História Esposa de Mentirinha - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Tinker Bell
Tags Emma Swan, Ouat, Regina Mills, Swanqueen
Visualizações 1.038
Palavras 891
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 16 - Marriage?


Fanfic / Fanfiction Esposa de Mentirinha - Capítulo 16 - Marriage?

- E então? Como foi? – perguntou Regina assim que entrei no quarto com um sorriso maior que o rosto.

 – Pelo sorriso foi bom. – deu uma risadinha, assenti animada.

- Foi muito bom, e emocionante também! Só Jamie que ficou com cara de quem “chupou limão e não gostou”, mas ela não significa nada pra mim, então nem ligo.

- E como é o vestido? – perguntou curiosa, ela estava sentada na cama com as costas apoiada na cabeceira, com seu óculos de grau ( que a deixava extremamente sexy ) e um livro na mão, pelo que li na capa era “maneiras de se tornar um milionário”.

- Por que está lendo esse livro? Você já é milionária! – falei confusa, ela deu uma risada.

- Bem, posso querer me tornar uma bilionária não é?

- De acordo com os dados da empresa, você já está quase alcançando isso. – falei óbvia. Ela bufou e rimos.

- Você fez falta aqui em casa, sabia? Estava tudo muito silencioso. – disse me sentei ao seu lado na cama me acomodando em seu peito

- Agora sou importante em sua vida? – perguntei sorrindo e a olhando.

-Sempre foi. – sorriu e eu arqueei a sobrancelha. – Se não fosse por você já estaria perdida naquela empresa. – justificou-se, rimos.

- Vocês são bem fofas juntas. – disse Ruby encostada na batente da porta e nos observando, entrei no quarto e fechou a porta. – O está acontecendo? Estão fingindo? – perguntou confusa nos olhando, sorrimos uma para a outra.

- Não mais. – respondeu Regina e depois beijou minha testa.

- Não acredito. – falou pausadamente nos olhando perplexa, logo deu um gritinho e pulou na cama aonde estávamos, rimos pela sua loucura. – Ai meu Deus! Quando você conseguiu amolecer esse coração de pedra Emma? – perguntou sentando a nossa frente de pernas cruzadas.

- Não sei. – respondi pensando na sua pergunta. – Quando foi? – perguntei olhando na direção dela.

- Não sei também. Você me fez dar muitas risadas. – falou olhando em meus olhos, sorri com as bochechas coradas. – Vamos embora amanhã. – falou ela olhando para Ruby, que sorriu triste.

- Mas já? – perguntou com uma voz de criança. Regina apenas assentiu e ela bufou. – Vou arrumar minha mala então. – disse e saiu do quarto.

- Acho bom arrumarmos a nossa também. – falei a olhando e saindo do abraços maravilhoso que estava.

- Depois a gente arruma. – disse manhosa e me abraçou por trás, ri da sua carência.

- Vamos jantar pessoal! – gritou Cora no andar de baixo.

- Vamos comer antes que sua mãe tenha um infarto. – falei rindo e saindo de seus braços, esperei ela se levantar e seguimos até a cozinha.

Todos já estava na mesa, inclusive Ruby com uma cara emburrada, e já estava se servindo.

- Tenho um anúncio para todo mundo! – falou Cora animada em pé depois que todos se serviram. – Vocês não irão embora amanhã! – ela disse a olhamos confusas. – Irão ficar mais uma semana! – disse nos olhando, ainda estávamos confusas. – Marquei o casamento de vocês para daqui a uma semana! – sorriu para nós, Regina começou a tossir ao meu lado por ter se afogado com o suco, eu a olhava de olhos arregalados.

- Mãe, por que fez isso? E se não quisermos casar agora?! – falou Regina levantando o tom de voz, estava nervosa. Admito, essa frase me afetou um pouco.

- Agora é tarde Regina, e além do mais, vocês irão casar de qualquer jeito. – falou dando os ombros com um sorriso animado, Regina bufou ao meu lado. – Amanhã mesmo vou ver a decoração com Emma outras meninas, enquanto você vai com suas tias, Zelena, Emilie e Ruby ver seu vestido.

 

                                                                      Regina Mills.

 

A mulher arrumava o vestido em meu corpo, enquanto estava em pé em algum tipo de elevação, rezava para não ser alfinetado.

- Como você está? – perguntou Zelena para mim.

- Bem. – disse apenas.

- O que vai fazer em relação ao casamento?

- Não sei ainda, podemos desistir em algum momento e outro,não sei ainda. – falei suspirando pesado.

- De repente ela é a mulher da minha vida, pode ser obra do destino de repente. – disse Zelena me olhando sugestiva.

- Pode ser, não é? – falei a olhando.

- Essa coisa toda de noivado falso com sua secretária, uniu vocês não é? Assim você descobriu que realmente gostava de Emma e ela de você. – falou ela, a olhei confusa.

- Você armou tudo isso? – perguntei arqueado a sobrancelha, ela sorriu.

- Armei, sabia que o seu amor por Emma estava encubado e preso a sete chaves dentro do seu coração, apenas abri seus olhos em relação a isso. – falou rindo para mim, sorri animada.

- Sua filha da puta! – disse rindo e bati em seu ombro.

 

                                                                   Emma Swan

 

- Acho que verde fica bom. – falou Daria, disfarcei uma careta.

- Não gosto de verde Daria, desculpe. – falei sorrindo amigável.

- Me diga querida como é o casamento dos seus sonhos, já que todas ali opinavam e eu detestava todas as opções.

- Na praia, com uma decoração bem simples, com um arco de flores na entrada e a mesa com as comidas e os docinhos em um lugar coberto. – falei sorrindo lembrando das recordações da infância com meu casamento dos sonhos, A consultora sorriu para mim.

- Então é isso que iremos fazer. – sorriu para todas e Cora me abraçou carinhosamente sorrindo animada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...