História Etéreo - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 2
Palavras 845
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Fantasia, Ficção, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Slash, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Como será o primeiro dia de aula de Henry, Lee e Mark, na Sunset States Primary School?

Capítulo 3 - Meu Amuleto Ancorador


Mais um 4 de Fevereiro chegou e dessa vez eu tive a "sorte" de passar meu aniversário na nova escola. Logo de manhã, fui cumprimentado pelos meus pais e segui minha rotina. Mas algo me perturbava: havia uma agonia diferente e até excitante em relação ao que estava por vir. Até que finalmente a hora esperada chegou. Estava a caminho da escola com Lee quando de repente: 

 

_Eu não tô acreditando nisso! Olha Lee!  É o vizinho...

_E agora? A escola está na próxima quadra. Vamos ter que passar por ele!

_Vocês não deviam ter medo. Está de dia e a rua está movimentada. -Disse uma voz familiar.

_Mark! Você poderia aparecer de uma forma mais normal. -Eu disse.

 

Continuamos nosso caminho e o velho não incomodou. Já na escola, descobrimos que os três estavam na mesma turma: 601. A primeira aula do dia foi a de língua estrangeira. Logo uma lista de presença chegou até minhas mãos:

 

_Alejandro, Alice, Ariene, Camille, Gabriel, Jasmine, John, Lee, Leona, Lohane, Mark, Matt...

_Para de ler o nome do pessoal. Já tem gente te olhando. -Disse Lee.

_Não estou lendo... Só pensei alto demais.

 

Nesse momento entrou alguém na sala. 25 minutos atrasado e sem o uniforme, usando um colar com uma pedra granada, apareceu um garoto de estatura média, cabelos escuros, semblante um pouco sério e quase arrogante. Por alguns instantes esqueci a definição de tempo porque este definitivamente havia deixado de existir. Só existia eu observando ele. Até que...

 

_Boa tarde, professora! Desculpe o atraso.

_Buenas tardes, cariño! Qual seu nome?

_Louis.

_Sente-se, Louis. E tente não se atrasar da próxima vez. Como eu estava dizendo, "El" representa o artigo definido "o"(...)

 

A aula passou totalmente a parte de mim. Ainda estava um pouco extasiado com a chegada de Louis. Finalmente o sinal bateu...

 

_Olha por onde anda, desastrado. -Falou Louis ao esbarrar em mim.

_Olá, boa tarde para o senhor também! Acidentes acontecem, sabia? -Retruquei.

_Valeu, certinho! Valeu!

_Apenas educado, coisa que você não aparenta ser...

_Quem é você pra saber tanto assim da minha vida?

_Ei, ei, ei! Foi só um esbarrão, gente! Menos! -Exclamou Leona, passando entre nós e levando Louis para longe de mim.

*Que cara mais ridículo...* -Pensei.

 

A partir desse momento o tempo voltou a existir e a curiosidade que tinha sobre o rapaz se transformou numa irritação...

 

_Saturno, na mitologia grega se chamava Cronos e era o titã do tempo. Ele tinha o hábito de comer seus filhos vivos depois de saber que seria destronado por um deles. Muitas pinturas retratam ele como um homem velho de cabelos e barba longos e brancos. Possuía asas de anjo e uma foice da morte. -Professor.

 

Depois da aula de história o resto do dia passou rápido e com bastante tédio até a hora da saída.

 

_Vamos gente, não há mais nada para ver aqui. -Disse Lee, apressado.

_Você já vai? Preciso levar Henry para encontrar seu presente. -Mark.

_Meu presente? -Eu.

_Não vou acompanhar vocês nessa, realmente preciso ir. Até amanhã! -Lee

_Bom...já que ele já foi, vamos nós.  -Mark,

_O que você quis dizer com o "encontrar meu presente"?

_Você literalmente vai ter que achar. Venha! Vamos até a praça do sentinela.

_Onde fica isso?

_Daqui há duas quadras. Não é muito longe.

 

~Chegando lá...~

 

_Bom...chegamos. Você já pode começar a procurar.

_Você tá brincando comigo? Isso aqui é enorme!

_Você ainda tá frio.

_Aff...Lá vamos nós. E agora?

_Piorou! -Mark riu.

_Agora?

_Quase. Um pouco mais alto, talvez...

_Na árvore!

 

Logo achei o presente. Era um pequeno colar com um pingente de âncora. Apesar de muito simples, eu senti que era especial e logo me agradou.

 

_Você gostou? Foi feita por um amigo meu que mora em Sea Queen's Beach. Foi batizado naquelas águas!

_Eu amei! Eu sempre quis um colar com uma âncora. Ainda mais vindo de Sea Queen's. Muito obrigado, Mark!

_Que coisa mais linda! Formam um belo casal, sabia?! -Uma voz familiar interrompe.

_Louis? Então quer dizer que você mora aqui? -Disse Mark, como se já o conhecesse. 

_Isso não vem ao caso. Mas belo, colar que você deu pro seu namorado. Muito bom gosto!

_Vai se ferrar, garoto! Ninguém te chamou aqui. -Fiquei furioso.

_Não vale a pena se irritar com gente desse tipo, Henry. Vamos embora.

 

Depois do estresse fomos para casa. Descobri que Mark morava ali mesmo em Dirty Stream, vizinhança bem próxima do Lupus Garden, para onde eu me mudei. O resto do dia não foi tão intenso e logo dormi.

 

Acordei de madrugada, estava tudo bem escuro mas mesmo assim quis sair na rua. Havia uma casa muito intrigante no Lupus Height e a lua estava cheia. Estava tudo muito legal e tive vontade de sair correndo pelas ruas até que eu me deparo com uma figura excepcional: uma moça ruiva de cabelos cacheados e olhos quentes como o Sol. Ela vestia vermelho e dançava na praça com grande esplendor. Apesar de não trocarmos palavras eu simplesmente a compreendia e via na minha frente uma amiga antiga. Ela se chamava Jessica.

 


Notas Finais


A história já está disponível no wattpad até o capítulo 8. Em breve, simutaneamente nos dois sites.

DICA: Fique atentos(as) aos detalhes. Nada é por acaso.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...