História Era uma vez a inocência. (G!P/G!P) - Capítulo 64


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camila G!p, Camren, Camren G!p, Lauren G!p
Visualizações 1.641
Palavras 964
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção Científica, Hentai, Orange, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Rola ganhou!!!

Na moral... Eu ri muito com os comentários HAAUSAHAHSHAUA todo mundo adora uma rola.

E hoje de manhã muitos foram tombados por Camila, eu chorei. Chorei de orgulho e também pelo outro lado...

Capítulo 64 - Foder ( versão Lauren).


POV Lauren

Meu corpo estava em êxtase. Eu queria tranca - lá em algum lugar e a fazer dizer todos os motivos por me deixar mas os meus desejos reprimidos por todos esses anos estavam a flor da pele. 

Eu nem ao menos conseguia pensar em fazer algo de ruim com Camila.

— Eu... - me aproximo de seu rosto e inspiro todo a fragrância que seu corpo exala. — Quero tanto te foder. - sussurro.

Camila suspira e eu arfo em sua boca antes avança em sua boca com um beijo faminto.

Ela reluta mas acaba sedendo quando eu a aperto contra a parede. Nosso beijo era desesperado, eu passava as mãos pelo seu corpo de um jeito afobado.

Eu tinha a plena consciência que de estávamos em público e que estávamos sendo observados por algumas pessoas que estavam perto.

Termino o beijo  tenho a minha visão favorita novamente, Camila com os labios avermelhados e ofegante. Ela direciona o olha para o lado esquerdo e eu a acompanho olhar e vejo um pouco distante os banheiros.

Olho para Camila e ela está anciando por isso também. Agarro em uma de duas mãos e a puxo em direção aos banheiros. Nossos passos são apressados, colidimos com várias pessoas durante o trajeto alguns chegam até a reclamar mas estava ocupada demais para dar atenção.

Entramos as pressas no banheiro que por sorte estava vazio. Tranco o banheiro por dentro e me mantenho virada para a porta. Espero não me arrepender disso...

Quando me viro Camila está quase encostada parede, ela observa cada movimento meu atentamente.

Me aproximo lentamente e tranco minha respiração. Ficamos nos encarando durante alguns segundo mas que pareceram todo o tempo do mundo.

— Por que isso Lauren...? - Camila pergunta olhando para meu corpo. 

— Por que... - colo meu corpo ao seu e a encosto na parede, sinto seu coração disparado e dou um sorriso torto. Pego em umas de sua mechas de cabelo que coloco atrás de sua orelha. — eu quero sentir novamente seu cu no meu pau... - susurro.

Meu rosto vira com tudo para lado e sinto uma leve ardência na bochecha esquerda. Ela acabou de me dar a porra de um tapa!

— Eu não sou mais aquela garotinha insegura que você conheceu 4 quatro anos Lauren! Aquela garota que você só fodia cresceu e pode ter certeza que ela está bem diferente! - ela rosna para mim e isso tudo deixa ela mais sentram. Sorrio .

— É? Me mostra! - a desafio subindo um pouco meu vestido. Camila observa tudo com a respiração pesada, vejo em seus olhos que ela está com raiva.

Sou jogada contra a parede e virada tendo meus peitos prensados na parede. Camila solta murmuros que não consigo entender e escuto o som de zíper se abrindo. Passo minhas mãos por cima de meu ombro e tendo agarra seus cabelos, com sucesso me retiro de seu aperto e troco nossas posições. 

Camila espama as duas mãos na parede e se inclina tentando deixar sua bunda mais empinada o possível. Ela ancia isso mais do que eu.

Descalço os salto alto que estava usando e subo meu vestido até a altura do seio, agarro o shorts compressor junto a calcinha box e abaixo os dois ao mesmo tempo. Suspiro ao sentir todo meu pau livre e pego na cintura de Camila e fazendo abaixar um pouco para mim me encaixar a ela.

Observo com mais calma seu corpo, suas calça na altura do joelho deixando sua enorme bunda amostra. Agarro em sua bunda e abro seus montes e observo seu cu já ancioso para me ter dentro.

Olha para o rosto de Camila e ela ainda continua murmurando coisas. Sorrio e volto minha atenção para sua bunda, sem tempo para lubrificar direito apenas cuspo na ponta de meu pau e tento espalhar um pouco. Coloco meu  pau na sua entrada de trás e ela fica totalmente parada. Se a garota cresceu então ela aguenta isso!

Me enterro de uma vez e nós duas suspiramos. Sem a deixar recuperá da invasão começo a mexer meu quadril freneticamente tentando a alarga totalmente.

— Caralho! - Camila geme e faz movimentos para trás fazendo sua bunda colidir de uma forma brutal com meu quadril. — Antes... era melhor! -  a vadia quer cutuca a onça de vara curta...

Dou uma palmada em sua bunda e vejo meus dedos marcados em sua pele macia. Pelo umas de minhas mãos até aonde estou a penetrando e forço dois dedos a entrar junto com meu pau. 

Camila puxa todo o ar que seus pulmões suporta quando meu dedos entram, sou risada de sua reação é me inclino para chegar até seu ouvido. — Tem certeza? - pergunto com um sorriso no rosto.

— Vac... Agh!! - Ela geme quando tiro todo meu pau e me enterro novamente até o talo ( n°a: até o Talon AHSUAHSHA).

A únicas coisas que se escutava era nossos gemidos e som de nossos gemidos.

Já sinto minhas bolas apertarem a viu diminuindo o ritmo, Camila olha para trás com os labios entre dentes. Ela suspira quando acaricio suas costas, eu apenas tento presta o máximo de atenção em suas expressões. Nunca se sabe se irei ter outro momento desse. 

Ah porra! - gruno quando chego em meu orgasmo mas tento me segurar ao máximo. 

— Deixe vir Lauren... - Camila arfa, seus olhos estão fechados apenas aproveitando cada segundo de prazer que lhe proporciono.

Relaxo todos os músculos de meu corpo me derramando dentro dela. 5 jatos saem a entupindo com meu fluido viscoso dentro de seu cu.

Nós duas estamos ofegantes mas sabemos que não acabo. Eu podia ter gozado mas Camila estava muito bem, seu pau não vacilou nem um segundo sequer.

— Eu vou te foder tanto Jauregui... - ela diz me olhando por cima do ombro com um sorriso malévolo.

Me fudi... Literalmente.


Notas Finais


Ficou bem bosta esse hot, não estava animada para fazer a da Lauren mas agora da Camila. Lauren pode até coloca a cadeira de rodas na frente do banheiro por que a bixa vai ser judiada hehehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...