História Escolhas do Coração - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adultério, Drama, Lesbianismo, Romance
Exibições 16
Palavras 2.158
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), FemmeSlash, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Primeiro quero agradecer a todos aqueles que favoritaram, que acompanham e que lêem EC.

Estes serão os possíveis capítulos finais desta ficions e quero agradecer a todos que ajudaram a construir o enredo através dos comentários e dando idéias quanto ao andamento da estória.

Capítulo 35 - Wolf in lamb skin


Fanfic / Fanfiction Escolhas do Coração - Capítulo 35 - Wolf in lamb skin

Júlia olha com espanto para a mulher a sua frente que aponta uma arma diretamente para o rosto de Camilla.

 

Júlia: Você?

 

A mulher dá um sorriso maldoso e Camilla franze a testa, levantando devagar, sem desviar os olhos para aquela mulher.

 

Camilla: Porque está fazendo isto Gabriela?

 

Gabi sorri olhando para Júlia que tem uma expressão chocada no rosto e Sófia permanece em silêncio sem entender o que está acontecendo, afinal depois do desaparecimento da Gabriela, após o fim do romance, ela foi esquecida, até aquele momento.

 

Gabi: Se lembra de mim então Camilla Moura sabe o motivo disto tudo. . .Por sua causa Júlia me abandonou e me deixou destruída. Tive depressão, perdi o emprego, minha vida foi arruinada por sua culpa, agora vou causar a mesma dor que me fez sentir.

 

Camilla permanece em silêncio, tentando controlar a raiva, tentando ganhar tempo para desarmar aquela maluca, mas como se soubesse o que a loura está pensando, ela chuta o rosto da loura que com o impacto do golpe cai de costas.

 

Júlia: Camilla. . – A médica grita, desprendendo dos braços de Sófia correndo na direção da loura que sangra pelos lábios, fazendo com que Gabi sorrisse de forma maldosa olhando para Sófia.

 

Gabi: Está vendo? Você pode até dormir com ela, mas enquanto Camilla Moura existir você nunca terá uma verdadeira chance com Júlia. Eu cometi o erro de achar que dar atenção, amor à ela suficiente mas nunca será, acredite. . .

 

Sófia vê Júlia curvada sobre Camilla examinando o rosto de Camilla que continua tonta, fazendo com que a morena franzisse a testa. Gabi podia ver o ciúmes no fundo daqueles olhos e percebeu que conseguiria uma aliada contra a loura se continuasse a estimular aquele lado obscuro da jovem.

 

Camilla: Estou bem. . .

 

Naquele momento, Gabi empurra Júlia e as duas se encaram. Júlia se levanta aproveitando a distração causada e agarra a mulher pelo braço, lutando pela posse da arma.

 

Camilla: Porque meus filhos? Eles são inocentes e não merecem o que fez. Que amor doentio é este que sente que quer ver a pessoa amada sofrer?

 

Gabi empurra Camilla e olha para Júlia que tem os olhos cheios de lágrimas. Realmente a descoberta da maternidade havia mudado profundamente Camila e a dor da loura a machuca.

 

Gabi: Olhe para mim e veja o seu futuro porque este é o seu futuro. Você acabará como eu porque só é questão de tempo para ela te abandonar para ficar com a loura. . .

Camilla: Você pode fazer o que quiser comigo, mas deixe meus filhos e Júlia em paz. . .

 

Ao ouvir aquilo, Gabi junta as sobrancelhas, demonstrando irritação e novamente aponta a arma para o rosto da loura enquanto Sófia envolvendo –a em seus braços em um gesto protetor, mas ao ver Camilla sendo ameaçada, ela sente um grande mau estar.

 

Gabi: Eu não peguei seus filhos. . .Meu problema é com você, mas eu nunca machucaria uma criança. . .

 

= = = = == = =

 

Dani anda de um lado para o outro sem conseguir controlar o nervosismo que ameaça domina-la. Taylor havia convencido a noiva a ir ao seu apartamento esperar por notícias de Julie, mas a cada hora que passa sem notícia, a morena também sente o nervosismo domina-la. A médica está sentada na poltrona com a cabeça apoiada no peito da namorada que acaricia os cabelos que sente os olhos pesarem, adormecendo instantes depois, fazendo com que sorrisse.

 

= = = = = = = =

 

Camilla lança um olhar para Gabi no momento que um grito excruciante escapa dos lábios da mulher que geme antes de cair em um baque surdo enquanto o tecido da camisa que ela usa fica totalmente vermelho. Atrás dela sem que ninguém tivesse percebido Jason segura uma faca suja de sangue com um sorriso sinistro nos lábios e todos ficam surpresos.

 

Júlia: Jason? Porque fez isto? Agora nunca saberemos o que aconteceu com os filhos da Camilla. . .

