História Era uma vez uma batata - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Batata, Troxas, Vida
Exibições 10
Palavras 323
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Canibalismo, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


xent eu n sei n
mas so acho q a fanfic da batata ta terminando em
EMMM
SO AXO EM
talvez mais uns 6 ou menos capitulos
ou sla
eu n sei
depende

Capítulo 18 - Esqueci o numero aaaaa


A voz era bem diferente me estiquei mais um pouco tentando ver o que estava acontecendo, pude ver uma mesa com vários alimentos em cima, tinha pratos com carnes e saladas, vi uma mulher na mesa comendo e um menino também.

-Eu ia fazer o purê que você pediu mas eu não achei nenhuma batata.- Diz a mulher deixando o seu bife em quadradinhos.

-Ah...Ok...- A criança diz se levantando da mesa e pegando uma mochila. -Tá, eu vou pra escola agora.

-Tá, se cuida. - A mulher diz se levantando da cadeira também e dando um beijo na testa do menino e logo depois o garoto sai da casa, deixando a porta aberta. Era a minha chance!

 

-POV'S Alex-

Elas tinham morrido...Por minha culpa....Eu que obriguei a Clara a ir pro porão....E agora, Castiel e Herb estão tristes por causa da merda que eu fiz...*DING DING DING DIGNGDNIGNIDNGINDNIDSNI* (Isso aqui é o som de um alarme) Akise estava chamando os alimentos de novo. Depois de uns minutos, todos estavam lá, me juntei com Castiel e Herb, eles estavam estranhos.

-Bom....Depois de um tempo pensando...Eu decidi fazer uma coisa, eu vou colocar câmeras, guardas, e armadilhas pelo sótão, os humanos não vão conseguir chegar aqui e vocês não vão poder fugir.- Akise estava falando como um imperador. - Se algum alimento tentar fugir, vai sofrer as consequências....Como por exemplo...Pode ser comido pelos humanos...- Todos os alimentos ficaram tensos e com medo. -Ah, esqueci, vocês não podem me enfrentar ou me desrespeitar, senão, serão executados...Por que agora, EU sou o imperador aqui!- Akise falava com um sorriso que assustava qualquer um, mas consegui ouvir algumas risadas. -VOCÊS ESTÃO ACHANDO GRAÇA?- Akise gritou para uma parte da multidão, depois fez um gesto com a mão e dois repolhos apareceram, os repolhos puxaram a mão de alguns alimentos que riram e levaram os alimentos para uma sala. Todos ficaram assustados. -E agora, acho melhor me respeitarem....

 

 

 

 

 


Notas Finais


ETA ACARAKHO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...