História Esse Sentimento...Amor? - Capítulo 11


Escrita por: ~ e ~Charl_Bellew

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Tags Diabolik Lovers, Drama, Romance, Shoujo
Exibições 63
Palavras 954
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Harem, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


(voz idiota) Hello Paçoquentos! Estamos aqui mais uma vez para apresentar um pequeno capitulo! Desculpe pela demora! Estávamos sem criatividade alguma, e com um pecado chamado preguiça (ainda voz idiota).
Bom...
Boa leitura!

Capítulo 11 - Laito idiota!


Fanfic / Fanfiction Esse Sentimento...Amor? - Capítulo 11 - Laito idiota!

Acordei-me com a claridade incomodando meus olhos,  abri-os devagar, e doeu, fechei rapidamente em seguida indo fechar a cortina ainda de olhos fechados e abri-os novamente, mas devagar, olhei para a cama e lá estava um anjo dormindo serenamente, com cabelos louros cobrindo um de seus olhos, e sua pele pálida e fria, e seu lindo corpo que foi esculpido pelos deuses.

Aproximei-me daquela criatura angelical, pondo minhas mãos em seu cabelo, fazendo cafuné, observei seu lindo rosto, parando em seus lábios, encarei-o por mais um tempo, e me aproximei até sentir sua respiração.

– O que você está fazendo? - perguntou-me, fazendo-me me afastar numa velocidade sobrenatural.

–  Ér....Havia um mosquito ali agora mesmo...Ué...Pra onde ele foi? - me olhou desconfiado.

– Estava tentando tirar o “mosquito” com seus lábios?

– Ér...É por que...Ele era pequeno demais. - respondi.

– Você queria me beijar? - sorriu de lado.

– E-e-e-e-e-eu? Pufff! Claro que não! Por que você acha que eu faria isso? Seu convencido.

– Ah...Então você não quer me beijar. - falou de cabeça baixa.

– Não! Não é isso!

– Então você quer me beijar? - sorriu debochado.

– EH??? Isso...Opa...Reiji??? Parece que o Reiji está me chamando! Que pena, vou indo! - fingi, indo em direção a porta.

– Que estranho, eu não ouvi nada. - falou levantando-se e em seguida aproximando-se de mim.

– Sério?? Eh... - me puxou pela cintura trazendo-me para perto si, aí que percebi que eu estava nua, olhei para o mesmo que também estava nu. Corei aquela “coisa”.

– S-Shu? O que está fazendo?

– Não se faça de inocente...

– O que quer dizer com isso?

– Você sabe muito bem o que estou tentando dizer, Yuki, eu quero entrar em você novamente. - sussurrou em meu ouvido.

– Eh???????

– Isso mesmo, olha o estado que você me deixa. - senti algo duro em minha barriga, raciocinei bem o que poderia ser, até me ligar.

– S-S-S-S-Shu? - saí de seus braços correndo em direção ao banheiro e me trancando no mesmo, suspirando aliviada...

– Você acha mesmo que pode fugir de mim? - sussurrou uma voz familiar em meu ouvido. SHU! Senti novamente sua ereção em minhas costas. (N/A: Por que está fugindo? N/Y: Por que ...Sim N/A: Mas você não gostou? N/Y: S-sim...Mas estou muito dolorida, e Shu não se cansa nunca! N/A: Humm....Entendo... N/Y: *corada*.) Destranquei a porta, saindo novamente correndo, agora em direção a cama, me joguei na mesma, pegando os cobertores e me escondendo lá de baixo.

  – Nossa! Aonde será que Yuki se escondeu? Acho melhor esperá-la aqui... Vou aproveitar e me jogar na cama. - após dizer isso, pôde ouvir Shu correndo, não tive tempo de raciocinar o que aconteceu depois, apenas senti um enorme peso sendo jogado em cima de mim.

– AAAAAAAAHHHH! - gritei alto.

– Nossa! Essa cama é muito fofa! Acho que vou pular em cima dela! - falou ele em um tom meio sarcástico, levantando-se... Presumo que está preparando-se para pular em cima da “cama”.

– NÃÃÃÃOO! - gritei novamente, saindo rapidamente de baixo dos cobertores, correndo em direção à porta de meu quarto, saindo do mesmo em seguida fechando a porta, quando senti uma respiração pesada em meu pescoço.

– Pode até tentar fugir... Mas não pode se esconder, Yuki. - a mesma voz sussurrou em minha orelha.  

– AAAH  Shu! Mas como você....? - perguntei lhe confusa.    

– Tenho teleport, esqueceu? - respondeu-me já se afastando... Percebi que já o mesmo já se encontrava com suas roupas casuais.

– Ah, sim! Bom... Ér... Hum... Tchau! - disse saindo correndo deixando o mesmo para traz.

~ QUEBRA DE TEMPO ~

Demorou um pouco,  mas consegui dispista-lo. Cheguei à mesa para tomar café em segurança. Nenhum sinal de Shu... Okay. Percebi que todos já estavam à mesa, cada um em silêncio, comendo sua própria comida e seu próprio café.

Quando Ruki estava distraído vi Ayato “ roubando” um takoyaki do prato do mesmo, sem Ruki perceber. Bom melhor eu me apressar e tomar meu café logo... Antes que todos terminem, pois sempre o último a terminar de tomar café lava a louça. Até então eu nunca precisei lavá-la.

– Ohayo mina-san! - disse dirigindo-me a mesa, logo sentando em meu lugar.

– Ohayo, Yuki. - todos disseram em uníssono.

  – E então...  Bitch-chan, o que vocês fizeram noite passada? - perguntou-me Laito sorrindo de canto.

– “Vocês” ? - perguntei lhe.

– Você e Shu. - respondeu-me.

– * Toma café * ... Nós?... Ér... N-nada. * Comendo bolinho e tomando café... Corada * - fingi corada.

– E o que eram aqueles gemidos que eu estava ouvindo? Vocês ouviram? -  perguntou Laito olhando para os outros rapazes.

– Sim e estavam bem altos * comendo bolo* - falou Kanato.

– Todos nós ouvimos. - disse Reiji arrumando seus óculos. Após ele dizer isso, fiquei extremamente corada... Todos saíram da mesa sobrando apenas eu e Laito.

– Hummm Bitch-chan não sabia que você fazia esse tipo de coisa. Que tal irmos para o meu quarto depois? Qual é o seu preço? - falou Laito sorrindo maliciosamente.

 –  Laito, acha mesmo que eu perderia meu tempo fazendo esse tipo de coisa com você?! Por quê não vai cuidar da sua vida e deixe que eu cuido muito bem da minha ?! Quem você pensa que é, para julgar uma pessoa sem ao menos saber algo sobre ela?!?! VOCÊ ME DÁ NOJO, SEU IDIOTA! - disse dando lhe um tapa em sua cara e levantando-me. –  Terá sorte se ninguém ver  as marcas. A propósito, a louça é com você.

– Adoro as agressivas, será que você é agressiva na cama assim também? - revirei os olhos.

– Talvez, mas, você nunca saberá. - pisquei para o mesmo, e subi para o meu quarto o ignorando. Quando cheguei ao mesmo...Adivinha?

– O que está fazendo aqui?

– Estou aqui para continuar o que não terminamos.

Continua...


Notas Finais


Obrigada por ler até o final! Comentem sugestões e favoritem! Até o próximo capitulo. (fim da voz idiota)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...