História Escolhido (abo) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Abo, Alfa, Alfa Lúpus, Beta, Drama, Mistério, Mpreg, Ômega, Oroita, Sasunaru, Tortura, Tragedia, Yaoi
Visualizações 2.769
Palavras 3.832
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishounen, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Sobrenatural, Super Power, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


NEM DEMOREI

MAS VOU FALAR

TAVA SEM VONTADE NENHUMA DE ESCREVER

MAS COMO AMO VCS E VCS MERECEM, AQUI ESTAMOS 💙

vou termina de responder todos os comentários do cap anterior ainda okay? Prometo 😍 mt obg pelo apoio 💙

Desculpem os erros e boa leitura

Capítulo 13 - Novos caminhos


POV'S GAARA ON 



Senti uma enorme irritação e frustração percorrer por cada veia do meu corpo. Estava completamente desconfortável com a presença dos Uchihas no país e ainda mais incomodado com aquele príncipe completamente agarrado ao Naruto, o seguindo para cima e para baixo.

Admito que no passado eu tive uma leve queda pelo pequeno loiro, uma simples atração que durou alguns anos, porém já havia superado a muito tempo. Mas isso não me ajudava a engolir aquele alfa lúpus bastante abusado que vivia colado ao meu loirinho. Naruto sempre foi como um irmão caçula para mim e mesmo eu o desejando sexualmente por um certo tempo, o sentimento de proteção que eu tinha por ele nunca sumiu.

Porém havia algo ainda pior acontecendo durante essa semana.

Um enorme problema que tinha nome e sobrenome.

Obito Uchiha.

Aquele lúpus irritante não desgrudou do meu pé durante os dias que se passaram e suas ações estavam me deixando extremamente estressado. Os olhos negros me seguiam para todos os lados, brilhando em malícia e desejo. Sai dos meus pensamentos profundos ao sentir uma mão enorme me puxando para dentro de uma das salas escuras e vazias entre os corredores estreitos que eu caminhava.

- Pare de tentar fugir de mim. - Uma voz cálida e erótica sussurrou em meu ouvido. Não pude controlar o enorme arrepio que percorreu todo meu corpo, fazendo todos meus pelos se levantarem, em resposta a sua voz coberta de malícia. Bufei irritado com o cheiro forte que adentrou minhas narinas, um odor amadeirado que exalava do corpo alto a minha frente.

- M-me solta. - Rosnei furioso enquanto me debatia e tentava me soltar do aperto forte de suas mãos, porém minha força não se comparava a dele. Senti seu hálito quente bater de encontro ao meu rosto e mais um rosnado irado escapou da minha garganta. - Eu não sou a porra de um omega, Uchiha.

- Ruivinho teimoso. - Ele sussurrou maldosamente e mordeu o lóbulo da minha orelha. Meus olhos faiscaram e eu me repreendi mentalmente por permitir que aquele desgraçado me causasse mais um arrepio.

- Não me chame assim, eu sou um alfa. - Meus olhos cintilavam ira enquanto eu cuspia a frase como se fosse óbvio, porém para minha surpresa, ele apenas sorriu em resposta e por ser uma cabeça maior que eu acabou se abaixando e se inclinando sobre mim, enquanto juntava nossas testas delicadamente e me lançava outro sorriso convencido. Nesse momento eu já tinha desistido de me debater a muito tempo e apenas encarava seus olhos negros e tão próximos a mim. 

- E eu um alfa lúpus. Porém não me importo com isso, eu te quero ruivinho. - Arregalei os olhos enquanto o encarava boquiaberto.

O que?

- Assim? Do nada? Tá me achando com cara de que? - Pergunto irritado enquanto voltava a me debater, tentando me livrar do agarre forte em meus pulsos. O Uchiha rolou os olhos e segurou com mais firmeza meus braços, os colocando a cima da minha cabeça enquanto se aproximava de mim vagarosamente.

- Cara de quem está se fazendo de difícil, porém está louco para beijar um alfa lúpus. - Respondeu com um sorriso convencido e acabando de uma vez com o espaço restante entre nós.

