História Escapando - Imagine JungKook BTS - Capítulo 1


Escrita por: ~

Exibições 485
Palavras 1.019
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá amoreeess <3333

Tia voltou com mais uma Fanfic EEEEEEEHHHH! kkkkkk

Desta vez a fic foi a pedido de uma de minhas dongs que queria muito que eu fizesse uma fic com seu utt de aniversário (Nota que ela fez niver em Setembro kkkkk)

Desculpa a Unnie pela demora ok kkkk Espero de coração que goste <3

E assim como espero que ela goste eu espero que tbm gostem da fic <3333

Boa leitura!

PS: Serão postada duas caps nessa Fic.
PS2: Ainda não estou fazendo pedidos porque não estou tendo tempo suficiente nem para as minhas fic kkkkk Mas assim que eu resolver as minhas coisas eu já começo ^^

Capítulo 1 - Saída


Fanfic / Fanfiction Escapando - Imagine JungKook BTS - Capítulo 1 - Saída

A sala de aula nunca me pareceu tão entediante como agora!

Apoiada pelos cotovelos na carteira eu tentava me manter acordada, atenta a explicação de minha professora de Física que fazia algumas anotações na lousa enquanto falava da própria matéria, mas estava se tornando difícil pois há cada cinco minutos eu me pegava caindo no sono sem perceber.

Cocei meus olhos e virei meu rosto para a carteira ao lado, percebendo que não era a única dominhoca naquela sala, já que meu amigo Taehyung nem disfarçava que dormia todo esparramado em seu lugar com seus roncos audíveis. Não me contive e  ri abafado para não alerta sobre o mesmo.
 

Voltando com a minha atenção à lousa, notei que a própria professora parecia não estar em seus melhores dias, e que estava pouco se importando sobre a situação de sua classe. E ouvir sua voz estava começando a me levar num estado de irritação tão grande que sem pensar duas vezes estiquei meu braço chamando a atenção dela:

– Professora, posso ir no banheiro?

– Pode. – disse de costas sem ao menos olhar para mim.

Sem perder tempo saí daquela sala rapidamente e respirei aliviada quando estive do lado de fora.

Segui em direção ao banheiro feminino no intuito de passar uma água no rosto para além de dar uma enrolada, me acordar para quando volta-se para minha classe. Abri a porta e entrei, indo direto para a pia extensa do colégio, jogando uma pequena quantidade de água das minhas mãos no rosto, recuando um pouco quando senti o gelado atingir minha pele com tudo. Um choque que ajuda demais para quem quer ficar mais desperta!

Fitei meu reflexo no espelho e notei as olheiras profundas de uma noite mal dormida e o canto de minha boca se curvou em um sorrisinho ao lembrar do motivo. 

Uma coisa que eu tinha que admitir é que ficar acordada até de madrugada tinha sido muito bom, e que não me arrependia de ter perdido algumas horas de sono nesse caso.

Saí de meus devaneios e arrumei o caimento do meu uniforme escolar, vendo em vários ângulos se as peças estavam em seu devido lugar e segui para saída.

Mas antes mesmo que pudesse segurar a maçaneta da porta, outra pessoa havia aberto a mesma muito antes de mim, o que me fez andar pra trás e quase gritar de susto:

– Shhh! – disse com o dedo indicador nos lábios.

Coloquei a mão no peito e normalizei minha respiração pós o susto:

– Que susto Jungkook! – reclamei.

– Foi mal. – ri soprado.

– O que está fazendo aqui?

– Estava passando e te vi andando... – me pegou pela cintura e aproximou nossos corpos – Ai você veio pra cá e resolvi entrar também. – sorriu selando meus lábios em um selinho rápido.

– Hmm... – passei meus braços ao redor de seu pescoço – Tem mais alguma coisa para me dizer? – sorri.

– É.. Que adorei a noite passada, e que estou seriamente pensado em repeti-la agora mesmo! – mordeu o lábio inferior para conter o sorriso safado.

Ele não havia me dado tempo de processar o que dissesse, atacou minha boca com ânsia, dando inicio a um beijo necessitado e  cheio de segundas intenções. Jungkook deu alguns passos para frente acompanhado comigo, me prensando contra uma das divisórias do banheiro sem quebrar em nenhum  momento nosso contato, levantou uma de minhas pernas e as colocou em volta de sua cintura, deixando com que nossas intimidades se tocassem com facilidade tendo apenas as vestes no caminho.

Eu não conseguia raciocinar quando estava perto dele, JungKook tinha um grande poder sobre mim e nem sabia o quão grande era. Ele chegava a me enlouquecer em cada toque deixado em minha pele e eu não teria forças para pará-lo, porque era o que menos queria naquele momento.

Só que fomos obrigado há isso quando escutamos passos e vozes se aproximando sobre onde estávamos, e o desespero bateu forte. Quebrei o contato com JungKook e o olhei apavorada, o mesmo apenas abriu a porta de uma divisória do banheiro e me empurrou consigo para dentro dela, fechando-a em seguida.

– Quietinha. – sussurrou no meu ouvido.
               Assenti para ele e encostei minha cabeça no seu peito.

Eu deveria ter apartado nosso beijo antes que algo assim acontecesse, mas eu mesma não estava me importando dos perigos de sermos pegos no banheiro feminino juntos aos amassos. Agora precisávamos nós esconder para não ser dedurados por garotas que se preocupava em jogar conversa fora sobre suas vaidades e o obvio... Garotos!

Olhei pela brecha da porta notei que retocavam a maquiagem com devido cuidado enquanto conversavam sobre coisas banais. Riam uma vez o outra de um modo escandaloso demais e me deixavam a ponto de surta de tanta demora para sair de um banheiro logo. Mesmo com JungKook acariciando meus cabelos para passar confiança em mim, eu precisava ir embora logo daquele local.

E meu pedido foi acatado, as garotas saíram por onde entraram e nós deixou sozinhos novamente. Agora do lado de uma privada!

O peito de JungKook subia e descia freneticamente e eu não estava deferente dele. Respirei fundo e levantei minha cabeça para fitá-lo com os olhos arregalados, me deparando com ele olhando para mim do mesmo jeito.

Ficamos alguns segundos nós entreolhando até que como dois bobos caímos na gargalhada!

– Não eramos pra estar rindo sabia! – falei batendo no peito dele de reflexo.

– O que posso fazer se foi engraçado? – disse entre os risos.

Saímos dentro do divisório ainda aos risos, por um pouquinho não fomos pegos em flagrante, foi mais que pura sorte que nos salvou de um belo castigo:

– Foi por pouco que não caímos em problemas grandes!

– Mas foi divertido admita. – sorriu de ladinho.

Acertei outro tapa no mesmo, só que desta vez no braço:

– Já sabemos que não podemos brincar aqui! – avisei.

– Eu percebi isso... – fez biquinho no qual não me contive em selar rapidamente  ao meu – Mas eu sei de um lugar que não seremos pegos...!

– Aonde? – perguntei com cenho franzido.

– Vem comigo que te mostro. – piscou para mim, pegando em minha mão na qual entrelaçou seus dedos aos meus e me guiou para fora.  
 


Notas Finais


ESSE JAO TÁ OUSADO NÉ NON kkkkkk

Gostaram da primeira cap? Comentem para Tia saber, vou amar responder cada uma <3

Até a próxima ~~~

Bjjjjjss ^3^ <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...