História Esquadrão suicida Nova geração - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Esquadrão Suicida, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Dr. Bruce Banner (Hulk), Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina), Personagens Originais
Visualizações 21
Palavras 850
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Luta, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 20 - 20


Narrador: Bryan

Hanne não foi para a escola nesses últimos dias estou preocupado...ligo para Emilly mas ela também não atende o que está acontecendo...Preciso relaxar um pouco se não vou ficar louco...Quer saber vou ver se meu voa aí vai precisar da minha ajuda...Vou até o escritório dele

Eu- pai poso entrar?

Pai- entra

Entrei e sentei na cadeira- pai posso ir com vocês essa noite? mas só vai ser essa noite

Pai- claro como nos velhos tempos

Eu- é

Pai- vai se arrumar então vamos sai em meia hora

Eu- é onde vamos?

Pai- em uma das boates do coringa para ver se tudo está bem... Vamos ter uma parceria dessa vez

Eu- quem o Rob?

Pai- não a Elizabeth

Eu- nunca ouvi falar essa tal Elizabeth

Senti uma mão encostando no meu ombro por reflexo seguro o braço da pessoa

A mulher diz- vai com calma

Eu- quem é você?

Pai- é a Elizabeth filho

Solto a mulher 1ue me encara sorrindo

Elizabeth- já ouvi falar de você

Eu- nunca ouvi falar de você

Elizabeth sorri- então vamos uma pessoa está precisando da gente

Pai- vamos logo ela está correndo perigo

Eu- quem?

Elizabeth- veja quando chegar lá

Ok meu pai e essa mulher está me irritando com tantos segredos...Fui me arrumar e saímos os três chegamos até o telhado de um prédio

Eu- não íamos na boate?

Elizabeth- primeiro vamos encontrar uma outra pessoa

Eu- quem

Escuto a voz da arlequina- morceginho moeceginho

Pego meu arco e aponto uma flecha para ela

Pai- não Bryan ela está no nosso lado

Arlequina- isso mesmo filhote de morcego

Não abaixo o arco- o que está acontecendo aqui?

Elizabeth ignora minha pergunta e continua falando- cadê ela Alerquina?

Alerquina- la dentro com o pudinzinho...Ele passou de todos os limites.... Ele quer que ela caia no tanque químico

Pai- vamos ajudar

Elizabeth- ela vai vim comigo depois

Arlequina- não ela é minha

Elizabeth- então vou deixar 1ue ela caia

Arlequina- não... Eu sei que sou assim insana mas ela é a minha finha e não quero essa vida para ela

Elizabeth- então deixa ela vim comigo vou cuidar dela e o coringa não vai encostar um dedo nela prometo

Eu vi a tristeza de arlequina...Não estou entendendo nada

Arlequina- está bem... Agora vão rápido ela está inconsciente

Pai- como assim?

Arlequina- ele estava dando choques ela então ela não está totalmente sã... Ele levou ela para a boate e a vendeu como um prostituta... Não pude fazer nada

Eu- pai o que está acontecendo?

Pai- sabe a sua amiga...Então...

Escutamos um barulho de água

Pai- droga- ele sai correndo Elizabeth e Alerquina vai logo atrás fui junto

Coringa estava rindo perto da plataforma olhando para baixo...Alerquina vai para cima dele dando socos e chutes

Alerquina- vou te matar seu desgraçado ela é só uma  criança ela é a minha criança me machucasse mas não machucasse ela

Coringa- Alerquina ela vai ser como a gente

Arlequina- não...Não quero isso para ela

Coringa dáuma gargalhada- agora é tarefa ela caiu

Meu pai é Elizabeth conversa algo e foi então que Elizabeth pula no tanque olha para ele e logo vejo ela voltando para a superfície com uma garota não deu para ver quem era já que era muito alto...Meu pai joga a corda e Elizabeth segura e foi subindo...nisso meu pai faz eu o encarar

Pai- olha pode ser difícil para você ver isso eu quis contar mas não sabia como

Eu- do que está falando?

Elizabeth tinha subido e coloca a garota deitada no chão...Não...Não pode ser...É...É a Hanne?

Vou até ela olha para Elizabeth que diz- ela está viva mas vai precisar de cuidados

Alerquina se aproxima e empurra Elizabeth e coloca a cabeça de Hanne no colo dela e passa a mão no cabelo dela fazendo carinho e diz.. chorando?- perdão minha chocolatinha perdão

Elizabeth- eu vou levar ela agora é qualquer  pisa te aviso

Alerquina concorda e tira uma colar estilo coleira dourada e coloca em Hanne....literalmente eu estava em choque agora tudo faz sentido...Mas por que nunca me contou? Eu ia ajudar ela...Meu pai pega Hanne no colo e a leva até o carro e leva ela até um tipo de alojamento

Elizabeth entra na frente gritando-ROBERTA AMÉLIA.... AJUDA AQUI

Uma garota ruiva de cabelos curtos aparece com um livro na mão logo uma outra de cabelos pretos e longos aparece

Garota morena- o que foi Elizabeth?

Elizabeth- me ajuda a Hanne etapa em estado grave

Garota ruiva- ok vou arrumar a cama enquanto vocês dá um banho nela

Elizabeth pega Hanne no colo e sobe as escadas as duas garotas vão junto

Eu- pai o que está acontecendo?

Pai- Elizabeth é a organizadora de uma equipe e aqui é o alojamento...Hanne vai está protegida aqui...filho a Elizabeth quer vice na equipe dela

Sem pensar duas vezes digo- ok eu vou ficar aqui tenho que cuidar da Hanne

Pai- está bem Eu vou ir agora se cuida meu filho

Eu- pode deixar...-ele me abraça e saiu

Eu sento no sofá e tiro a máscara e tento pensar no que aconteceu hoje...Cada vez mais que eu pensava mas eu achava Hanne a garota mas forte e corajosa que conheço cada vez mais a admiro 








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...