História Esse Loiro Retardado! - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Temari, TenTen Mitsashi
Exibições 23
Palavras 1.531
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 16 - O Surto de Neji -- The Love Song



- Tenten, você tem certeza disso? Vai mesmo contar pro Neji hoje? Não é cedo demais não? – Eu perguntei, preocupada.
- Certeza absoluta Hina! Eu não consigo esconder por muito tempo... Eu preciso dizer logo e me livrar desse peso!
- Tudo bem. Você tem o meu total apoio. Força, Ten! 
Estava decidido. Depois da aula Tenten iria contar para Neji sobre sua gravidez. Ia ser difícil, mas... É necessário.
Ai se aquele vadio do Neji fizesse alguma coisa de errado! 
Tenten POV:
Mesmo com toda a força que a Hinata me deu, ainda me sinto meio insegura em dizer algo assim pro Neji. Será que ele iria aceitar bem? Bom, é agora ou nunca. Já havia marcado com ele pra nos encontrarmos depois da aula, e que eu tinha um assunto sério pra falar com ele. Tenha coragem, Tenten!
- Tenten, me deixou preocupado! O que você quer falar comigo hein, linda? – Neji chegou, me abraçando por trás. Estávamos perto do portão da escola.
- Como eu disse, é um assunto sério. Sem gracinhas, Neji!
- Que stress! O que foi afinal?
- É um assunto delicado. Melhor falarmos disso em um lugar mais reservado.
- Hum, acho que já entendi... Na minha casa ou na sua? – Neji me olhava com um olhar pervertido e risonho.
- PQP! Não é nada disso seu pervertido idiota! – Eu disse, com raiva, e de quebra dei um tapa bem forte na cara dele.
- Pra que isso Tenten? Tá, me desculpe! Foi por causa da nossa primeira vez? Qual é, foi legal...
- Fo legal só se for pra você! Sabe como eu me sinto? Péssima! Que droga, que droga, que drogaaaaaaaaaa! – Já estava começando a chorar de raiva. Comecei a correr sem rumo, antes que o Neji pudesse me consolar.
- Tenten! O que foi? – Ele começou a correr atrás de mim.
Parei um pouco, cansada. Em seguida o peguei pela gola da camisa e disse:
- Você vem comigo!
Sem dizer mais nada, andei até a minha casa e em seguida parei no quintal.
- Aqui está mais tranquilo. Posso lhe contar agora.
- Tenten, você está me assustando!
- Apenas me escute, calado! Eu estou...Bem... – Um repentino enjôo veio antes que eu pudesse concluir a frase. Corri desesperada para dentro da minha casa e fui até o banheiro mais próximo, onde vomitei.
- Tenten! Você está passando mal? Quer que eu chame um médico?
- Você ainda não entendeu Neji? Eu estou grávida de você! Nós vamos ter um filho juntos! – Eu disse, tentando me recuperar do enjôo.
- Aaan? Você está falando sério?
- É claro que sim! Eu jamais brincaria com algo assim!
- Daquela vez... Droga, fomos muito descuidados... Agora... O que devemos fazer?
- Certamente não irei fazer aborto. Então, vou ter o meu filho.
- Tenten, eu não sou uma pessoa responsável! Não estou pronto pra ser pai!
- Neji, tenho certeza que você vai ser um bom pai! Acalme-se! Se sentirmos que não estamos prontos nós damos o bebê pra adoção.
- Não, Tenten!
- Neji, onde você vai? Não adianta fugir agora!
Ele saiu da minha casa rapidamente. Estava muito nervoso e suando. Bom, eu não podia culpá-lo. Ser pai com 16 anos... Com certeza não é fácil.
Mas o pior ainda estava para acontecer...
____________________*________________________
Hinata POV:
- Neji, você está bem? – Perguntei, aflita. Neji tinha acabado de chegar em casa com uma cara péssima, suando frio e com os olhos arregalados. É, acho que a Tenten deve ter contado pra ele.
- Eu... Vou... Ser... Pai. – Uma voz de pavor robótica saiu. Neji estava assustador.
- Acalme-se Neji! Recomponha-se! Então Tenten te contou, finalmente...
- Você sabia, Hinata? E não me contou? Há quanto tempo está escondendo isso de mim! Pensei que podia contar com você!
- Tenten me contou há pouco tempo. Além isso, isso é assunto de vocês, não posso me intrometer!
- Droga, Hinata... – Ele simplesmente saiu pisando duro e se trancou no quarto, batendo a porta.
Era o início do surto do Neji.
~
No dia seguinte, nada do Neji se destrancar do quarto.
- NEJIIII! HORA DA AULA! – Eu gritei, já estressada com sua atitude infantil.
- EU NÃO VOU! PODE IR HINATA! – Ele gritou.
- Ah não Neji, eu não acredito! Vai ficar emburrado agora? Acha que foi fácil inventar a desculpa de que você estava passando muito mal ontem, pra que a Hanabi, o papai e a mamãe não desconfiassem da sua “indisposição” de sair do quarto? Sai daí agora!