 

Jason limpa a faca na camisa sem se importar com a mancha que ali se formara antes de estalando a língua de forma quase demoníaca.

 

Jason: Ela tinha razão irmãzinha, aquela idiota nada sabe sobre os bastardos, mas ela serviu durante alguns minutos. . .

 

Nos momentos que Júlia escuta aquilo, ela sente como se seu sangue se congelasse nas veias sem conseguir acreditar naquilo. Sempre havia percebido algumas atitudes estranhas em relação ao irmão, mas nunca quisera acreditar na maldade do irmão, nem quando Dani contara sobre a surra que sofrera do ex conseguiu acreditar.

 

Camilla: Seu maldito. . .Se machucar meus filhos eu mato você. . .

 

Camilla avança contra Jason, mas é atingido em cheio com um soco caindo em um baque surdo. Ele abaixa agarrando – a pelo ombro levantando –a.

 

Jason: Você não pode fazer nada. . .

 

A loura é golpeada, fazendo com que o ar fugisse dos seus pulmões sentindo uma grande dor e seus olhos se enchem de lágrimas.

 

Júlia: Porque Jason? Porque está fazendo isto?

 

O sorriso que domina os lábios de Jason dá a Júlia a impressão de um predador prestes a

destroçar a sua presa. Não conseguia acreditar naquilo, que aquele menino que criara com tanto amor havia crescido para se transformar naquele monstro.

 

Jason: Estou fazendo isto pelos motivos mais banais que existem, a vingança e o poder. Você me tirou as duas pessoas mais importantes da minha vida e acha que não sabia o seu passado sujo?  Eu sempre soube e foi por sua culpa que meus pais sofreram aquele acidente fatal.

 

Camilla: Você é doente Jason. Sua irmã sempre amou e cuidou de você durante todos estes anos, se sacrificou para que pudesse ter um futuro.

 

Jason dá mais um golpe de Camilla que sente o sangue escorrer pelo seu rosto e Júlia grita de

Pavor.

 

Júlia: Pare, vai mata-la. . .

 

Uma risada escapa dos lábios de Jason que joga Camilla no chão que sente tanta dor e falta de ar que mau consegue respirar.

 

Jason: Vocês duas são doentes e a sua doença destruiu a minha vida. . .

 

Camilla: Amor não é doença. Eu sempre amei sua irmã e sempre vou amar. . .

 

Jason faz menção de golpear novamente a loura, mas ele interrompe o gesto como se tivesse mudado de ideia.

 

Jason: Ainda não vou mata-la, vou atingir você aonde mais dói. . .

 

Ele pega o telefone e fala algo, desligando um instante depois. Alguns instantes depois a porta do acesso foi aberta e entram duas pessoas, uma segura Julie que chora e Maya está com Rafael nos braços que tem os olhos arregalados de medo.

 

Camilla: Rafael. . .Julie. . .

 

Jason novamente atinge Camilla e Maya caminha na direção da loura, mas Jason a impede segurando com força no braço.

 

Jason: Chegou bem na hora do show. . .

 

Camilla está tão machucada que tanto Júlia quanto Maya sentiram vontade de cuidar dela, mas Jason a imobilizava apertando os braços com tanta força que certamente ficará com hematomas e certamente aquele homem se sente excitado com tamanha brutalidade.

 

Camilla: Como pode Maya? Como poda fazer isto com nosso filho? – A loura fala com a voz rouca se engasgando com o sangue e um jato de sangue sai dos lábios dela, fazendo com que a mulher sentisse os olhos cheios de lágrimas, enquanto Júlia luta contra a dor que a rasga por dentro, mas os olhos dela estão voltados para Julie que esta nos braços de uma desconhecida.

 

A menina ergue o rosto e chora ao ver a mãe olhando na sua direção e Júlia faz menção de avançar contra a mulher para recuperar a sua filha, mas Sófia a segura fazendo sinal para a médica esperar. Podia aproveitar a distração que Camilla estava proporcionando naquele momento para planejar um ataque contra aquela mulher. Sófia sente tanto ódio de Jason por tudo o que ele estava fazendo e ao mesmo tempo admirou – se pela loura estar arriscando a própria vida para proteger o filho, não a conseguia vê-la como uma vilã depois disto.

 

Maya: Camilla. . .

 

Jason continua com a mão agarrada ao pulso de Maya enquanto Rafael chorava trêmulo nos braços da mãe e ao ver a papa dele com o rosto todo machucado, ele chora com maior intensidade.

 

Rafael: Papa. . . Maman. . .

