História Esquadrão FNAF - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Bonnie the Bunny, Chica the Chicken, Foxy the Pirate, Freddy Fazbear, Golden Freddy, Mangle, Marionette, Personagens Originais, Purple Guy, Springtrap, Toy Bonnie, Toy Chica, Toy Freddy
Tags Esquadrão, Fangle, Fnaf, Foxy, Prisão
Exibições 40
Palavras 1.909
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


salvem os pudins
(boa leitura)

Capítulo 10 - Coelhos também tem rabo?


P.O. V Foxy

-IRRESPONSABILIDADE!!!-Puppet grita em um tom autoritario-Eu mando vocês matarem D-I-S-C-R-E-T-A-M-E-N-T-E o homem e vocês explodem a porra toda!

No momento eu, Mangle, Toy Chica, Chica e Toy Bonnie nos encontramos dentro da sala do Puppet, que se mostrava extremamente nervoso com o acabamos de fazer, a maioria de nós estávamos apenas ouvindo o sermão, porém. uma pessoa quebrou o silêncio

-Olha que eu saiba o nosso trabalho era só matar o cara, Puppet qual é a gente não um bando de criancinha que você precisa ficar corrigindo-Mangle fala no mesmo tom de Puppet.

-é mano!Morte é morte não da pra aceitar o trabalho e ficar de boas não?-Tonnie acompanha a menor

A frase do coelho fez com que nosso chefe se acalmasse,o suficiente para perceber o real motivo de sua preocupação

-ufff... gente,vocês sabem que a nós não podemos ser descobertos-todos, com minha exceção, viram os olhos dando a entender que já ouviram o discurso que Puppet estava prestes a fazer-porque primeiro iríamos nós fuder porque somos assassinos,e segundo os DNA’s...então por favor da próxima vez que eu pedir pra vocês serem discretos sejam fazendo um favor,e não desviem do plano original...-seu olhar se volta para Mangle,pois foi ela quem alterou o plano- entendido?-ele pareceu esperar uma resposta da albina

-tatata...não prometo nada...-ela cochicha,o que pareceu um deixar um pouco irritado mas logo ele se compôs,realmente ele tinha muito alto controle

-haaa... porque eu ainda insisto-ele fala para si mesmo,em um tom que todos escutamos-Podem ir

O obedecemos, e quando já estamos do lado de fora,Chica e Toy Chica que estavam segurando a risada finalmente se soltam e nós as acompanhamos sem ao menos saber o porque,somos retardados?sim,somos

-kkkkkkkkkkkk Ai Meu Deus tu viu a cara dele?-Toy Chica diz eufórica

-Na boa eu achei que ia deixar o oco em nois-eu solto essa frase como se fosse algo natural, para so depois me tocar sobre o que disse, outra chuva de risos invade o local.

-Que ta acontecendo aqui?-Teddy e seu irmão chegam querendo acompanhar o assunto

-umas referências alheia a pai de familia-mais risos sem um  motivo realmente bom

-pelo amor de Deus façam piadas descentes-Puppet saiu do escritório para se juntar a nós

-então vai La king of comedy, conta uma piada ai-Tonnie o desafia, o garoto de cabelos negros aceita levantando uma sobrancelha.

-aham... o que é maconha enrolada em jornal?-já prevejo merda

-Não sei-falamos em coro

-Baseado em fatos reais-Meu... Deus... que merda...espera!,Porque eu to rindo?

Mangle se mata de rir sozinha com uma risada incrivelmente realista, acho que ela... achou a piada tipo de verdade

Os outros a acompanham seus risos eram extremamente contagiantes, nos já não estávamos rindo da piada de Puppet, mas sim de nos mesmo (Autora-e é isso que as drogas fazem com você).

Após nossa crise ter passado,ficamos conversando um pouco sobre assuntos alheios como...batatas e grampeadores,até chegar a hora em que Freddy nos chamara para jantar

-quanto o cara vai pagar pra gente?-Mangle pergunta, enquanto me passava alguns pratos.

-pelo menos 30% a menos do preço original-a albina abaixa suas orelhas e da um sorriso muito, falso em forma de desculpa... eu acho

Nos sentamos à mesa e cada um se serviu da maneira que preferiu, ficamos conversando durante um tempo e, em um momento de desvaneio olhei para o prato de Toy Bonnie, aonde se encontravam muitas... cenouras

Não resisti e comecei a rir, Tonnie entendeu o motivo logo de cara, e logo me acompanhou.

-tatá pode rir, eu adoro cenoura.

-isso faz parte do DNA’s?

