História Era uma vez - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 12
Palavras 1.205
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oiiiii mores, bom esse é o último capítulo de hoje, espero que gostem...

Bom já sabem se tiverem alguma ideia me mandem que eu arranjo um jeito de por na fic.
E desculpem qualquer erro ortográfico.

Boa leitura...

Capítulo 9 - Moro em uma mansão...


Fanfic / Fanfiction Era uma vez - Capítulo 9 - Moro em uma mansão...

- Você tá bem? – ele pergunta pela decima vez desde que me viu sentada na cama.

- Eu to bem relaxa – falo pela decima vez para ele.

Então ele pensa em uma coisa e começa a falar.

- Eu estava pensado, você quer fazer uma transformação tábua? – como assim tábua? – eu estava pensando comigo mesmo e se você for continuar sendo minha “namorada” – ele fala fazendo aspas com a mão – você com certeza vai ser fotografada, e minhas fãs não vão gostar de saber que eu namoro uma zé ninguém que ainda por cima de não ser famosa é assim – ele aponta pra mim com cara de indignando.

- Então porque você não arranja outra namorada? – pergunto meio nervosa com ele.

- Porque eu só gosto de uma certa zé ninguém, e não dá para nenhuma outra á substituir, tábua – ele fala meio rindo.

- E que negócio de tábua é esse? – falo meio que querendo pular no pescoço dele.

- Ué esse negócio de tábua não é mais que a verdade – ele fala ainda rindo da minha cara.

- Tá bom ô rebelde, mais eu vou aceitar a sua proposta de transformação.

- Ok então eu tenho que sair porque se não o Jarad vai me matar, ele estava morrendo de preocupação, bom não mais do que eu né mais eu não enchia o saco dele perguntando se ele achava que você estava bem ou não – ele se levantou para sair.

  Antes dele sair ele foi até mim antes e me deu um abraço super aconchegante de onde eu não queria sair, ele me deu um selinho, me fazendo ficar super envergonhada e nervosa, depois disso ele só saiu como se nada tivesse acontecido.

  Logo depois do Castiel sair o Jarad entra, e me olha super preocupado.

- Você tá bem? – ele fala arregalando os olhos. (N/A: normalmente é assim quando alguém me vê sem maquiagem).

- Sério isso? Vocês combinaram só pode ser isso, cadê as câmeras? Podem aparecer eu sei que isso é um reality show – falo olhando para todos os lados.

  Ele não entende nada então olho para ele e falo.

- Eu to legal, agora relaxa viu? Se você me fizer essa pergunta mais uma vez eu acho que o Justin Bieber aparece cantando Love Your Self, só acho.

- Desculpa eu não sabia que essa pergunta te incomodava tanto – ele olha com aqueles olhos de cachorro abandonado e eu não resisto.

- Que coisa mais fofa – falo apertando as bochechas dele.

- Ai – ele fala esfregando as mãos em suas bochechas depois que eu paro de as apertar – então o que o Castiel falou com você?

- Bom ele falou que vai me transformar.

- Como assim? – ele pergunta meio confuso.

- Bom também não sei direito. – falo pensando – talvez cortar o meu cabelo? Pintar ele? Jogar todas minhas roupas fora e comprar novas? Eu acho que seja mais ou menos isso mais não tenho certeza.

  Ele começa a rir com ele mesmo, e eu fico meio que panguando sem entender nada do que está acontecendo. Por fim pergunto.

- Porque você não para de rir? – ele continua rindo mais tenta me responder.

- Bom é que tipo assim... – ele pensa um pouco antes de falar – o Castiel não é muito de falar “vamos fazer uma transformação” – ele fala afinando a voz e depois rindo mais ainda.

  Começamos a rir muito e conversamos de diversas coisas até que um cero alguém aparece na porta e acaba com a festa.

- Ei já acabou o tempo né? Até porque a namorada é minha – Castiel fala da porta.

 Jarad me dá um abraço e depois saí pela porta. Assim que Jarad saí o Castiel entra. E eu começo a zuar com ele.

- Namorada é? Achei que fosse só teatro – falo rindo muito.

- E é – ele fala sério e continua – mais você só pode interpretar comigo, e assim o público vai aplaudir de pé.

  Nós dois rimos. Depois disso o médico apareceu e falou que eu já podia ter alta, ele só ia me checar uma última vez para ver se eu estava bem, e depois disso eu poderia ir, ele só falou para mim fazer exercícios, e ter uma boa alimentação.

  Depois do médico ver se eu estava bem ele falou que eu podia ir embora. Então o Castiel levou eu e meu irmão para casa, enquanto eu e o Castiel conversávamos sobre várias coisas aleatória, o meu irmão e o Jarad estavam quase dormindo no banco de trás.

- Agora vira a esquerda – falei indicando o dedo para a esquerda – agora é só ir reto e chegamos.

 O Castiel olha para o lado e fala.

- Você mora em uma mansão? – ele fala de boca aberta ainda.

- Eu falei que a minha mãe é bem sucedida. – falo para ele, e fecho sua boca.

- Mansão onde cadê? – o Jarad fala olhando para todos os lados.

 O Jason esfrega o olho com cara de sono, pois já eram duas da manhã.

- A gente já chegou? – ele pergunta bocejando.

- Já – eu afirmo saindo do carro e pegando minha única mala, pois o resto a minha mãe tinha trago com ela.

Toco o interfone e minha mãe atende, falo que sou eu, ela abre o portão e vem correndo em minha direção me dar um abraço. Olho para os meninos e eles estão praticamente morrendo de sono, o Castiel quase dormindo no volante e o Jarad tentando ficar sentado no banco, então falo.

- Porque vocês não dormem aqui?

- Não queremos incomodar – diz o Castiel como se ele fosse educado.

- Vocês não vão incomodar pode ter certeza disso – eu falo, e eles me olham meio que me estranhando por eu estar assim – ai parem de me olhar assim e entrem logo vai.

 O Castiel entra com a BMW X6 branca dele, e estaciona sai do carro, e fica esperando eu andar ou falar alguma coisa. Então eu falo.

- Vamos entrar?

Meu irmão e minha mãe tinham ido na frente então eu entrei com o Jarad e o Castiel no hall de entrada, e eles olhavam tudo de boca aberta, como se nunca tivessem visto aquilo antes. Subi a escada e mostrei para eles os quartos de hospedes, já tinha banheiro dentro de cada quarto então era só isso. Fui para o meu quarto que era em frente o do meu irmão, e o maior, só perdendo pelo da minha mãe, nele tinha um closet, uma penteadeira, uma escrivaninha, uma cama de casal, logico também tinha o banheiro, de toda a casa o meu quarto era o mais simples. Tomei um banho coloquei um pijama curto e me deitei para dormir. Acordei logo pela manhã, mais ou menos pelas nove horas, e peguei o meu diário, faz tanto tempo que eu não lhe escrevo...

 

 

Querido diário, faz tempo né?

  Bom vamos dizer que eu não tive tempo, até porque eu estava em New York, e várias coisas aconteceram,,,

 

FORA DO DIÁRIO...

Safira conta tudo para seu “melhor amigo”, depois percebe que já tinha perdido o café da manhã, então coloca qualquer roupa e desce as escadas, indo até a sala de jantar onde o almoço ocorreria...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...