Arregalei os olhos ao sentir os lábios frios e macios de encontro aos meus, ofeguei surpreso e essa foi a oportunidade do moreno de enfiar a lingua dentro da minha boca. Confesso que tentei resistir e afastá-lo de mim, mas me senti um omega totalmente indefeso ao ver que não conseguia mover um músculo do enorme e musculoso corpo que se encontrava ainda mais colado ao meu. Mordi seu lábio inferior com força e ele grunhiu excitado com a dor repentina.

Gemi incontrolavelmente. O empurrei com força novamente, na intenção de fazer ele se separar de mim, porém quando sua língua quente entrou em contato com a minha um choque excitante percorreu todo o meu corpo me fazendo gemer novamente.

Ele soltou meus braços e eu os levei instantaneamente para sua nuca, puxando os cabelos negros e sedosos do local e logo as suas mãos passaram por minhas costas e pararam em minha cintura, seu agarre era firme e demonstrava uma enorme possessividade. O beijo era afoito e violento, coberto de luxúria e desejo. Fui empurrado ainda mais para a parede atrás de mim e me vi prensado entre ela e seu corpo esguio e definido. Suspirei quando senti um chupão em meu lábio inferior.

Estava completamente inconsciente das minha ações, inerte no enorme desejo que sentia naquele momento.

Porém a falta de ar logo se fez presente e acabamos nos separando minimamente. Eu me mantia na mesma posição, com os olhos fechados e com minha testa colada a sua. Nossas respirações eram ofegantes e precisas, resultado do beijo afoito de alguns segundos atrás.

- Você é realmente quente. O deserto combina com você. - O Uchiha constatou com a voz rouca e coberta de malícia. Sua frase foi suficiente para que um banho de sanidade caísse sobre mim e eu acabei por rosnar completamente irritado com minha posição naquele momento. Senti minhas bochechas ferverem de vergonha e controlei a enorme vontade de corar que me abateu.

- Eu quero te matar. - Rugi irado e sem lhe dar chance de responder, acabei por chutar o meio de suas pernas com força. Seus olhos se ele arregalaram em surpresa e o moreno gemeu dolorido enquanto caia de joelhos à minha frente.

O olhei de forma superior e rosnei ainda me sentindo humilhado, passei por cima do seu corpo caído no chão sem ligar para os ruidos dolorosos que escavam de sua garganta. Caminhei até a saída e me retirei do cômodo tentando controlar o rubor em minhas bochechas. 

- Hunf. - Resmunguei.

Ele que procurasse um omega!!!




POV'S GAARA OFF




As horas se passaram rapidamente após a reunião que eu estive com o rei e Shisui durante todo o dia. O restante do pessoal havia desaparecido completamente e eu não fazia ideia do que estariam fazendo agora. Discutimos milhares de estratégias e ideias sobre os futuros problemas, o rei acabou assinando uma aliança com o país do fogo e nós enviamos o acordo para meu pai usando um dos corvos.

Suspirei enquanto caminhava até o quarto onde eu estava hospedado. A noite já era alta e apesar do dia corrido, eu me sentia bastante satisfeito com o resultado que tivemos. Abri a porta do cômodo assim que me vi em frente ao mesmo, adentrei o local calmamente e vi meu pequeno omega deitado na enorme cama de casal, parecendo dormir tranquilamente.

Sorri apaixonado e segui diretamente para o banho, estava cansado e queria uma bela noite de sono enquanto aspirava o cheiro delicioso de Naruto.

Tomei um banho rápido e me vesti apenas com uma calça simples e folgada, suspirei sonolento e caminhei para fora do banheiro. Não senti muita fome já que havia comido algumas besteiras durante o dia, só queria mesmo o conforto da cama e dos braços do meu adorável omega.

Me deitei lentamente ao lado de Naruto e vi quando seus olhos azuis e brilhantes se abriram vagarosamente.

- Pensei que estivesse dormindo. - Sussurrei enquanto admirava seu rosto bronzeado e com um semblante sonolento. Naruto apenas bocejou e se arrastou para mais perto de mim pela minha cama, se deitando sobre meu peito e ronronando manhosamente.

- Estava te esperando, alfa. - Ri baixinho com sua resposta dengosa e o encarei de forma apaixonada, o omega havia acabado de sair do cio e é óbvio que estaria completamente manhoso e carente de atenção e mimos. Afaguei seus cabelos delicadamente e ouvi um pequeno gemido deleitoso vindo do menor, seu cheiro estava mais fraco, mas continuava delicioso e chamativo.

