História Escrito Nas Linhas Do Universo - Saga 21 Torneio - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dragon Ball
Personagens Bardock, Bulma, Chichi, Cooler, Gine, Goku, Grandpa Gohan, Kuririn, Lunch, Mestre Kame, Nappa, Oolong, Raditz, Rei Vegeta, Tarble, Tights Brief, Turles, Vegeta, Yamcha
Tags Chichi, Escrito, Goku, Linhas, Torneio, Universo
Exibições 30
Palavras 3.500
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Famí­lia, Hentai, Luta, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Power, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá Peoples!!!!
PERDÃO PELA DEMORA PARA POSTAR!!!! Deu um temporal aqui que meu kami.... queimou o poste de energia (sim... aqui os postes ainda são de madeira... moderníssimo!!! ¬¬') e consequentemente queimou a torre de internet (q os caras da net, pra poupar, decidiram colocar a antena no mesmo poste to dizendo... é super moderno aqui...)
Mas chega de ladainha... só quero dizer que a coisa é tensa aqui, pois a negada (sem ofensas) entrou no castelo e vai ter briga, além de mais barreiras.... (o vampiro ama barreiras gente.... vi isso no filme db clássico a bela adormecida no castelo do mal)
Pra não enrolar muito... cap pra todos e bora ler!

Capítulo 13 - Gohan VS Vampiro - Unidos Até A Morte


Finalmente o grupo pode ver a face daquele que guardava o cristal, ele tinha o rosto pálido, com olhos cor de sangue e presas afiadas nos dentes, sendo alto, de belo porte e com cabelos azuis petróleo jogados para cima, arrepiados e de certa forma, pareciam com os de Goku, ao seu lado estava o cristal, que migrava do branco transparente para a cor de céu, dentro dele estava a metade do corpo da deusa, seus cabelos brancos puxados para o cinza, seu olho estava fechado, impossibilitando ver sua pupila, parecia ter uma cor natural de pele, porem a parte do corpo que faltava foi ocupada pelo cristal, sendo que as pontas aparentemente pontiagudas cobriam o local como se a protegessem de algo, além de que algumas delas ficavam sobrepostas sobre a metade do corpo que lá estava, apesar da imagem ser até mesmo assustadora, a presença dela dava animo e até mesmo calma, sem falar que ela, ao sentir a presença de seus salvadores, abriu um sorriso lindo, fazendo o ambiente se encher de graça.

Goku estava possesso de raiva, mas também se sentia acabado por dentro, imaginava seu guardião aos prantos quando a visse e o pior, imaginava que o ser divino o socaria e se apartaria dele, talvez isso fosse o que mais deixava Goku acabado por dentro, ele conseguiu resistir a separação imposta a ele de seus pais, porém imaginar que o guardião o odiaria já o fazia querer tirar a própria vida, ele não conseguia imaginar sua vida sem o seu guardião, era como se ele fosse parte do seu ser, uma parte importante como o coração ou seus pulmões.

Todos estavam atônitos diante da imagem do cristal, um certo medo se apoderou deles ao ver o estado da deusa, porém o KI que ela emanava acalmou a todos e deixou o subordinado irritado, como ela conseguia esbanjar Ki dentro daquele cristal, sendo que o mesmo era impossível de quebrar com ataques de KI e poderes psíquicos? O subordinado sabia que ele guardava o corpo de uma deusa, porém não imaginava que ela pudesse ser tão poderosa, talvez ela não fosse tão forte quanto seu senhor, porém ela era a deusa que arrebatou o coração do deus Son, arqui-inimigo de seu senhor e que já o derrotara uma vez, sim, ela podia ser perigosa, porém o subordinado estava confiante, afinal, deus Son falhara com Goku uma vez e se ele falhasse de novo, seu senhor o destruiria e governaria a todos, e agora o próprio Goku estava a sua frente, pronto para ser morto pelo subordinado, sem falar em Bulma que possuía um Ki parecido ao de Goku e Chichi, da qual ficou sabendo que era descendente  direta do irmão amado de Son, sim, ele podia matar os dois e ser fortemente recompensado por seu mestre.

