História Estrelas - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Destino, Imagine Taehyung, Imagine V, Jimin, Jungkook, Romance, Taehyung
Exibições 170
Palavras 2.367
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá pessu! Vem ai alguns esclarecimentos ~ou não hehe ... Boa leitura! ^^

Capítulo 19 - Quando o rei cair


            Estava sem chão. Então era Hoseok o tempo todo? Não entendo, não faz o menor sentido. Nada mais fazia sentido. O que eu poderia pensar? Éramos da mesma sala sim, mas não éramos amigos, ele era amigo de Jin, foi ele que nos apresentou. Ele era meu amigo, como pôde fazer isso? Meu coração doía e minha mente girava tentando encontrar as razões de seus atos, nada parecia funcionar.

            - O que vamos fazer agora? – Jimin parecia igualmente atordoado, foi um baque tremendo, totalmente inesperado. Jamais suspeitamos dele, não de nosso Hobi.

            - Não sei... – respondi de cabeça baixa.- Estou sem palavras. Não consigo acreditar nisso, não parece real.

            - Acho que o melhor é falarmos com ele no intervalo de amanhã – sugeriu Taehyung -, na escola, teremos testemunhas e ele não vai poder fugir.

            - Você acha que ele seria capaz de fazer algo?

            - Eu não o conheço direito, fazemos poucas aulas juntos, mas se ele foi capaz de machucar uma amiga com uma faca, não duvido de mais nada...

            Concordamos em falar com Hoseok no intervalo e Taehyung foi para casa, Jimin me acompanhou até meu apartamento. Quando chegamos, ele se deitou no sofá e colocou Suga em seu colo, aparentemente, eu sou a única pessoa que ela detesta. Sentei no chão a sua frente e apoiei a cabeça no sofá.

            - Não acredito que foi Hoseok esse tempo todo, é demais para mim. Primeiro Jin e agora ele...

            - Também estou surpreso, As, mas não vou mentir para você, preferia que fosse ele do que Helena.

            - O que quer dizer com isso?

            - Olhei no celular dela porque ela era uma das suspeitas de Taehyung, quando vi que havia uma ligação perdida sua logo depois que ligamos para ela, me assustei, achei que fosse ela e meu coração doeu.

            - Eu liguei para ela daqui de casa, ia convida-la para ver filmes comigo e com Yuri, ela não atendeu. – Jimin suspirou fundo e eu sorri, ele estava realmente aliviado e eu não o culpava, estava feliz por ele. – Então agora me conta! Qual é o lance com a Helena?

            - Eu... acho que gosto dela, As.

            - Você acha? Pois eu tenho certeza!

            - Gosto de passar o tempo com ela, observa-la trabalhar na loja, passear pelo parque, ensina-la a jogar basquete e vídeo game... E quando ela sorri eu sinto uma coisa estranha no peito, nunca senti isso antes, nem parece normal.

            - É normal sim – falei rindo -, e é só o primeiro sintoma!

            - Primeiro sintoma do que?

            - De estar se apaixonando, Jiminie! Como você é devagar!

            - Aish... Não quero me apaixonar, parece que há mais resultados ruins do que bons.

            - Deixe de ser pessimista, Jimin! Pare de comparar a vida amorosa dos outros com a sua. Helena é uma garota incrível e tem muita sorte de ter Park Jimin apaixonado por ela.

            - Você acha que ela pode gostar de mim?

            - Talvez ela goste de você sim, mas da minha boca não saiu nada...

            - Sério? – Jimin se sentou rapidamente no sofá com um sorriso de orelha a orelha, ri de sua reação espontânea e exagerada. – Isso é demais!

            - Agora que te dei uma informação valiosa, também quero uma informação de você... – Jimin estava tão bobamente feliz que sequer percebeu meu sorriso malandro e intenções obscuras. - Qual era a dos óculos e do boné de Taehyung? – Ele se calou de repente e desviou o olhar. Então tinha algo por trás mesmo, não era apenas mais uma doideira de Taehyung.