- Você está bem? - Perguntei a ele e seus olhos azuis se desviaram para mim rapidamente. Um sorriso genuíno se abriu em seus lábios delicados e vi sua cabeça balançar lentamente em sinal positivo.

- Estou e você? - Indagou ainda me encarando e eu me limitei a apenas acenar com a cabeça. Suspirei e beijei sua testa com carinho enquanto o apertava ainda mais.

- Já jantou? - Minha voz saiu rouca e baixa e eu pude perceber que seu corpo se arrepiou em resposta.

- Sim, Sasuke. - Respondeu no mesmo tom.

- Tomou banho? - Arqueei uma sobrancelha ao ver seu rosto tomar uma coloração rosada. Neguei com a cabeça e mordi meu lábio inferior, tentando segurar uma risada. Naruto era uma graça quando estava envergonhado, parecia ainda mais delicado e indefeso que o costume, o que me causava uma enorme vontade de protegê-lo.

- H-hum. - Resmungou constrangido e da cor de um pimentão. Gargalhei alto vendo o bico emburrado nos lábios rosados do menor, o deixando ainda mais fofo em minha opinião.

- Seu pequeno porquinho. - Falei e beijei suas enormes bochechas vendo ele rir baixinho de forma delicada e meiga.

Naruto esfregou suas bochechas em meu peito nu e aspirou intensamente o cheiro do local me fazendo olhá-lo completamente admirado. Ele me olhou com seus grandes olhos azuis e sorriu largamente em minha direção, me fazendo corresponde-lo de imediato.

- Vou tomar um banho rápido. - Sussurrou delicadamente enquanto fazia menção de se levantar, porém quando se impulsionou para cima soltou um gemido dolorido e caiu na cama novamente.

- O que você tem? - Perguntei alarmado e preocupado com a careta de dor que o omega fez, me levantei na mesma hora enquanto me aproximava do corpo pequeno e tocava um de seus braços com carinho.

- N-nada. - Respondeu extremamente corado e eu pude sentir seu enorme constrangimento através da marca, assim como pude identificar a mentira em suas palavras.

- Naruto. - Chamei em repreensão e pequeno loiro abaixou a cabeça parecendo ainda mais envergonhado que antes.

- Sinto um pouco de dores no quadril, e como me movimentei muito hoje elas acabarão ficando mais intensas. - Falou baixinho sem me encarar nos olhos, mas eu podia notar que seu rosto estava completamente vermelho.

Suspirei entendendo a situação e me levantei devagar vendo como o pequeno continuava constrangido e totalmente corado, teria dado altas gargalhadas se a situação não fosse de fato preocupante. O peguei no colo sem cerimônias e vi seu pequeno corpo se encolher de encontro ao meu. Beijei o topo da sua cabeça e caminhei com o pequeno bolinho nos braços até o banheiro que havia no quarto.

- Vou te ajudar no banho. - Murmurei enquanto o depositava calmamente no chão do banheiro, o deixando em pé. Retirei a camisa que cobria seu peitoral sem malícia e pude notar que ele corou e me olhou de forma tímida, parecendo incerto se deveria ou não deixar que eu o ajudasse. Suspirei frustrado e retirei sua calça rapidamente juntamente com sua peça intima, o deixando totalmente despido aos meus olhos.

O omega ofegou em surpresa e colocou as mãos em frente ao corpo, tentando cobrir sua intimidade do meu olhar, me fazendo arquear uma sobrancelha.

- Está se escondendo de mim? - Indaguei com incredulidade, eu já havia visto seu corpo muitas vezes e tinha decorado cada curva que havia ali. E no momento eu não tinha nenhuma malícia, não havia porque ter vergonha. - Naruto?

- E-eu posso tomar banho sozinho. - Sussurrou com a voz trêmula me fazendo segurar a enorme vontade de rolar os olhos.

- Posso cuidar do meu omega?.

Seus olhos me encaram de maneira desconfiada e eu apenas suspirei chateado com a falta de confiança que sentia através da nossa ligação. Nossos olhos mantiveram o contato visual por mais algum tempo. Um suspiro pesaroso deixou meus lábios e eu desviei o olhar das duas safiras e caminhei para a saída do cômodo, porém antes que meus pés chegassem a porta uma pequena mão agarrou meu pulso de forma delicada.

