História Escola de Semideuses - Interativa - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Afrodite, Apollo, Artemis, Atena, Atlas, Bóreas, Caronte, Cronos, Dionísio, East, Éolo, Éris, Eros (Cupid), Febe, Geras, Hades, Hefesto, Hera (Juno), Hermes, Íris, Jano, Júniper, Nêmesis, Niké (Nice), Oceano, Personagens Originais, Poseidon, Prometeu, Quíron, Rachel Elizabeth Dare, Zeus
Tags Heróis Do Olimpo, Interativa, Os Olimpianos, Percy Jackson
Exibições 34
Palavras 2.080
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo saindo, estamos em fase final, eu resolvi adiantar alguns capítulos e devo finalizar a história no máximo semana que vem, espero que gostem, boa leitura e perdão pelos erros de português.

Capítulo 25 - XXIII- Niklaus


Diana retornou para se encontrar com Klaus, ela percebeu que a sala estava tomada por uma aura extremamente perigosa, mas não havia nenhuma movimentação, um estrondo se fez ouvir e a iluminação natural reapareceu no local, Vlad destruiu a parede do local com apenas um golpe.

 

- Lutar contra você no escuro não seria um problema – Vlad disse olhando para Klaus – Mas prefiro ver sua expressão de dor quando sentir o tamanho do meu poder.

 

Klaus abriu um sorriso irônico, Vlad e ele ainda não haviam percebido a presença de Diana ali, a filha de Deméter estava bem protegida graças a sua habilidade de camuflagem, ela estava observando tudo esperando pela melhor oportunidade de mostrar sua presença para Klaus sem deixar transparecer isso para Vlad, mas o adversário era forte demais, ele não dava brechas e parecia cobrir todas as áreas que envolviam aquele local.

 

Klaus sabia que não era forte o suficiente para derrotar Vlad, por isso ele tinha que ser inteligente, uma qualidade que sempre lhe sobrou, o problema todo passava pelo autocontrole de suas habilidades, ele era forte, mas isso também acarretava um problema maior ainda, ele tinha que ser mais cuidadoso ao usar seus poderes. A estratégia inicial de Klaus foi escapar da zona de conforto de Vlad, ele saltou para a parede ao lado e a destruiu com um soco, o filho de Zeus usou esse golpe como distração e saiu da base, aquele local era extremamente assustador, a floresta que ficava abaixo da grande torre da Dark Moon era tomada por armadilhas e perigos para prováveis invasores, o que significava que uma luta ali poderia ser suicídio, mas Klaus não tinha muitas opções disponíveis.

 

O primeiro soco de Vlad atingiu o chão e a explosão causada pelo golpe destruiu um território imenso, um raio de quase 300 metros, Klaus conseguiu escapar utilizando um escudo elétrico, mas ele sabia que um ataque direto destruiria essa defesa provisória, ele precisava encontrar outra saída.

 

- Essa é sua proposta de luta? – Vlad perguntou – Não vá me dizer que o famoso Niklaus, filho de Zeus vai apenas fugir e tentar atrasar a própria morte?

 

Klaus era calmo o suficiente para não se descontrolar com as palavras de Vlad, mas ele sabia muito bem que mais cedo ou mais tarde iria ter que bater de frente com um rival mais poderoso do que ele, Vlad era um homem diferente, ele foi desenvolvido como uma máquina e como consequência se desenvolveu cedo demais, ele não tinha habilidades ligadas a magia negra, mas suas habilidades naturais faziam dele o filho de Ares mais poderoso da história, ele era responsável por anular a famosa Clarisse La Rue, ela era muito famosa, mas o nível de habilidades de Vlad tinha deixado Clarisse para trás, naquele momento a sede de sangue do homem fazia com que tudo o que fosse vivo se afastasse daquele local, era a atitude inteligente a se tomar.

 

- Já chega de brincadeiras, Vlad – Klaus desfez o escudo elétrico.

 

- Finalmente resolveu agir como um guerreiro – Vlad respondeu.

