História Essa é a verdade. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Revelaçoes, Tortura
Exibições 15
Palavras 899
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi amores espero que gostem desse capítulo ^-^ vou tentar postar todo dia.
Bjos de luz ♡

Capítulo 2 - Eu? Mimada?


Fanfic / Fanfiction Essa é a verdade. - Capítulo 2 - Eu? Mimada?

Acordei meio tonta, e minhas pálpebras estavam pesadas, levemente abri os olhos e olhei pro meu corpo, no qual se encontrava preso em uma cama de ferro, em um quarto sem janela alguma, apenas com uma porta de ferro, olhei bem e vi que estava vestida, ufa, significa que ninguém me tocou. Eu não tinha percebido mas tinha um homem de cabelo castanho alto e meio másculo, bem do meu lado, eu me espantei com ele

- ei garota! 

- q-quem é vc? Que lugar é esse? Tira essas correntes!

- para de me perguntar coisas garota insolente! - seu grito me fez sobressaltar, preferi permanecer em silêncio, é óbvio que ele não ia falar, então virei meu rosto pro lado, olhando aquele lugar e se tinha como eu sair, infelizmente era um lugar bem fechado mesmo. De repente um homem alto e loiro entrou no quarto

- ela acordou Diego?

- mal acordou e já ta enchendo a paciência, acabe logo com isso

- calma, calma, você sabe que isso pode demorar

- isso o que?! - os interrompi e os dois olharam - porque eu estou aqui? O que querem comigo?! 

- amarre ela na cadeira Diego - o moreno tirou as correntes e me amarrou em uma cadeira

- só precisamos que você nos responda uma coisa e depois deixamos você ir embora - disse o loiro passando a mão no meu rosto

- que coisa?

- onde é que está o seu papai heim?

- meu pai... oras porque querem saber isso?

- RESPONDE LOGO A PERGUNTA! - disse esse tal de Diego, eu sempre me assustava quando ele falava

- e-ele morreu!

- quando isso aconteceu? - disse o loiro espantado

- há 2 semanas! 

- ela está mentindo! Anda garota diga logo onde está o seu pai!? 

- eu já disse! - ele se irritou e meu deu um tapa que me deixou tonta

- é melhor você falar garota, não vai querer ver Diego com raiva - se é que ele já não estava - bora fala logo! 

- e-eu já DISSE QUE ELE MORREU! - levantei a voz para ambos sem pensar nas consequências

- você precisa de um bom motivo pra contar... Diego é com você! - ele saiu da sala e trancou a porta

- deixa comigo Kael - disse ele se aproximando de mim com um sorriso malicioso no rosto

- q-que q vc vai fazer? - ele ignorou minha pergunta, pegando um pedaço de pau fino porém duro, quase que uma vára. Me desamarrou e me prendeu em duas correntes que se ligavam a parede, rasgou a parte de trás do meu vestido, deixando minha costa nua.

- p-para! O que esta fazendo!?

- eu odeio garotinhas mimadas feito você, por isso vou te ensinar uma lição! - deu com aquilo na minha costa - NUNCA - deu uma segunda vez - MAIS - deu uma terceira vez - GRITE - deu uma quarta vez e eu já não tava aguentando - COMIGO! 

- aaaahhh! P-para pelo amor de Deus! - comecei a chorar, aquilo tava doendo demais

- pode chorar o quanto quiser, isso não vai te livrar dessa surra! - então ele iníciou a sequência, ele dava sem parar e com muita força, eu pedia para que ele parasse, mais tudo em vão 

- Para! Já chega por favor! 

- NÃO É VOCÊ QUE DIZ QUANDO ESTÁ BOM! - deu com mais força - EU NÃO SEI COMO ERA LÁ NO SEU PALÁCIO, MAS AQUI VAI SER DIFERENTE! COMIGO VAI SER DIFERENTE!

- do que você está falando! Eu não nasci em berço de ouro e nem sempre tive tudo que queria por isso tive que batalhar! 

- NÃO ME RESPONDA GAROTA! - ele continuou dando e eu não aguentava mais, era irrelevante falar alguma coisa já que ele estava de cabeça quente. Aqueles foram os piores minutos da minha vida, nunca senti tanta dor. 


Kael On

Fui embora e a deixei sozinha com Diego, sabia que depois desse tempo com ele ela iria contar, confesso que quase acreditei no que ela disse, mas é melhor prevenir do que remediar. Alguns segundos depois seus gritos ecoavam por todo o corredor, e aquilo durou mais de meia hora, quase 1 hora, quis pedir que já acabasse mas ele sabia o que fazia. 

Se ela nos dissesse onde estava o mentiroso do pai dela, tudo ocorreria bem. Aquele desgraçado nos deve dinheiro e vai pagar de alguma forma! Só por curiosidade, fui procurar saber se ele tinha morrido mesmo... 

Kael off


Lia on

Depois que finalmente acabou ele me tirou as correntes e me jogou no chão frio, eu não tinha forças pra levantar, ele veio até mim e puxou minha cabeça pra perto de si, fazendo eu encarar ele

- amanhã nós vamos voltar aqui, e você vai contar onde seu pai está - eu queria dizer alguma coisa, mais permaneci em silêncio com algumas lágrimas ainda caindo, ele jogou no chão novamente e lá fiquei, a noite inteira, morrendo de dor, e minha costa sangrando. Finalmente consegui esquecer aquela dor e dormir. Oh deus porque isso está acontecendo comigo? O que esses homens querem com meu pai?... o que eu direi a eles amanhã!? Eu já tinha rezado um rosário inteiro. Foi nesses pensamentos que acabei dormindo...

Eu não sei se ainda era noite mas, alguém entrou no quarto vindo em minha direção

- ei!

- p-por favor não me machuque

- não vou, eu estou aqui pra te ajudar!

Deus tinha ouvido minhas preces?

Lia off


Notas Finais


Se tiver alguns erros de português foi mal, esse celular tá uma porcaria.
Bjos de luz ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...