História Estações - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Fluffy, Kookv, Nn Project, Taekook, Vkook
Exibições 49
Palavras 1.004
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oláaaaaaaaaaaaaaa
Último capítulo vulgo meu aniversário yaaaaaaay

Eu não betei, então relevem os erros.

Até lá embaixo <3

Capítulo 4 - Outono


Eu nunca achei o outono especial, Jungkook. E você sabia muito bem disso.

É uma estação sem graça, com clima quase instável e nunca tem uma comida típica dessa época. Porque eu me importava com esse tipo de coisa, e você achava graça.

Eu já ouvi muitas pessoas dizendo que os outonos da Coreia são um dos melhores. Não está errado mas... Ah, era só uma estação que me lembrava de que o frio do inverno estava por vir, apenas isso.

Já para você... Era completamente diferente. Eu nunca vi alguém tão apaixonado por uma estação. Você me dizia que o outono trazia uma mágica especial, algo esplendido de ver e sentir. E ainda disse que se eu continuasse com todo esse clima negativo com a sua estação favorita, nunca conseguiria ver a magia do outono.

Em meados de setembro, eu era obrigado a ouvir você falar a todo minuto sobre as cores outonais expostas nas folhas e as paisagens que encantavam os olhos de quem as via. Confesso que ver sua paixão por essa estação só me fez ficar ainda mais apaixonado por você. Ouvir você falar sobre o outono me deixava completamente nas nuvens, porque eu sabia que todo aquele sentimento explicito em suas palavras era verdadeiro, totalmente real; eu sabia que o brilho do seus olhos ao pensar no vermelho, no laranja e até no amarelo das folhas era sincero.

Então, de pouco em pouco, eu me via observando as árvores de dentro da sala de aula. Eu me pegava juntando combinações de folhas com a mesma cor no caminho até o pátio. E, embora eu ainda não vendo muita empolgação no outono tanto quanto eu via na primavera, essa estação estava me deixando cada vez mais curioso.

 

Em outubro, no fim de semana onde o clima estava tão sereno que eu quis te tirar de dentro do quarto para fazer qualquer coisa que fosse – eu simplesmente precisava conhecer mais do outono – nós resolvemos ir até a biblioteca. Era um caminho mais longo e talvez eu estivesse ponderando em te pedir para me carregar em suas costas porque meus pés já estavam doendo um pouquinho. Meus braços inquietos balançavam ao lado do corpo junto com meus dedos que teimavam em tamborilar nas minhas pernas. O outono estava me deixando assim, inquieto. Mesmo que observando de outro jeito, essa seja a estação mais calma do ano.

“O que acha que elas representam?” Você perguntou no meio do caminho. O que me deixou confuso já que, desde que saímos da faculdade, ninguém havia dito uma palavra. Deixei meus olhos caírem sobre você, depois para a rua, o céu e até mesmo para o chão. Ainda não tinha conseguido captar sua mensagem. “As folhas” Você disse “O que acha que elas representam?”

Esse foi um grande dilema porque... Eu realmente não sabia que as folhas tinham um significado. Voltei meus olhos ao chão, vendo varias manchas vermelhas e amarelas colorindo o cinza do asfalto. “Veja essa” Sua mão guardava uma folha amarelada “Amarelo, hm? O que o amarelo representa?” Eu abri a boca para falar “Não nesse sentido” Continuou, colocando a folha de volta numa pilha com outras “Não estou falando do significado verdadeiro. O que essa folha amarela” Você apontou para a folha, e eu já estava tão confuso quanto antes “representa?”

 

Sua pergunta rodeou minha cabeça pelo resto da semana. Depois da sua sessão de duvidas, comecei a notar o que as folhas representam. E cheguei a conclusão de que, nem mesmo perguntando a elas, sou capaz de adivinhar o que essas plantas significam. Não que eu tenha perguntado a uma folha por que ela é vermelha e o que isso representa.

O fato é que... Você me trouxe uma grande duvida. O outono estava ali, prontinho para ser explorado por mim, e eu só conseguia pensar nas malditas folhas.

 

Em outro final de semana, um pouco mais frio pois os aspectos do inverno já estavam dando as caras antes mesmo da estação chegar, eu te puxei do refeitório e alguns minutos depois estávamos fazendo aquela mesma caminhada, a caminho da biblioteca.

“Criatividade, intensidade e entusiasmo” Sua voz preencheu aquela noite fria. Meu coração acelerou e meus olhos dobraram de tamanho quando eu senti sua mão acolher a minha, bem ali, onde todos podiam nos ver. “Não é o que elas significam de verdade, hyung” Eu era uma bagunça por dentro, onde tentava captar suas palavras e ao mesmo tempo não sorrir feito um idiota pelo carinho dos seus dedos nos meus “Você diz o que elas representam” Um sorriso pequeno surgiu em seus lábios, e eu senti como se o Sol fosse uma mera estrela perto da luz que seu rosto brilhava “Eu vejo isso, nas folhas, nas cores, no outono. Não é uma estação simples, mesmo que pareça. Ela é linda, tão viva e tão... Ah, eu realmente amo o outono”

“E eu realmente te amo, Jungkook”

Aquilo, aquelas seis palavrinhas, foram tão surpreendentes para você quanto para mim. Tão fáceis de dizer, com tantos sentimentos, com tantas sensações, com tanta verdade. Sim, aquele foi o momento qual eu percebi que eu amava Jeon Jungkook, como todas as forças, como todo amor que eu pudesse sentir.

Você, Jungkook, me fez sentir tantas coisas. Coisas novas e inimagináveis, como dar significados para as folhas. Como sorrir em um dia onde tudo estava dando errado; conversar em um momento em que eu queria que o mundo explodisse e que todos sumissem. Desabafar, tanto com você quanto comigo mesmo. Ver as coisas de um novo ângulo, de um jeito diferente, dar significado as coisas que não parecem importantes.

Estar com você, pensar em você, Jungkook, era como momentos de paz no inferno; um remédio para todas as dores, era como aprender a voar sem ter asas. O que você causou em mim foi simplesmente milagroso.

 

E agora, nesse final de outono, quase sete anos depois daquele esbarrão no corredor da faculdade, eu simplesmente juro te amar por todas as estações da minha vida. 


Notas Finais


Eu amei escrever essa fanfic, ela tem muito significado para mim, e pra uma pessoinha vulgo amor da minha vida rsrs
Espero que tenham gostado!

Agredecimentos finais: @ncypher que também é @sincebaekhyun (te desmascarei, há) obrigado pelo apoio, pelas conversas malucas, por ser uma ômegazinha que dá vacuos (ainda vou descontar) e por todo carinho expressado em piadas de stand up <3

e também, por ultimo mas não menos importante
@taekookw ah, nathalia, eu tenho tanto pra te falar, mas com palavras não sei dizer, como é grande o meu amor por você, meio brega né, mas fazer o que, me quis assim vai aceitar minhas maluquices!!
eu realmente não sei como explicar a importancia que você tem na minha vida
é tipo, ah caralho, é tudo, entende? você é tudo
e eu te amo, sunshine
nunca se esqueça disso
você é meu inverno, minha primavera, meu verão e meu outono
<4
e obrigado por cantar parabens pra mim junto com a xuxa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...