História Escrava (Imagine Park Jimin) - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Escrava, Imagine, Isabellyhx, Jimin, Kpop, Park Jimin, Romance
Visualizações 1.203
Palavras 966
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AAAAAAAA, ESCRAVA CHEGOU AOS 700 FAVORITOS!!!! 😍😍😍😍😍😭😭😭😭😭😭😱😱😱😱😱😱

MUITOOOO OBRIGADAAAA, VOCÊS SÃO DEMAIS!!!! ❤❤❤❤❤

Estou com várias novidades pra vocês, se preparem que vem coisas por aí 🙊🙊🙊🙊

Muito obrigada mesmo, amo vocês ❤❤❤❤😍😍😍😍

Será que Escrava chega aos 1.000 favoritos? Se chegar, eu faço um desafio, podem escolher KKKKKKKKKKK 😂😂😂🙈🙈🙈


P.s: Provavelmente eu não vou conseguir postar hoje e amanhã, pois tenho que estudar :/

Espero vocês nas notas finais, bjs bebês da Isa 😘😘😘

Capítulo 34 - 제 34 장


Fanfic / Fanfiction Escrava (Imagine Park Jimin) - Capítulo 34 - 제 34 장


Jimin Povs


Eu e (S/n) saímos da delegacia e fomos até o local de trabalho do JungKook.


- Jimin? - Ele veio em minha direção - Que surpresa - Sorriu.


- Como vai JungKook? - Perguntei.


- Estou bem e você?


- Mais ou menos - Respirei fundo - Tantas coisas estão acontecendo...


(S/n) segurou minha mão.


- O quê? - Perguntou o mais novo.


- Senhora Park está morta - Respondi.


- Sério? Espera, mas por quê...


- Vou te explicar tudo - O interrompi - Mas outra hora, ok?


- Como quiser - Respondeu - O que vai querer?


- O mesmo de sempre - Sorri - E você? - Olhei minha namorada.


- O mesmo que você - Respondeu.


- Tudo bem - JungKook anotou - Você é muito bonita - Olhou (S/n).


- Obrigada - Sorriu.


- Prazer conhecer você - Sorriu de volta.


- O prazer é meu - Respondeu.


- Vou trazer os pedidos - Saiu.


(S/n) e eu sentamos em uma das mesas.


- Quem você acha que matou ela? - Olhei a garota.


- Não faço ideia - Respirou fundo - Mas não se preocupe, a polícia vai descobrir quem foi.


- O Problema é que ela tinha tantos inimigos que...


- Aqui está - JungKook voltou e colocou nossos pedidos na mesa.


- Obrigada - (S/n) Sorriu.


- De nada - Sorriu de volta - Senhora Park não parecia ser tão ruim - Me olhou.


- Sério? - A garota riu.


- Sim - Olhou ela


- As pessoas podem não demonstrar como elas realmente são - Falei - Muitas vezes somos enganados por isso. Já parou pra pensar que aquela pessoa que você acha demais, admira e tal, pode não ser o que você pensa? Ela pode ser uma pessoa linda por fora, mas horrível por dentro. Ela pode demonstrar ser uma pessoa boa, mas pode ter o carácter horrível.


- Jimin tem razão - Minha namorada falou - Muitas vezes somos enganados, é a realidade


- Por isso devemos ter cuidado, sabe? Nunca confiar 100% em alguém, pois nunca sabemos como ela realmente é - Continuei.


- Nunca tinha parado pra pensar nisso - Disse meu amigo - Vocês dois estão certos


- Jenny foi realmente embora? Desculpe perguntar, mas é que...


- Sei que suspeita dela - JungKook me interrompeu - Mas não foi ela, ela está com uns parentes e bem longe daqui.


- Claro - Sorri fraco - Ainda bem.


- Com licença - Saiu.


Ficamos mais um tempo lá e depois voltamos pra casa.



Mi-Cha Povs


Minha filha ficava cada dia mais linda. Estava fazendo nossa comida e minha pequena estava dormindo, até Anna entrar na cozinha.


- Quer ajuda? - Perguntou.


- Não, está tudo bem - Respondi.


- Ela parece um anjinho. - Olhou minha filha e sorriu - Não quer que eu a coloque no berço? - Me olhou.


