História Estrela Azul - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Bia, Castiel, Charlotte, Iris, Kentin, Kim, Lysandre, Nathaniel, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Violette
Tags Amor Doce, Drama, Musica, Nathaniel, Nathaniete, Romance
Exibições 97
Palavras 1.802
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiee povo! Demorei um pouco não é mesmo? Estava estudando.. err tentando hihihi mas não desaparecii!

Capítulo 12 - Dando um tempo


Fanfic / Fanfiction Estrela Azul - Capítulo 12 - Dando um tempo

O desejo ardente de Rosalya ao ver Safira falando novamente era gigantesco. A garota se esforçava demais a cada dia, Nathaniel a observava com muita admiração as duas garotas se esforçando o máximo nos “estudos”.

Dias se passavam, a confiança que a garota sentia por eles aumentava. Não era fácil fazer a voz da garota voltar de repente. Todos ensinamentos de música estava realmente ajudando, porém Safira não sentia tanto progresso, talvez Nathaniel tinha razão, ela gostaria de conversar novamente.

Na biblioteca, ela procurava um livro de fantasia ou até mesmo suspense para se distrair um pouco. Nesse momento, Priya estava na biblioteca para entregar um livro. Ela percebe a garota de cabelos azuis sentada na cadeira revirando a estante de livros com preguiça, ela se aproxima com cautela.

-Procurando um livro? *largando o livro na mesa*

“...” * a garota se assusta um pouco*

-Haha! Acho que acertei. Que tal esse livro? É bom. * Ela mostra o livro que estava lendo*

“Obrigada...” *pegando o livro da mão da garota*

-Está tão tristinha... O que houve?

“Nada... estou bem!” * Ela sorri para a garota*

-Me conte, Safira! Sei que está triste. É sobre um rapaz? * Puxava a cadeira para ficar ao lado da garota*

“Mais ou menos...”* ela fica um pouco envergonhada*

-Percebi que estar muito intima d Nathaniel... Gosta muito dele? Não é mesmo? * Ela dá um empurrão na garota*

“Não... somos amigos..” * ela fica um pouco envergonhada*

-Haha! Não fique assim, Safira! Creio que o Nathaniel é uma boa pessoa, bom se você quer pensar no futuro... ele é um bom candidato.

“...” * A garota estava ficando vermelha de envergonhada*

Priya continuava a conversar com a garota explicando o que achava sobre cada rapaz. Ambas acharam a conversa engraçada demais, a vergonha da garota passou com o tempo se sentindo confortável com a Priya. O sinal toca, elas continuaram a conversa até a sala, Charlote e Lia estavam fazendo cara feia para Safira, Priya percebe batendo a mão na mesa de ambas fazendo parar.

Durante a aula, Rosalya mandava mensagens para Nataniel e Safira, pedindo para ambos comparecer no parque, pois ela tinha uma ideia muito boa para Safira. O rapaz olha para garota sorrindo da situação. Durante o intervalo, Safira estava na sentada numa das mesas da praça de alimentação, enquanto comia um pastel e tomava refrigerante lia o livro que Priya tinha oferecido. Nathaniel estava procurando um local para se sentar, ele observava o local e repara que Safira estava escondida no canto, ele se aproxima da mesa da garota sentando na frente dela.

-Sempre escondida. * ele ficava encarando a garota*

“...” * Safira despertava de seu mundo*

-Desculpe por ter atrapalhado. Continue lendo, só queria uma companhia para comer.

O Rapaz estava comendo um sanduiche, Safira usava o livro para cobrir seu rosto enquanto observava ele, lembrou do que a Priya tinha comentado fazendo-a ficar um pouco nervosa. Toda vez que ele olhava para ela, cobria o rosto com o livro. No início ele não deu tanta bola, achando fofo a atitude dela. Terminando de comer, ele pegava seu celular para olhar as mensagens.

