História Escrava Da Morte - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 2
Palavras 453
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Bom pessoas, espero que gostem desse segundo Capítulo de ''Escrava da Morte''.
Obrigada por ler e acompanhar! ^^
Kissus e nós vemos lá embaixo! ^^

Capítulo 2 - Dias estranhos.



O dia a dia para Suzany estava difícil de ser vivido. Cada dia estava mais tenso que o outro. A mesma acabou acreditando que estava com problemas psicológicos e que tinha de se internar. Jeremy estava preocupado com a Irmã.

Quem não ficaria, Não é...? Nessa fase de loucura, era mais ''Cabummm!'' Do que as outras vezes. Suzany não se convencia de quê, aquilo que avia visto era real. Era Impossível. Estava a cima da Realidade. Ou era o que o destino queria que pensássemos.  Era muito complicado. Surreal. Suzany estava ficando de cabelo em pé com aquilo. A mesma estava dormindo até agora. Era em plenas 01:00 da Manhã. O dia ainda estava amanhecendo...Quando o Celular de Suzany apitou.
 ''DamDamDamDamDamDam! Mensagem recebida!'' O barulho do celular quebrou o silêncio que até então estava presente no quarto.
Suzany  acordou em um pulo. Olhou para o lado aonde estava a mesinha com seu celular carregando, bufou e desbloqueou a tela colocando a senha(Que por acaso era 1234 com o nome da cachorrinha e do gato dela).
    Suzany  respirou fundo e leu a mensagem.
(Mensagem On)
   ❞Número desconhecido: Suzany, eu sei da sua família.
Suzany: Hm...? Quem é...? – Suzany bufou revirando os olhos.
Número desconhecido: Hehehe, não sabe quem sou eu...? – No mesmo instante, uma risada maléfica ecoou os cantos da casa.
Suzany: ...? Hm...? – Suzany ficou em extremo choque.
Número desconhecido: Olhe para baixo, Suzany. Olhe para o chão.❞ (Mensagem Of)

Suzany  não quis olhar. Ficou bastante curiosa mais não quis olhar.

Acabou por olhar, e quando olhou...a cabeça de seu pai e sua mãe estava debaixo da cama, no chão.

–  NÃOOOOOOOOOOOOOOOO! –  Suzany gritou, sentindo uma lágrima escorrer no canto do seu olho. 

 ❞Número desconhecido: E assim farei com os outros. Você não sabe quem eu sou, e eu  sei quem você é. E é assim que eu ganho. A vida é um jogo, Suzany. E às vezes, temos que correr riscos. Mais esses riscos que está a correr, Suzany...nem eu desejaria isso para você, mesmo com toda a minha crueldade...Está dentro do armário... ❞

''Dentro do armário...''

''Dentro do armário...''

''Está dentro do armário...''

''Abra o armário''...

''Dentro, dentro...''

''Armário...''

''Dentro, Suzany, dentro...''

''Armário''

''Dentro do armário...''

–  Vozes não paravam de sussurrar na cabeça da Pyrtenson. 

–  CHEGA!!!!!! –  Suzany acordou, toda soada. –  O quê? –  Quando olhou em volta, viu que estava dormindo. –  Ah, só um pesadelo... –  Afundou o corpo no colchão.  – Mais só por garantia... –  Abaixou-se para olhar em baixo da cama. E quando olhou, Suzany muito se assustou. O que Um enigma, uma charada faria de baixo da cama? Havia um papel escrito uma charada.

''Dentro do armário, no escuro coisas mudam. O que no sol se vê, se esconde no criado-mudo''

... 


Notas Finais


Foi isso, nada a declarar...até o próximo ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...