História Esse louco amor - Capítulo 3


Escrita por: ~

Exibições 62
Palavras 1.021
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa tarde!
Mais um capítulo pra vcs, desculpem os possíveis erros.
Boa leitura 😊😉

Capítulo 3 - Capítulo 2


Boa noite- diz Isabel estendendo a mão- Sou Isabel, e você deve ser o noiv...

Renato sequer esperou ela terminar de falar, disse um oi/tchau e a deixou "plantada" no meio da porta com a mão estendida.

-Isabel! Já falamos tanto ao telefone, que bom te conhecer pessoalmente. Entre!

Desculpe-me pelo meu noivo, ele estava com pressa...

-É um prazer conhece-lá.  E quanto ao seu noivo, não precisa se desculpar, ta tudo bem. Bom, vamos começar?

Lívia veste o vestido, com a ajuda da costureira enquanto elas conversam...

-Eu tô muito gorda? Não quero que a barriga apareça 

-Não filha, você está ótima

-Grávida? De quantos meses?

-Sim, dois meses. Você tem filhos? 

-Não, adoro criança mais não tenho filhos ainda...

-Isabel, capricha nessas fotos hein, eu não quero nada igual ao que você já fez em outros casamentos 

-Fica tranquila Lívia, eu não me repito

*

*

 

As horas se passam e Isabel resolve encerrar. Pronto Lívia, já temos as fotos. Ficaram lindas. Eu vou indo, te encontro no sábado para o grande dia

O telefone de Lívia toca e ela pede que Isabel espere um minuto para acabarem de se despedir

Ligação On

-Oi amor

-Lívia, você já terminou as fotos? Eu preciso entrar, esqueci as chaves do carro, já estou atrasado para a prova do terno

Lívia: Já sim meu bem, inclusive a Isabel está descendo, se quiser eu peço ela pra te entregar as chaves, pode ser? 

Renato: Pode, estou esperando

Ligação Off

Isabel atende o pedido da Lívia e desce com as chaves, chegando lá em baixo encontra Renato

-Suas chaves- disse jogando as chaves pra ele

-Vai ficar parada aí? 

-Não vim de carro, tô esperando um táxi, posso?

-Claro- disse já entrando no carro. Quer uma carona? 

-Não precisa

-Se quiser entra logo, tô com pressa!

Isabel pensou que talvez o táxi podia demorar, já estava cansada, resolveu aceitar

-Você é sempre grosso assim?

-Sou! Porque, ta incomodada? 

-Nossa calma. Vocês estão muito estressados. Nem parece que vão casar no próximo final de semana

-E você acha que eu tô estressado porque? Pra mim esse negócio de casamento é uma bobagem! Eu sei que você deve estar se perguntando porque eu estou me casando então. Pois te digo, é por exigência da família da Lívia, por ela está grávida

Depois desse desabafo, Isabel fica sem graça e não diz mais nada

*

*

Estava um silêncio, até que Isabel o quebrou

-Não precisa me deixar em casa, pode me deixar num ponto de táxi que eu me viro 

-E quem disse que eu ia te deixar em casa?- diz Renato freiando bruscamente e parando no ponto de táxi

Isabel apenas desceu do carro, e disse: Obrigada. GROSSO! a última palavra ela sussurrou para que ele não escutasse

 

Minutos depois ela já estava em casa. Conversou um pouco com seu cão e foi em busca de algo para comer

-Nada pronto- reclamou

Pensou numa coisa rápida e resolveu fazer um macarrão. Depois do jantar lavou a louça e sentou-se no sofá para olhar as fotos que fez de Lívia

*

*

Renato, impaciente como era, foi rápido ao experimentar o terno. Achava um saco ter que fazer aquilo mais de uma vez

-Calma senhor, são os últimos ajustes- dizia a  simpática moça da loja

-Graças a Deus!

-Aos cochichos, as outras atendentes da loja brincavam: Pelo humor, esse aí deve estar sendo obrigado a casar kkk

*

*

 

A semana passou voando e já era sexta feira. Isabel e Simone aproveitaram o final da tarde para correr

-Ai amiga, você não cansa? Espera um pouquinho, deixa eu tomar uma água de coco

-Ta bom, vamos parar ali

Elas param, compram a água e aproveitam para conversar um pouco

-E ai, topa sair amanhã? 

-Não posso, amanhã vou ter um dia cheio. Vou fotografar um casamento

-É mesmo amiga, tinha esquecido

-Sabe, eu tô até com pena dessa noiva. Nunca vi um cara tão grosso, tão mal educado

-Eles discutiram na sua frente,  ou ele foi grosso com você?

-Comigo. Precisava ver como ele me tratou. Ele é mais um daqueles que vai casar porque não tem outra alternativa. Não sei se comentei com você, mais a noiva ta grávida 

-Que cilada amiga

-Pra vc ver onde eu fui me meter kkk

- Vamos? 

-Vamos! 

Elas voltaram a correr e depois foi cada uma para sua casa. Isabel tinha que ajeitar os últimos equipamentos, nada podia dar errado no dia seguinte

*

*

E finalmente chegou o sábado. O tão esperado sábado. Pelo menos para Lívia

Isabel levantou, fez suas higiênes, se arrumou e foi ao encontro de Lívia 

Lívia estava anciosa. Renato levantou, pegou algumas coisas e se despediu dela. Ele ia se arrumar na casa de um amigo e eles só se veriam no altar.

A casa hoje seria só das mulheres. Lívia, a mãe, as madrinhas, maquiadoras, manicures, massagistas, costureiras e é claro a fotógrafa.

*

*

Renato estava desempregado, mas isso não impediu que eles tivessem um casamento lindo. Nada muito luxuoso, mas estava lindo. A família de Lívia tinha alguns bens, e como queriam que ela casasse logo por causa da gravidez, bancou quase tudo

*

*

Tudo estava correndo muito bem, Lívia estava radiante e Isabel registrava cada momento. Renato estava tranquilo, pra ele aquilo era realmente uma grande bobagem, Lívia já estava até grávida, quer laço maior que esse? Já estavam ligados pro resto da vida

*

*

A noite caiu, a hora do casamento chegou

Isabel já estava na igreja fotografando a decoração, os primeiros convidados e é claro, o noivo.

Ficou hipinotizada ao vê-lo. Não tivera a oportunidade de vê-lo sorrindo. Não havia reparado o quão lindo ele era.

Ele estava distraído quando se deparou com um flash em sua direção. Era ela. Isabel. Ele nunca tinha visto ela fotografando. Estava extremamente atraente com aquele vestido preto, o cabelo num penteado de lado e a câmera fotográfica na mão. Ela era linda. Não sabia explicar mais naquele momento sentiu algo diferente por ela, algo "estranho"

 

Seus pensamentos foram interrompidos por Isabel que veio em sua direção dizendo:


Notas Finais


E aí gente, alguém achou o Renato grosso? Kkk
O que será esse "algo estranho" que um sentiu pelo outro?
Espero que estejam gostando! Comentem, críticas construtivas, dicas e ideias são muito bem vindas
Até o próximo 😉😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...