            - Ah, você conhece o Taehyung, ele é meio maluco às vezes, sabe? Quis mudar um pouco o visual...

            - Então não tem nada a ver com o fato de alguém ter batido nele?

            - Como soube disso? Ele te contou?

            - Não! Era só uma aposta, mas agora eu sei que foi isso mesmo! Vocês acharam mesmo que eu não ia acabar descobrindo?

            - As, prometi a ele que não contaria nada a você, se você perguntar algo a ele, ele vai achar que eu contei...

            - Por que eu não podia ficar sabendo?

            - Porque ele se preocupa com você, sua tonta, e não quer que você fique preocupada com ele – explicou como se fosse a coisa mais óbvia do mundo e colocou o dedo em minha bochecha, revirei os olhos e cruzei os braços.

            - Mas isso não é justo, amigos cuidam uns dos outros.

            - Você não pode falar com ele sobre isso, okay? Finja que não sabe de nada.

            - Então eu vou descobrir sozinha!

            Ele bagunçou meu cabelo e disse que eu ia acabar me tornando uma stalker maluca. Yoongi finalmente teve alta do hospital e passou a ser mimado por nossa mãe, o que era extremamente estranho visto que Antonella Fontanatta não demonstra sentimentos. Namjoon e Yuri chegaram e jantaram conosco, eu havia ajudado minha mãe a fazer sopa de legumes e dava para servir duas famílias inteiras sem problemas.

            Yoongi parecia um morto vivo, falava mole e só dormia, era como uma cama gigante para Suga. Seu show, que seria em poucos dias, foi remarcado para uma data ainda bem longe, o que o deixou muito triste, mas pelo menos ele teria um tempo maior para se recuperar e praticar.

            Namjoon deixou Jimin em casa e Yuri me ajudou a arrumar nossa cama. Com Yoongi zen, minha mãe me obrigou a ceder minha cama para ele, ela ocuparia o sofá, e eu teria que dormir na cama de Yuri. Felizmente, a cama de Yuri é bem maior que a minha, então não tivemos maiores problemas, e foi como ter uma festa do pijama, igual quando éramos pequenas.

            - Ei, Yui, tenho uma coisa para te contar...

            - Aish, As, prevejo que coisa boa não é...

            - Antes quero que você prometa que não vai contar para ninguém, especialmente minha mãe, não importa a gravidade do problema.

            - As, você...

            - Não, Yuri, eu não estou grávida ou usando drogas, promete logo.

            - Tudo bem, mas isso aí está muito estranho...

            Respirei fundo e mostrei meu celular para ela, expliquei tudo desde o início, todas as mensagens estranhas e sem sentido que recebia há semanas. Contei os planos de Jimin e Taehyung, seus suspeitos e ações para desmascara-los. Yuri agora sabia de tudo. Eu me sentia mais leve de alguma forma, ela, no entanto, parecia assustada.

            - Hoseok-hyung? Não pode ser...

            - Amanhã confirmaremos tudo no intervalo, mas não há como negar o envolvimento dele...

            - Isso é tão decepcionante, de verdade... Estou junto com vocês nessa, vamos descobrir quem está por trás disso e a pessoa não vai sair livre.

            O quarto de Yuri é como o de uma princesa, é delicado e completamente organizado, nele, dormimos protegidas e com um sentimento tranquilo de segurança. Tive uma noite sem sonhos, não sabia dizer se isso foi bom ou ruim.

            ***

            - Está pronta? – Perguntou Jimin. Estava com ele, Taehyung e Yuri a caminho do refeitório, onde encontraríamos Hoseok e esclareceríamos tudo. Metade de mim estava ansiosa, esperançosa para ouvir um verdadeiro “foi apenas um engano”, a outra metade já havia aceitado e caído em tristeza e desilusão, não podia mudar os fatos.