Gohan sorriu ao sentir o KI agradável da deusa, sabia bem quem ela era e o que lhe acontecera, porém vê-la no primeiro momento deu-lhe um aperto no coração e ficou a pensar no guardião, não era justo o que acontecia com o ser divino, ele já estava quebrado por dentro por achar que falhara com Goku, sem falar em toda a turbulência que ele teve que enfrentar antes de vir a Beijita e agora, sua deusa e amor de sua vida estava só com metade do corpo, aquilo não era justo com o deus, sem falar que o inimigo dele é quem estava por trás de todo esse corre-corre que acontecerá a poucos dias atrás. Gohan estava possesso de raiva e deixou seu Ki fluir livremente, fazendo o subordinado ficar atônito, existia alguém muito poderoso lutando ao lado de Goku e ele não estava ali para brincar.

-Kyūketsuki! Liberte a deusa agora, ou eu não terei pena de te matar. Falou Gohan olhando para o adversário com uma face indescritível.

-Como sabe meu nome... Son Gohan? Perguntou Kyūketsuki com uma face espantada e também divertida.

-Tenho meus contatos escroto terrestre e sei que disse o meu nome pois seu senhor lhe informou quem eu sou.... e espero que ele te informado muito bem, pois eu não estou aqui para brincar! Falou o saiyajin idoso seriamente.

-Mas é claro que ele me informou sobre você... só não pensei que viria me confrontar diretamente, pensei que fosse mais sábio e armaria armadilhas e tentaria se ocular para atacar. Zombou o vampiro sorrindo vitorioso.

-Não sou um verme como você e aquele maldito inimigo para ficar me escondendo, tenho minha honra e meu orgulho! Falou o velhinho se colocando em posição de combate.

-Então vamos ver do que você é feito.... Falou o subordinado partindo para o ataque.

O vampiro partiu para cima com uma cotovelada, que foi bloqueada por Gohan e o mesmo chutou o inimigo, que conseguira se desviar, Kyūketsuki veio para cima com as garras e rasgou parte da roupa de Gohan, mas o saiyajin idoso usou uma bola de energia para atordoa-lo, a mesma foi bloqueada e o subordinado chutou as costelas de Gohan, que se recuperou e acertou um soco no estomago do vampiro, os dois então partiram para socos e chutes sequenciais, fazendo poeira levantar do local de tão rápidos que os dois se movimentavam, logo após o vampiro escapou e foi se ocultando por entre os pilares da sala para tentar atacar, Gohan se concentrou e tentou localizar o seu KI, porém descobriu que não existia Ki para o vampiro por ele ser um morto-vivo, Gohan então sorriu, teria que usar algo além do Ki para detectar a presença do inimigo e ele assim o fez, o velhinho fechou os olhos e ficou a meditar, fazendo suas narinas e seus ouvidos aguçarem, além disso, ele teria que tentar ataca-lo a distância, pois como não sabia onde ele estava, se ele se movesse o adversário poderia saber e ficaria se ocultando, vendo perfeitamente a Gohan e atacando tanto a ele quanto ao grupo de Goku.

Enquanto isso, o grupo de Goku foi atrás do cristal, porém encontrou uma forte barreira na frente, todos se propuseram a atacar para acabar com a barreira, que não foi destruída apesar dos esforços de todos, Goku olhou para a deusa e a mesma continuava sorrindo para ele, como se disseque que ele conseguiria se continuasse a tentar, aquilo motivou Goku que sorriu também.

-Agora eu entendo... a lenda diz que o sorriso de Leben podia criar galáxias e constelações... também, o sorriso dela alegra a qualquer um... espero que esse sorriso consiga fazer o meu guardião ficar bem... e não me abandonar quando souber que... eu não consegui resgata-la por inteiro. Pensou Goku sentindo dor ao pensar e ao mesmo tempo coragem.