-faz sim-Seu olhar se vira para Chica,e Toy Chica-e se eu fosse vocês duas tomava cuidado-Novamente sua atenção é minha-por que...o principal alimento de raposas é...-As duas façam uma cara de serias sincronizadamente,e desta vez o resto da mesa riu junto

-mas,ele ta certo...só nos sabemos como foi difícil escapar da Mangle...-A seriedade com que as loira olhavam para a raposa sentada ao meu lado deixava a cena ainda mais cômica

-Você tentou me comer enquanto eu tava no banho-Chica diz indignada com a própria afirmação

-Eu não podia ir ao quarto da Toy,mas...-Ela olha com malicia para sua amiga,e a própria faz um movimento com os lábios em sinal de “Não se atreva”-outra pessoa já tava comendo ela

Tonnie se engasga com seu suco,enquanto a loira menor  tenta se esconder debaixo da mesa,enquanto o resto de nos como bons amigos nos matamos de rir,do casal

-Vamos mudar de assunto vamos-o coelho propõe e o resto de nós concorda, ao poucos.

-Ei!Porque só eu e a Mangle temos rabos?Tipo... não era pra você também ter Tonnie?

-ele tem!-Toy Chica diz de um jeito fofo, ignorando completamente o olhar mortal de Toy Bonnie para ela.

-Toy Chica...-O coelho fala claramente envergonhado

-Parece um algodãozinho...-Ela continua enquanto o resto de nos segura a risada

-Toy Chica!-novamente Toy Bonnie fala irritado

-e ele adora quando eu...-O coelho se levanta e interrompe a loira

-Acho que já deu ne amor!-vamos la pra cima pra gente ter um conversinha-Fala Tonnie com vermelho de vergonha e com um pouco de raiva na voz,ele não deixa a galinha o responder pós a pega no colo e a leva em direção as escadas,deixando a todos naquela mesa com vergonha alheia,junto com um ar de malicia

-Todo mundo vai ter que dormir de fone hoje-Puppet fala enquanto olha para seu prato

-É...-concordamos em coro

-mas então continuando...vocês são de exatas ou humanas?-volto a puxar assunto

P.O.V Toy Chica

-me solta!-meus gritos ecoavam pelo lugar,enquanto Toy Bonnie me levava escada acima,sua mão estava segurando minha cintura,mas quando estávamos fora do alcance dos olhos dos outros,a mão de Tonnie se encontrava mais embaixo,das minhas costas...-Quer tirar a mão daí?!

-claro que não quero-nesse momento ele me  belisca,o que me deixa muito irritada pois eu odeio quando ele faz,porém ele apenas ri- Meu Deus Toy Chica você tem uma bunda que não te pertence-Coro com sua fala,eu gosto quando ele fala assim...mas né...

-er...obrigada-essa frase soou como uma pergunta,finalmente quando chegamos a nosso quarto ele me solta,e eu respiro aliviada,mas minha felicidade dura pouco pois percebo que um coelho me olha com um olhar predatorio,logo percebendo o que já estava por vir eu o desafio-o que ta pensando em rabinho de algodão?

Ele sorri maliciosamente

-no momento pensando em matar uma certa ave-ele se aproxima enquanto fala,até ficarmos próximos o suficiente para sentirmos a respiração um do outro

-para de falar besteira eu sei que você não vive sem mim-falo com ar de convencida, que logo acaba quando ele me empurra na cama,e se aproxima do meu ouvido

-eu não estava falando nesse sentido de te matar-então ele morde minha orelha,solto um gemido baixo

Com um beijo longo e demorado, começamos a nos divertir, ficamos um bom tempo apenas tendo um contato entre nossas línguas, então ele sem aviso lambe meu pescoço, um lambida se transforma em mordida e uma mordida se transforma em um chupão, e um chupão se transforma em vários outros, sendo distribuídos por todo o meu corpo, nossas roupas eram arrancadas um pelo outro, e jogadas no chão, tanto eu quanto ele estávamos somente de roupas intimas, até finalmente chegar a parte que tanto eu quanto ele queríamos

-hmm...já ta toda molhada né,safadinha-eu assumi a forma de um tomate com sua fala,o que faz ele ri,logo em seguida ele tira minha saia,e depois minha calcinha com os dentes e apenas fica fitando minha intimidade,não demorou muito para que eu perdesse a paciência

-n-não vai fazer...nada?

-hummm,eu não sei...-ele toca em meu clitóris o que me faz dar um gemido,não tão baixo dessa vez,ele começa a esfrega-lo,muito lentamente,o que só aumentava meu desejo

-Ton...Tonnie,para...de enrolar...

-oque?desculpa-me não ouvi direito-consego ve-lo sorrindo-você quer que eu faça alguma coisa?-seus movimentos aceleram,o que piora ainda mais minha situação

-haaa... enfia logo!-ele somente ri e não para de mexer os dedos

-humm...não sei-sua voz era calma,totalmente ao inverso da minha-depende...

