se acostumar com tudo isso, fazer bons amigos vai ajudar a curar sua doença, ela também tem que manter uma boa alimentação e... – antes que ele acabace de falar o interrompi.

- Como assim doença?

- Bom de acordo com os exames que fizemos não tem nenhum problema muito grave só que toda vez que ela ficar nervosa ou tensa demais ela vai desmaiar, como eu posso dizer isso – ele pensou um pouco e falou – vamos dizer que toda vez que ela estiver sobre pressão ela desmaiasse. É como um distúrbio emocional ou estrese. O mais importante que eu estava quase esquecendo de te falar, você não pode de maneira nenhuma falar para ela que ela tem essa “doença” pois senão vai ser mais difícil para ela se controlar emocionalmente, e tentar se curar.

  Eu fiquei por um tempo ali em pé não acreditando nas palavras dele. Algum tempo depois que ele explicou que pode ser tratado “mais ou menos”. Eu voltei para onde os meninos estavam e falei para eles o que a Safira tinha, e para eles tentarem não deixar ela sobre pressão ou nervosa. O médico falou que podíamos ver ela um de cada vez, logico que como irmão dela eu fui o primeiro.

 Entrei no quarto e vi ela sentada na cama olhando pro nada, tomando soro.

- Oi – falei baixo, mais ela escutou e continuou olhando para o nada, então eu continuei – desculpa, você sabe que eu só quero o seu bem, e que como você sendo minha irmãzinha mais nova me sinto no dever de te proteger para sempre – esboço um sorriso de canto e continuo – mais eu tenho que perceber que você tá crescendo né? Eu sei, eu sei, mais é que é tão difícil – ela finalmente olha para mim.

- Você tá parecendo um pai, tentando se desapegar da filha – ela fala rindo sem mostrar os dentes.

- Obrigado, eu acho. Então minha linda e preciosa irmãzinha eu vou tentar me desapegar de você tá? Você irá ser livre como um pássaro – falo ainda pensando e completo – eu acho.

  Ela começa a rir o que me deixa feliz. Ela para de rir por um momento e fala.

- Não precisa se desapegar de mim – ela fala fazendo voz de triste e cara de choro.

- Eu não disse que eu me desapegaria de você eu disse que tentaria, não te dou certeza nenhuma de que eu vá conseguir – falo olhando para ela e tentando ficar sério.

- Eu já te disse que você é o melhor irmão do mundo? – ela pergunta e eu faço um leve não com a cabeça e ela continua – pois então eu estou te dizendo agora maninho.

  Levanto da poltrona em que estava sentado que era ao lado da cama dela, e dou um abraço bem forte nela, e falo eu seu ouvido.

- Maninha seu namorado e um delinquente querem te ver então eu vou esperar lá fora e qualquer coisa é só gritar.

  Ela começa a rir descontroladamente e eu solto ela saindo do quarto e deixando o Castiel entrar.

 

P.O.V Safira

Sério melhor irmão EVER... Depois de alguns segundos que ele saiu entra o meu “namorado” todo preocupado comigo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...