-Pessoal! Isso aqui não quebra! Falou Oolong meio raivoso com a situação.

-Sim... parece a barreira que encontramos na ossada.... Refletiu Yamcha um pouco mais calmo que Oolong.

-Então... meras forças humanas não conseguiram derrubar essa coisa! Falou Bulma guardando a arma que usava. –Vamos precisar de poder psíquico e pelo que parece, bem maior do que o Kamehamehá.

-Então... como faremos? Perguntou Pual inquieto.

Kuririn ficou analisando a barreira com as mãos e fechou os olhos, o humano então colocou um pouco de KI na palma da mão e o fez percorrer por toda a extensão da barreira, depois ele abriu os olhos e fez o mesmo com mais calma. O Ki percorreu a barreira e dois pontos apareceram mais claros quando o Ki passou, sendo que os dois pontos ficavam na parte central e estavam distantes cinco metros entre si, então o careca disse:

-Acho que esses dois pontos podem ser um tipo de código para abrir a barreira, vamos tentar nos concentrar neles para abrir!

O grupo se dividiu em dois, sendo que Goku ficou com Yamcha, Pual e Bulma, e Chichi ficou com Oolong e Kuririn, o grupo dividido atacou os pontos citados e viram que nada acontecera, fazendo Kuririn ficar cabisbaixo, pois pensava ter errado ao dar uma pista falsa aos amigos, porém o grupo o apoiou dizendo que sempre se podia errar, mas que ele foi corajoso ao tentar, pelo menos, encontrar uma solução. Goku ficou olhando para a barreira e percebeu que Kuririn não estava errado, foi o método que eles ocuparam que foi o erro, porém o pequeno saiyajin não sabia como fazer para atingir os dois pontos ali.

Chichi também percebera o mesmo que Goku, sendo que percebera também que era preciso acertar os dois pontos no mesmo instante para destruir aquilo. Goku disse o que pensava e o grupo tentou novamente acertar os dois pontos que agora se mostravam mais claros por causa dos ataques, todos contaram até três e atacaram, porém, os pontos só clarearam mais, mas nada mudou. Goku já estava ficando aborrecido com tudo aquilo e também já estava sem esperança, porém ao olhar para o grupo ao lado, ele viu que Chichi sorria ternamente e com um olhar confiante, aquilo fez ele envermelhar, pois ela estava tão linda ao sorrir, sem falar que o sorriso dela lhe encheu de confiança.

A morena se aproximou de Kuririn e agradeceu o amigo pela ajuda para achar a fraqueza da barreira, aquilo fez Kuririn ficar confuso, mas se alegrar mais ao ver que foi útil e ao constatar que Chichi tinha um plano em mente. O careca então pediu o plano que a menina tinha em mente e a mesma reuniu a todos para contar.

-O nosso erro foi nos separar para tentar acertar os dois pontos, nós devemos trabalhar juntos para destruí-lo, além disso, eu me lembrei que essa barreira é totalmente psíquica e nós estávamos tentando dissipa-la com força bruta, ou seja... nunca vai dissolver a barreira socos e chutes... temos que usar um ataque psíquico e ao mesmo tempo brutal, ou seja, o Kamehamehá! Falou a morena sorrindo ternamente.

-Mas nós já tentamos e não deu certo.... Falou Pual cabisbaixo.

-Talvez por que tentamos na base da barreira e não nos dois pontos? Perguntou Kuririn conseguindo entender um pouco o que Chichi queria dizer.

-Sim... mas acho que só o poder de dois Kamehamehás ao mesmo tempo não conseguiram acabar com essa barreira... tem que ter mais poder maior para acabar com tudo! Falou Bulma séria.