-DO QUE CARALHO?!-não aguentava mais ele,acelerava cada vez mais seus movimentos,e eu estava ficando louca

-vai falar do meu rabo de novo,dona Toy Chica?-Ele fala ainda mais calmo,e então distribui,beijos perto de minha intimidade sem parar de esfregar os dedos

-NÃO!!!

-Promete?-seus movimentos aceleram ainda mais

-PROMETO!PROMETO!PROMETO!!!-assim que ele da uma ultima risada demorada,ele finalmente enfia sua língua dentro de mim,e assim me permito gemer alto-Hmmm...i-isso...assim coelhinho...-eu devia sentir vergonha,mas no momento só tenho espaço para o prazer,chego a meu ápice e ele o engole

-delicia...

-idiota...

-há...acho que esse idiota quer ser retribuído...-revirei os olhos com um sorriso,não me importava em retribuí-lo,por que..eu adoro fazer isso,não via motivo aparente para continuar com sutiã então o tiro o que o faz arregalar os olhos,e antes de eu me agachar,Toy Bonnie trata de trabalhar um pouco com os dois,até eles ficarem marcados com suas mordidas,e eu ter mais um orgasmo,finalmente,eu me ajoelho e ele se senta na cama,tiro sua cueca e por um segundo realmente cogito a possibilidade de morrer engasgada

-Toy Chica?-volto minha atenção para o planeta terra e percebo que estava “o” encaro sem fazer nada,então coloco o seu membro na boca,e começo a chupa-lo-hmmm...T-Toy...-adoro vê-lo assim,sua cabeça se inclina pra trás ao passo que aumento minhas sucções,um bommm tempo depois ele atinge seu limite,e goza na minha boca,e é claro eu também engulo

Ele então me puxa para seu colo e me encaixa em seu membro,eu gemi de dor,apesar de já ter feito isso antes,ainda é doloso...uma dor boa,após alguns minutos insuportavelmente demorados,eu começo a cavalgar,o que causa a ambos uma onda de gemidos

-haaa...isso amor!...Pula no meu pau-Pedi ele e o obedeço

-como...hmmm...q-quiser coelhinho-ele segura minha cintura,me fazendo descer mais fundo,e tento disfarçar os gemidos,e Toy Bonnie me olha enquanto segura me queixo

-N-Não se atreva... a segurar nenhum gemido me entendeu-então ele soltou meu rosto,e me pegou novamente no colo,eu enrosquei minhas pernas nele,nos se levantamos da cama ainda agarrados e sem se “desgrudarmos”, minhas costas vão de encontro com a parede,e o coelho enfia ainda mais seu membro em mim,e não consigo segurar mais nem um gemido

-HAAA!!!-sim eu gritei-T-Tonnie!!!...isso...HMMM...mais r-rápido-ele me obedece,e acelera seus movimentos em algo sobre humano(literalmente)-Haaaa...Hmmm

-isso...Hmmm... geme gostosa... -suas entocadas me levavam a loucura,nossa transa é interrompida com a voz do ser humano,chamado Teddy do quarto ao lado

-QUEREM PARAR DE BATER NA PORRA DA PAREDE!!!-Grita ele,e nos rimos em meio a tudo

Com uma ultima estocada incrivelmente forte chegamos a nosso ápice, juntos e eu saio do colo de Tonnie, e assim que chego perto da cama, sou pega novamente pela cintura, o que me força a empinar a bunda na direção de meu amado.

-ainda não acabou não!-sem nenhum aviso prévio, sou penetrada por trás o que me faz dar um grito estrondoso.

-HAAAAAAAAAAA!

-Desculpa,Desculpa,Desculpa,Desculpa!-Pede o coelho desesperado

-N-Não...D-Dava...Pra...hmmm...avisar?-a dor não passava,devido a rapidez do ato,algumas lagrimas escorriam dos meus olhos,sinto um corpo envolto no meu,me abraçando por inteira,isso ajuda com que a dor seja menos dolorosa

-Desculpa...-ele pedi uma ultima vez,e a dor passa,sabe não é muito o momento certo pra falar isso eu acho mas...

-T-Tonnie-minha voz sai um pouco falha

-sim?

-Eu te amo-ele beija meu pescoço,e me abraça ainda mais forte

-Eu também te amo

Ficamos um tempo nessa posição até eu me tocar que ainda tinha energia sobrando, e que a dor já havia passado.

-ei!

-Que foi loira?

-se mexe ai! Que eu ainda to com fogo coelho!-nos dois rimos e ele me obedece

Acho que vou acabar me arrependendo disso amanha cedo

Continua...

                                                                                                                                 


Notas Finais


ja que vocês queriam toma ai!
esse capitulo foi só pra descontrair e relaxar mesmo
então...é isso
realmente achei que taria mais inspirada nas notas finais;-;
valeu gente,fui!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...