História Escola de assassinos (interativa) - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Garota_AKE

Postado
Categorias Originais
Tags Assassinos Atrapalhados, Comedia, Interativo
Exibições 28
Palavras 1.231
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Drogas, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oii,então tenho um caso sério chamado preguiça aguda então né me desculpe

Capítulo 3 - 🌌Irmãs Duchannes 🌌


Pov.Ana Layza Duchannes
Acordei minha irmã mas velha como uma irmã legal acorda a outra....jogando um de água gelada nela... então ela disse:
-sua puta,porque vez isso ?
-porque eu quis otaria -mostro a língua e saio correndo perseguida por ela furiosa...kkk eu amo irritar ela,vejo a porta do meu quarto então entro e fecho na cara dela a porta bem deixe-me apresentar sou apresentar sou a AnA Layza Duchannes mas meu apelido é
Nala,tenho 16 anos e tenho, Longos cabelos pretos, uma franja cobre um dos meus olhos, olhos grandes e vermelhos, 1,56 altura,sou de fala o que vier na cabeça, sempre deixo minha opinião exposta, mesmo que as pessoas concordem ou não,  para mim não importa.sou engraçada e extrovertida, amo fazer amizades. Preso pela verdade eu  não gosta de mentir ou enganar ninguém, a não ser que seja muito preciso mesmo, tipo "caso de vida ou morte", eu vou até o fim para defender os amigos. Posso ser grossa quando estou nervosa, e também bastante sou desconfiada quando percebo que alguém esta mentindo para mim. As vezes tenho umas idéias malucas, amo fazer as pessoas rir, e sempre consego pois de vez em quando eu  solto algumas frases que nem eu sei de onde vem, ou invento palavras estranhas, mas que acabam sendo divertidas para minhas as amigas, eu não choro por qualquer coisa, é em geral sou bem forte, mas quando estou  triste ou abalada com alguma coisa não se importo nem um pouco em transparecer isso, eu só não gosto que sintam pena de mim. Sei ser bem teimosa quando quero, mas sei o momento certo em que posso e que não posso ser,a minha história resumidamente é Eu moro com minha família adotiva, pois os meus pais biológicos sumiram pouco depois que eu nasci, e ninguém sabe o paradeiro deles, a minha família não quis cuidar de mim, então me mandaram eu para um orfanato onde eu ficou até meus 10 anos,  foi quando eu fui adotada por essa família, onde eu teria um pai, uma mãe, e uma irmã (Thayla), um ano mais velha. Eu não gosto muito da minha mãe adotiva, e nem da irmã, que é um ano mais velha, com a minha mãe eu brigo bastante, mas também tem os momentos e carinho entre nós duas, e com a minha irmã eu vivo em pé de guerra, digamos que é recomendado não deixar as nós duas muito perto uma da outra, se não o lugar "pega fogo", já com o pai eu sou  é mais tranquila, raramente briga com ele,uns fatos sobre mim Tenho mania de morder o lábio inferior quando estou pensando, e de mecher no cabelo quando estou  nervosa ou aflita com algo
Odeio horários, e ser apressada ou obrigada a fazer as coisas. Eu Amo música,quando percebo que a tay foi embora saio pois já tô arrumada incrivelmente então vou à cozinha,estranhamente meu pai e mãe não estão (autora: tô preguiça de fazer diálogo desculpem :P),bem tem um bilhete dizendo
"Caras filhas Ana e thayla nós saímos pra fazer umas coisas então deixamos a comida pronta aí então não esqueça que vcs não podem se atrasar no primeiro dia de aula
Assinado:pais
(P.s: deixamos o dinheiro do lanche nas suAs mochilas )"

