História Estranhamente Apaixonante - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dylan O'Brien, Fifth Harmony, One Direction, Tyler Posey
Personagens Camila Cabello, Dylan O'Brien, Harry Styles, Lauren Jauregui, Tyler Posey
Tags Camila Cabello, Dylan O'brien, Harry Styles, Lauren Jauregui, Tyler Posey
Exibições 130
Palavras 1.184
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - Capitulo 18


 

POV CAMILA

Dylan O’Brien havia se declarado para mim da maneira mais linda que se possa imaginar. Na verdade, eu nunca o imaginaria se declarando pra mim, nem em meus maiores sonhos.  E agora ele estava me pedindo para dormir com ele, olhando no fundo de meus olhos, enquanto acariciava meu rosto, com o corpo nu sobre mim, esperando uma resposta.

—Você esta louco? Meu pai me mataria se soubesse que dormiria com você garoto— Empurro ele para o lado da cama, levantando e procurando minhas roupas.

—Ele não precisa saber, fala que vai dormir na casa de uma amiga— Ele se levanta, me abraçando por trás, beijando meu ombro— Ou se você quiser, eu posso pedir pra ele.

—Você com certeza é louco— Me viro, fazendo nos ficarmos frente a frente— Ele te mataria e me mataria também.

—Morreríamos juntos, como o Romeu e Julieta, seria lindo—  Dylan abre os braços, sorrindo largamente.

—Você é patético sabia? —Pego minhas roupas intimas, começando a vesti-las— Amanhã nós temos aula e eu preciso mesmo ir— Vou até ele dando um selinho— Eu amaria dormir com você, é uma das coisas que eu mais quero, mas realmente não da. —Ele se aproxima de mim, tirando as roupas que estavam em minha mão e colocando encima da cama, segurando meus braços enquanto me olhava de cima embaixo— Você ta me deixando sem graça.

—Me deixa te olhar mais uma vez. Você é tão linda, sabia? —Ele toca em meu rosto com uma mão enquanto a outra segura minha cintura. — Na verdade, você nunca vai saber o quanto é linda pra mim— Dylan incia um beijo lento e cheio de amor, calmo e carinhoso, me fazendo sentir arrepios a cada segundo. — Dorme comigo, por favor— Ele me abraça forte, acariciando meus cabelos e logo em seguida me olhando com um bico enorme.

—Para Dyl.... —Passo a mão em sua boca, desfazendo o bico— Eu preciso ir.

Após trocar de roupa e me ajeitar, desço as escadas para ir embora e para nossa surpresa, Britt estava sentada no sofá da sala, assistindo um programa de moda.

—O que você esta fazendo aqui?— Pergunto, sentindo uma raiva crescer dentro de mim

—Esperando você ir embora para ficar a sós com o Dylan, meu amor— Ela levanta, se aproximando de nós dois— Eu vou dormir aqui, a mãe dele nos convidou pra passar a noite, já que Ally precisou viajar, ele não contou?

—Merda— Ouço Dylan falar, enquanto bate na testa com a mão. — Então era isso que minha mãe tinha falado no almoço. — Sinto meu coração acelerar e um calor subir pelo meu corpo, eu estava com raiva, muita raiva.

—Relaxa, eu vou cuidar bem dele Camilinha, pode ir em paz. — Ela coloca a mão em meu ombro

—Vá se ferrar! — Tiro sua mão com brutalidade, sentindo a raiva já me dominar— Você nem em sonhos vai ficar sozinha com ele garota. — Aproximo meu rosto do dela, mas Dylan me puxa pra trás.

—Ela não vai— O’Brien passa seu braço em volta do meu ombro— Ta vendo amor, mais um motivo pra você dormir comigo essa noite— “amor”... Todo meu corpo estremece com essa palavra, sinto as borboletas lutarem em meu estomago.

—Amor? Sério isso? — Britt olha para Dylan inconformada e eu abro um sorriso vitorioso— Engraçado, até ontem você estava me chamando de amor por mensagem O’Brien.