- Não estou a fim de encarar ninguém! Nem mesmo a Tenten! Tente entender meu lado Hinata! Acha que está sendo fácil pra mim?
- Isso, continue agindo como uma criança que você vai longe! Seu surtado! E toma cuidado, você não comeu nada desde ontem, vai acabar desmaiando de fome!
- Me deixa em paz, Hinata!
Esse Neji só dá problema. Agora deu pra surtar de vez!
~
Naruto estava me esperando pra ir pra aula, o que me surpreendeu, já que eu pensei que ele estava com raiva de mim. Bom, tudo bem.
- Naruto, me desculpe. A culpa é minha.
- Não se preocupe Hina, eu te entendo! Eu prometo que vou tentar ser o melhor namorado pra você! E pra provar isso, quero te convidar pra um jantar hoje à noite! Num restaurante chique, claro.
- Sério, Naruto? Você tem dinheiro pra isso?
- Tenho umas economias. Por favor, aceite. Você vai gostar.
- Bom, acho que sim. É uma boa ideia.
Ele me olhou sorrindo e em seguida me beijou. Seguramos nossas mãos e fomos caminhando até o colégio.
Mas se você pensa que o surto do Neji foi surpresa o bastante, enganou-se. Ainda tinha mais uma coisa.
_________________*__________________
- Hinata! – Eu conhecia aquela voz. Já tinha até me esquecido da existência dele. Sasori.
Intervalo da aula. Em pleno corredor. Sasori veio falar comigo. Sim, aquele Sasori, que disse que gostava de mim e eu o beijei. Ele mesmo. O baixista da Akatsuki, pra quem não lembra.
- Sasori! Nossa, quanto tempo! Tipo, estudamos na mesma sala, mas nem nos falamos mais! – Eu disse, numa tentativa de ser simpática.
- É, é verdade! Mas eu tenho que te mostrar uma coisa! Vem comigo! – Ele me puxou levemente pelo braço. O que ele queria me mostrar?
Quando ele finalmente me largou, estávamos na sala de música. Lá haviam alguns instrumentos musicais, como, guitarra, violão e um lindo piano branco.
- Queria te mostrar a música que compus! Gostaria que você desse sua opinião sincera! Pode ser? – Ele disse, parecendo muito animado.
- Bom, tudo bem, mas... Você não é baixista? Vai tocar alguma coisa ou vai apenas cantar a música?
- Ah, você não conhece o meu outro lado, Hinata! – Ele disse, sentando-se no banco do piano branco.
Me surpreendi. Não sabia que o Sasori sabia tocar piano!
- Aprendi piano desde os 4 anos. Mas me especializei no baixo, e acabei deixando o piano de lado. Mas pretendo voltar a tocar nos shows da Akatsuki.
- Eu acho lindas as melodias de piano! – Eu disse, meio vermelha. Acho que piano era meu instrumento musical favorito.
- Eu fico feliz, Hinata! Eu gostaria que você ouvisse esta melodia, e também a letra! O nome da música é “The Love Song”.
- A canção de amor? – Eu disse, ainda vermelha.
- Sim, isso mesmo! – Ele sorriu.
Me sentei em um banco, mais ou menos do lado do piano e então disse:
- Bom, estou escutando. Pode começar a cantar, Sasori.
- Certo.
Ele começou a tocar o piano lindamente. Uma melodia linda ecoou nos meus ouvidos. Eu estava completamente envolvida pela música. E então, finalmente, ele começou a cantar:
Queria tanto te dizer... Mas não consigo...
Há quanto tempo escondo dentro de mim...
Um sentimento que é tão forte, não consigo descrever
Meu coração bate mais forte quando te vê
E agora eu canto como uma forma de expressar
Eu não consigo mais me segurar
E esta canção dedico a você, meu amor
Estarei com você, aonde for...
Então cante comigo... 
Esta canção de amor.
- Sasori... Esta música é muito linda. – Eu disse, quando ele finalmente terminou de cantar.
- Sério, Hinata? Fico tão feliz... Pretendo aumentar a letra, ainda! Ainda está incompleta, mas... Queria que você fosse a primeira a ouvir!
- Ah, Sasori... Não me diga que fez essa música pensando em...
- Sim! Eu não te esqueci, Hinata! Desculpa, eu sei que você está namorando o Naruto! Mas esta música... Eu fiz pensando em você.
- Sabe que não posso corresponder aos seus sentimentos. Linda música, Sasori. Até mais. – Eu me levantei, indo em direção à porta.
- Hinata! – Ele segurou minha mão, olhando nos meus olhos e aproximando seu rosto do meu. Ele estava prestes a me beijar, mas eu simplesmente soltei sua mão bruscamente e deu um tapa em sua cara.
- Isto é porque você mereceu, Sasori! – Eu disse, com raiva.
Foco, Hinata, foco! Hoje você terá um lindo jantar romântico com o Naruto! Não deixe o Sasori estragar tudo!
Ah, e ainda tinha o surto do Neji e... Droga! Ô vida complicada!
__________________*_____________________
 


Notas Finais


Linda a música né? u.u


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...