Ok de novo eles saíram tá ficando estranho essas saídas bem,me sento na mesa depois a tay chega e senta em uma cadeira perto da mesa não dirige nem uma palavra à mim... tô ném aí -_-, então pego um pedaço de bolo de chocolate de receio de caramelo e cobertura de brigadeiro com um morango em cima (autora: até o L ficaria com inveja dela agora) e um toddynho porque eu gosto de toddynho (autora:e quem não gosta?), depois de comer levanto e pego minha mochila quando estou pra abrir a porta a a tay colaca o pé e eu caio,ela somente riu como uma gazela é saiu pq já tava com a mochila nas costas,eu me levanto então saio pela a porta em direção a escola...
Pov.Thayla Duchannes
Vingança é um prato que se come morno...Eu saio comendo um pão com Nutella e tomando uma Fanta e com um pacote de Doritos na mochila (autora:como é mina ainda é magra? tô com inveja dela eu comi meus Doritos ontem._.e minha prima comeu minha Nutella._.),como sempre na ida na escola a nala tenta dar uma voadora em mim mas eu me esquivo (autora: tá dando uma de sans?!) Olho pro outro lado da rua e vejo uma menina caindo na frente de uma escola com alunos de fora,eu comecei a rir,a me esqueci de apresentar sou a Thayla Duchannes mas pode me chamar de tay,tenho17,tenho Cabelo grande e platinado, com uma pequena franja, olhos castanhos dourados,acho que tenho 1,65 da altura eu sou  uma menina tímida com quem não conhece, mas sou extrovertida e animada com seus amigos.Eu sou  bem amorosa, estou sempre ajudando os outros, amo ler sobre tudo, e quando estou lendo parece que só existe eu no mundo, pois esqueço de todos em minha volta. Mas apesar de eu ser toda em paz,  posso ser bem brava quando me sinto injustiçada, ou quando não gosto de alguém, se você faz algo para mim, pode ter certeza que eu vou querer se vingar, e apesar da aparência fraca que eu passo, eu  não sou é nada disso por dentro, minha história resumidamente Quando eu nasceu, na verdade era para eu ter uma irmã gêmea, mas a mesma faleceu logo no parto. Os meus pais  sempre sentiram falta do vazio que ficou em saber que eram para ser duas meninas, e eu também sempre pedia por uma irmã, então quando a eu tinha 11 anos, os meus pais resolveram adotar uma criança, adotaram a Ana Layza, que era um ano mais nova que eu. No começo nos duas nós amavam e vivíamos juntas, mas conforme o tempo foi passando, nos duas fomos  se afastando e hoje as nós duas brigamos feito gato e rato. Tudo isso começou com uma briga para saber quem iria ser a dona de um peixe que nós duas ganhará quando tinham ela  13 e eu 14 anos, com raiva ela jogou o peixe na privada e deu descarga, e ali a guerra entre nós duas começaram, e foi piorando, até chegar ao estágio de nós não se suportarem, curiosidade sobre mim Eu tenho toc (transtorno obsessivo compulsivo) ideia bagunça, coisas desarrumadas/fora do lugar.,Odeio pessoas muito metidas,Amo doces, chá e coisas fofas,quando chegamos na escola pq nós estudamos na mesma escola queria que ela estudasse numa escola longe de mim,vou ver que sala cai,cai na sala 7 e a Ana também pq cargas d'agua nós temos que cair sempre na mesma sala? aff,bem então na sala e sento atrás da Sam ela é meio assusdora sabe,o professor não tinha chegado então abro um pacote de fines tubes e começo a comer...
Pov.nala
Chego na escola e leio a pior notícia de sempre cai na mesma sala que a tay,não tem o que fazer né,entro na sala 7 pq é a sala que cai e sento do lado do kuijo,kouji, kojo,a não sei,pq e o único lugar que não é perto da tay, mas perfeito pra atacar coisas na mesma,então o que eu faço taco uma tesoura nela e ela uma garrafa em mim,começamos atacar um monte de coisas uma na outrA...


Notas Finais


Aparência de nala: http://www.polyvore.com/cgi/img-thing?.out=jpg&size=l&tid=108070716
Aparência tay: http://img4.wikia.nocookie.net/__cb20130325163740/amordoce/images/3/30/RosalyaPerfil.png
Não vou postar todo dia pq tenho outra fanfic,e de um co-autor pq sou muito preguiçosa:^ e só abraço virtuais da loba🐺 a não me matem por erro de personalidade sobre os personagens😛😛


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...