- C-cuida de mim.

Parece que as coisas realmente estavam mudando.





(...)





Após algumas discussões sobre como agiremos dali pra frente nós resolvemos ir embora no dia seguinte, o plano era realmente deixar o deserto antes que o rei Uzumaki chegasse com suas tropas, evitar causalidades era nossa prioridade no momento. O rei havia sugerido que a ligação entre os países fosse ainda mais nítida, e a maneira que ele escolheu não me agradou de forma alguma.

- Se não for incomodar, eu desejo que Gaara vá com vocês, será muito bom termos uma ligação como essa por enquanto. - Rasa tinha o semblante sério e me encarava intensamente. Rosnei juntamente com o ruivo citado, o que mostrou que ele estava tão descontente quanto eu.

- Por que eu? Mande o Kankuro. - O ruivo tinha a cara fechada e emburrada, me fazendo arquear uma sobrancelha com sua birra.

- Seus irmãos são mais velho e mais responsáveis, irão ficar cuidando do concelho enquanto eu cuido dos Uzumakis que em breve chegarão. Já está decidido, Gaara. - O rei não deixou espaço para objeções e Gaara pareceu ainda mais irritado, porém eu sentia a estranha euforia do meu primo mais novo ao meu lado.

Suspirei insatisfeito e olhei para meu omega loiro que já se encontrava montado em sua bela égua. Ele parecia pensativo, porém suas emoções estavam calmas e pacíficas, o que me deixava tranquilo e despreocupado.

- Temos que partir logo, Sasuke. - Shisui falou enquanto se aproximava e eu concordo com a cabeça, chamando a atenção de todos em seguida.

A viagem foi tranquila nos primeiros dias e parecia mais rápida do que a ida, porém eu tinha um mau pressentimento em relação a toda essa calmaria.

E não foi pra menos.

No fim do quarto dia, fomos atacados por alfas desconhecidos, que aparentavam ser bandidos profissionais. O grupo de inimigos era grande e eu apenas rosnei irritado com a coragem daqueles malditos.

- Shisui. - Obito gritou preocupado enquanto degolava um dos bandidos que pareciam se multiplicar cada vez mais. Encarei meus primos com preocupação e suspirei ao ver que os dois estavam bem.

- Eu to bem. - Shisui também gritou em resposta enquanto fincava sua espada no peito de um dos bandidos, o matando instantaneamente e em seguida correu para meu lado.

Eu me mantive na frente do meu loiro vendo como ele acertava seus alvos de longe, de forma graciosa usando suas flechas.

Desviei meus olhos para o Sabaku o analisando. Se algo acontecesse com ele as coisas ficariam bem feias entre o país do fogo e da terra. Vi quando uma flecha acertou o ruivo sem que pudéssemos perceber e o urrou de ódio de Obito ecoou pelo local, ele correu em direção ao alfa comum e matou rapidamente os sujeitos que o cercavam.

A partir daí foi necessário pouco tempo para que a situação se normalizasse e nós pudéssemos tomar controle da pequena batalha que havia acontecido, todos os bandidos estavam mortos e com seus corpos amontoados em algum canto enquanto alguns curandeiros tratavam dos ferimentos dos soldados e analisavam as baixas que tivemos.

Obito estava olhando fixamente para o alfa ruivo, suas íris brilhavam em irritação e preocupação contida. Eu estava prestes a ir até Naruto quando ouvi um gemido baixo vindo da floresta adentro, me fazendo ficar posição de luta novamente.

- Você ouviu isso? - Shisui perguntou e eu acenei positivamente.

Encarei seus olhos frios e assenti com a cabeça em sua direção. Caminhei lentamente com ele ao meu lado enquanto olhava para todos os lados com cautela. Arregalei os olhos quando encontramos um corpo pálido e magro caído entre os galhos secos e entre as plantas. 

Corri em direção ao corpo sendo seguido por meu primo e vendo que se passava de um omega, ele estava machucado e respirava lentamente com dificuldade.

Peguei o corpo pequeno em meus braços e corri em direção ao acampamento, tentando fazer o mínimo movimento possível.

