História Érõs - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Tags Chanbaek, Chansoo, Seho
Visualizações 133
Palavras 1.720
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fluffy, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi MoReS, primeiro cap da fic como prometido um dia depois do prólogo, queria agradecer aos comentários do prólogo <3 e espero que goste ;)

Capítulo 2 - 1. If I could have you back.


Fanfic / Fanfiction Érõs - Capítulo 2 - 1. If I could have you back.

Park Chanyeol olhava para a parede impaciente, ele contava cada segundo que o “tic-tac” do relógio fazia como se isso fosse fazer o tempo ir mais depressa, estava ansioso para que pudesse finalmente levantar daquela cadeira e ir fazer algo que ele considerava importante na sua vida. Assim que o sinal bateu foi o primeiro a se levantar e largar a prova de qualquer jeito na mesa da professora, apesar de saber que tinha que tirar notas boas para continuar no time do colégio ele também sabia que estudar não era seu futuro. Enquanto ia em direção a porta ele olhou para todos os alunos sentados e pode ver que seu ex melhor amigo Kyungsoo o observava, não com um olhar de nojo ou raiva, parecia ser outro tipo de olhar…

Chanyeol se arrependia muito de ter deixado Kyungsoo se afastar, de tê-lo trocado por uma popularidade que ele não precisava e nem queria, mas infelizmente aos olhos de Chanyeol as coisas foram inevitáveis e a única coisa que ele podia fazer era aceitar.

Enquanto andava pelo corredor disperso o menino sentiu dois braços ao redor da sua barriga e rapidamente olhou para as mãos da pessoa tentando reconhecer quem seria até que viu uma pulseira onde nela estava escrita “Chanyeol” com um coração ao lado e imediatamente ele já sabia quem era, mesmo não sabendo se isso o deixava feliz ou não.

— Anda mais devagar, amor! - a garota exclamou enquanto quase caia tentando acompanhar os passos do namorado.

— Eu tenho treino agora, Yooni – disse o garoto sem diminuir seus passos ou ao menos se dar ao trabalho de olhar em sua direção.

— Quase dois anos de namoro para você me tratar assim? - Yooni então parou na frente de seu namorado o fazendo parar instantaneamente – E cadê sua pulseira?

No mesmo momento Chanyeol se esforçou tentando criar uma desculpa muito boa para aquele “deslize” mas a verdade é que ele não vê razão para usar aquela pulseira, acha bobo demais…

— Estava me dando coceira, tive que tirar antes que criasse bolhas – se sentiu aliviado por conseguir pensar em algo e ao mesmo tempo fugir daquela situação, porque assim que disse a última palavra Chanyeol já dava longos passos para longe de sua namorada. A mesma mandou um beijo no ar para ele que sorriu meio que sem graça, meio que não querendo.

A verdade é que Chanyeol nunca sabia ao certo porque havia começado a namorar a garota, ele nunca havia tido sentimentos verdadeiros por ela, passou todo esse tempo empurrando o relacionamento com a barriga por puro capricho e insistência dos amigos de time que o haviam contado que Yooni sempre tinha tido um crush no garoto e como ela era uma das mais belas do colégio eis que o casal mais popular e invejado se formara assim que Chanyeol pediu Yooni em namoro em uma pizzaria do centro de Seul. Chanyeol imaginava que relacionamentos nunca começavam com amor e que ele viria com o tempo mas mesmo depois de um ano e sete meses de relação o amor não era presente o que da parte dele fazia tudo ficar cada vez mais difícil deixando-o impaciente para qualquer contato que tivesse que ter com a garota.

Depois do treino pesado e dos vários elogios que Chanyeol recebeu por seus arremessos o mesmo tomou a liberdade de sentar na arquibancada e acender um cigarro enquanto via os colegas de time indo em direção ao vestiário. Estava um dia um pouco mais frio na cidade, fazendo o garoto pensar que um cigarro lhe faria bem além de que precisava relaxar e fumar o ajudava bastante. Então foi quando viu um de seus colegas desviando do caminho original que fazia e caminhando em sua direção, era Suho, seu grande amigo e capitão do time.

— Já falei que isso não faz bem para você? - Suho se pronunciava enquanto sentava do lado do mais alto.

— Já falei que você enche o saco as vezes? - o menor fingiu uma cara de magoa com as palavras de Chanyeol enquanto o mesmo olhava sério para o horizonte.

— Aconteceu alguma coisa? - o capitão do time conhecia muito bem Chanyeol e sabia que ele só abria mão de cuidar da sua saúde quando algo atormentava seus pensamentos.

— Yooni – disse Chanyeol enquanto ainda contemplava as gaivotas no céu.

— Primeiro que ela nem deveria ter acontecido – Chanyeol e Suho deram uma risada nervosa juntos, Suho nunca foi a favor desse relacionamento.

Chanyeol estava saturado chegou em um ponto que ele não aguentava mais ela, a voz, as atitudes, as coisas bobas de casal que ela insistia em fazer e que ele fazia de tudo para fugir mas na teoria ele tinha que fazer pois eram um casal feliz.

— Eu não sei mais o que fazer - disse o mais alto sincero e com pesar na voz.

— Chanyeol, eu não sei porque você insiste nesse relacionamento, quando você ama alguém você só quer estar com a pessoa amar ela independente de qualquer coisa e não ficar fugindo dela como você faz com a Yooni, o amor é pra ser bonito e de ambos os lados e quando isso acontece é a melhor coisa do mundo.

