História Estranho - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Block B
Personagens B-Bomb, Jaehyo, Kyung, P.O., Personagens Originais, Taeil, U-Kwon, Zico
Tags Amor, Bastarz, Circo, Elementos, Gay, Love, Magia, Piada Ruim, Taepyo, U-bomb, Zikyung
Exibições 149
Palavras 2.243
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Preparados?
Nem vou me explicar pela demora, todo mundo já sabe que estou fazendo meu TCC <3
Então <3 Amo vocês e aproveitem pq esse cap está revelador e muito doido! o///
PS: Desculpem qualquer erro <3
PS²: Hanjun POV

Capítulo 29 - Desestruturado e estranho


Fanfic / Fanfiction Estranho - Capítulo 29 - Desestruturado e estranho

Meus dedos pareciam congelados enquanto via todos tentando pensar em algo pra fazer contra Dok Ho. Era uma besteira sem tamanho. Eu que estive a seu lado podia sentir o quão forte ele era e o quão ruim ele poderia ser. Não tinha jeito de tudo isso ser diferente, meu irmão tem boas intensões, mas ele não entende. Nenhum deles entende. A lembrança de quando Dok Ho fez dois símbolos da Eun aparecerem de uma vez ainda me dava pesadelos. Era uma lembrança constante de que eu precisava salva-la antes que ele a tivesse corrompido completamente. Nunca iria contra ele ou contra ninguém. Eun foi a única pessoa que me sobrou. A minha única esperança para ser completo novamente.  

A única pessoa minimamente sã daquele lugar inteiro era Lee Taeil. Ele estava realmente tentando entrar em uma Seaven Seasons e não tiro sua razão, ele era o único que entendia o quão grave era a situação e como precisávamos ser rápidos. Não tinha mais como aguentar e esquecer. A Eun estava em perigo e isso era o mais importante daquilo tudo. Suspirei cansado observando-os mexendo-se pelo espaço. Até que Jaehyo e Liu apareceram de dentro da floresta, eles pareciam confusos e vestiam semblantes sérios. Todos pararam e olharam pra eles.  

-"Precisamos conversar!"- Liu falou e todos se aproximaram dele. Continuei no meu lugar longe de tudo aquilo.  

-"O que aconteceu?"- Zico perguntou e fiquei atento tentando entender o mínimo do que conversavam.  

-"Por favor não me venha com detalhes sórdidos de vocês dois!"- Meu irmão brincou e todos olharam feio pra ele, apenas eu que estava acostumado com esse tipo de basbaquice desde que nasci dei uma leve risada, Kwonnie olhou pra mim meneando negativamente a cabeça e rindo, provavelmente ele foi o único a perceber. Só meu irmão para me fazer rir em um momento como esse.  

Antigamente riamos todo o tempo juntos, nosso senso de humor sempre foi o melhor. A pessoa que mais ria das piadas dele era Jinyoung, mas ela não estava mais aqui pra rir e se continuasse assim, Eun também não estaria.  

-"Achamos algo que tem magia..."- Jaehyo avisou levantando um colar azul claro com as mãos. Ele era grande e eu pensei já ter visto em algum lugar.  

Todos começaram a  tocar no colar e observa-lo normalmente, mas notei algo estranho. Taeil parecia paralisado e conturbado. Apertei os olhos o observando. Tudo bem que o cara andava estranho a algum tempo depois de tantos símbolos de uma vez e ele ficava cada vez mais forte, mas sua reação para alguém que recém tinha conseguido o símbolo do outono não parecia certa. Ele deveria estar simplesmente frio e inabalável, ainda mais no efeito de uma Seven Seasons que todo mundo diz que é absurdamente forte. Ele parecia tremer e olhar fulminantemente para o objeto, era como se algo dentro dele estivesse em conflito. Todos olharam pra ele ao mesmo tempo quando seus símbolos começaram a brilhar forte e seus olhos pareciam roxos por um momento, ele exalava poder e minha boca abriu sentindo-o mesmo longe. Todos se afastaram e olharam pra ele confusos, mas o olhar de Lee Taeil pendia apenas sobre o colar.  

