História Esposa de Mentirinha - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amizade Colorida, Esposa de Mentirinha, Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Casamento, Justin Bieber, Phoebe Tonkin
Visualizações 57
Palavras 1.883
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi meus amores, capítulo novo na área.
Espero que gostem <3

Capítulo 5 - Do not fall in love with me


Fanfic / Fanfiction Esposa de Mentirinha - Capítulo 5 - Do not fall in love with me


Justin Bieber.
Na madrugada de ontem eu fui para uma boate e acabei ficando com outra mulher, então para tentar conquistar a confiança de Maggie novamente eu planejei um dia perfeito para nós dois. 
Minha mãe iria passar o fim de semana na casa dos meus avós.
Eu acabei de tomar meu banho e fui me arrumar. Quando terminei eu fui até o quarto de Maggie e vi ela sentada na cama mexendo no celular.
- Oi. -eu disse-
- Olá. -ela me olhou e sorriu fraco-
- Tá afim de dar uma volta comigo? -perguntei-
- Claro, vou tomar um banho e nós vamos. -respondeu e eu assenti-
Desci e fiquei esperando ela no andar de baixo. Após uns 30 minutos ela desceu, ela estava absolutamente linda, ela estava usando um vestido branco curto, uma jaqueta jeans clara pequena, um tênis branco e um óculos.
- Nossa, que sorte a minha. -eu disse e ela riu-
- Vamos aonde? -perguntou-
- Vamos ao Miami Seaquarium. -respondi e ela sorriu animada-
- Eu nunca fui lá. -ela disse-
- Isso é bom. -sorrimos e saímos de casa- 
Nós entramos no carro e eu dirigi até o Miami Seaquarium. Quando chegamos lá nós entramos e Maggie ficou super maravilhada com o lugar, ela estava toda boba.
- Isso aqui é magnífico. -ela disse sorrindo olhando em volta-
- Sim, mas espera para ver a melhor parte. -disse pegando em sua mão e andando com ela até as arquibancadas-
- Vamos ver shows de pinguins? -perguntou e eu ri-
- Não, vamos ver show de baleia. -eu disse e ela abriu a boca em um O-
O espetáculo começou, Maggie e eu gravamos tudo pelo nosso celular, ela estava tão sorridente, aquilo me deixava feliz.
Quando o show acabou nós saímos de lá e eu peguei o carro, ainda eram 16:22 pm.
Eu parei no centro de Miami e ficamos andando pelas ruas, vendo o mar e tirando algumas fotos.
- Hum, sorvete. -Maggie disse e eu olhei para a sorveteria-
- Quer? -perguntei e ela assentiu sorrindo-
- Nunca te pedi nada. -ela disse e eu ri-
- Vamos lá. -disse e ela assentiu rindo-
Nós entramos na sorveteria e fizemos nossos pedidos, eu peguei sorvete de morango com calda de morango.
Ela pediu sorvete de menta com cobertura de menta. 
- Você gosta de tudo que tenha menta? -perguntei após sentarmos num banco da praça-
- Sim, amo. -ela respondeu e passou a língua no sorvete-
- Vou comprar camisinhas sabor menta agora. -eu disse e ela riu-
- Apoio. -ela disse e eu sorri-
- Gostou do seu dia? -perguntei enquanto caminhávamos pelas ruas-
- Amei, mas eu ainda não sei o que eu fiz para merecer isso. -ela disse e eu segurei sua mão-
- Você não fez nada. -eu disse olhando para frente- eu sim.
- Jus,esquece esse assunto tá? Já passou, e você nem me traiu de verdade. -ela disse e eu assenti-
Fico feliz que ela tenha a cabeça no lugar e saiba separar a realidade com o fingimento. 
- Mas mesmo assim, o dia está só começando, ainda temos um lugar para ir. -eu disse e ela me olhou confusa-
{...}
Após 3 horas e meia na fila da boate nós finalmente conseguimos entrar, eu optei pela LIV Nightclub Miami, até porque ela é considerada uma das boates mais exclusivas de Miami. 