-Teria que ser um ataque que combinasse o poder humano e saiyajin... eu acho... como o Goku-san e a Chichi-san fizeram na ossada. Falou Yamcha meio receoso.

-Exatamente! Tem que ter o Kamehamehá por ele ter poder destrutivo normal e psíquico e tem que ter o poder saiyajin e humano também... Bulma-san... você tem a insígnia saiyajin que tem poderes místicos também... o Goku-kun tem a Nyabou, que será o elo de ligação entre a insígnia que será colocada em um dos pontos e o outro ponto.... Dizia Chichi até ser interrompida.

-O que vai colocar no outro ponto para fazer a ligação dar certo? Perguntou Goku incerto do plano.

-Isso! Disse Chichi tirando o capacete e extraindo a joia que estava no meio. –Desde que o padrinho me deu o capacete e me disse que essa joia podia soltar raios laiser, eu senti alguma afinidade com a joia, como se eu já a tivesse visto em algum lugar... tenho certeza que essa joia pode nos ajudar a vencer a barreira!

Todos ficaram perplexos com Chichi, vendo que o plano dela tinha um fundamento que ninguém viu antes, foi então que Goku sorriu e a abraçou fortemente, fazendo a mesma quase cair em seu colo, Kuririn sorriu de canto, confiante pela estratégia da amiga, foi então que se lembrou do treinamento do Mestre Kame e viu os resultados disso ali.

-Bem previsível a Chichi-san ter essas ideias geniais, tendo os signos de fogo e sabedoria, além do treinamento do mestre nesses assuntos, ela conseguiu decifrar o enigma psíquico da barreira.

-Signos? Perguntou Bulma confusa.

-Elementos? Perguntou Oolong do mesmo modo.

-Do que estão falando? Pediu Yamcha sem entender.

-É verdade! O treinamento do mestre Kame foi justamente para treinar nossas habilidades físicas e místicas... ele nos explicou que cada um de nós nasce em um signo que tem um elemento regente e esse elemento se destaca em nosso carater e atitudes... Falou Chichi sorrindo ternamente. –E você Kuririn, você tem o elemento planta, e como a planta, que tenta encontrar o lugar certo para se firmar com seus galhos e raizes, você também usou seu tato para fazer seu Ki encontrar o lugar mais frágil da barreira e posso dizer que isso foi muito incrível!

-Sério... puxa... eu nem percebi... só queria ajudar! Disse Kuririn envergonhado.

-Agora temos que fazer a ligação entre a joia e a insígnia para destruir essa bosta aqui, então, o que estamos esperando? Perguntou Goku com um sorriso orgulhoso.

O grupo então se reuniu e Goku colocou a Nyabou no chão, Bulma deu a sua insígnia, porém eles não sabiam como amarra-la no ponta do bastão, foi então que Pual e Oolong se prontificaram para se transformarem em barbantes para amarrar a joia e a insígnia, isso deixou os demais preocupados, porém os dois disseram que dariam suas vidas para salvar a deusa e se transformaram, os demais se olharam e suspirando, amararam a joia e a insígnia. Bulma e Yamcha então foram até perto da barreira e se colocaram, fazendo Goku, Kuririn e Chichi ficarem perplexos, os dois então repetiram as palavras que Pual e Oolong disseram e Bulma pediu para Goku aumentar o comprimento da Nyabou para chegar até ela, Goku o fez relutante, temendo o que estava por vir. Vendo que somente os dois adolescentes não conseguiam alcançar os dois pontos mais claros da barreira, Chichi e Kuririn subiram na garupa dos dois e com a ajuda deles, se colocaram de pé em seus ombros e seguraram a Nyabou, Goku então ficou tremulo com aquilo, vendo que os dois também poderiam se sacrificar para acabar com aquela barreira, Chichi e Kuririn repetiram as palavras ditas antes pelos demais, o que fez Goku sentir as lágrimas virem, ainda mais vendo que aquilo estava ficando perigoso.