- Curandeiros. - Chamei com a voz de alfa e dois deles vieram ao meu encontro, examinando o corpo do omega de forma cuidadosa, ele estava extremamente machucado e com marcas de espancamento e tortura.

Um arrepio subiu pela minha espinha e eu olhei para meu omega que parecia assustado e com um sentimento de nostalgia. Caminhei em sua direção e o apertei em meus braços.

Maldito Dèjá Vu.

- Droga. Ele não vai sobreviver com as próprias forças, seu corpo precisa de ajuda. - Um dos curandeiros murmurou em desespero olhando para mim. Obito se aproximou de mim e de Shisui com um semblante indecifrável.

- Como vamos ajudá-lo? Somente Shisui sabe bastante sobre medicina. - Obito questionou encarando o corpo desacordado do omega platinado e eu pude identificar a pena em seu olhar.

- Um dos lúpus. Ele precisa ser marcado por um de vocês, as energias serão suficientes para que a recuperação seja rápida e completa. - O curandeiro respondeu e Obito arregala os olhos em desespero.

- E-eu não posso marcá-lo. - Murmurou assustado com a ideia e encarou o Sabaku que também o olhava assustado e temeroso, enquanto ouvia a conversa um pouco mais distante. Naruto se aproximou também preocupado e engoliu o seco ao ver o estado do outro omega.

- Não posso pedir para que um dos meus homens faça isso. - Conclui com a voz baixa e meu omega me encarou apreensivo, me apertando em volta de seus braços pequenos.

Shisui encarava tudo com um olhar distante e vazio. Suas pupilas se focaram no corpo maltratado do omega de cabelos brancos e um suspiro pesado escapou de seus lábios. Eu sabia o que viria a seguir.

- Eu vou marcá-lo. 

- Tem certeza, irmão? - Obito indagou completamente assustado, mas parecia levemente aliviado.

Shisui não se deu o trabalho de responder o irmão mais novo, apenas caminhou até o omega platinado e o pegou no colo com delicadeza, repousou a cabeça do menor em seu ombro e afastou os cabelos grisalhos e sujos do pescoço magro, suas presas cresceram na mesma hora e sem perder tempo, meu primo as fincou com força na pele pálida.

O omega mesmo inconsciente gritou dolorosamente e Shisui se afastou do pescoço do mesmo, nos encarando com suas presas manchadas de sangue e respirando euforicamente, enquanto nos encarava de maneira intensa.

- Você está bem? - Pergunto preocupado e Obito se põe ao lado do irmão o encarando intensamente.

- Shisui? - Obito chama baixinho. Mas nenhum de nós dois recebeu uma resposta.

- Vou precisar descansar juntamente com ele e preciso de uma barraca que já esteja armada. - Shisui falou com a respiração já ofegante e Naruto se soltou dos meus braços indo até ele de maneira apressada.

- Fique com nossa barraca, Sasuke não vai se importa. - O loiro sorriu amarelo e ainda preocupado e eu concordo com a cabeça vendo o meu primo caminhar até a barraca indicada, nos deixando apreensivos com o que poderia vir a acontecer.

Eu só esperava que tudo acabasse bem.





POV'S SHISUI ON





Entrei na barraca com o frágil omega em meus braços e o depositei no chão forrado de forma delicada e cuidadosa. Suspirei sentindo o cansaço me abater e minhas energias fluírem de maneira intensa do meu corpo

- Shisui. - Ouvi um desesperado chamado e me virei, vendo meu irmão mais novo cabisbaixo e parecendo deprimido.

- O que houve? - Pergunto com confusão e seus olhos se direcionaram para mim com um claro brilho de culpa e receio. Arqueei uma sobrancelha, já prevendo o que se passava na cabeça oca do meu adorado irmãozinho.

- Me perdoe, eu realmente não poderia marcá-lo. - Pediu em tom de súplica e abaixou a cabeça, sem me encarar nos olhos e eu acabei por sorrir irônico em sua direção.

- Não precisa se preocupar. - Murmuro um pouco cansado, sentia o omega sugando minhas forças intensamente. - Não há o que perdoar.