—O QUE? — Tiro seu braço do meu ombro ferozmente, lançando um olhar de fúria.

—A gente se conhece desde pequeno, chamá-la de amor é meio que normal pra mim— Ele da de ombros, falando da maneira mais natural possível. Eu não sei o que aconteceu, mas aquilo me deixou com raiva, mas não raiva dela e sim raiva dele.

—Vá se ferrar Dylan— Saio de lá indo em direção a porta, mas paro antes de abri-la— Aproveita e transa com ela também, como se conhecem desde pequeno, deve ser normal. Bato a porta e saio de lá furiosa, sentindo todo meu corpo gritar de tanta raiva. Ouço Dylan me chamar algumas vezes, mas ele não vem atrás de mim e eu não faço questão de voltar.

...

Chego em casa um tempo depois, aproveito para jantar com meu pai e conversar sobre nossos dias. Omiti tudo que envolvia Dylan, contando só sobre minhas amigas. Meu pai conta sobre seu trabalho e me distrai um pouco, fazendo a raiva passar, pelo menos até o final do jantar.

Após terminar de comer, subo para meu quarto e tomo um banho para relaxar. Lembro dos meus momentos com Dylan, fazendo meu corpo gritar de saudade de seu toque. Desligo o chuveiro, me secando e colocando meu pijama rosa de ursinho. Decido ligar para Lauren e contar o que aconteceu, ela me entenderia e me ajudaria com a situação

...

LIGAÇÃO ON

—Você é tapada ou o que— Lauren diz no telefone, após me ouvir contar cada detalhe do que aconteceu.

—Hey, não me chama de tapada.

—Prefere que eu chame de burra? Sério, você é dramática demais. Ele não te força a nada e vocês transam, logo depois ele se declara. Quem se declara depois de transar Camila? Ninguém se declara— Ela suspira e eu me mantenho calada— Ele pediu pra você dormir com ele e só porque ele admitiu que chamou a garota de “amor” você sai de lá falando pra ele transar com ela? Você é BURRA— Ela grita a ultima palavra, me fazendo xinga-la.

—Mas a amiga é também ex namorada, Lauren— Começo a dizer, tentando manter a calma— Quem admite que ainda chama a ex de amor na frente da atual? Ninguém.

—Mas você ainda não é namorada dele

—Nossa muito obrigada, Lauren... Melhorou muito minha situação viu— Ironizo minha voz, mantendo a calma para não xingá-la

—É verdade, eu não tenho culpa. Você não pode ficar louca de ciúmes por qualquer coisa. Ainda não tem nada sério. —Ela diz num tom obvio.

—Mas a gente transou, Lauren, e ele se declarou pra mim— Levanto da cama, começando a andar de um lado para o outro.

—Nossa, se transar fizesse algo ser sério eu já estaria sério com uns 20 garotos— Não agüentei e acabei rindo, fazendo ela rir também. — Para de complicar tudo, ele gosta de você e você ta sendo idiota. A Britt esta tentando te provocar e você ta deixando.

Quando eu ia responder Lauren, ouço alguém bater na janela e ao olhar, vejo ninguém mais que Dylan O’Brien acenando para mim, com um sorriso enorme no rosto e uma cara de bobo.

—Lauren eu preciso desligar, ele ta na minha janela— Ouço um “o que” mas acabo desligando na sua cara, indo em direção a janela e abrindo-a.

—Que merda você ta fazendo aqui garoto?

—Você disse que não podia dormir comigo, mas não falou nada sobre eu dormir com você— Ele entra em meu quarto, vindo em minha direção, me jogando na cama que ficava ao lado, e subindo encima de mim. — Você não pode sair daquele jeito da minha casa, senhorita. Você me tratou muito mal e eu vim aqui te punir por isso, Cabello. 


Notas Finais


Por hoje, nada a declarar...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...