Nós entramos e fomos para o bar pegar bebidas.
- Nossa, aqui é bem grande e bonito. -ela disse e eu assenti-
- É uma das melhores boates de Miami, e mais cara também. -eu disse e ela riu-
- Não precisava disso, um barzinho na esquina da rua estava bom. -ela disse e eu sorri-
- Não, você merece. -eu disse e ela sorriu-
Eu comprei um Red Label, servi em nossos copos e nós brindamos. 
- Um brinde ao nosso casamento falso. -ela disse e eu ri-
- Um brinde à minha esposa de mentirinha. -eu disse e ela riu-
- Vamos dançar. -ela disse se levantando e eu a segui-
Chegamos na pista de dança e estava tocando Hear Me Now. Maggie começou a dançar na minha frente e eu segurei em sua cintura. Logo começou a tocar Skrillex e eu colei nossos corpos e começamos a dançar juntos. Conforme ela esfregava a bunda em mim eu ficava cada vez mais excitado.
Nós paramos de dançar e voltamos para o bar. Nos sentamos nas cadeiras e voltamos a beber.
- Temos que organizar nosso casamento logo. -eu disse-
- Sim, quanto mais rápido acontecer, mas rápido isso acaba. -ela disse e eu assenti-
Ela virou o copo dela de uísque e encheu mais. 
- Você está se sentindo bem com isso? -perguntei-
- Com o que? -perguntou-
- Com o fato de que nós vamos nos casar de mentira e depois tudo vai acabar. -eu respondi e ela me olhou-
- Eu não parei para pensar nisso, mas vai dar tudo certo, quando acabar nós vamos seguir nossas vidas, você vai encontrar seu verdadeiro amor e eu também. -ela disse e eu assenti-
- Espero que sim. -eu disse e sorri fraco-
Nós saímos da boate e fomos para o meu carro. Eu comecei a dirigir. O carro estava todo escuro, eu coloquei a mão na coxa de Maggie e olhei de relance para ela. Pude ver ela mordendo o lábio e eu apertei mais sua coxa.
Eu continuei a atenção na pista, subi minha mão junto com seu vestido e comecei a acaricia-la por cima da calcinha. Ela abriu um pouco mais as pernas e eu senti meu membro ficar duro. 
Enfiei a mão por dentro da calcinha e ela gemeu baixo, nós nos olhamos e eu parei o carro no sinal vermelho. Maggie começou a me beijar e depois paramos o beijo por falta de ar.
- Tira a calcinha. -eu mandei assim que o sinal abriu-
Eu voltei a dirigir e Maggie tirou a calcinha, eu me ajeitei no banco e acelerei mais o carro, eu parei numa rua deserta que ficava de frente para a praia. 
- Quero que você se toque para mim. -eu disse e ela me olhou-
- Sério? -perguntou e eu assenti-
- Mas antes, espera. -eu disse e deitei um pouco o banco dela-
Ela se deitou no banco e colocou as pernas pra cima, abrindo as mesmas. Eu conseguia ver tudo, meu membro estava pulsando. Ela levou sua mão até sua intimidade e começou a se masturbar, eu fiquei louco vendo aquela cena, como ela conseguia ser tão gostosa? 
Tirei as mãos delas e enfiei meu dedo, ela arfou e gemeu, eu comecei a fazer movimentos rápidos de vai e vem, ela estava tão molhada. 
Eu enfiei mais um dedo e comecei a penetrar fundo e rapído. Logo senti seu líquido escorrendo pelos meus dedos. Eu chupei os mesmos e ela tentou controlar a respiração que estava ofegante. 
- Minha vez. -ela disse e eu olhei para ela-
Ela abriu o zíper da minha calça e abaixou a mesma até o joelho, começou a acariciar meu membro por cima da cueca e eu gemi baixo.
Ela abaixou minha cueca e meu membro saltou para fora, ela mordeu o lábio e passou a língua por toda extensão, ela tirou a língua e colocou as mãos, começou a fazer movimentos de vai e vem com as mesmas e eu segurei ela pelo cabelo.
