História Escola de bruxos. (Amor Doce) - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Charlotte, Dakota, Debrah, Kentin, Li, Lysandre, Nathaniel, Personagens Originais
Visualizações 57
Palavras 550
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 17 - Férias?! Férias!! Pt. 2


Castiel: Tinha que ser...

Alice:Como que eles tem coragem de iludir os alunos tão rápido e depois desiludir? Eu tenho que aprender isso! 

Castiel: Como assim?!

Alice: Não se preocupe, é para usar contra o mal. 

Castiel:Nessa escola, eu sou o mal.-Ele ri. Eu aponto para o Dake.-Continuo sendo pior.

Alice: Aham...

Terminamos de estudar, vou para o pátio, deito na grama e fico olhando as nuvens até o Cassy aparecer e colocar minha cabeça no seu colo, ele começou a fazer carinho na minha cabeça. 

Castiel:...Eu te amo...-Disse quebrando o silêncio. 

Alice:Eu sei...-Ele me olha sério.-...Eu também amo meu tomate podre. 

Castiel: Olha, eu vou te chamar de defunta. -Ele me beija.

Alice: Esta beijando uma defunta.

Castiel: Esta beijando um tomate podre. 

Alice: E beijo de novo...-Beijo ele. Milly vem até mim.

Milly: Alice! Faça suas malas!

Castiel: Como assim?! Para onde vão?!

Milly: Vamos ficar 3 dias na casa do meu pai.

Castiel: Posso ir?

Milly: Nada de meninos. Se despeça do Castiel e vá ver suas malas. Saimos a noite.-Ela sai e eu viro para o Cassy. 

Alice: Então, assim que voltar eu...Ligo para você e a gente pode...

Castiel: Sair? Posso te levar de moto para algum lugar. 

Alice: Ótimo, vou te dar uma rosa, é que eu vou me teletransportar e sempre que faço isso, eu deixo uma rosa para trás. Tchau. 

Castiel: Até.-Beijo ele.

Alice:....Quero ir para casa o mais rápido...-Apareço no quarto.-...Possível. 

Lila: Ah! Você está ai. Arrume sua mala!-Começo a arrumar minha mala de rodas, com espaço grande, cor branca. Coloco um vestido branco e faço uma trança no cabelo.-Uau!

Alice: Obrigada.-Milly entra no quarto.

Milly: Meu pai pagou um ônibus preto para nos buscar.

Alice: Um ônibus?

Milly: Somos muitas! A maioria esta lá em baixo! Vamos?-Nath entrou no quarto, junto com That.

Nath: Tchau meninas! 

Milly: Tchau.-Ela acena e se retira. 

Lila: Tchau Nathaniel.-Ela acena.

That: Tchau Meu príncipe. 

Nath: Tchau minha princesa.-Eles se beijam. Se eu for assim com o Cassy,Eu me mato. That saiu.

Alice: Tchau Nath.-O Abraço e desço, todas estão lá em baixo.-Boa noite meninas.

Todas: Good Night!

Alice: Agora temos que esperar.-Depois de 16 minutos, o ônibus chega. Entramos nele e a motorista vem falar comigo  e com Lila. 

Motorista: Vocês duas são Lila e Alice?

Alice/Lila: Sim.

Motorista: A Milly contou a história de todas vocês para mim e...tem duas cabines lá no fundo, separadas para vocês, por causa dos perigos que vocês fornecem.-Lila sobe e entra na cabine esquerda. Eu entro, olho para a motorista. 

Alice: Então, toma cuidado para não me irritar. Se quer uma dica: Você não começou bem. Não fornecemos perigo, só quando estamos nervosas, com raiva ou tristes. Eu ia sentar no fundo mesmo. -Entro na cabine, me sento. Tem uma janela única e enorme para mim. Acabo dormindo.

*Sonho ON*

Eu estava em um local todo branco. Meus pais vieram até mim.

Pai: Cuidado filha.

Mãe: O monstro...É.-Eu matei os eles como matei antes, arranquei seus corações. Uma voz vem em minha cabeça, dizendo " Você é o monstro Alice". Emoções tomam conta de mim. Tristeza e raiva. O que está acontecendo?

*Sonho OFF*

Quando acordei, vejo que minha cabine esta com água até a cintura. Quando abro a porta da cabine, a água cai, molhando o chão do ônibus, todas olham para mim, eu estava chorando. 

That: O que aconteceu? 

Fecho e tranco a porta da cabine. Me sento e tento dormir em meu assento molhado. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...