História Escapando do Sol - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Mistério, Sobrevivencia, Sol, Suspense
Visualizações 2
Palavras 370
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Survival, Suspense
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Espaço Vazio


Para se viajar pelo Universo uma importantíssima máxima precisa ser considerada: o Universo é, mais de 99%, um monte de espaços vazios! Existe uma quantidade inimaginável de nada ocupando uma área igualmente enorme.

Por exemplo, a Terra e a Lua parecem próximos (e se compararmos a distância entre elas com as entre a Terra e outros planetas parece que estamos colados ao nosso satélite), contudo, o espaço entre estes dois astros é tão imenso que todos os outros mundos do Sistema Solar caberiam entre eles. Isso mesmo, todos. Júpiter, Saturno, Urano, Netuno, Marte, Vénus e Mercúrio. Uma quantidade absurda do Universo ocupada por nada.

Outra máxima de igual necessidade de se conhecer é a de que tudo, TUDO, T-U-D-O, está longe. Todos os espaços não vazios são separados pelos gigantescos vazios. O Sol está a uma distância média aproximada de cento e cinquenta milhões de quilômetros da Terra (ou oito minutos-luz), por exemplo. Logo, para ir de um lugar ocupado para outro, cruzando os vazios no meio do processo, demandaria muito tempo e energia, estes ambos, juntos com a distância a se percorrer, valores proporcionais e inversamente proporcionais.

Logo, para se ir da Terra ao Sol, mesmo gastando energia a tal ponto que o caminho entre a Terra e a Lua não demore mais do que poucas horas, ainda assim teremos um tempo enorme de viagem.

Porém, mesmos os nossos protagonistas tendo conhecimento disso, só obtiveram uma real consciência dessas máximas com o seguir de sua jornada. Quase soltaram, em uníssono, um suspiro de alívio ao finalmente verem Vênus, sabendo só faltar um mundo para cruzar.

A passagem pela Estrela d'Alva, aos olhos dos outros tripulantes, foi maravilhosa. Puderam desfrutar da vista da irmã gêmea da Terra, ver a sua atmosfera e sonhar com o seu interior. Nossos personagens, em contrapartida, sentiram-se com náusea. O gostoso sentimento de conforto assimilado ao verem o planeta não se estendera por muito. Conforme o tempo passava e o mundo ainda se mantinha, aparentemente, no mesmo lugar, as mentes de ambos começaram a se esgotar de tanto tédio. Queriam poder já ter alcançado o Sol... Já tinham se passado dias desde que essa longa travessia se iniciara, e não estava próxima de acabar, nem mesmo de completar a metade...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...