            - Pronta – caminhei junto com os outros e sentamos na mesa onde Hoseok estava. Ele não parecia suspeitar de nada, agiu normalmente e nos deu um sorriso que fez meu coração doer. – Oi, Hobi.

            - Oi, As, pessoal. Estão com caras estranhas, o que aconteceu?

            - Temos algo sério para discutir com você – Jimin olhou para Hobi com um olhar duro, estava sendo tão difícil para ele quanto para mim agora, e Hobi parece ter começado a entender o que estava acontecendo, pois se levantou e tentou sair de mansinho.

            - O que? Não tem nada sério para ser discutido...

            - Fica sentado aí e escuta, amigo – Taehyung puxou o braço de Hoseok e fez com que ele se sentasse. – Por que está mandando mensagens anônimas para As?

            - Eu não...

            - A gente já sabe de tudo, Hobi – interrompeu Yuri -, não tem mais para onde fugir. – Ela estava usando um daqueles seus os olhares agora, Hoseok congelou e ficou imóvel, ela parecia estar lendo cada canto de sua alma, era assustador.

            - Por que fez isso, hyung? Achei que fosse meu amigo...

            - E eu sou, As!

            - Com isso você admite que mandou as mensagens...? – perguntou Taehyung, Hoseok abaixou a cabeça, escondendo o rosto.

            - Sim, mas...

            - E foi você que me machucou no aniversário do Jimin?

            - Não, eu jamais faria isso, As, eu sou seu amigo!

            - Eu achei que você fosse mesmo, mas amigos não mandam mensagens aterrorizando os outros!

            - Ela me obrigou, Astrid! Eu não pude fazer nada! – Ele levantou o rosto e nos olhou, parecia verdadeiramente assustado, seus olhos estavam começando a ficar vermelhos e a derrubar as primeiras lágrimas.

            - Por que está fazendo isso, Hoseok? Assume isso tudo, vai ser melhor para todos nós! – Todos ficamos atordoados com a reação dele, Jimin parecia sufocado, as palavras saindo num misto de tristeza e raiva.

            - Eu juro que tentei sair disso quando começou a ficar sério. Ela disse que era só para assusta-la, não ia fazer mal, e eu acreditei nela, fui tão idiota! – Hoseok falava rápido, as palavras se atropelavam e ele parecia verdadeiramente devastado, era triste vê-lo assim.

            - Ela quem, Hobi? Diga quem está fazendo isso! – Pedi com os olhos suplicantes, não aguentava mais tudo isso que estava acontecendo.

            - Eu não posso falar! Ela me tem nas mãos, nem poderia estar dizendo isso para vocês agora! – Hoseok soluçava, sequer conseguia imaginar que fatores o envolveram com a tal pessoa. Ele olhou para Taehyung com um olhar suplicante. – Ela é louca, me obrigou a mandar aquelas mensagens e fazer coisas que não me orgulho. Fui apenas mais uma peça em seu grande jogo estúpido.

            - O que quer dizer com isso? – Perguntou Taehyung igualmente assustado.

            - Todos fazemos parte desse jogo dela, não há como fugir, ela sabe de tudo, ela vê tudo. E o jogo só acaba quando o rei cair... – Hoseok cobriu a cabeça com os braços, seu choro baixo ecoava na mente de todos, viemos em busca de respostas e voltamos com mais centenas de perguntas. Meu celular vibrou indicando uma mensagem.

            From: Anonymous

            Hoseok é um bom menino, ele sabe que eu o tenho nas mãos. Ele não é bobo, não quer que seu segredo seja descoberto, não vai me entregar.

            From: Anonymous

            O jogo só acaba quando o rei cair...

 

            - Ela está vendo, ela sabe de tudo. As, me desculpe por ter ajudado ela nisso, nunca imaginei que chegaria a esse ponto...

            - Por que tudo isso? Hobi, pode contar para a gente!

