História Estranhamente Apaixonante - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dylan O'Brien, Fifth Harmony, One Direction, Tyler Posey
Personagens Camila Cabello, Dylan O'Brien, Harry Styles, Lauren Jauregui, Tyler Posey
Tags Camila Cabello, Dylan O'brien, Harry Styles, Lauren Jauregui, Tyler Posey
Exibições 113
Palavras 1.014
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Quase que o capitulo hoje não sai, mas olha só saaaaaiuuu
Boa leitura mores <3

Capítulo 23 - Capitulo 23


POV DYLAN

“Que merda eu estava fazendo me entregando novamente a Camila Cabello?”

O sinal tocou indicando o final da aula. Afastei-me de Camila rapidamente, me virando indo em direção a sala de aula. Sinto algo segurar meu braço e me viro, vendo a latina me fuzilar com o olhar.

—Você não pode fazer isso— Seu olhar que antes me fuzilava agora esbanjava tristeza.

—Você não podia fazer muitas coisas e mesmo assim fez— Dei as costas para ela, sentindo um aperto em meu peito. No mesmo instante em que virei, queria voltar e abraçá-la, mas não podia.

—Eu te odeio Dylan O’Brien! Eu te odeio demais— Ela grita me fazendo olhar para trás, vendo-a sumir entre a multidão de pessoas que passavam pelos corredores.

Vou em direção a quadra, subindo para as arquibancadas e me sentando. Fiquei observando a Ed Física de uma sala aleatória, tentando não pensar no que havia feito há alguns minutos. Após um longo tempo, decido voltar para sala e quando entro, percebo que Camila não estava lá. Pergunto a Tyler o que houve e ele diz que ela só pegou seu material e saiu dizendo que não estava se sentindo bem.

...

Chego em casa e vejo meu irmão Bob, sentado na sala assistindo um programa aleatório e ao notar minha presença, desvia o olhar da TV me encarando

—Toma isso é pra você— Ele estende a mão, me entregando uma carta com um envelope branco. Pego e percebo que não tem destinatário.

—Quem deu?

—Uma garota muito bonita com um laço azul na cabeça veio aqui e me pediu para entregar— Laço azul, meu coração já dava indício de aceleração— Camila, eu acho — Após ele dizer seu nome, subo correndo para meu quarto e fecho a porta. Minhas mãos tremiam e suavam segurando o envelope. Sento-me na cama finalmente o abrindo.

“Eu me sinto uma ridícula por escrever isso, mas como você se recusa a trocar uma palavra comigo, não encontrei outros três motivos melhores para dizer o que estou prestes a dizer.

Dylan O’Brien, eu te odeio mais que tudo nesse mundo, mas infelizmente nem todo esse ódio consegue superar o fato de eu estar perdidamente apaixonada por você.

Pra falar a verdade, eu não sei o que dizer nessa carta, estou escrevendo em um momento impulsivo e provavelmente irei me arrepender, mas já que estou fazendo isso, quero começar dizendo que eu te odeio, mas eu já disse isso, não disse? Disse, ali em cima, é verdade. Eu não tentarei explicar o que aconteceu porque não faz mais diferença.

Eu sei que você gosta de mim, na verdade, que me ama e, bom eu também te amo sabia? E no fundo não é isso que importa? Tudo bem, eu sei que existem outras mil coisas que importam, mas isso também importa e muito. Por favor, entenda que eu só quero você de uma vez por todas. Entenda que eu não gosto do Harry e de mais nenhum idiota, a não ser você, que também é um completo idiota.

Enfim, é só isso que eu tenho a dizer. Eu te amo e espero que no fundo você se de conta disso. Eu estou cansada de correr atrás de você Dylan, mas mesmo cansada de correr atrás, meu coração se recusa a cansar de te amar.

Com toda ingratidão grata do mundo, Camila.

Após terminar de ler a carta, não consigo conter um sorriso enorme formado em meu rosto. Camila conseguia ser tão... Camila, mesmo em uma carta. Seu jeito adorável e estranhamente apaixonante era nítido até em palavras escritas num papel. Meu coração estava tão quente dentro de meu peito que eu teimaria dizer que havia se tornado um sol. Eu não sabia mais o que fazer, estava perdido no meio de tantos sentimentos e sensações.

POV CAMILA

Estava deitada em meu quarto, folheando um livro qualquer, enquanto pensava na carta que havia entregado ao irmão de Dylan. “Será que ele havia lido?”. Decido desviar meus pensamentos ouvindo uma musica. Levanto-me e vou até a minha escrivaninha, ligando o notebook apertando play em minha playlist do spotify “Shaboooya” que tinha criado quando estava na casa de Lauren. No mesmo instante começou a tocar Milkshake- Kelis e eu comecei a dançar desengonçadamente no ritmo da musica. Fazia passos desconhecidos por qualquer pessoa, mexia meus braços e meus quadris em frente ao espelho enquanto balançava minha cabeça de um lado para o outro. Peguei uma escova de cabelo a fazendo de microfone, enquanto cantava empolgada e desafinadamente, errando a maioria da letra.

—Parece que eu não sou o único que dança mal por aqui— Me viro assustada e me deparo com Dylan O’Brien sentado na janela de meu quarto, que estava aberta por conta do calor. — Oi— Ele tentava segurar o riso e eu sinto minhas bochechas esquentarem de vergonha

—Há quanto tempo mais ou menos você está aqui?

—A tempo suficiente para saber que você dança muito bem e que seu melhor passo e esse aqui— Ele desce da janela e começa a balançar o braço de um lado para o outro, mexendo o quadril numa tentativa de rebolar, imitando o jeito que eu estava dançando.

—Idiota— Taco a escova que estava em minha mão nele, o fazendo soltar “aaauuuuu” e cair na gargalhada, me fazendo rir junto— O que faz aqui? — Pergunto, parando de rir e o olhando agora séria.

—Eu li sua carta e vim aqui respondê-la, posso? — Assinto com a cabeça, sentado na cama e ele faz o mesmo— Eu te amo tanto Camila, você não faz idéia do quanto. Eu sou completamente apaixonado por tudo em você. — Ele toca em meu rosto, mas eu acabo me esquivando para o lado.

—Eu preciso que você acredite que eu também te amo. Você consegue isso? — Ele me encara com seus olhos castanhos, me fazendo suspirar— Eu preciso que você acredite que eu só quero você e pare de me magoar, porque eu juro que nunca mais vou te magoar. Eu nunca mais quero sentir que estou te perdendo Dylan. 


Notas Finais


Eu espero que estejam gostando da historia e mais uma vez queria agradecer aos favoritos, vocês são incriveis.
Até o próximo capitulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...