-O livro está bastante interessante, não é mesmo? * ele sorri para a garota*

“...” * ela fica envergonhada*

-Nathaniel! Estava te procurandoo! * Melody se aproximava deles*

-O que foi agora, Melody? * ele não estava tão feliz por ela aparecer*

-A Senhora Shermansky está te procurando. Ela quer que ajudamos nuns arquivos. Não é demais?!? *ela batia palmas*

-Nem tanto. Estou indo lá, mais tarde te vejo Safira!

O rapaz se despede da garota com um sorriso nos lábios, Melody percebe aquilo sentindo um pouco de ciúmes, ela puxa a cadeira se sentando na mesma mesa que a Safira. Observava a garota lendo o livro, ainda estava com o rosto vermelho de vergonha.

-Você e o Nathaniel são grandes amigos, não é mesmo? *sorria de uma forma falsa*

“...” *balançava a cabeça confirmando a pergunta*

-AAH isso é muito bom! Nathaniel é uma ótima pessoa..

“...” * Safira encarava a garota*

-Quero que o Nathaniel seja muito feliz e com a pessoa certa. Nada contra, mas sabe... acho que você não faz o tipo dele... até maiisss!

A garota se despede com um sorriso irônico na face, Safira ficou parada por um minuto para avaliar o que tinha acontecido, Rosalya se aproxima dela colocando suas coisas em cima da mesa, abrindo o refrigerante, enquanto tomava observava a garota.

-O que houve garota?

“Melody disse que não sou o tipo do Nathaniel!”  * ainda estava espantada*

-O QUE?!? E ela que está atrás deles já faz uns anos e não consegue nem um fio de cabelo dele! Fiquei surpresa também, garota estranha... * continuava a tomar o refrigerante*

“Muito estranho mesmo...”

-Não vou poder ir no parque hoje, esqueci que ia passear com o Leight, desculpe. Vai você e o Nathaniel!

“...” * Safira fica séria*

-Juro que na próxima eu vou.

A garota continuava comer seu lanche, Safira estava um pouco incomodada. As palavras de Priya não saia de sua cabeça. Final da aula, a garota pede ao rapaz para acompanha-la até o parque pois não queria voltar para casa ainda e encontrar sua mãe. No banco do parque, ele gostaria de conversar com ela, porém não sabia como.

-Ainda está difícil conviver com a tua mãe, não mesmo? * ele suspirava*

-Não... consigo encarar... ela... * apoiava a cabeça as mãos*

-Realmente é difícil. Mas ainda é sua mãe...

O silencio tomava o local, apenas o som dos pássaros e carros passando dominava o local. Safira tentava disfarçar, porém lagrimas escorriam de seu rosto, ela tentava não fazer nenhum som, porém o rapaz percebe.

-Acho melhor sair um pouco de casa... * ele passava a mão na cabeça dela* - Acho que é a melhor decisão. Sai um pouco de casa, Safira. Sei que isso vai ser bom pra ti...

Ela enxugava as lagrimas sorrindo para o rapaz, ele sente um alivio no peito vendo o sorriso da garota. Ele manda mensagem para Rosalya explicando a situação, porém a garota não podia ficar em sua casa ainda, pois ela precisava arrumar o quarto ainda, pede ao rapaz para hospedar a garota. Ficando com receio ele aceita a ideia. O rapaz pede para garota leva-lo até sua casa para pegar suas coisas.

A garota estava feliz com a ideia, porém sentia um pouco de receio pois sabia que não ia ser fácil convencer sua mãe. Chegando no local, a garota corre até seu quarto para arrumar suas coisas, deixando o rapaz encarar sua mãe sozinho. A mulher estava na cozinha fazendo um bolo para a garota, ele se aproxima sem jeito perto dela.

-Senhora Bulleve... * ele estava bastante corado*

-Ah, olá Nathaniel! Como estão os estudos com a minha filha? * ela observava o bolo crescer no fogão*

-Muito bem, senhora. E-eu gostaria de perguntar uma coisa para a senhora...

-Diga rapaz.

-Safira... poderia ficar um tempo fora de casa? * o vermelho de seu rosto estava espalhando pelo corpo inteiro*

-Por que eu deveria deixar isso acontecer? * ela estava ficando cada vez mais nervosa*

-Senhora, sua filha não consegue encarar mais seu rosto! Ela não quer perdoar e nem aceitar o que fez! * procurava não gaguejar*

-Mas com isso vai ajudar?