 

Vlad agiu primeiro, ele sacou sua espada e atingiu o chão com ela, Klaus escapou com facilidade, mas várias árvores que estavam na reta foram atingidas e partidas ao meio, aquele poder era grande demais, uma pessoa comum iria tentar fugir e seria assassinada de forma brutal, Klaus continuava mantendo a calma para lutar contra Vlad em igualdade mental, já que fisicamente a derrota era iminente. A mão de Klaus se iluminou lentamente e um anel azul metálico surgiu em suas mãos, o Soul Ring era algo que ele tinha desde que era criança, um presente de seu pai, ele se transformava em qualquer arma branca que Klaus desejasse, o filho de Zeus fez seu anel se transformar em uma grande espada curva, ela não era bem balanceada em sua mão, mas era forte o suficiente para parar os ataques diretos de Vlad durante um período, a espada se iluminou e o ouro imperial se fez presente, era uma espada útil para matar monstros e semideuses, nesse caso Klaus iria tentar matar um monstro, que também era um semideus.

 

Klaus surpreendeu e atacou primeiro, a velocidade impressionante do filho de Zeus somada a força do ataque da espada movimentou o ar envolta dele, ele atacou Vlad com ferocidade, mas teve seu ataque bloqueado, ele se afastou alguns passos para trás e os dois começaram a trocar golpes, Vlad simplesmente se defendia esperando o momento certo, mas também era capaz de reconhecer que seu adversário não possuía pontos fracos aparentes, aquilo significava que uma abertura deveria ser criada, a melhor forma de fazer isso era usando uma distração. Vlad tentou mudar o peso do corpo para desequilibrar Klaus, mas o filho de Zeus atacou com eletricidade, o choque foi poderoso o suficiente para afastar Vlad, mas o contra-ataque foi feroz, o filho de Ares golpeou a espada do filho de Zeus, o golpe dobrou de poder graças a aura vermelha que surgiu ao redor de Vlad e começou a se expandir até assumir uma forma gigantesca, tinha o dobro do tamanho da aura que Danny era capaz de utilizar. A partir daquele momento as coisas se complicaram para Klaus, ele mal conseguia escapar dos golpes de Vlad e começou a ser atingido várias vezes, seus golpes não surtiam efeito nenhum e a eletricidade parecia não afetar Vlad em nenhuma hipótese, por isso Klaus teve que entrar na defensiva novamente, o que foi um erro quase fatal, a espada de Vlad atingiu Klaus, para a sorte do filho de Zeus o golpe foi dado com a parte chata da espada, mas isso não diminuiu os danos, Klaus foi lançado por vários metros e quando abriu os olhos viu Vlad se aproximando para dar o golpe final, ele fechou os olhos e aceitou a morte que estava por vir.

 

 

*Flashback On*

 

Katherine McKnight foi uma mulher cercada por uma profecia, profecia esta realizada durante um dia qualquer na vida da mesma. A profecia dizia que a filha de Nyx, apesar de toda escuridão que cercava sua vida, iria trazer a luz para uma futura geração de semideuses. Então, após a vida da mulher ser virada de cabeça pra baixo para que entendessem a profecia, Zeus chegou à conclusão que ela num futuro não tão distante, poderia ser uma peça fundamental para que a chama da civilização continuasse acessa. Em um conselho com os deuses, para o que fazer perante essa profecia, foi decidido de forma unanime, com presença até mesmo de Hades, que apesar da ascendência duvidosa da semideusa, o melhor era mantê-la no Olimpo. 

Anos se passaram, e a adolescente havia crescido, se tornado uma bela mulher, que chamava a atenção não só pela lenda que a cercava, mas também pelo fato do seu poder já ter florescido e ela ter uma beleza equiparável a de Helena de Troia. Nyx, que ao ter dado à luz aquela mulher se encheu de esperança, achando que ela no futuro seria um grande triunfo, se retesou quando a filha decidira ir morar no reino dos deuses, a deixando para trás. Nyx, sendo vingativa como sempre, resolveu se manter em seu canto perante esse assunto. Logo, Katherine estava feliz e em paz, até que seus problemas começassem, Zeus e a mulher haviam se apaixonado. Quando estava pronta para falar com o deus a respeito disso, pensando que seria melhor deixar para lá esse romance, descobriu que estava gravida. 

Os meses haviam se passado e não dava mais para negar, a mulher estava gravida. Os deuses começavam a encaixar peças no quebra-cabeça, e acreditavam que talvez a parte da profecia que relatava “dar luz”, poderia estar se referindo a maternidade, e não um feito importante. Apesar de todos estarem animados em relação a gravidez, e Zeus em especial estar maravilhado, uma única divindade sentia algo de errado: Hera. Ao notar a grande alegria de seu marido e a grande preocupação no olhar de Kath, a deusa resolveu pressionar a filha de Nyx quanto a esse assunto, a Deusa pediu ajuda a sua filha Eileithyia e descobriu que a mulher estava gravida de um Deus. 