-"Tae?"- Pyo gritou chamando a atenção dele para si, o garoto parecia um dos soldados do distrito que rondavam o castelo onde fiquei por alguns dias. Será que a transformação estava finalmente completa? Ainda faltavam esferas e símbolos. 

Como mágica uma esfera e outra esfera se formou ao redor do símbolo do outono recém adquirido dele. O garoto não falava, apenas tremia, seu corpo pequeno parecia estar prestes a quebrar em mil pedaços.  

-"Zico é por causa do Colar, você precisa parar isso, leve-o pra longe!"- Liu gritou jogando o colar na direção de Zico e Taeil olhou pros dois com um movimento tão rápido que meu coração apertou. Zico virou para correr, mas antes que conseguisse Taeil estava do seu lado com uma mão pousada em suas costas. Tudo pareceu em silêncio por um segundo. Não parecia real, não para alguém que corria tão rápido quanto Zico, era irreal ver alguém mais rápido que ele e foi mais assustador ainda quando uma rajada de vento formou-se a partir do toque em suas costas jogando Zico e o colar em direções opostas. Kyung correu para perto de Zico e Taeil correu para o colar, mas antes que conseguisse pegar o objeto ele foi engolido pela terra.  

O garoto olhou na direção dos gêmeos e Jung puxava o colar pelo chão. Usando seus poderes da primavera. Tentei correr até eles, mas antes que eu conseguisse Minhyuk estava do meu lado me segurando, não tive forças para falar nada pelo medo de tudo aquilo. Não que amasse-os, mas quando se vê algo tão assustador, tudo parece motiva-lo a proteger todos.  

Não sei que horas eles se recuperaram, mas Zico e Kyung ficaram na frente dos gêmeos e Pyo que estava perto criou um tipo de redoma de gelo, meio transparente que pareceu protegê-los do que acontecia fora. Taeil encarava a redoma com um ódio horrível.  

-"O que é aquele colar?"- Zico perguntou o garoto pareceu receber um golpe por causa daquela pergunta, ele mexeu-se completamente aturdido e foi tomado por uma imensa e louca luz, mais um símbolo criou-se no seu braço e um grito de dor foi ouvido dos seus lábios pequenos. O sangue que escorria do seu nariz manchava seu rosto e suas mãos estavam repletas de veias azuladas, mostrando a força que o mesmo fazia. Já vi vários soldados em Seven Seasons antes, mas ele parecia um monstro. Um louco.  

-"Pare de confrontar a loucura dele! Se ele ativar a última estação vai ser o fim, ele é forte demais para que eu consiga fazê-lo voltar! Jaehyo foi sorte, não podemos brincar com isso..."- Liu gritou em direção a Zico e o mesmo mordeu o lábio curioso sobre a joia. Eu também queria saber. Estava congelado olhando toda aquela confusão. Não demorou para que a redoma começasse a descongelar e Minhyuk me soltou facilmente para correr e amparar seu namorado, que sem nenhum senso de nada corria em direção a loucura para defender aquelas pessoas.  

Outro poder igualmente grande como o do baixinho se fez presente, mas eu não precisava nem olhar para saber que era Liu perdendo a noção. E foi uma chuva escarlate quando o monstro maduro socou a face pequena arrancando sangue do mesmo e jogando-o longe. Os gritos de Jaehyo eram tão desesperados que não conseguia entender, mas ninguém se atreveu a entrar naquela disputa. A coruja dele rondava o lugar gritando tanto quanto seu dono. O pequeno levantou e com um estralo doloroso voltou seu braço, que tinha quebrado com a queda, ao seu lugar original. Minha boca abriu em susto e me arrepiei com o olhar amedrontador do chinês que era sempre tão quieto. Seus símbolos brilhavam e ele parecia tão suscetível a perder o controle quanto Taeil.  

