História Estupendo - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias DAY6
Tags Day6, Everyday12, Everyday6, Sungjin, Sungpil, When You Love Someone, Wonjin, Wonpil
Visualizações 17
Palavras 536
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Slash, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Então... Era pra ser um negócio bonitinho né? Porque a música desse mês é toda bonitinha né? Bem fofinha e tal... Mas eu não sei o que deu errado no meio do caminho que tem um pouco de angst nessa joça e eu ainda estou tentando entender como tudo aconteceu.
Única coisa certa nisso aqui é ser Sungpil, porque esses MVs tão brincando comigo e eu quero mais é que o mundo acabe em chocolate.

ps: eu não betei dessa vez, então algum erro deve ter, sorry, love you <3

Capítulo 1 - Avalanche


Fanfic / Fanfiction Estupendo - Capítulo 1 - Avalanche

Sem pensar duas vezes, Sungjin poderia dizer o quão bonito Wonpil fica sorrindo, poderia tecer mil e um comentários sobre o quão lindo ele é tanto por fora quanto por dentro. Escreveria um ensaio inteiro sobre se deixassem e soubesse como escrever um ensaio, na verdade.

Mesmo em seus piores dias, quando tudo havia dado errado das maneiras mais inimagináveis, se Wonpil não estivesse sorrindo, ele faria de tudo para reverter a situação. Porque mesmo que o que pudesse fazer, no presente momento, fosse apenas ficar ao lado dele, o faria de bom grado, com o coração aberto e sem arrependimentos.

Então amar é assim?

Querer tomar para si todas as mágoas e angústias da pessoa a quem se ama para que ela não precise sofrer? Porque era exatamente isso que gostaria de fazer sempre que ele aparecia com os olhos vermelhos e rosto inchado, se desviando de suas perguntas sobre o que havia acontecido. Não que já não soubesse de cor, mas queria ouvir dele, queria que ele colocasse para fora para que, de algum jeito, pudesse arrancar tudo aquilo de dentro de Wonpil e colocar um sorriso em seu rosto.

Não queria mais cicatrizes no coração de Wonpil. Nunca mais.

Queria ajudá-lo, ser seu porto seguro, alguém com quem pudesse contar a qualquer hora, sem se preocupar se está incomodando com seus problemas. Porque Wonpil era uma pessoa tão gentil, tão amável, com um coração tão bom, que era um pecado fazê-lo se sentir mal, fazê-lo chorar, por coisas bobas e pequenas como se esquecer de levar o lixo para fora ou guardar o pote das sobras de volta na geladeira. Não fazia sentido, na cabeça de Sungjin, tratar mal alguém que só lhe dá amor, fazer de saco de pancadas alguém que não revida.

E vê-lo sofrer em silêncio, acumulando todas as coisas ruins com as quais estava rodeado boa parte do tempo, doía tanto em Sungjin que queria poder trocar de lugar com ele, apenas para que sorrisse o tempo todo, como deveria ser.

Escrevia músicas e mais músicas para alegrá-lo e, pelo tempo que passavam juntos, funcionava. Aquele sorriso bonito tomando conta de seu rosto de tal maneira que era impossível não sorrir junto. No entanto, da porta de sua casa para fora, as coisas não eram tão simples. Wonpil ainda tinha que voltar para sua própria casa, encarar seus pais.

Daria tudo para ser a única pessoa com quem ele tivesse que se preocupar, a pessoa a preencher seus pensamentos quando se pegasse distraído em um dia atarefado.

Porque amar era assim, certo? Gostar tanto de alguém a ponto de transbordar e deixar que o sentimento despenque de você feito cachoeira, inundando tudo que encontra pelo caminho feito um tsunami. Amar tanto que chega a ser incrível, maravilhoso. E é assim que deve ser, Sungjin tem certeza, porque quando Wonpil lhe olha com aquele sorriso brilhante e bochechas vermelhas depois de um beijo, ele sabe, sabe que é justamente assim que as coisas devem ser. Porque quando se ama alguém, tanto que esse amor trasborda, esse sentimento é o mais incrível porque não há explicação, ele apenas é assim: intenso, sem sentido, devastador, assustador. Mas acima de tudo, inexplicavelmente incrível.


Notas Finais


Essa é a música favorita do Jae até agora e eu caguei legal, desculpa muso, eu juro que tentei muito.
When you love someone é a coisa mais nhom nhom e eu amo a voz do Young K nessa música em níveis que nossa... Amém DAY6.
Aliás, quem aí viu o vlog novo do Jae? Chorei um pouquinho com o Dowoon sendo a coisa mais preciosa do mundo e falando inglês, mesmo que meio quebradinho, e o Jae incentivando ele a falar, eu amo tanto isso, vocês não tem noção.

Obrigada por ler e um muito obrigada adiantado caso tenha comentado ou favoritado <3

Nos vemos daqui um mês se você só me acompanha pelo everyday12 e até amanhã se você anda lendo Mu Sigma Phi <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...