História Estranhamente Apaixonante - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dylan O'Brien, Fifth Harmony, One Direction, Tyler Posey
Personagens Camila Cabello, Dylan O'Brien, Harry Styles, Lauren Jauregui, Tyler Posey
Tags Camila Cabello, Dylan O'brien, Harry Styles, Lauren Jauregui, Tyler Posey
Exibições 37
Palavras 1.083
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá amores, tudo bom?
Vim trazer um capítulo bem normalzinho pra vcs
Boa leitura e espero que gostem <3

Capítulo 35 - Capítulo 4


POV DYLAN

 

—Uma festa? — Thomas se vira com a espátula em mãos— Por que raios eu iria querer ir numa festa?

—Não sei, talvez porque todo mundo gosta de festas? — Digo ironicamente, sentando-me no balcão da cozinha— Ou pelo menos era para gostar, não?

—Dylan, nas festas eu sou o cara que eles tiram as calças e joga na piscina— Ele me empurra de cima do balcão colocando o prato com bacon encima— Eu não vou ser jogado na piscina Dylan, não vou— Thomas aponta a espátula em meu rosto, dizendo em um tom sério.

—Todos são jogados na piscina.

—Sem calça? — Ele me lança um olhar repreendedor— Você continua com as calças cara... Sempre vai continuar com as calças— Acabo rindo alto.

—Então terei que ir sozinho. — Digo roubando uma de suas fatias de bacon— Não posso perder minha primeira festa na universidade, não mesmo.

Saio da cozinha indo para o quarto tomar um banho. Estava decidido que essa noite eu iria falar com Camila. Não importa se ela fugiria de mim, eu iria atrás.

—Vou torcer para que suas calças permaneçam com você— Thomas grita da cozinha e eu acabo rindo sozinho.

 

POV CAMILA

 

—Uma festa? — Desvio o olhar de meu livro encarando Lauren— Eu não vou nessas festas que todos ficam bêbados e são jogados na piscina.

—Por Deus, não haverá nenhuma piscina Camila— Ela sabia que eu tinha certo pânico em piscinas de festas por conta de uma vez que quase me afogaram— Vamos! Você precisa disso— Ela se joga encima de mim tirando o livro de minhas mãos e jogando para longe.

—Lauren se você estragou meu livro, terá que comprar outro— Cruzo meus braços encarando-a irritada.

—Compro trinta livros se você for nessa festa comigo— Lolo faz bico e eu reviro os olhos. Ela sabia como me convencer— Por favor, Camzzzzzz

—Eu te odeio— Empurro -a para o lado me levantando e indo em direção ao meu armário. Ela comemora com algumas palminhas e eu acabo rindo— Você terá que me dar trinta livros, Jauregui

—Você sabe que eu não vou te dar nenhum— Ela deita na cama com a barriga para cima.

—Infelizmente eu sei.

...

A festa não estava diferente das outras que havia ido. Pessoas bêbadas por todo canto, algumas dançando, outras quase se comendo ao ar livre ou em qualquer comodo da casa. O cheiro de maconha invadia a narina de qualquer um que ficasse a 15 metros daquele local.

A musica estava tão alta que eu mal conseguia ouvir minhas próprias palavras, mesmo que estivesse gritando.

—Eu vou pegar outra bebida, quer? — Lauren grita em meu ouvido e eu havia entendido que isso significava que ela estava cansada de ficar parada e iria se livrar de mim. Apenas neguei com a cabeça vendo-a sorrir e seguir caminho para aquela multidão de pessoas descontroladas.

Assim que perdi Lauren de vista, decidi dar uma volta pelo local e procurar talvez algum lugar mais tranquilo. Alguns garotos passavam a mão por mim e eu apenas ignorava procurando qualquer banheiro para me enfiar. A casa era enorme e assim que virei um corredor qualquer dei de cara com duas pessoas conversando.

Sabe quando seu coração insiste em saltar pela boca fazendo todo seu corpo estremecer, ao mesmo tempo em que seu cérebro insiste em parar de funcionar? Era assim que me encontrava ao pousar meus olhos naquele possível casal conversando.

—Camila? — Dylan desvia o olhar daquela garota tão bonita que já estava com ele mais cedo para encontrar meus olhos. Como seus castanhos conseguiam ter tanto efeito sobre os meus?

 Senti minha visão ficar turva e então os fechei com toda força que consegui.

“Mila?”

Sua voz chamando meu apelido, como eu senti falta desse som invadindo meus ouvidos. Meu corpo respondeu a isso com arrepios incontroláveis enquanto meu estomago dançava com as borboletas que já habitavam novamente nele.

—Acho que errei o caminho— Finalmente as palavras saem de minha boca, palavras quase falhas, mas ainda sim palavras— Eu estava apenas procurando o banheiro— Digo me virando, mas sinto algo segurar meu braço e eu não precisava nem olhar, aquela mão era muito bem reconhecida pela minha pele.

—Camila— Novamente sua voz chama meu nome e eu me viro encarando-o. Ele coça a nuca algumas vezes e, por Deus, como eu senti falta de presenciar aquela cena— Hmmm, tudo bem? — Ele sorri amarelo e eu acabo sorrindo também.

Nós ficamos alguns segundos que mais pareciam eternidades em silencio, apenas nos olhando enquanto a cada segundo o sorriso em nosso rosto crescia.

Até o silencio com Dylan conseguia ser a melhor coisa do mundo.   

—Há quanto tempo, não é mesmo? — Digo por fim quebrando aquele silencio entre nós.

—Já faz um bom tempo— Ele sorri mordendo seu lábio e eu sinto meu coração dar algumas batidas a mais.

—Uma coincidência te encontrar aqui— Sabe quando você não faz idéia do que esta dizendo? Eu estava assim— Não só aqui como na faculdade também— Forço um sorriso e vejo seus olhos descerem para meus lábios, enquanto ele se aproxima de meu corpo.

—Se quiser chamar o fato de eu ter vindo atrás de você tanto nessa festa, como na faculdade de coincidência, tudo bem— Ele sussurra próximo ao meu lábio e eu sinto o inferno invadir todo meu corpo.

Fui do céu ao inferno com aquelas palavras. Senti-me quente enquanto o mundo girava e desabafa em minha mente.

Eu não podia me entregar a isso de novo.

Pisquei forte algumas vezes tentando cair na realidade e, assim que desviei meu olhar pelo local, encontrei ainda a garota dos olhos azuis encostada na parede, um pouco longe de nós e conversando com outra pessoa, mas ela ainda estava ali.

Engoli em seco ignorando as palavras que saiam da boca de Dylan. Foquei daquela musica horrível que tocava tão alto que fazia minha cabeça doer.

Onde estava essa música há segundos atrás?

  —Você não vai fazer isso comigo de novo— Digo dando alguns passos para trás— Não vai— Sorrio forçadamente e me viro pronta para sair de perto do garoto, agora homem, que fazia meu coração acelerar.

—Não adianta negar— Ele diz em um tom alto para que eu ouvisse— Você ainda é apaixonada por mim, menina dos laços.

—Eu já te esqueci há muito tempo— Digo alto, para que talvez, eu mesma acreditasse em minhas palavras

Bom, então talvez esteja se apaixonando por mim novamente.


Notas Finais


Dylan sendo tão Dylan, não vou mentir, adoro hahahahha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...