História Escola de Ionia - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias High School DxD, League Of Legends
Personagens Ahri, Akali, Akeno Himejima, Asia Argento, Bardo, Irelia, Issei Hyoudou, Koneko Toujou, Master Yi, Rias Gremory, Riven, Shen, Syndra, Yasuo, Yuuto Kiba, Zed
Tags Yasuo X Riven
Visualizações 20
Palavras 1.100
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Crossover, Ecchi, Escolar, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Galera, eu demorei, mas voltei...

E FOI EM GRANDE ESTILO PORRAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!

EU TROUXE UM HENTAAAAAAAAAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

aproveita

Capítulo 9 - Capitulo 9 - Manhã inusitada


Yasuo POV’S On

 

Eu havia acordado naquela manhã preguiçosa, com o gostoso aroma de terra molhada e o barulho de agua batendo da janela sem qualquer ritmo, aquele barulho gostoso em uma manhã que me dava mais preguiça ainda, estava chovendo? Fui olhar pela janela, estava chovendo sim, mas era uma chuva leve, mas independente da chuva, não haveria aula, assim como todos os dias que chove, então eu estava livre de muito estresse, eu me levantei, passando a mão no meu rosto, esfregando, para ver se conseguia abrir os olhos, pude ver que estava no beliche, não havia sentido, como eu poderia estar no beliche se eu havia pegado no sono no chão junto com Issei? Aquele garoto, eu achei estranho, não sei explicar muito bem o do por que, acho que era só por que eu não o conhecia direito acho que é normal, eu me levantei e fui em direção ao banheiro fazer a higiene, eu decidi tomar um banho de agua quente, já que estava chovendo, não faria sentido tomar banho de agua fria, enquanto tomava mau banho, pensava no Yi, eu acordei descompassadamente, ouvindo ele chorar de noite, por que chorava? Não havia sentido naquilo.

- É Yasuo, algumas coisas, não se devem ser explicadas. – Pensei em voz alta, com um sorriso por conta da temperatura da agua.

A agua estava tão boa, que não dava vontade de sair, eu não conseguia, mas lutei contra a vontade, e sai, vesti o uniforme, e pus o capuz, já que estava chovendo e sai, quando sai, vi Riven sentada em um banquinho no pátio, eu senti um frio na barriga, como seria quando eu fosse falar com ela, tipo, eu havia dado um beijo nela, seria estranho, eu acho, mas eu tinha que encarar aquilo.

- Oi Riven, como está? – Perguntei sentando-me ao seu lado.

- Agora melhor. – Falou me abraçando, eu retribui o abraço.

- Então, como foi conhecer os novos visitantes? – Perguntei curioso pela reação dela.

- Foi legal, a melhor parte foi que entrou dois homens lá, um correu e foi para o território masculino lá, se eu te conheço, você deve ter falado com ele, mas então, ai um deles ficou e assumiu a viadagem, foi interessante e muito estranho, mas foi legal. – Falou encostando a cabeça no meu ombro, eu ri de leve com aquela Historia que ela contou, ela virou pra mim me dando mais um abraço. – O que correu era até bonitinho, mas nem chega perto de você. – Falou bem baixinho no meu ouvido, mordendo o lóbulo da minha orelha, com a intenção de me provocar.

- Mulher, tu não me provoca. – falei olhando diretamente para ela.

- Vai fazer oque em gatão? – Falou deixando um beijo na minha boca que durou um pouco até.

- Ta me provocando mesmo? – Perguntei com uma cara nada seria.

- Estou. – Falou mais provocante ainda. – Vai fazer oque?

- Oque eu vou fazer? – Perguntei, se antes eu não estava serio, dirá agora. – É isso que eu vou fazer agora moça.

Eu a peguei nos braços, uma das minhas mãos estava em suas costas e a outra na sua coxa, eu estava carregando ela, enquanto beijava-a levei para um quartinho que tinha atrás do território feminino, esse quartinho não era um almoxarifado, mas era um quartinho quase esquecido, não tinha nada la dentro, e era bem espaçoso, misteriosamente tinha apenas uma cama lá, sorte.

- Nossa, senhor, vai me abusar mesmo? – Perguntou brincando.

- Vou sim, e melhor fazer minhas vontades bem direitinhas, se não quiser que a coisa piore. – Falei acompanhando a brincadeira dela.

- Fica a vontade Yasuo. – Falou me olhando, depois acompanhando de um beijo.

- Obrigado Riven, serio, não seria o que seria de mim sem você. – Falei depois de dar um beijo nela. – Eu te amo. – Falei baixinho.

- Eu também te amo Yasuo. – Falou baixinho no meu ouvido.

Começamos a nos beijar, era um beijo calmo e cheio de romance, mas com o tempo, passou a ser um beijo cheio de luxuria e desejo, depois comecei a distribuir beijos pelo seu pescoço fazendo ela soltar leves gemidos, mas eu ia tirando lentamente as suas peças de roupas, até chegar ao sutiã, pedi permissão para tirar o sutiã, ela respondeu com um gemido abafado, depois de tirar seu sutiã, eu lentamente comecei a chupar o peito direito, enquanto apertava o esquerdo, ela respondia com gemidos longos e abafados, depois comecei a abaixar e depositar beijos em sua barriga tirei sua saia e a sua calcinha, chegando aonde queria, comecei a provocar com a língua.

- Yasuo. – Falou em meio a um gemido.

- Diz gatinha. – Falei provocando mais ainda.

- Por favor, sem mais provocações. – Falou enquanto gemia.

- Como que se pede? – Perguntei.

- Por favor... Me fode? – Perguntou levantando a cabeça pra olhar para mim.

Tirei toda a roupa, ficando com o meu membro do lado de fora, ela começou a fazer movimentos de baixo pra cima com seus peitos, depois ela, pois em sua boca e continuou a fazer os movimentos com o peito enquanto chupava meu membro, depois de certo tempo, ela sentou em mim, pondo a sua intimidade dentro do meu membro.

- Você tem certeza disso? – Perguntei me preocupando um pouco. – Pode doer um pouco.

- Eu me acostumo. – Falou enquanto sentava de vez em mim

Após entrar tudo, ela fechou os olhos, e eu vi uma lagrima presa em seus olhos, a beijei para tentar consolar ela, e isso bastou, enquanto eu a beijava comecei as estocadas, comecei lento, com calma, para que ela se acostumasse depois que os gemidos de dor viraram gemidos de prazer, eu aumentei a velocidade, depois, ela se levantou e começou a quicar em cima de mim, o que me fez soltar alguns gemidos também, mas ela começou a ir mais rápido, eu comecei a perder a consciência, na minha mente, só havia gemidos e uma sensação de prazer que cada vez mais aumentava, depois cheguei ao ápice, depois deitamos na cama e recuperamos o folego.

- Obrigado por isso Yasuo, eu só me lembro de alguém me amar assim quando eu ainda era uma menina, e o menino nem coragem de me dar um beijo teve, obrigado mesmo, serio. – Dizia enquanto recuperava o folego.

- Eu te amo mesmo Riven, não pense que vou te largar assim. – Falei tomando a em um abraço. – Acho melhor a gente se arrumar e descer logo, pra ninguém desconfiar.

- Realmente. – Falou pondo sua roupa, assim como eu.

Quando terminamos de nos vestir, Descemos e aproveitamos o resto do dia. 


Notas Finais


Desculpa a falta de capitulos, estou em semana de provas e, ta muito complicado de escrever.

Com sorte, sabado que vem tem outro capitulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...