História Estranhamente Apaixonante - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dylan O'Brien, Fifth Harmony, One Direction, Tyler Posey
Personagens Camila Cabello, Dylan O'Brien, Harry Styles, Lauren Jauregui, Tyler Posey
Tags Camila Cabello, Dylan O'brien, Harry Styles, Lauren Jauregui, Tyler Posey
Exibições 43
Palavras 1.438
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá babes, tudo bom?
Hoje consegui um pouco de inspiração e já trouxe um capítulo frexquinho pra vcs
Boa leitura e vamos conversar nas notas finais? Vamos sim

Capítulo 34 - Capítulo 3


POV CAMILA

 

 Cada barulho me machucava. Seja a risada de uma das garotas que faziam parte de minha vida ou o som dos carros em movimentos pelas ruas de Nova York me faziam querer sumir. Cada mísero som fazia com que eu fechasse meus olhos com mais força, tentando, enfim, sumir daquele local que estava me sufocando.

Dylan ainda era uma fraqueza?

A cada segundo eu sentia minha mente procurar as memórias que continha ele. Sim, aquelas memórias que eu custei tanto apagar e, que no fim, não foram apagadas. Memórias não esquecidas, mas sim congeladas em meu subconsciente.

Eu estava mesmo sofrendo com a volta de Dylan? Ou será que tudo isso está acontecendo por eu tê-lo visto conversando com uma garota tão bonita que me faria duvidar de minha própria sexualidade?

Tudo bem. Isso não importa. Dylan pode conversar com qualquer pessoa, afinal, eles estavam apenas conversando e, se caso não estivessem, isso não importa... Ou importa?

Não, não importa.

—Então era ele mesmo? O’Brien voltou para abalar novamente o coração de Camila? — As palavras de Normani desviaram meus pensamentos, fazendo-me voltar para realidade.

—Ele não vai abalar nada. Isso é passado— Digo ríspida, não tirando os olhos da janela do carro.

—Tem certeza? — Lauren me lança um olhar preocupado. Com certeza esse olhar se referia ao acontecimento de um pouco mais cedo. Balanço a cabeça assentindo a certeza e volto a encarar a movimentação das ruas.

—Tudo bem— Dinah diz batucando as mãos no volante— Eu estou tentando me segurar, mas sabe que é difícil então vou falar logo— As palavras saem com euforia de sua boca, fazendo-me soltar um riso frouxo, enquanto as outras meninas gargalham.

—Diga logo, fofoqueira— Normani bate em seu ombro, fazendo a loira sorrir.

—Aquela garota que Dylan estava conversando— Meu estomago começa a formar um nó, deixando-me totalmente enjoada a cada palavra que sai de sua boca— Ela era tão bonita, será que vai rolar algo?

—Obvio que não— Rapidamente eu a interrompo chamando a atenção das três garotas— Como você disse, eles estavam apenas conversando... Ora Dinah, não crie coisas que não existem em sua cabeça— Forço um tom de deboche, fingindo não ligar, mas aquelas garotas me conheciam bem demais.

—Se me permite dizer, ninguém apenas conversa com uma garota daquelas— Era a vez das palavras de Normani me enjoarem— Sério Mila, ali tem alguma coisa.

—Tendo ou não, ela não se importa, certo? — Lauren toca minha coxa na tentativa de me acalmar. Assinto com a cabeça forçando um sorriso sem mostrar os dentes.

Bom, talvez eu me importasse um pouco.

—Não sei se só eu pensei, mas não é estranho isso? — Lauren continua a dizer— Tipo, depois de tanto tempo ele aparece do nada.

—Relaxa, ele logo irá embora. É só isso que ele sabe fazer— As palavras saem mais alto do que deveriam. Na verdade, era para elas terem ficado apenas em meus pensamentos.

—Talvez ele tenha voltado por você. Não acha? — Mani se vira do banco da frente, olhando em meus olhos, mas eu desvio para a janela.

—Não acredito nessa possibilidade.

—Deveria ao menos pensar nessa possibilidade— Jauregui pega em minha mão, mas eu apenas dou de ombros.

Pensar se Dylan teria voltado por mim, me obrigaria a pensar que logo ele iria embora também por mim, como das outras vezes. Tudo bem, esse garoto ainda faz meu coração bater mais forte, na verdade, ele faz meu coração parar no mesmo momento em que altera meus batimentos para mais rápido.

Era interessante a maneira que aquelas três garotas me entendiam. Mesmo com seus jeitos curiosos e suas incapacidades de não conseguirem guardar seus pensamentos errados, elas se preocupavam comigo e entendiam que meu “não me importo” era um “eu estou quebrada por dentro”.

Por mais que eu negasse e eu juro, irei negar até minhas palavras se tornarem real, eu me importo com ele.

...

—E se ele realmente tiver voltado por você? — Lauren se senta em minha cama, aconchegando minha cabeça em seu colo— Sabe, pense nisso... Agora.

—Não mudaria nada— Digo rápida, fechando meus olhos ao sentir seu carinho em meus cabelos.