- Não precisa, ela dormindo no carrinho é melhor - Respondi - Assim posso ficar de olho nela e fazer nossa comida.


- Entendi - Riu baixo.


- Que cheiro bom - Meu irmão entrou. Notei Anna ficar um pouco tensa.


- Já está com fome? - Perguntei.


- Muita - Sorriu. Yoongi não olhava pra ela, pareceria que estava a ignorando. O que será que houve?


- O que acha de comprar uma bebida? - Sugeri.


- Agora? - Fez uma careta.


- Sim, agora - Revirei os olhos - Deixa de preguiça, Min Yoongi!


- O que você quer? - Revirou os olhos Também.


- Compra uma bebida e essas coisas aqui - Entreguei uma lista pra ele.


- É muita coisa, Mi-Cha! Vai fazer tudo isso agora? - Me olhou incrédulo.


- Sim - Respondi - Anna ajuda você.


- E-Eu? - Ela me olhou rapidamente.


- Sim, querida - Sorri.


- Acho melhor não - Mordeu os lábios

.

- Por favor, Anna - A olhei.


- É melhor você ir, eu fico olhando a florzinha - Deu um pequeno sorriso.


- Não, ela pode acordar e ficar com fome, é melhor você ir com Yoongi.


- Eu posso ir só - Disse friamente e pegou as chaves do carro.

.

- Não, ela vai com você - Empurrei ela, fazendo ela se tacar nele - Vão logo!


Eles se olharam e ela se afastou, saindo rapidamente  na frente.


- Toma uma atitude! - Sussurrei.


- Outra?


- Como assim? - O olhei confuso.


- Já tomei uma, ela me deu um fora - Fez bico.


- Toma quantas atitudes precisar! - Revirei os olhos.


Yoongi saiu resmungando algo que não entendi.


- Esse seu tio... - Ri baixinho e olhei minha linda florzinha. Comecei a pensar no Hoseok, estava sentindo muito sua falta. Alguns minutos depois, alguém bate na porta. - Será que aqueles dois já voltaram? - Coloquei o pano de prato no fogão - Mamãe já volta - Beijei a testa da minha bebê e fui até a porta - Vocês j... - Me assustei ao ver quem estava parada ali.


- Como vai, Mi-Cha?


- M-Mãe?



JungKook Povs


- Pronto, acho que ela vai gostar - Sorri e coloquei a comida na bandeja.


Estava quase entrando no quarto de minha mãe, quando ouvi ela conversando com alguém. Fiquei a olhando pela brecha da porta.


- Tem certeza que ninguém desconfia de nada? - Perguntou - Mesmo assim - Começou a andar de um lado para o outro - Ninguém pode saber que fui eu - Como ela estava conseguindo andar? Ela passava o dia deitada na cama, pois estava muito fraca e doente.


Não estava entendendo nada. O que minha mãe havia feito?


- Aquela vagabunda mereceu! - Estava ficando irritada, pude perceber por sua voz - Eu matei ela sim, não me arrependo - Derrubei a bandeja que estava em minhas mãos, fazendo com que ela me olhasse - JungKook? - Jogou o celular na cama e veio em minha direção.


- Q-Que história é essa, mãe? - Perguntei um pouco baixo.


- Meu filho, não é o que você está pensando - Tentou se aproximar, mas eu me afastei.


- QUEM A SENHORA MATOU? - Gritei. Ela respirou fundo e virou de costas pra mim, olhando a janela.


- A Senhora Park.




Continua...


Notas Finais


Desculpem qualquer erro.

Eitaaaa, já sabem que matou a senhora Park, mas quem será que falava com ela??? Quais são as teorias de vocês??? 🙈🙈🙈

Acompanhem meu novo projeto de Two Shot ❤👇

• Culpa (JungKook):

https://spiritfanfics.com/historia/culpa--imagine-jeon-jungkook-one-short-9980649



Caso queira seguir meu perfil e ficar ligado quando sair mais uma 👇😊😘❤

🌸 @isabellyhx 🌸

Obs: Pretendo sempre colocar algumas de vocês nas minhas histórias, estarei escolhendo pelos comentários 😊😘🙈

Será que Escrava merece ter segunda temporada??? Quero saber isso de vocês ( Não seja um leitor fantasma e responda a perguntinha, é muito importante) ❤❤😊😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...