História Eterna aliança - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Izumi Uchiha, Kagami Uchiha, Karin, Kizashi Haruno, Konan, Mebuki Haruno, Mikoto Uchiha, Sakura Haruno, Sasori, Shikamaru Nara, Shion
Exibições 501
Palavras 847
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - O herdeiro


Fanfic / Fanfiction Eterna aliança - Capítulo 2 - O herdeiro

"Meu querido Izumi", você  está tão sujinho, tão porquinho! Hora do banho.
Sakura cantarolou, empurrando o carrinho na estrada estreita, o pôr-do-sol surgindo. Corvos grasnavam nas árvores perto do topo da colina, e a última luz do dia diminuía a oeste em direção ao mar. Era final da primavera e prímulas floresciam, descendo pela relva na parte inferior da cerca viva. Na parte superior faias cujos ramos se inclinavam devido ao constante vento, que soprava, esboçando-lhe os cabelos longos róseos. Mas que lhe importava o cabelo desmanchado, as roupas simples? Izumi não se incomodava e só ele contava.

- Sujinho não,  mamãe,  cheio de areia- Corrigiu-a Izumi, levantando a cabeça .
- Sujinho de areia -concordou Sakura
- Continue cantando -pediu Izumi
Ela obedeceu. Izumi era sua platéia, sua voz era bem bonita, e seu filho de 4 anos se encantava. Izumi não se importava que seus brinquedos, viesse de liquidações ou das lojas de caridade da pequena aldeia à  beira-mar. Também não era problema não ter pai, embora quase todas as outras crianças da vila tivessem.

Ele tem a mim, e é tudo o que precisa, pensou com raiva empurrando o carrinho na ladeira, apressada. Escurecia, mas Izumi divertia-se tanto na praia, embora ainda fizesse frio para nadar, que acabara ficando mais tempo do que pretendia.
Sou muito abençoada por tê-lo. Nenhuma mãe poderia amar o filho mais do que ela.
Nem mesmo uma mãe biológica.
Foi pega pela antiga tristeza. Ino era tão  jovem. Jovem demais para deixar sua casa, ser modelo, engravidar e morrer. Para ser reduzida a pedaços num horrível acidente de carro numa estrada de Tóquio, antes de completar 20 anos.
Ela ficou triste.  Ino era tão adorável, tão linda, cabelos loiros compridos e sorriso angelical, de uma beleza de causar inveja.
Os pais Harunos,  haviam ficado assustados quando ela chegar a da escola, ainda de uniforme,  dizendo ter sido abordada por um olheiro de uma agência de modelos. Sakura fora designada para acompanhar Ino, aos 18 anos, quando participou de uma seleção . As duas reagiram bem diferente à  experiência. Ino ficará extasiada, imediatamente sentindo-se à vontade no meio da moda, enquanto Sakura não poderia ter se sentido perdida.
Sakura sabia porque se sentia assim. Soubera desde que a irmã de olhos azuis e cabelos loiros nascerá, dois anos depois dela, quando de uma hora para outra perderá a importância para os pais. Sua única função era cuidar de Ino. E foi o que fez. Levava Ino para a escola, ficava treinando até  tarde ginástica e línguas,  nos clubes aos quais pertencia, ajudava-a com o dever de casa, com as provas. Mas Ino, era naturalmente inteligente, com os pais constantemente lembravam-na, não precisará de muita ajuda, já que as notas de Sakura também eram brilhantes. Para favorecer o sonho de Ino, Sakura parará os estudos na faculdade, para economizar  para os estudos da Ino. Mas todos seus esforços tinham sido em vão,  pois Ino assinará um contrato como modelo e dissera que poderia fazer um curso superior noutro momento, pagando-o ela própria. Os pais não ficaram satisfeitos.
Podem mandar Sakura em meu lugar. Ela sempre quis cursar faculdade e agora pode terminar.
Aos 20 anos Sakura, já não morava em casa. Seus pais a tratavam como trabalhadora esforçada, mas sem valor.
Após Ino iniciar a carreira, conversou com Sakura.
- Venha morar comigo. Muita diversão e festas. Eu a produzo e podemos ...
-Não - respondi ríspida
Ino era gentil. Apesar de toda a atenção dos pais, não  ficará mimada, e o temperamento alegre era tão  sincero quanto a beleza.
Deveria ter aceitado. Soube tão logo receberá aquele chamado para ir ao hospital, de Tóquio para onde Ino foi levada.
Se estivessem morando juntas, certamente saberia sobre o relacionamento que estava mantendo. Talvez até  conseguisse impedi-lo. Sentiu-se culpada. Ao menos saberia com quem Ino se relacionava. Isso significaria saber quem a engravidaria. Olhou para o rostinho de Izumi.
Mas não  soubera e jamais saberia.

Interrompeu o canto. Ouviu o barulho do motor de um carro na estrada. Instintivamente, puxou  o carrinho de Izumi para perto da calçada. Luzes surgiram na escuridão e, em seguida um potente automóvel. Diminuiu a velocidade e, por um segundo, Sakura achou que ele iria parar. No entanto, seguiu em frente. A estrada onde caminhava levava ao interior, ao passo que a estrada que ficará para trás levava à parte litorânea. Ali não havia muito tráfego.  Bem talvez os ocupantes do carro estivessem em alguma fazenda ou casa de veraneio. Ou perdidos. Continuou caminhando

Quando virou a curva constatou, surpresa, que a grande picape 4x4
estacionara na frente de sua casa.
Um arrepio de apreensão percorreu-a. Era um lugar seguro em comparação com a cidade de Tóquio, mas ainda assim existia crime. Colocou a mão dentro do casaco, ligou o celular, deixando-o pronto para discar para a polícia, se preciso. Ao aproximar-se da entrada do jardim, avistou duas pessoas altas saírem  do carro e virem a sua direção. Parou no portão  com a mão no bolso,  os dedos no teclado.
- Perderam-se? -perguntou educada.

                   Continua ....


Notas Finais


Hai^^
E aí o que estão achando, não esqueçam de comentar. ... A opinião de vocês valem muito, queridos leitores..
Surpresas, no próximo capítulo.
Beijos 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...