Uma  luta incrivelmente rápida começou e mesmo que eu quisesse muito acompanha-la Minhyuk me forçou a correr pra juntar todo mundo antes que morrêssemos num ataque errado daqueles dois. Mesmo que Jaehyo e Pyo quisessem parar aquela luta, eles primeiro construíram uma redoma ainda maior ao nosso redor e estranhamente um avestruz e um cachorro preto montavam a guarda do lado de fora. Agora só conseguíamos ouvir as pancadas e ossos quebrando porque nenhum dos dois parecia gritar ou sentir dor. Jae olhava pra Zico e parecia implorar uma solução rápida. Os gêmeos trabalhavam em uma caixa de proteção para o colar algo que eles garantiram que não ia quebrar fácil. Já eu era simplesmente imprestável e olhava-os enquanto morria de medo.  

A redoma mais uma vez sumiu quando Pyo não aguentou mais segurar e para nosso desespero Taeil estava banhado em sangue e lutando como uma boneco quebrado, Liu não pensava em parar de espanca-lo mesmo assim. Os gêmeos terminaram a caixa e Kwonnie segurou-a contra o peito. Jaehyo Lançou algum tipo de ataque contra Liu, mas ele nem mesmo se mexeu ou tentou se proteger, era como cosquinha. Apesar de ter parecido simplesmente algo inútil não demorou para que o mesmo caísse no chão completamente apagado e Jaehyo parecia envolto num tipo de magia. Eu já sabia que Magos do outono sabem usar magia, mas nunca o tinha visto usando, então foi uma surpresa.  

Taeil olhou para o corpo desacordado de Liu e ficou parado, seu corpo todo foi coberto por uma áurea azul e uma tartaruga realmente grande formou-se ao seu lado. Seus ferimentos curavam numa velocidade violenta e irreal. Só restava o sangue seco manchando sua pele. Mesmo se curando dos ferimentos ele parecia cansado e detonado. Não tinha como continuar lutando.  

Tudo se acalmou e todos pareciam apreensivos esperando o próximo movimento dele. Num piscar de olhos Taeil estava de frente para Kwonnie que o encarou com fúria segurando a caixa com fora contra o peito. O cachorro preto de Minhyuk e a tartaruga acompanharam o movimento montando guarda ao redor.  

-"Me fale sobre a primavera."- A voz dele sempre doce, estava afetada e mecânica, como se alguém estivesse dublando-o.  

-"O que você quer?"- Kwon perguntou, todos estavam prontos para atacar olhando os dois de perto.  

-"Quero salvar Eun..."- Falou e seu rosto se contorceu como se lutasse contra mil sentimentos diferentes dentro de seu corpo.  

-"Não posso te ajudar..."- O loiro falou baixinho e Taeil o olhou por um tempo.  

Sua mão se moveu e todos esperavam que ele atacasse Kwon, mas ao invés disso o cachorro preto flutuou alto o bastante para que ninguém conseguisse lutar caso o pequeno decidisse esmaga-lo em mil pedaços. Minhyuk arregalou os olhos, um passo e Taeil acabaria com seu preciso cachorro, com seus poderes. O cachorro chamado dragão uivava brilhando e tentando soltar-se da influência do outro. A tartaruga olhava pra cima como se desse apoio ao movimento. Um frio correu pela minha espinha escutando o cachorro e sentindo toda aquela energia ao meu redor. Eu me sentia o mais fraco e suscetível a morrer naquele lugar. 

-"Me diga sobre a primavera!"- O garoto gritou e Kwonnie parecia desesperado.  

-"Pegue a caixa, você não queria o colar?"- Kwon perguntou estendendo a caixa na direção de Taeil que sorriu irônico.  