—Disse para pensar— Abro os olhos virando minha cabeça para cima, encarando seus lindos olhos cor esmeralda— Você está dizendo o que quer e não está realmente pensando— Ah, Lauren... Por que tem que me conhecer tanto?

—Acha que isso poderia acontecer? Sabe, mesmo depois de tanto tempo?

—Acho— Ela sorri apenas com os lábios. — Camz, vocês noivaram. Tudo bem que foi algo no calor do romance adolescente, mas porra, isso é tão profundo.

—Mas acabou.

—A questão é essa, não acabou— Levanto-me, sentando ao seu lado— Vocês não colocaram o ponto final que deveria. Mila, um noivado não se termina por telefone e só ouvindo um lado da história. E outra você só disse “adeus” e seu adeus significava um “eu ainda sou sua” e, por mais que negue, parece que isso ainda não mudou.

—Não estou entendo aonde quer chegar, Lauren— Abraço meus joelhos e vejo a dos cabelos negros sorrir largamente— O que foi?

—Você sabe exatamente onde estou querendo chegar e, no fundo é onde você já está. — Ela se levanta, depositando um beijo em minha testa, saindo do nosso quarto.

Morar com as meninas e principalmente dividir o quarto com Lauren fazia com que cada uma soubesse os pensamentos da outra. Mesmo ela sendo um mistério, ainda sim conseguia entendê-la e ela, bom ela entrava em minha mente e conseguia saber cada detalhe de meus pensamentos.

Lauren sabia mais do que eu como aquilo ainda não havia acabado. 

 

POV DYLAN

 

—Então você não é de Nova York? — Kaya pergunta enquanto mantenho meu olhar no transito.

—Não, vim para cá apenas para fazer faculdade— Sorrio, ainda olhando para frente.

—Mas já terminou a escola a algum tempo, não?

—Sim, mas precisei dar um tempo. Não estava pronto para seguir em frente e, pra falar a verdade, ainda não estou muito— Ela ri fraco e eu a encaro por uns instantes. Seus olhos estavam em mim e isso me deixou um tanto nervoso.

—Por quê? — Seu tom sai baixo, como se tivesse receio de perguntar. Naquele mesmo instante pensei na latina e em como ela não me deixou seguir em frente e, na verdade, ainda não me deixa.

Fiquei um tempo em silencio, eu não sabia como dizer e o que dizer. Nem eu mesmo entendia o que estava acontecendo e o exato porquê de estar fazendo as coisas.

—Tudo bem, não precisa me dizer— Vejo-a abaixar a cabeça um pouco envergonhada.

—Não me leve a mal, mas é que essas coisas não são para serem ditas em voz alta— Mordo o lábio e levo uma mão para minha nuca, coçando-a um tanto nervoso. Ela se aproxima de meu ouvido e sinto meu corpo ficar estático.

—Você pode sussurrar— Após alguns segundos ela gargalha e no mesmo instante lembro-me da gargalhada de Camila. Tão exagerada e como a de uma criança quando ouve uma piada tosca.

O sorriso que eu tinha em meu rosto morre assim que consigo ouvir nitidamente sua risada em meu pensamento. Aproveitei que o carro estava parado no semáforo e fechei meus olhos por alguns instantes, deixando a imagem de todos os sorrisos da latina invadir minha mente, focando especificamente daquele que ela sorri com a língua entre os dentes, enquanto joga a cabeça para trás, mantendo os olhos fechados e só saindo o som de um bebe rindo baixinho.

Ah Camila, como eu queria ver esse sorriso agora e principalmente ser o motivo dele.

Volto a andar com o carro até chegar ao meu prédio, parando em frente ao local. Olho para a garota que estava sentada no banco do meu passageiro.

—Obrigada pela carona— Ela diz com uma expressão envergonhada, enquanto coloca alguns fios de seu cabelo para trás da orelha. Essa é uma mania de Camila, apenas dela. — Não é todo mundo que da carona para uma estranha que pede assim do nada.

—Tudo bem, foi um prazer— Brinco, fingindo uma reverencia e ela sorri— Precisando é só avisar, Kaya.

—Muito obrigada, Dylan— Ela se aproxima e deposita um beijo em minha bochecha, saindo rapidamente do carro. Permaneço imóvel vendo-a sair de meu jipe.

Passo minha mão no local do beijo e suspiro pesadamente.

“Seria mais fácil se eu parasse de comparar cada ação de cada garota com as da dona dos meus castanhos favoritos. Mas, eu não optei pelo fácil e sim pelo amor. O amor não é fácil. Camila Cabello não é fácil.”


Notas Finais


E ai, o que acharam?
Perguntinha, vocês gostam de The Walking Dead? Olha não vou nem esperar vcs responderem pq é impossivel não gostar hahahaha
Tenho uma fanfic nova que, por enquanto, não estou trabalhando muito, mas já tem um primeiro capítulo... Vamos dar uma olhadinha? Vamos simmmm
Ela é com o amorzinho Chandler (Carl) e a diva da Katelyn (Enid)

Link: https://spiritfanfics.com/historia/lembre-se-de-nao-se-apaixonar-7157092


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...