-Talvez se der um tempo para ela, consiga perdoa-la .

-Ela aceitou de bom agrado, não é mesmo? *puxava a cadeira para se sentar*

-Ela está muito triste, senhora Bulleve. Por favor, dê a sua filha um tempo.

-Está bem. Mas cuidem bem dela!

-Sim senhora!

O rapaz sobe até o quarto da garota, ela já estava com tudo pronto sorrindo para ele. Pegando as coisas dela, eles desçam as escadas comentando o que iam fazer, a mãe da garota observava tudo de longe, Safira olha para ela, porém não conseguiu se despedi, deixando a senhora triste.

No caminho, Nathaniel comentava que morava sozinho por causa de alguns problemas com seus pais, ela ouvia tudo com cautela, ele explicava como era na casa dele, o gato que possuía. Perguntou o que ela gostava de comer, Safira era uma amante de doces e massas, ele ria toda vez que ela comentava da sua comida favorita.

Chegando no local, ele oferece seu quarto para garota dormi, pois não possuía um quarto para visitas, mexendo no seu guarda roupa abrindo espaço para as coisas dela. A garota fica um pouco sem jeito, pois não era acostumava de sair de casa e ainda mais ficar na casa de um rapaz. Rosalya mandava mensagens perguntando como estava as coisas, afirmando que estava arrumando a casa e um canto para ela e o mais importante pedindo ao seus pais para hospedar a garota.

Depois de arrumar suas coisas, ela se encontrava na sala sentada no sofá olhando firme para janela. O rapaz pergunta se ela precisava de algo pois iria no mercado, ela afirmava que estava tudo bem. Quando ele sai, a garota olhava para os lados, percebendo a organização da casa, mexia algumas coisas sob a mesinha da sala. Andou um pouco na casa, mexendo nas gavetas do armário da cozinha, enquanto isso o gato de nathaniel observava a garota mexendo nas coisas.

-N-não m-me o-olhe... assim... * encarando o gato*

Sentido um pouco de tédio, ela pegava seu celular para ouvir um pouco de música, colocando Just One Day de BTS sentindo um pouco de alivio, começava a dançar. O Gato não estava muito acostumado com aquela movimentação ficando atrás da garota. Safira não percebe o movimento do gato, acaba tropeçando no gato fazendo a garota cair no chão. O Rapaz chega no mesmo instante, se aproxima da garota ajudando-a a se levantar, ela fica um pouco sem jeito.

-O que houve aqui? * ele segurava a risada*

“Tropecei no seu gato...” * procurava desviar o olhar ficando envergonhada*

-Haha, peço desculpas.

-T-tudo... bem..

O resto do dia foi tranquilo, ela ajudou o rapaz na janta e algumas tarefas na casa. Nathaniel estudava um pouco com ela sobre as matérias da escolas, Safira estava se sentindo bem, até se lembrar de Priya fazendo-a ficar envergonhada de novo.

A noite, ela se deita na cama do rapaz procurando um pouco de sono, quando consegue seu celular começar a tocar, ela o pega e percebe que era uma mensagem de Rosalya.

Mensagem On:

Rosalya diz:

Oie? Como está ai? Espero que esteja tudo bem! Eu conversei um pouco com a Priya hoje, acho que deveria investir no Nathaniel! Sabe aproveitar que já são íntimos não é mesmo? E você já está na casa dele, aproveita garota! Ele é um bom rapaz. Casa dele é cheirosinha? :3 Espero que sim! Durma beeeeeeem!

Mensagem off:

“Eu odeio essas garotas!” * Safira escondia seu rosto com o travesseiro*


Notas Finais


Povinho, estou com uma ideia de fic para esse halloween, com poucos episodios com terror. Aqui o link apra vcs curtirem:
https://spiritfanfics.com/historia/calafrios-6680729

Espero que gosteeeem! E até a próximaaa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...