- Não, a culpa é minha. Por minha culpa você teve que marca esse omega desconhecido. E carregar esse fardo pro resto da vida. - Falou desanimado e eu me levanto um pouco devagar e caminho em sua direção o abraçando apertado em seguida.

- Não seja tolo, eu sou o irmão mais velho. Eu que te livro de encrencas. - Havia diversão em meu tom de voz e Obito se separou de mim bruscamente, rosnando irritado.

- Não seja idiota em uma hora dessas. - Cruzou os braços de forma emburrada e irritada. Ri baixinho e o encarei com carinho.

- Você está feliz? Se sente aliviado? - Questionei e vi que seus olhos negros miraram os meus de forma intensa e com turbilhões de sentimentos. Mesmo que ele não confessasse, eu o conhecia bem e sabia que ele estava feliz por não ter precisado marcar o omega platinado. - Obito? - O chamei vendo que ele pareceu perdido em pensamentos por alguns segundos.

- Sim. Estou muito aliviado por não estar ligado a esse omega pelo resto de minha vida. - Respondeu de forma sincera e eu sorri maliciosamente em sua direção.

- Tenho certeza que você não é o único a estar tranquilo. - Comento maldosamente e ele me encarou de forma assustada e questionadora.

- O-o que quer dizer? - Obito pergunta com curiosidade e receio, me fazendo encará-lo com puro deboche. As vezes eu não acreditava que ele pudesse ser tão lerdo e cínico.

- Sabe que sou seu irmão não é? Eu te conheço muito bem. - Meus olhos fitaram seu rosto com intensidade e um sorriso convencido se abriu em meus lábios. É claro que eu sabia o que estava acontecendo, e ele pareceu notar isso já que sorriu largamente em minha direção.

- Parece que não consigo esconder nada de você. - Suspirou teatralmente e tentou parecer decepcionado. Rolei os olhos entediado e apenas neguei com a cabeça.

- Bom… Também não é como se fosse possível esconder algo. Acredito que até o Sasuke e o omega loiro perceberam seu lance com o ruivo Sabaku. - Falei calmamente e vi que seus olhos se arregalaram no mesmo momento.

- S-sério? - Perguntou descrente, me fazendo rolar os olhos mais uma vez.

- Você é um idiota Obito, não consegue disfarça nada e nem esconder nada de ninguém. - Respondi como se fosse óbvio e ele me encarou de forma irritada e ultrajada.

- Vai se fuder, Shisui. - Resmungou inconformado e um pouco constrangido, saindo a passos pesados da barraca e me deixando sozinho com meus pensamentos.

Olhei para o corpo encolhido do agora meu omega e suspirei decidindo me deitar e descansar.

O dia seria longo amanhã.





(...)





Acordei no outro dia com sons de murmúrios e gemidos dolorosos. Abri os olhos lentamente e olhei em direção ao omega que dormiu ao meu lado me surpreendendo com a situação em que ele se encontrava.

O platinado estava totalmente encolhido no canto da barraca e chorava baixinho, olhando em minha direção com puro medo. Eu tentei me aproximar, porém ele gemeu com medo e me olhou ainda mais apavorado, seu corpo tremia de maneira insana o que me deixava ainda mais preocupado.

- Por favor, tenha calma. Prometo que não vou machucá-lo. - Sussurrei em tom baixo tentando transmitir segurança através da nossa marca e o encarando delicadamente, vendo o menor limpar as lágrimas com as costas da mão.

- Q-quem é você? - Perguntou baixinho e com a voz trêmula, e eu só consegui ouvi-lo por ter uma audição aguçada.

- Shisui, Shisui Uchiha e você? Qual o seu nome? - Perguntei delicadamente e ele me olhou ainda acuado e receoso, com lágrimas brilhando em seus olhos. 

- H-hidan.



Notas Finais


AIIIMM

SEIS SABEM Q SOU DESSAS NÉ

to shippando mt esses dois casais #ObiGaa

Eeeee SHIDAN IDEIA DA SAMBIIHARUNO 💙💙💙💙💙💙💙 MELHOR IDEIA DE TODAS

ESQUEÇAM O SHIHI

Shipps entranhos 😂😂😂😂 mas eu amo dar pinta 💙

Recebam esses casais mt bem assim como receberam OroIta ein? 💙 e se acostumem também

Kissusssss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...