História Estro cívil - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin
Personagens Barbara Palvin, Personagens Originais
Tags Estro Cívil
Exibições 3
Palavras 361
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Escolar, Ficção, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


🍃 - Notas finais !!

Capítulo 3 - Walker


Fanfic / Fanfiction Estro cívil - Capítulo 3 - Walker

P.O.V Walker

Faculdade . 

07:00 Am 

 O sinal soou pelos corredores da faculdade, fazendo com que eu revirasse os olhos. Barbara me puxou até a nossa tão amada sala de aula enquanto tagarelava o quanto Hazel era perfeito. Bati repetidamente na sala de aula e fitei a porta se abrir com o professor nada contente.

 - Atrasada novamente senhorita Walker?! - O professor perguntou com um tom nada paciente.

 Observei o fundo da sala antes de responder e vi Gustavo Caçoando com seus amigos baba-ovo.

 - Foi culpa da Bárbara! - Exclamei irritada e Barbara me lançou um olhar reprovador.

 - Mentira, foi culpa desse seu pé de pato que não sabe correr. - Cruzei os braços brava ao ver Gustavo rindo da ofensa que Barbara fez.

 O professor nós encarava com uma expressão nada paciente enquanto batia o pé repetidamente no chão.

 - Entrem as duas. - Mandou impaciente e eu bufei, entrando na sala e jogando minha mochila na mesa brutalmente.

 Barbara indignada pela atitude do tal " Gustavo " saio descaradamente até o professor roubou um pouco do pó de giz da loza e volto para mesa. 

 Perguntei a Barbara o que supostamente ela ia fazer com aquele pó mais ela não respondeu, apenas deu um sorriso psicopata. Sem eu perceber Barbara tinha atirado com força o pó bem no centro da cabeça de Gustavo, naquele momento não sabia onde me enfiar.

 - Barbara oque você fez ? Está louca? - Disse com muita raiva mais com um soar de bem feito.

 - Bom é melhor se preparar porque ele está vindo. - Revirei os olhos.

 - Quem foi a ordinária que fez isso ? Disse para mim .

 - Jogaram giz no TEU cabelo, nao no meu, quem deveria saber quem foi é você - Respondi com ódio

. Naquele momento ele se virou e foi ao encontro de seus amigos, idiota patético

. - Oque ele disse ? - Disse Barbara com um soar de muita curiosidade. 

 - Não sei bem se foi uma pergunta de certeza ou foi aleatoria mais eu sei que preciso dar uns beijos nesse menino. - Barbara riu e fez um coro de "Owwn".


Notas Finais


- Essa " História " e de P.o.v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...