-Mas por que eu tenho que dar o ataque? Pediu o pequeno saiyajin furioso com a situação.

-Porque você é força e ar, tem agilidade e velocidade, além de ser o mais forte de nós, sem falar que... você é aquele pelo qual o guardião está aqui na Terra... é importante para ele que seja você que salve a amada dele... meu melhor amigo.... Disse Kuririn chorando.

-Não se preocupe Goku-kun... nós estamos todos juntos nisso e ficamos felizes em te ajudar... agora faça o que tem que ser feito e salve a deusa Leben! Disse Chichi em lágrimas também.

Goku não pode evitar de chorar, sentindo que perderia a todos ali se usasse todo o seu poder para destruir a barreira, porém não tinha outra maneira de fazer isso, ele então se posiciona e coloca na esfera de energia do Kamehamehá todos as suas lembranças dos amigos e todos os sentimentos, ele então lança o ataque com um único pedido:

-Por favor... proteja-os... mesmo que você me odeie agora por eu não conseguir salvar sua deusa por completo... por eles... salve-os do meu ataque... guardião....

O ataque lançado acertou o meio da Nyabou e percorreu até a insígnia e a joia, a maior parte do ataque foi direcionada para os dois pontos no mesmo instante e graças aos poderes da joia e da insígnia, o ataque se intensificou sobre maneira, porem parte dele foi sentida pelo grupo, sendo que Oolong e Pual, que estavam transformados em barbante para segurar a joia e a insígnia na Nyabou, foram os primeiros que sentiram, logo após Chichi e Kuririn, que chegaram a brilhar na mesma luz que o Kamehamehá, depois Bulma e Yamcha, que seguravam os dois pré-adolescentes, foram envoltos nessa mesma luz. Goku percebeu que seus amigos estavam sofrendo com o ataque e chorou, fazendo suas lágrimas entrarem em contato com o Kamehamehá, que se intensificou e destruiu a barreira por completo, após isso Goku desfaz o ataque e vê seus amigos caírem, com um pouco de esforço, pois o Kamehamehá consumiu suas energias, ele corre e consegue impedir que Kuririn e Chichi batessem a cabeça, mas Goku ficou aterrorizado ao ver que Chichi estava desacordada, assim como os demais. Oolong e Pual voltaram as suas formas originais e ficaram desacordados também, isso fez Goku achar que os tinha matado.

-Não.... não.... NÃO!!!! Goku gritou chorando mais.

Gohan e Kyūketsuki pararam a briga quando viram o feito de Goku e seus amigos, quando a barreira se dissipou, Kyūketsuki ficou chocado com o poder do menino e logo se colocou ao lado do cristal, pensando em protege-lo, porém, o vampiro estava terrivelmente abalado com o que vira, não era à toa que Goku era o protegido do deus Son, ele era incrível e Kyūketsuki sentiu medo, estava lidando com alguém muito poderoso. Gohan correu até o neto e o abraçou, vendo sua afilhada nos braços de seu neto desacordada, o velhinho sentiu o choro vir, mas tentou ser forte pelo neto. Goku chorava sentindo suas lágrimas escorrerem por seu peito, porém uma lágrima caiu em cima da testa de Chichi e isso fez ela acordar aos poucos, fazendo Goku ficar perplexo, ela então sorriu e com os olhos em lágrimas disse:

-Suas lágrimas... são tão poderosas quanto as do guardião....

