História Esquadrão suicida Nova geração - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Esquadrão Suicida, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Dr. Bruce Banner (Hulk), Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina), Personagens Originais
Visualizações 11
Palavras 953
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Foto original de Mônica Ussana

Capítulo 13 - Hanne


Fanfic / Fanfiction Esquadrão suicida Nova geração - Capítulo 13 - Hanne

Oi! Me chamo Hanne Quinzel tenho 16 anos semana que vem faço 17 anos de idade, morro em Gotham City com minha mãe e o marido dela.

Minha mãe se chama Harleen Frances Quinzel quando adolescente ela fez ginástica olímpica e depois fez faculdade de psicologia, do meu padrasto não sei muita coisa só o nome 1ue é Joseph Kerr.

Cresci vendo ele batendo na minha mãe, já perdi as contas de quantas vezes ele me chamou de erro muitas vezes quando eu era menor ele veio bater em mim mas minha mãe não o deixava.

Até o ano passado ele não encostava um dedo em mim mamãe não deixava, mas cansei de ver ela apanhando no meu lugar então comecei a preferir apanhar do que ver ela apanhando.

Tirando essas coisas ruins eu sou amada por mame que fala que  ninguém nunca vai me tirar dela, tenho um melhor amigo também o Bryan ele é um amigao sempre está me ajudando me protegendo da idiota da Ana Clara o garota que me tira do sério um dia vou perder a cabeça com ela.

Cheguei na escola e tentei envebtar que cai da escada para o Bryan não ficar fazendo perguntas. Odeio mentir para ele mas se ele souber a verdade meu padrasto vai matar ele não quero isso. Ele fez curativos nos meus machucados e me puxou para um abraço, eu estava precisando de um abraço então dessa vez eu o abracei também.

Bryan- me fala o por que que ele te bate

Essa frase dele me fez lembrar do dia anterior deitei minha cabeça no ombro dele e as lembranças veio na minha mente

Flashback on

Acordo e me arrumo para ir para a escola eu estava animada queria ver Bryan e saber como foi as férias dele. Desci para a cozinha não tinha ninguém lá tomo meu café, quando estava saindo de casa meu padrasto me segurou pelo o braço.

Eu- bom dia eu estou indo para a escola será que pode me soltar

Joseph- não você não vai para a aula hoje

Eu- é o primeiro dia de aula

Joseph- eu estou falando que você não vai para a aula hoje

Nisso minha minha mãe aparece na cozinha

Harleen- deixa ela ir para a escola

Joseph grita- hoje não

Harleen- não faz isso com ela

Joseph- você não quer que eu a considero como a minha filha?

Harleen - claro

Joseph- então está na hora dela ser como eu

Harleen- não larga ela deixa ela em paz

Eu- alguém pode me explicar?

Joseph- cala a boca e vem comigo

Minha mãe entrou na frente mas ele a empurrou e ela caiu batendo a cabeça e desmaiando

Eu- mãe? Por que fez isso?

Joseph- ela ia me expedi te fazer o que vou fazer com você

Eu- é o que vão fazer comigo?

Joseph sorri (como eu ódio esse sorriso dele) e diz- você verá

Do nada tudo ficou escuro acho que ele me topou, quando acordei estava amarrada  em uma mesa de cirurgia com uma luz muito forte na minha cara

Eu- alguém me solta

Escuto a voz de Joseph- acordou?

Eu o procuro com os olhos mas eu não o vejo- cadê você

Joseph- sabe quando descobri que sua mãe me traiu e estava grávida de você eu quase a matei mas não fiz isso

Eu- por que você sabe que ela é a única que te ama

Joseph- hahaha! Pode até ser isso mas continuando a história concordei em criar você mas você não é a minha filha

Eu- se for me matar me mata logo

Joseph- não vou te matar... Vou te machucar

Eu- nao tenho medo de você

Joseph- sua mãe me disse o mesmo

Eu- vai logo acaba com isso

Foi então que eu senti alguma coisa prendendo os lados da mimha cabeça e dando choque gritei muito e ele continuou me dando choque na cabeça e rindo rindo muito. Acho que desmaiei de tanta dor quando acordei estava na minha cama e ele sentado do meu lado quando o vi ele estava com um sorriso na boa campanha e eu o encarei

Joseph- que bom que esta viva

Eu- por que me deu choque?

Joseph- você vai ser como eu vai ser a minha perfeita

Eu- como assim

Xxx- como assim? Garota tola- ouvi uma voz feminina olhei para os lados e não vi ninguém
Zzz- fica quieta- uma voz masculina fala dessa vez

Eu- quem está aí?

Joseph- só eu e você estamos no quarto

Eu- É que eu escutei duas pessoas falando comigo

Zzz- pessoas não
Xxx- você está ficando louca criança

Eu- calem a boca

Joseph ri alto- descansa- ele sai do quarto Eu deito e logo escuto as vozes novamente e levanto rapidamente

Zzz- calam a estamos na sua mente
Xxx- é você está ficando louca
Zzz- foi os choques que deu vida a gente

Eu- estou tão confusa

Xxx- sabemos mas vou explicar seu padrasto começou a fazer o tratamento com você
Zzz- ele quer que você seja como ele
Xxx- está ficando olha só como esta horrível

Me levamtei rapidamente e fui até o espelho e gritei quando vi como eu estava, minha mãe abriu a porta e se espantou quando viu o meu estado

Eu a encarei- mãe olhavpara mim estou horrível

Harleen- perdão mimha folhinha perdão

Comecei a chorar ela se aproximou de mim e me abraçou deitei na cama ela sentou do meu lado e ficamos ali chorando as duas dormi e acordei só com minha mãe me chamando para ir para a escola, as vozes ficam falando na minha cabeça o tempo todo

Final de  Flashback

Bryan- Hanne vamos tem aula de português

Eu- Obrigada Bryan

Bryan- não precisa agradecer agora vamos

Concordo e fomos até a sala de aula





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...