História Esmeralda - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Comedia, Fantasia
Visualizações 2
Palavras 839
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 11 - Festa nada agradável


Ainda nao sabíamos quem eles eram direito mas tudo mudou quando chegaram faziam festa o tempo todo e Orion nunca se opunha e achamos tão estranhos, quando uma das moças que sempre nos ajudava chegou ao meu quarto comecei a puxar assunto e tentar descobrir algo a respeito..
-senhorita eu.. Eu..nao devo falar nada a respeito vcs sao protegidas do rei perguntem a ele..
- mas é claro que não!, o que custa vc nos falar?, juro que nao vamos falar nada pra ninguém!!! ( ate cruzei oa dedos pra ela q pareceu nao entender mas cedeu)
- tudo bem, aquele homem também é conhecido como conquistador ou diabo destruidor sao varios nomes...mas ele é mt poderoso capaz de destruir um planeta em pouquíssimo tempo, Orion nao é tao poderoso assim por isso não o enfrenta !, haja com naturalidade, por favor nao se meta com ele ou seus homens...
    Mas uma festa foi organizada em homenagem a este tal conquistador que aos poucos começou a me irritar com seu jeito ,quando a festa começou tivemos que nos arrumar para participar, aqueles brutamontes nao paravam de nos encarrar ,sempre usávamos roupas provocantes e de certo modo as vzs é bom chamar a atenção, eu estava com um vestido longo com uma fenda na perna direita e decote nas costas e sempre andava de salto alto, Cat estava com um vestido longo tb com um decote que valorizava seu busto e saltos magníficos como os meus.
    Orion nos levou até os tal conquistador e sua trupe para nos apresentar.
- Quero lhe apresentar minhas belas protegidas Esmeralda e Catarina !
   Quem nao demorou a se pronunciar foi o cara que riu da Cat ,o mesmo rasgou elogios para ela que o olhava com desdém,mesmo após ele beijar sua mão. De repente senti alguém puxando minha mão o que quase me fez perder o equilíbrio.
- Esmeralda que lindo nome, condiz com seus belos olhos!( tb beijou minha mão como se fosse um cavaleiro ), me apresentarei o mais formal possível sou Ron, rei dos reis a sua disposição!( se curvou enquanto falava e subiu olhando minhas pernas durante a ultima frase)
    Quando fez isso os outros riram como um bando de palhaços, até pq tava na cara que um brutamontes daquele nunca seria gentil, o fitei enquanto tirei minha mão rapidamente da sua. Logo começou a tocar algumas musicas bem animadas e as dançarinas apareceram.
- então Esmeralda !, aceita dançar comigo?
- NÃO
      Mas rapida que o flash eu respondi me virei e fui embora, todos os homens começaram a rir dele que no começo ficou sem graça mas riu tb.
-Entao nem vou me arriscar com esta aqui tb ( disse will)
    O que enfureceu Cat ,nao que ela fosse aceitar mas o fitou cruelmente e saiu em minha direção.
-Merí, eu já tô começando a achar que isso aqui vai acabar dando o que nao presta ...
- Eu tb Cat e nós duas é que mais vamos sair perdendo, nem somos daqui!
-talvez devêssemos tentar de novo?!
-fugir?, como?
    logo fui interrompida por um garçom que chegou oferecendo bebidas, pegamos algo e paramos para ficar observando Will e Ron.... Pareciam dois abobados olhando as dançarinas, mas o que percebi é que as mulheres tinham medo deles principalmente do Ron já que o outro parecia mais brincalhão, com o tempo eles começaram a nos encarar tb e nós tentamos disfarçar saindo do local, logo voltamos ao nosso assunto.
- Olha Cat , acho q se nao fizermos nada vamos mesmo nos ferrar pra sempre então temos que pensar em algo..
-tem razão,podemos aproveitar uma dessas festas essa mesmo aliás!, mas temos que achar um bom local para sairmos e outros para fugirmos do planeta.
-sim,ninguém vai perder mt tempo com a gente tendo tantas pessoas aqui!, quer saber vamos começar agora temos temos q achar um lugar fácil de sair ja q pelas portas não dá tem guardas em tudo q é lugar.
     Nos separamos e combinamos de nos encontrar em uma hr no quarto da Cat, eu logo achei um lugar que parecia um viveiro, tinha muros altos em volta com um suporte na parede para algumas plantas poderíamos escalar eu pensei e resolvi tentar, quando consegui olhei pra ver o que tinha do outro lado era perfeito tinha uma floresta em volta e além dava pra ver aonde guardavam as naves ,nao poderíamos simplesmente entrar e pilotar mas arrumaríamos um disfarce. De repente ouvi uma voz bem máscula atrás de mim meu coração congelou de desespero e me desiquilibrei ,por sorte ou azar ele me segurou...
- o que acha que estava fazendo...( começou a olhar cada parte do meu corpo admirado enquanto me segurava )
    tentei disfarçar de qualquer jeito e pedi pra me colocar no chão,o que pareceu foi q nao me entendeu pq demorou um ano pra me soltar.
- Nada só estava admirando o lugar,lindo nao acha?( disse enquanto saia)
-com certeza ( me olhando)
    sorri sem graça e fui embora.
    
  
   
   
   


Notas Finais


Mais um capítulo ☺😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...