Katherine estava a muitos dias preocupada, não sabia se o Deus dos Deuses iria apoia-la quando descobrissem tudo, ou se seria jogada de lado, a mercê de sua própria sorte. Quando o dia que ela esperava chegou, não se surpreendeu com a pressão que Hera colocava sobre ela, e sabia que a Deusa logo iria descobrir, mais cedo ou mais tarde, um deus seria obrigado a reclamar a criança que deveria abençoar a próxima geração de semideuses. Resolveu contar tudo, disse tudo que havia acontecido e como havia acontecido. A traição, mais uma da grande lista, poderia não ser suficiente para um descontrole, mas saber que havia acontecido debaixo de seu próprio teto, foi demais para a deusa aguentar, descontrolada, Hera partiu para cima de Katherine na intenção de destruir a mulher. 

Usando seus poderes, Kath se defendeu com bravura para não ser morta, mas estava sem muitas opções, então resolveu gritar por socorro. Nesse momento, escutando toda a gritaria e achando estranho, estava passando Atena, que resolveu conferir qual era o problema, e notou uma deusa furiosa indo para cima de uma gestante de nove meses. Rapidamente apartou a briga, trazendo a razão a Hera, mas compreendendo o motivo da criança possivelmente ser tão importante. 

Ferida e cansada, tudo que a semideusa não precisa era entrar em trabalho de parto, mal havia notado quando sua bolsa se rompeu. Atena e Hera, já mais calma, convocaram outros deuses e as melhores parteiras do Olimpo, para o que poderia ser o mais importante nascimento do século no reino dos deuses. Zeus, maravilhado com a pequena criatura em seus braços, mal pode acreditar quando soube que uma mulher tão forte e guerreira havia deixado este mundo ao dar à luz a um novo ser. Os ferimentos causados por Hera foram o suficiente para fazer o parto se complicar e ela não havia resistido. 

De certa forma, aquilo fez com que os olhos do Deus se abrissem, sabendo que agora Hera estava estabilizada, mas que logo poderia perder as estribeiras e matar seu recém-nascido filho. Zeus, com um aperto no coração, pois esperava ter seu filho ali, perto de si, tomou uma decisão difícil: Abrir mão de seu filho, e entregar o mesmo para um outro deus, um deus forte, que criaria a criança para cumprir qual fosse a tarefa que deveria ao ajudar a humanidade. Cogitou vários e vários nomes que poderiam fazer do ainda bebe, um grande guerreiro, e decidiu que quem mais poderia estar à altura, se não um dos mais importantes semideuses de todos os tempos. Ao lado de seu outro filho, Klaus estaria seguro e afastado daquele mundo. Sorrindo com sua decisão, finalmente decidiu qual seria o nome do filho.

 

 - Você sera amado por todos um dia, meu filho, eu sei disso. Será o herói que o mundo precisa, talvez não o que o mundo merece – Afirmou Zeus.

Logo deu um beijo na testa do filho e o depositou para sua primeira e última noite de sono no Olimpo. Então no meio da noite, Klaus recebeu uma visita. Com a desculpa de querer o corpo da filha, Nyx teve permissão para passar a noite no Olimpo e na calada da noite, havia adentrado o lindo quarto do pequeno semideus. Olhou para o pequeno embrulho nos cobertores de ouro em meio ao berço e sorriu.

 

 - Soube que você também será tomado de mim, pequeno Klaus, e enviado para seu irmão – Iniciou Nyx, com um olhar quase melancólico – Mas não sinto poder algum meu sobre você. Não posso deixar de marca-lo e por isso lhe darei uma marca, se eles pensam que você é o presente deles, não perdem por esperar.

Nyx tinha a intenção de encher o coração da criança de maldade e trevas, fazendo com que o semideus no futuro, desejasse ir até a deusa. Porém, no momento em que foi tocado, a deusa sentiu uma forte energia agindo na criança, as próprias deusas do destino, as Parcas, impediam que o futuro da criança não fosse escrito por ele mesmo, contudo, a força de uma deusa primordial era por si só forte o suficiente para deixar no mínimo uma marca na criança, e a partir daquele momento, ele teria dentro de si, uma energia que poderia tomar todo seu ser, caso ele assim permitisse, se entregando para aquela força.

 

*Flashback Off*


Notas Finais


O flashback é todo escrito pelo autor do personagem Klaus, eu só editei algumas coisas, então méritos dele. Espero que tenham gostado, nos vemos nos comentários


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...