            - Não posso! Ela sabe tudo sobre todos, eu tenho medo dela, As, vocês também deviam ter... – olhei para o rosto de meus amigos e eles espelhavam todo o caos que estava dentro de mim. Confusão, tristeza, medo, dor, fúria. O misto de elementos perfeitos para causar combustão instantânea. Hoseok enxugou o rosto e respirou fundo diversas vezes, falou num sussurro: - Não posso dar pistas ou falar sobre ela. Todos temos segredos obscuros do passado, por mais que tentamos esquecer e fingir que não é verdade, eles sempre voltarão para nos assombrar, essa é a verdade.

            - Hobi...

            - Eu estava triste porque vocês – disse indicando eu e o Jimin com um olhar triste – pareciam estar me excluindo dos programas. Sei que não era de propósito, hoje eu sei disso, vocês gostam das mesmas coisas e eu era o garoto estranho que não se encaixava. Quando Jin disse que iria terminar com você, eu fiquei feliz, achei que finalmente teria uma chance com ele. E aí veio ela, disse que iria me ajudar, que era só uma brincadeira para te assustar, não era nada demais. E quando ela veio com os papos de que você precisava pagar por tudo que fez, eu senti medo, As, juro que tentei acabar com tudo aquilo. Não consegui. Ela previu meus movimentos e me usou em seu tabuleiro, fui apenas mais uma peça. Sei que é difícil para você ouvir tudo isso agora e de uma vez, mas só queria que soubesse que nunca quis fazer parte disso para que talvez um dia, você possa me perdoar...

            Ele se levantou e nos deixou olhando uns para os outros naquela mesa redonda do refeitório de nossa escola. Esqueci que estava lá, por um momento esqueci de tudo que estava acontecendo, não conseguia pensar em mais nada e via tudo como um borrão. Nada mais fazia sentido.

            From: Anonymous

            Então agora você percebeu? Estou no centro desta teia, Hoseok era apenas uma de minhas ramificações, não seja tola ao pensar que ele é o único. E fique tranquila, ele agora não me será mais útil, encontrarei outros brinquedinhos e farei uma coleção.

 

            Fazia sentido. Estudei com Hobi quando vim para a Coréia, logo, ele sabia sobre meu passado e ela obteve essas informações com ele. Ela conseguiu meu número e dados pessoais provavelmente através dele também, o que explica como ele sabia das coisas com Seokjin, do que rolava na escola e também como parecia haver duas pessoas em dois lugares ao mesmo tempo.

            - Quem era o namorado afinal? – Perguntou Yuri, provavelmente a pergunta que todos deviam estar fazendo.

            - Era a stalker que mandava as mensagens, então é o namorado dela ou o cara que ela gosta – explicou Jimin. – Como não percebemos que Hoseok gostava do Seokjin esse tempo todo?

            - Estava tudo na nossa frente o tempo todo, podíamos ter evitado se tivéssemos prestado um pouco mais de atenção...

            - Não – disse Taehyung com um olhar distante -, não podíamos ter evitado, as cartas já estavam dadas. Se não fosse Hoseok seria qualquer outra pessoa, isso iria acontecer de uma forma ou de outra.

            - Mas por que? O que eu fiz para isso tudo acontecer?

            - Talvez seja todos nós, As. Isso virou uma bola de neve, estamos todos juntos nessa agora – disse Jimin.

            - O que faremos agora? – Perguntou Yuri. A resposta veio de Taehyung.

            - Voltamos à estaca zero.


Notas Finais


Deu pra dar uma aliviada no coração ou nem deu? Foi tenso escrever isso, cara, senti toda a tristeza do Hobi e deu até aquele peso no coração.. Pessoas, obrigada pelos comentários de vocês, sério, tô gostando de ver! Estou contribuindo para a criação de diversos Sherlocks :') tô orgulhosa e muito feliz que vocês estejam gostando <3 Até o próximo cap!
~levanta a mão quem tá com saudade do Kookie o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...