História Estado Espiritual - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Depressão, Docete, Lysandre
Exibições 0
Palavras 962
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Famí­lia, Hentai, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Mutilação, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


capítulo um, ehhhhh<br />espero que gostem e boa leitura 0/

Capítulo 1 - O Aroma Das Rosas


 

Mais um dia começa...mais uma manhã...mais um inferno.

Eu não estou preparado psicologicamente pra isso, não estou mesmo, depois daquela briga com...só de pensar na noite passada me dá uma certa mágoa...me sinto um dos piores seres humanos nesse lugar, um ser horrível e podre, sem algum tipo de importância...oque eu sempre fui.

—Lysandre!! Sai dessa porra logo! - Castiel?? Oque ele faz aqui? Eu disse a ele que não o queria mais aqui.

—Só um momento! - eu estava terminando de me vestir, quando Cassy abre a porta de meu quarto e me puxa até a sala de estar. -oque houve!!

—Você enrola muito, Mauricínho!

—São 06:30 ainda...

—EXATAMENTE! ISSO SIGNIFICA QUE EU VOU CHEGAR ATRASADO!! -oque essa anta ta falando??!!

—Cassy...06:30!! - Acho que ele ainda não entende que as aulas começam as 07:00!

—Ta! Não me trate como um retardado! Ainda não sou um! - e não sei o porque, nós começamos a rir disso, eu tenho gostos péssimos... - Certo, certo! agora vamos! Tenho que conversar com o Faraize antes da aula. - E em seguida, eu me despedi da sala com o Leigh, ainda não to bem pra olhar nos olhos dele e me despedir...

Durante o caminho ao colégio, estávamos conversando sobre os clubes, teríamos que entrar em outro por causa do início do semestre, isso sempre me atrapalhou, por que acabo indo sempre no clube do semestre passado e não sei aonde é o clube atual, que porre!

—Já sabe em qual clube vai entrar?? - Cassy perguntou a mim, enquanto estava perdido em meus pensamentos, vendo uma garota atravessar o portão, nada de muito extraordinário.

—Não sei, vou ver na hora... - Ainda estava distraído nas pessoas atravessando o portão, até que vi Rosa...isso acabou com a minha manhã! Seus cabelos voando em seu rosto, seu olhar se direcionando a mim...isso me deixou um pouco tenso.

—Você escolhendo as coisas na hora?? Você ta doente??? - eu não tava mais afim de escutar as piadinhas do Castiel, a presença dela vai me deixar deprimido o dia todo... -Hey! Oque houve? -parece que ele percebeu que estava pra baixo...

—Ela... - eu olho em direção a Rosalya, e ele logo entende a mensagem.

—mano! Caga e anda pra ela, é só mais uma vadiazinha mimada! -Não admito que ele fale assim de uma dama!

—Castiel!!!

—Oque? eu to mentindo?? - Independente dos motivos, não aceito isso de modo algum.

—Não fale isso! Ela merece respeito!

—Depois daquele furdúncio todo que ela fez com seu irmão ontem?? Dá um tempo, eu quebraria ela no meio se fosse comigo! E ela dizia que você era um irmão pra ela, meu cu! - por que ele foi me lembrar disso!

—Castiel...me dê um tempo sozinho, por favor... - Eu iria para o lugar que mais me relaxava nestas horas de stress...o jardim. Eu sai de perto do Cassy e fui em direção ao jardim...mas parece que já está com alguém lá! Uma garota estava sentada no chão, sendo hipnotizada por uma rosa que estava brotando. Eu tentei sair sem que ela me percebesse, mas eu acabei me atrapalhando todo, observando cada detalhe dela, logo, seus olhos alaranjados como o sol que não estava presente se viraram para mim, seu olhar confuso me deixou envergonhado por ter tirado sua atenção pela rosa, Rosa...

—Pois não...? - Sua voz soava como uma melodia aos meus ouvidos, logo seu semblante muda, ela parecia com raiva de alguma coisa, claramente por mim ter a atrapalhado.

—me desculpe, só estava passando por aqui - Eu não tive a coragem de me desculpar antes, e agora eu a deixei enfurecida...parabéns Lysandre! Você é um inútil. Logo, ela se virou para o broto, tendo sua atenção a ela novamente, nem ligando para minha presença, oque foi bom...Ou não? Eu não sei.

—Se quiser ficar aqui, pode. Só não me interrompa. - ela dizia ao mesmo tempo que observava a rosa. Eu me sentei num banco que tinha no meio do jardim e peguei meu bloco de notas, precisava me distrair com algo nesse tempo que tinha antes da aula, e esse lugar sempre me foi perfeito para escrever algo...o aroma das flores, a brisa batendo em meu rosto, a melodia dos passarinhos, combo perfeito para um poema. Porém...eu não consegui escrever nada! Eu me distraí muito com a presença da garota a minha frente, que no momento estava perdida em outra flor...

—Estuda aqui a quanto tempo? - Eu não queria deixar um clima desconfortável aqui, eu queria poder falar com ela.

—Não estudo aqui. - ela disse ainda com sua atenção no canteiro.

—Está cabulando aqui, então? - Se ela não estuda aqui, ou ela está cabulando ou cuida da manutenção, igual ao outros garotos que vieram aqui algumas vezes.

—Manutenção. - eu deveria ter dito isso antes...

—Hm... -então, ficou tudo quieto de repente, eu não sou muito bom em puxar assunto, definitivamente.

—Tem problemas com raiva também?? - ela perguntou enquanto se virava para mim, seus olhos se vidraram para mim, aquilo me deixou envergonhado.

—não...- eu não sabia oque responder, sério. Ela tem problemas com raiva? não me parece.

—Aah...- ela logo se virou contra mim, corando. Ela me parece claramente normal, exceto suas aparência, é bem diferente do que eu costumo ver, pelo menos aqui no colégio. Todas as garotas são bem padronizadas, ver uma garota diferente no meu ambiente é novo para mim, o máximo de diferente que eu vi foi a ex namorada de Castiel...mas essa garota...- O sinal tocou faz um tempo...melhor você ir - Eu tinha me esquecido disso...a aula!

—obrigado! - eu sái rapidamente, sem me despedir da garota do jardim, isso foi bastante rude de minha parte...não vou me esquecer desta garota tão cedo...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...