História Esse Loiro Retardado! - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Temari, TenTen Mitsashi
Exibições 35
Palavras 1.496
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu já tinha escrito há mil anos e tinha postado no Nyah!
Mas aqui está ><

Capítulo 12 - Declaração


Eu estava muito feliz naquela manhã. Tudo ia dar certo, ou pelo menos era o que eu pensava. Como eu era ingênua.

 

Cheguei na escola um pouco animada e logo fui contar as novidades pra Sakura, Tenten, Ino e Temari.

 

- Nossa Hina! Você pegou o Sasori, aquele pedaço de mal caminho? – Ino já ficou toda interessada.

 

- Eu só fiquei com ele! Quer dizer, foi só um beijo! E foi errado! Eu só fiz isso pra confirmar meus sentimentos pelo Naruto!

 

- Ah relaxa amiga! Podem acontecer muitas coisas ruins, mas no final o amor sempre vence! – disse Tenten, numa tentativa de ser poética.

 

- Aaan, obrigada Tenten... Como anda o namoro com o Neji?

 

- Anda ótimo! Ah, o Neji é tão fofo! Tão romântico!

 

Sério que o Neji era assim? Estranho.

 

Vi o Naruto no corredor e abri um sorriso.

 

- Me deem licença amigas... Preciso falar com alguém... – eu disse, me despedindo.

 

- Boa sorte Hinaaaaa! – Sakura disse, exagerada como sempre.

 

_______________*________________

 

Me aproximei dele lentamente e disse:

 

- Oi, Naruto.

 

Ele fez uma cara séria e disse secamente:

 

- Oi Hinata.

 

- Você está bem?

 

- Sim.

 

Estava um clima meio pesado. Droga, não era bom para uma declaração repentina.

 

- Hinata, o Sasuke me contou uma coisa...

 

Ele me surpreendeu começando a falar repentinamente.

 

- O quê?

 

- Ele viu uma cena ontem... Perto da pracinha...

 

Droga, droga, droga, droga, droga, Sasuke vadio! Eu ainda o mato!

 

- Não é nada disso Naruto!

 

- Então você beijou o Sasori... Entendo... Bem, eu não estou reclamando. Eu não tenho nada a ver com isso.

 

- Eu só...

 

- Não precisa se explicar. Espero que você seja feliz com ele.

 

- Não Naruto! Eu não gosto dele! Eu só o beijei por quê...

 

- Não importa Hinata! Adeus.

 

Não, não. Adeus não era bom.

 

- O que o Sasuke te contou?

 

- Não interessa. – ele saiu andando.

 

E tinha dado errado. De novo.

 

Eu ia ter que tirar satisfações com o Sasuke. Pensei que ele fosse meu amigo!

 

O avistei logo e já fui o puxando pela camisa.

 

- Sasuke, por que você fez isso?

 

- O que eu fiz?

 

- Você sabe muito bem.

 

- Foi o que eu contei pro Naruto? O que é que tem?

 

- Você estragou tudo! Eu pretendia me declarar pro Naruto hoje! Mas agora ele acha que eu gosto do Sasori! Droga, Sasuke!

 

- Então por que você beijou o Sasori?

 

- Eu fiz isso por um mero capricho! Eu usei o Sasori! Foi isso que eu fiz!

 

- Nossa Hinata, não sabia que você era assim!

 

- O Sasori entendeu... Mas ao menos ele ficou feliz com o beijo.

 

- Que estranho...

 

- Ah, não importa! Obrigada por tudo, Sasuke! – saí pisando duro.

 

- Desculpa Hinata! Eu não quis te magoar! Apenas vi a cena sem querer e acabei comentando com o Naruto!

 

Fingi que não o ouvi e continuei andando.

 

________________*________________

 

Acho que eu não nasci para o amor, não é possível! Por que tudo tem que dar errado? Eu não entendo! Tudo que eu queria era ficar com o Naruto! Droga, por que eu beijei o Sasori? Tem razão, a culpa não é do Sasuke... É minha... Totalmente minha. Eu estraguei tudo.

 

A aula passou rapidamente e assim que eu saí do colégio, desabei em lágrimas. Eu estava me segurando, mas não conseguia mais aguentar.

Eu estava muito mal. A Sakura logo apareceu, preocupada. Ela provavelmente nunca tinha me visto chorar.

 

- Hina, eu dei uma bela bronca no Sasuke! – ela disse, enquanto me abraçava.

 

- Ele não tinha que ter contado pro Naruto...

 

- Sa-Saku..ra... Não culpe o Sasuke! – eu disse, entre soluços. – A culpa é só minha!

 

- Hina, você quer que eu te leve pra casa? Você não está bem!

 

- Não precisa! Não se incomode comigo, por favor...

 

- Não, Hina, eu insisto, vamos.

 

Ela me abraçou e ficou andando comigo até minha casa. Assim que chegamos eu a agradeci e nos despedimos. A minha vontade era me trancar no quarto e chorar. Para sempre.

 

Como eu ia consertar aquela situação? Como eu ia conseguir meu “final feliz” com o Naruto?

 

____________________*______________________

 

Mais um dia se passou e cada vez mais, eu fico mais apaixonada pelo Naruto. Completamente apaixonada por aquele loiro idiota e retardado. Mas eu o deixei escapar. Bem feito pra mim.