Chanyeol olhou para o seu capitão com um olhar desconfiado e o mesmo percebeu que talvez ele havia falado demais.

— E você por acaso esta amando alguém é?

Chanyeol e nem ninguém sabia mas ele estava amando sim alguém, amando tanto que sentia que seu coração fosse explodir a qualquer momento. Sehun era o motivo de todo aquele amor que estava preso em seu peito e que ele não via a hora de poder contar para todos e finalmente andar de mãos dadas com ele pelos corredores sem se importar com o que os outros diriam do “capitão do time da escola” junto com “o dançarino sem expressão” formando um casal. Mas Oh Sehun disse para o amado que precisava de um tempo, que tinha medo e que não estava pronto para se expor dessa forma já que o mesmo não era acostumando com relacionamentos sérios ou de longa data e desde então se encontravam as escondidas pelos cantos esquecidos da escola como a estufa da aula de botânica e a biblioteca que estava sempre vazia.

— Não seja bobo, só estou repassando aquilo que os filmes de romance transmitem e eu tenho certeza que você e a Yooni não sentem esse amor todo, pelo menos da sua parte eu tenho.

Chanyeol deu sua última tragada no cigarro enquanto avistava seu amigo se distanciar depois de ter prometido a ele que pensaria em um termino com a Yooni. O garoto sabia que não seria fácil mas estava disposto a ter que pagar o preço para talvez ser um pouco mais feliz.

[#]

Kyungsoo sentiu o baque das suas costas no chão e se arrependeu amargamente de ter achado que aquilo seria uma boa ideia, afinal ele era o tipo de pessoa que lia e via filmes e não que lutava judô. Levantou mais uma vez do tatame já cansado de tanto cair, sentia suas costas latejarem de dor mas pelo menos aquela aula ele iria terminar, estava decidido. Bendita hora que recordou de quando seu antigo amigo disse que ele tinha jeito para luta, afinal ele sempre derrotava Chanyeol, mesmo com uma diferença gritante de tamanho o mais alto sempre perdia para o menor quando os dois brincavam de luta. Kyungsoo acabou percebendo depois de hoje que talvez o seu amigo que cedia para ele tentando evitar que o garoto se sentisse mal por ser menor ou até mesmo mais fraco. De repente Do Kyungsoo começou a desejar que quem estivesse ali na sua frente fosse Park Chanyeol e que eles pudessem voltar aos bons e velhos tempos do qual Kyungsoo sentia tanta falta.

A amizade de Kyungsoo e Chanyeol sempre foi muito forte e verdadeira, eles eram amigos desde os seus 7 anos de idade e juntos tinham muitas lembranças e recordações. Infelizmente Chanyeol foi mudando com o tempo, suas prioridades já não eram mais passar o dia na casa de Kyungsoo jogando videogame ou ir até o restaurante dos pais de Chanyeol e competirem em quem come mais bolinho de arroz, Kyungsoo se sentia cada vez mais abandonado e distante, mesmo fazendo de tudo para que a situação não continuasse daquele jeito. A gota d'água foi o inicio do namoro de Chanyeol e Yooni. Kyungsoo não sabia porque mais sentia raiva da garota, raiva por ter feito eles se afastarem, raiva por ter sempre Chanyeol ali presente na vida dela enquanto isso era uma das coisas que Kyungsoo Do mais desejava…

Kyungsoo se encontrava totalmente suado depois de tantas quedas e golpes que levou mas se sentia feliz por ter resistido a uma hora e meia de tortura daquela aula. O garoto então se dirigiu ao vestiário desejando verdadeiramente um banho gelado para que pudesse se livrar de todo o suor e fadiga presente em seu corpo. Assim que chegou Kyungsoo aos poucos foi tirando seu kimono acreditando fielmente que estava sozinho naquele lugar, já despido de quase toda a roupa que usava o garoto ouviu o som de algo caindo no chão o que vez um barulho agudo muito alto se espalhar pelo vestiário. Quase que instantaneamente o garoto olhou para trás em busca do som ou o que o havia provocado e se deparou com alguém.

Chanyeol estava de pé a menos de 4 metros de distancia do garoto, tinha seus cabelos molhados grudado a testa e nada mais vestia do que uma toalha enrolada na cintura, Kyungsoo rapidamente desviou o olhar constrangido por ter pego seu ex amigo em um momento “intimo” e se sentiu triste, triste pois lembrou dos velhos tempos e de como aquilo seria uma coisa tão natural já que os dois já haviam tomado banhos juntos diversas vezes e conheciam bastante um o corpo do outro. Kyungsoo sentiu o mais alto passar bem perto dele e desejou falar alguma coisa, pensou no mais profundo dos seus pensamentos em dizer algo realmente relevante para acabar com aquele silêncio mas quando finalmente obteve coragem de dizer pelo menos um mísero “oi” Park Chanyeol já se encontrava longe dali e Do Kyungsoo se repreendia intensamente por ser tão fraco e deixar o amigo ir, mais uma vez.


Notas Finais


SOFROOOOO com esses dois! Enfim o capitulo ficou curto mesmo desculpa galera e é isso... comentem qualquer erro que eu possa ter feito ou se vocês gostaram ou não e atééééééé!!! :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...