- Ah Maggie. -eu disse e ela aumentou os movimentos-
Eu fechei os olhos e encostei a cabeça no banco do carro, ela começou a me chupar e eu gemi mais alto. 
Segurei seu cabelo com mais força e ajudei ela nos movimentos, logo ela deu uma chupada forte apenas na cabeça e depois parou, continuando com as mãos. Em questão de 2 minutos eu gozei e ela me limpou todo com a língua.
- Vamos ali. -eu disse colocando minhas roupas-
Ela começou a vestir a calcinha mas eu impedi. 
- Não, vai sem. -eu disse e ela assentiu-
Nós descemos do carro e fomos andando até a areia da praia, como já eram 01:30 da manhã, não havia ninguém ali. Nós paramos na frente de uma pedra grande e nos sentamos ali. 
Eu puxei Maggie para cima de mim e nós começamos a nos beijar. Ela rebolava por cima de mim e eu já estava duro de novo. 
Eu cortei o beijo e abri o zíper da minha bermuda, logo abaixei a cueca e Maggie levantou o vestido para conseguir se encaixar em mim. Ela sentou de uma vez só, arrancando um gemido de ambos. Ela começou a quicar e eu segurei sua cintura para ajuda-la com os movimentos. 
- Isso. -eu disse e ela segurou em meus ombros-
Ela começou a rebolar e quicar com força.
- Gostosa. -eu disse apertando sua cintura e ela gemeu-
- Ah Justin. -ela disse e eu apertei seu seio por cima do vestido-
De repente ela parou e virou de costas para mim, ela se ajeitou em meu colo e se sentou novamente, eu levantei seu vestido e tive a visão perfeita de sua bunda.
Eu dei um tapa na mesma e ela apoiou as mãos na areia e começou a cavalgar. Ela ia para trás e para frente rapidamente.
- Porra Maggie. -eu disse e ela gemeu-
- Isso Jus -ela disse e eu apertei sua cintura e me levantei, colocando ela de 4-
Sem delongas eu comecei a penetra-la rapidamente e fundo, ela gemeu e eu comecei a dar tapas em sua bunda.
- Safada. -eu disse puxando o cabelo dela- geme meu nome.
- Ah Justin. -ela disse e eu penetrei ainda mais rápido-
- Está gostando Maggie? -perguntei e ela assentiu-
- Não para, por favor. -ela disse e eu continuei penetrando-a-
Senti que eu estava prestes a chegar ao orgasmo, então segurei na cintura dela e comecei dar estocadas mais fortes, o som do atrito de sua bunda batendo contra o meu quadril fazia um barulho excitante. 
Logo Maggie deu um grito e eu vi seu líquido escorrendo, ela abaixou a cabeça e eu dei mais algumas estocadas e gozei também.
Nós nos deitamos na areia ofegantes, ela deitou a cabeça em cima do meu peitoral e nós ficamos olhando as estrelas, o único barulho que ouvíamos era nossa respiração ofegante e o barulho das ondas do mar.
- Você é incrível. -eu disse e olhei para Maggie-
- Você também. -ela sorriu e me olhou no olhos-
Nós ficamos nos olhando e eu beijei ela.
Maggie chupou minha língua e começamos a brincar com nossas línguas, ela parou o beijo mordendo meu lábio inferior e deixando um selinho. 
- Maggie? -chamei-
- Oi. -ela me olhou-
- Por favor, não se apaixone por mim. -eu disse e ela ficou em silêncio-
- Não se apaixone por mim Justin. -ela disse e eu sorri-
{...}
Chegamos em casa e fomos tomar um banho, o dia tinha sido perfeito. Após o banho nós comemos torradas e depois fomos deitar. 
Maggie colocou uma das pernas em cima de mim e colocou a cabeça em meu peitoral. 
Eu comecei a acariciar seu cabelo e ela pegou no sono.
- O que você está fazendo comigo em garota? -perguntei baixo-


Notas Finais


Continua. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...