 

Assim que cheguei na escola, tive uma pequena paranoia. Ao mesmo tempo vi o Neji de mãos dadas com a Tenten, O Gaara se agarrando com a Ino (uma indecência, por sinal), a Sakura beijando o Sasuke e a Temari conversando com o Shikamaru (será que os dois reataram?).

 

Me senti um peixe fora d’água. Completamente sozinha, abandonada, solitária, triste, acabada, praticamente morta. Era o meu fim. (huum que drama hein?).

 

Saí correndo, completamente triste (fossa total), quando eu esbarro com quem eu menos queria falar. Sasori.

 

- Hinata! Que cara é essa?

 

- Não é nada. – eu disse com uma voz seca e continuei andando.

 

Ele deve ter entendido que eu estava mal-humorada e me deixou quieta.

 

Pelo resto da quinta-feira permaneci calada. As garotas tentaram me animar, mas foi em vão. Aquele amor estava me matando. E eu tinha que dar um ponto final nisso de qualquer jeito. Eu tinha que falar com o Naruto, pelo menos uma ultima vez. Então resolvi escrever um bilhete:

 

Naruto,

Sei que você não quer falar comigo

Mas por favor, vamos acabar logo com isso.

Vamos nos encontrar na pracinha, depois da aula.

E esclarecer logo tudo.

 

Hinata.

 

Que bilhete ridículo! Mas eu tinha que entregá-lo pro Naruto. Ou melhor, pedir pra alguém entregar.

 

Vi o Gaara passando e não hesitei em lhe pedir o favor.

 

- Gaara, poderia me fazer um favor?

 

- Hum, Hinata? Você quase não fala comigo, estranhei... O que é?

 

- Poderia entregar este bilhete pro Naruto? Por favor?

 

Eu lhe estendi o bilhete e ele parecia surpreso, mas não questionou nada.

 

- Tudo bem... Eu entrego.

 

- Obrigada Gaara!

 

Agora era esperar pra vez se o Naruto iria se importar com o bilhete...

 

Espero que sim.

 

_____________________*_________________

 

Depois da aula, eu já estava meio nervosa. Será que o Gaara tinha entregado o bilhete? Será que o Naruto tinha lido? Será que ele viria me encontrar? Ou apenas me ignoraria?

 

De qualquer forma fui até a pracinha esperá-lo. Será que eu apenas estaria fazendo papel de boba?

 

Cheguei e para minha surpresa, lá estava ele. Meu coração estava acelerado, pela primeira vez.

 

- Então você veio...

 

- Acabei de chegar.

 

- Pensei que não viria.

 

- Eu vim acabar logo com isso.

 

- Eu também, já chega disso.

 

Ficamos nos olhando por um tempo, em silêncio.

 

- Nós nunca daríamos certo juntos, afinal... – eu disse, meio desanimada e olhando pro chão.

 

- Acho que está tudo contra a gente... – ele disse, com uma voz meio triste.

 

- Acho que preciso te contar uma coisa, Naruto. Eu só quero que saiba que eu só beijei o Sasori pra confirmar meus sentimentos por você. Eu realmente não sinto nada por ele. Eu realmente gosto de você. De verdade.

 

- Você sabe que eu te amo, Hinata. Eu nunca amei mais ninguém. Nem a Tsugumi.

 

- Por que nós não tentamos pelo menos uma vez Naruto?

 

- Eu não sei... Algo me diz que eu vou sofrer muito.

 

- Entendo... Então... É um adeus não é?

 

- Sim, pelo menos por enquanto. Me desculpe Hinata...

 

Eu me virei para ir embora e ele também. Então é dessa forma sem sentido que tudo termina?

 

Não. Não é assim. Não podia ser assim.

 

Já estávamos bem longe um do outro, mas eu virei, e gritei com toda a minha força:

 

- NARUTOOOOOOOOOOOOOOOO!

 

Ele obviamente ouviu e se virou.

 

Eu estava com lágrimas nos olhos. Eu o amava. Eu tinha absoluta certeza disso. Eu não podia deixá-lo escapar.

 

- SEU IDIOTA, RETARDADO, BURRO, VADIO!!! EU TE AMO, CARAMBA!

 

Após eu gritar essas palavras, todo mundo na pracinha achou que eu era louca. Mas dane-se.

 

Ele se surpreendeu, mas parecia muito feliz.

 

Então eu corri o mais rápido que pude e me joguei nos braços dele. Nos abraçamos e então nos beijamos. Uma digna cena romântica. Todo mundo aplaudiu, emocionado.

 

Eu não me importava se eu fosse sofrer, se eu sentisse ciúmes, ou se alguém tentasse nos separar. Eu iria superar. Nenhum relacionamento é perfeito, eu sabia disso. Mas naquele momento tudo que eu queria fazer era ficar com ele. Sim, com aquele loiro retardado que eu odiava com todas as minhas forças. O mundo dá voltas, não?

 

- Naruto, eu te amo. – eu disse baixo dessa vez.

 

- Hinata... Você tem certeza disso?

 

- Tenho! É só você Naruto! Só você que eu quero!

 

Ele sorriu e se ajoelhou perante mim.

 

- Hinata Hyuuga, você quer namorar comigo?

 

Ah meu Deus.

 

- Eu aceito, Naruto Uzumaki.

 

Finalmente era oficial. Eu e o Naruto... Somos oficialmente namorados.

 

___________________*____________________


Notas Finais


Que meigo! kkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...