Goku chorou mais ainda e abraçou a morena, que retribuiu singelamente, Goku então deixou Chichi com Gohan, o fazendo prometer que a protegeria enquanto ele estava cuidando dos outros, Goku correu para Kuririn e deixou que suas lágrimas caíssem nele, fazendo ele acordar e levantar o braço demoradamente com o punho fechado, Goku sorriu e eles fizeram o toque de amizade dos dois, Goku também o levou para Gohan e foi atrás dos demais, Oolong fez um positivo enquanto Pual abanou o rabo que tinha, sinalizando estar bem, Goku os levou e foi atrás de Bulma, que quando acordou, disse que ela não podia morrer pois tinha um afilhado para cuidar mais tarde, aquilo fez Goku ficar possesso, mas ao mesmo tempo feliz, depois ele foi até Yamcha e o mesmo acordou sorrindo, sendo amparado pelo amigo menor. Gohan chorava ao ver a amizade do neto para com os humanos ali presentes, mas o ver em lágrimas por eles foi o que mais lhe chocou, Goku deixou de lado seu orgulho para salvar seus amigos e Gohan sabia, Goku se fortalecia com isso.

Depois de todos acordados, Goku foi até o cristal sem temer Kyūketsuki, que tentou ataca-lo, mas foi barrado por Gohan, que impediria que o vampiro tocasse em seu neto. Goku chegou perto do cristal e olhou para a deusa, que sorria em lágrimas para ele, o menino então tentou tocar no cristal, tendo certo receio de quebra-lo no toque, porém uma barreira mais forte que a anterior se formou ao redor do cristal, fazendo Goku levar um choque grande e ser jogado para trás. Kyūketsuki sorriu vitorioso, seu mestre tinha isolado o cristal e ninguém podia toca-lo a não ser ele mesmo, Gohan tentou destruir a barreira enquanto lutava mas era em vão, nada deu certo e aquilo era perigoso, não podiam salvar a deusa se o deus Son não voltasse, porém Goku se levanta e pede a insígnia e a joia, indo de novo para o cristal, ao toca-lo, Goku sente o raio novamente e tenta se manter, sofrendo perante a deusa, que agora chorava ao vê-lo assim, tanto que tocara a parte do cristal que ficava mais próxima a Goku, como se quisesse alcança-lo e dar-lhe conforto.

Todos os demais ficam apavorados e pedem para Goku sair dali, Chichi já chorava em agonia enquanto Kuririn foi impedido por Yamcha para não tocar em Goku e sofrer também, enquanto os demais gritavam e pediam para ele sair, Gohan via a determinação do neto e viu que a deusa tentou toca-lo, ficando perplexo e choroso com a situação, além disso, Kyūketsuki só o atacava e ele tinha que lutar para que o vampiro não chegasse perto do neto e dos demais. A deusa abre seu olho em total pavor e Goku pode ver o olho verde que ela tinha, lindo como uma esmeralda, Goku sorri feliz e se vira para os amigos e diz:

-Vocês... quase se sacrificaram... para destruir a barreira... não é justo... que só eu... tenha que ficar... intacto... nessa batalha....

As palavras fazem os demais irem ao chão, Goku se sacrificaria para salvar a deusa, mas e se isso não fosse o bastante? E se não adiantasse e a barreira continuasse ali? Todos estavam apavorados e chorando, sentindo que Goku se faria de mártir para salvar a deusa. Chichi chorava com a cara no chão, somente suplicando que o guardião voltasse rápido, ou senão Goku morreria. Kyūketsuki sorria da situação, ainda mais ao ver que Gohan chorava e já não tinha mais ânimo para lutar, o vampiro então decide acabar com todos e chama seus morcegos gigantes, porém nada vem e somente uma pessoa aparece sorrindo.

Lunch chegara para ajudar.


Notas Finais


Olá di novo!!!
OHH GOKU!!! DESDE QUANDO O GUARDIÃO TE ODEIA??? TA PIRANDO DA CACHOLA BROW??? TE ODIAR É A ULTIMA COISA QUE ELE VAI FAZER!!!! Além de todos os seus amigos q fazem de tudo pra te ajudar (até a Lunch)
Gostaram? Se sim comentem, se não tbm comentem (e digam o pq) e prox cap: AVO E NETO BATEM NO VAMPIRO!!!
Kissus de trident (menta, hortelã, tutti-frutti, canela e etc etc etc...) e até! o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...