 

O menino continua a soluçar de forma que Júlia olha para a cena com uma expressão penalizada. Que mãe não se comoveria ao ver o filho daquela forma, não a Maya, mas quando seus olhos se encontram com as da mulher vendo uma expressão angustiada no rosto, deixando a médica intrigada.

 

Jason: Sempre foi uma pedra no meu sapato Camilla Moura. Sempre tirando tudo o que me pertence, primeiro meus pais, depois a minha empresa. – Jason olha para Júlia que tem uma expressão surpresa no rosto – Deve estar se deleitando com meu fracasso não é irmãzinha? Sua amante tem a maioria das cotas da Empresa Fox, esta bastarda me enganou e me tomou tudo !!!

 

Camilla respira fundo sentindo uma dor na costela no local onde Jason a golpeara com força, talvez tivesse causado uma fratura porque mau consegue respirar, mas tinha que vencer a dor.

 

Camilla: Não tenho culpa se não sabe administrar sua empresa e tive que dar a você um empréstimo para salva- lo do buraco.  A empresa Fox é uma excelente aquisição e só fui inteligente o suficiente para perceber isto. . .

 

Júlia abre e fecha os lábios sem acreditar. Será que fora este o motivo para que no passado se aproximara dela, o plano final de vingança? Aquele simples pensamento faz com que Júlia sentisse seus olhos arderem e então ela balança a cabeça se negando a aceitar que aquilo pudesse ser verdade.

 

Jason: Mas no final eu fui mais esperto que você sabe o porque?

 

Maya abre a boca para dizer alguma coisa, mas Jason a cala.

 

Camilla: Isto é uma grande dúvida Jason, porque todos o consideram um tolo. . .

 

Maya aperta o filho nos braços vendo o menino ainda mais assustado. Tinha medo de que o descontrole de Jason podia causar a Camilla e seu filho, mas a loura nem parece se preocupar com o próprio bem estar, talvez fosse uma maneira de ela ganhar tempo para executar algum plano, mas conhecendo a personalidade violenta daquele homem acha bastante arriscado fazer aquele tipo de jogo.

 

Maya: Jason, por favor. Rafael está assustado e é só uma criança, não devia estar passando por uma coisa destas.

 

Jason olha para o menino que tem os olhos arregalados e os lábios trêmulos. Durante alguns instantes ficou em silêncio pensando em algo e só então vira –s e na direção da modelo.

 

Jason: Entregue o menino a namorada da minha irmã e não tente nada estúpido porque sabe que não terei remorso nenhum em apertar o gatilho.

 

Maya abraça o menino forte e quando está passando por Camilla lança um olhar triste na direção dela. Tudo o que havia feito havia machucado a sua ex, deixara se envolver pelos ciúmes e pela ira depois de tantos anos de rejeição. Sabia que quando Jason revelasse a verdade seria um violento golpe na loura, afinal Camilla sempre fora muito apaixonada pelo filho, mesmo não tendo o mesmo sangue correndo em suas veias.

 

Maya: Cuide do meu filho, por favor. . .

 

Sófia pega o menino no colo que resmunga lutando contra aqueles braços desconhecido e então Maya volta ao lado de Jason, respirando fundo.

 

Camilla: Prefiro que me mate logo a morrer de tédio olhando para a sua cara de patife !!!

 

Jason aperta o maxilar com força e aponta a arma na direção de Camilla que fecha os olhos, ouvindo um grito de duas mulheres chamando o seu nome.

 

Jason: Antes de atirar em você terei o prazer de contar a verdade: seu herdeiro Rafael é meu filho. . . – Ao ouvir isto, Camilla abre os olhos lançando um olhar na direção da ex com uma expressão chocada no rosto. – . . .enquanto você se ocupava de correr atrás de minha irmã, a sua ex-mulher e eu tivemos um caso e o Rafael é fruto deste relacionamento extraconjugal. . .

 

Jason sorri a cada palavra como se estivesse degustando o sabor e o efeito causado por aquela revelação. Um pesado silêncio paira naquele momento e todos olhavam em choque menos Maya que carrega no rosto o peso da culpa. A modelo tem total consciência do olhar magoado que Camilla à lança.

 

Camilla: Isto é mentira. . . Rafael é meu filho. . .

 

Camilla ergue em um pulo e avança contra o homem no momento que um tiro seco ecoa pelo ambiente, fazendo com que Júlia desse um grito, enquanto Sófia aperta o menino em seus braços. Tudo parecia acontecer em câmara lenta, como um filme em slow- motion.

 

Júlia: Camilaaaa. . .

 

                                         (Continua)

 

 

 

 


Notas Finais


No próximo capítulo a verdade sobre o passado entre Camilla e Júlia serão revelados. Uma pessoa irá morrer e outra voltará a vida. Preparem o coração !!!

Possíveis erros serão consertados na próxima Att


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...