-"A caixa está selada, ela não me tem utilidade!"- Falou. Era estranho ver como o símbolo do outono o controlava ao ponto de que o menino ficasse cada vez mais inteligente e calculista ignorando tudo com o objetivo de conseguir o que queria. Depois de falar a caixa voou pra longe batendo contra uma arvore tão forte que a neve que cobria a mesma caiu cobrindo os arredores. A coisa estava ficando séria demais.  

Taeil fechou um pouco a mão e Minhyuk gritou caindo no chão, seu cachorro contorcia-se igualmente. Os olhos do garoto estavam arregalados e ele parecia completamente perdido em dor. Coberto por uma energia vermelha, a neve derretendo ao seu redor. Todos olhavam congelados para a cena. Era como se não houvesse saída. Não tinha uma solução.  

O pulso de kwonnie começou a brilhar e o mesmo completou bem na minha frente as quatro esferas do símbolo da primavera. Uma camada de energia desfocou-se a seu lado e um gatinho pequeno formou-se a partir daquilo. Era o seu animal.  

-"Você vai ter que me matar se quiser algo da primavera, pode pegar o diamante matando meu animal!"- O loiro ditou corajosamente e todos pareciam desesperados. Ele obviamente estava abrindo mão de tudo para que o outro não machucasse mais seu namorado. Imediatamente O cachorro caiu no chão e se transformou em luz sumindo na direção de Minhyuk, que ficou desacordado no chão.  

-"Como quiser!"- Taeil disse com sua voz afetada e sorriu irônico. Era o fim. Ele definitivamente ia acabar com ele, um flash de tudo que eu vivi passou na minha mente. O quanto eu queria salvar Ga Eun. Eu avaliava em milésimos de segundos o quanto disso tudo valia a pena. O quanto disso tudo era escolha minha.  

Meu irmão estava desacordado e a pessoa mais importante da sua vida estava em perigo, ninguém podia fazer nada, a única pessoa que era pareô para o baixinho estava a mercê de um feitiço de Jaehyo. Os gêmeos tinham usado todo seu poder para proteger o colar, Zico recebia tratamento de Pyo com o olhar gelado sobre a situação. Não havia nem mesmo uma pessoa que pudesse salvar o dia. Tudo estava acabado.  

Tudo seria tão simples se Taeil finalmente enlouquecesse e matasse Dok Ho, ele conseguiria, todo esse poder venceria Dok Ho com certeza. Não precisa ficar aqui, ele deveria estar salvando Ga Eun. Minhas mãos fecharam em punho. E olhei nos olhos daquele cara respirando com dificuldade. 

-"Lee Taeil! Posso te ajudar com a primavera!"- Ditei rápido e o olhar dele foi até o meu e depois para meu símbolo que brilhava rosa e exibia apenas uma esfera. Ele pareceu ponderar, mas talvez ainda existisse alguma sanidade dentro do seu coração, sanidade o bastante para que ele andasse ao meu encontro e segurasse minha mão.  

-"Hanjuuun!"- Ouvi o grito do namorado do meu irmão, mas logo tudo foi substituído por barulho de vento. Eu sentia que estava voando, como se a velocidade fosse me transformar em pedacinhos. Segurei a mão dele com força e fiquei aliviado por ter conseguido convencê-lo.  

Eu não sabia onde ele me levaria ou como o ajudaria, mas eu salvaria Ga Eun com ajuda de Lee Taeil. 


Notas Finais


Então? O que será que esse colar representa para Taeil? Como reagiram as quatro esferas do simbolo do outono? E o Liu, será que vai aguentar segurar a Seven Seasons depois dessa? E o Minhyuk desacordado? E os gêmeos fracos? E o Pyo? E o gatinho do Kwonnie???
E o Hanjun oppa???
Por favor comentem Weird's :3
Esse é o nome do fandom: "Weird" kkk <3 Desculpa parei kkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...