História Eternal Love - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon
Exibições 118
Palavras 1.077
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Choose.


Tudo havia corrido bem até o momento. Sammy havia me deixado em casa e não havia trocado uma palavra sequer comigo, o que me deixou bem desconfortável. Eu havia me declarado para ele há alguns dias e ontem ele se declarou para mim, mas me evitou por eu estar com Nate. Gilinsky está sumido, havia me mandado uma mensagem que queria falar comigo. Tenho até medo do que ele possa fazer.

Entrei em casa e antes que eu pudesse sequer reagir fui atingida por uma bala de nerf. Gritei assustada e encontrei os olhos azuis de Nash, logo que gritei todos se ajuntaram na sala. Thomas, Lydia, Emma, Nate, Johnson, Nash, Taylor, Matthew, Carter, Cameron e Shawn brincavam de nerf. Cumprimentei a todos e quando foi a vez de Nate tentei selar seus lábios, mas ele desviou seu rosto e me fez beijar sua bochecha.

— Está tudo bem? — Perguntei confusa.

— Sim, está tudo bem, porque não estaria? — Ele respondeu rápido. Senti que ele estava nervoso.— Lancei um olhar preocupado para ele. Nate desviou de meu olhar e olhou para o chão. — Você deve estar cansada, eu e os meninos já estamos indo, te vejo amanhã!

— Nate — disse quando ele praticamente correu para fora de casa junto com os outros meninos, o segui. — Está tudo bem mesmo?

— Sim. Tenho que ir. — Ele respondeu. Tentei puxar sua mão e pergunta mais coisas, matar a saudade, mas ele foi mais rápido. Entrou dentro do carro e se foi junto aos meninos. Emma e Lydia apareceram saltitantes ao meu lado.

— Precisamos conversar. — Emma disse com um sorriso tão lindo que eu até esqueci do quão confusa estava, mas logo meu sorriso murchou quando encarei Lydia. Ela estava nervosa.

— Ok, vamos. — Disse encarando Lydia confusa enquanto ela nos puxava para dentro da minha casa. Ela nós guiou até meu quarto já que sabia o caminho. Sentamos em minha cama e ela se sentou em uma poltrona a minha frente.

— Eu estou gostando do Nate. — Ela disse sorridente, meu coração afundou. Antes que eu pudesse dizer algo, ela continuou. — Eu falei com ele, ele parece ser legal, e sabe ... — ela disse corando. — Sou apaixonada nele desde a terceira série.

— Nossa... — Forcei-me a falar.

— Legal, não é? Na festa de amanhã vou tentar algo, mas sou muito tímida, vocês vão me ajudar não vão? Eu ficaria tão feliz. — Ela disse sonhadora.

— Emma, eu preciso te contar uma coisa. Sobre o Nate. Eu...

— Então, Amanda, como foi a viagem? — Lydia me atrapalhou mudando de assunto, olhei para ela confusa e ela me repreendeu com o olhar.

— Espere, Lydia, ela estava começando a contar algo. — Emma disse.

— Eu...

— Não era nada importante. — Lydia disse novamente. Ela me olhou suplicante.

— Mas...

— Não era nada importante, Emma. Esqueça o que eu disse. — Respondi sorrindo.

— Tudo bem — ela disse desconfiada. — Tenho que ir, vejo vocês amanhã. — Ela sorriu e se despediu, assim que ouvi a porta da frente bater me virei para Lydia.

— O que aconteceu? — Perguntei para ela.

— Bom, acho que você não sabe a gravidade da situação. Emma e perdidamente apaixonada por Nate. Se você contasse a ela que vocês estão tendo algo ela entraria em depressão, e ela já sofreu demais por uma vida.

— Mas...

— Olha, não estou dizendo que você tem que abandonar o Nate, mas você já tem Jack e Sam que gostam de você, apesar deles serem uns filhos da puta eles gostam de você. Emma, não tem ninguém. E Nate parece gostar da Emma. Ele gostava dela já antes de tudo, e eles se divertiram bastante esses três dias que você esteve fora. Por isso Nate estava estranho. Ele está confuso. Acredite em mim, isso está sendo difícil para ele também.

— Eu preciso falar com ele. — Respondi.

— Não vai dar, ele irá a um show hoje à noite e passara o dia inteiro amanhã no estúdio com os Jack's e o Sammy. — Ela respondeu cabisbaixa.

— Ok, o jeito e falar com ele amanhã na festa. — Respondi em mesmo tom.

— Vou terminar com ele, não somos namorados, mas vou terminar com ele. Vou ajudar ele com a Emma e tocar minha vida. — Eu disse triste, Lydia me deitou em seu colo e passou por meus cabelos enquanto cantava uma melodia silenciosamente.

— Tudo vai ficar bem. Eu sei que é difícil, mas perdoe Sammy e Jack. — Ela falou acariciando meus cabelos.

— Eu tentarei. — Sussurrei.

— Você promete? — Ela insistiu.

— Eu prometo.

                                                                       (...)

Entrei no banheiro e tomei um longo banho, direcionei-me ao meu closet e optei por um vestido curto preto colado ao corpo com alguns detalhes dourados o vestido era colado ao meu corpo e sua mangas iam até meu pulso.

 Passei uma maquiagem dourada em meus olhos e bastante rímel, borrifei bastante perfume em meu corpo e por fim passei um batom bem vermelho em meus lábios. Deixei meus cabelos soltos, eles estavam grandes com cachos lindos nas pontas, coloquei um salto preto com detalhes dourados e me olhei no espelho, amei o resultado.

Desci as escadas com cuidado para não cair, Lydia e Johnson já me esperavam no andar debaixo. Entramos no carro e fomos para a festa. Não demorou muito para chegarmos. Assim que sai do carro, eu a vela fui atrás. Johnson e Lydia, foram na frente. Do outro lado da rua meu olhar se encontrou ao de Emma, eu não tinha palavras para descrever o quanto ela estava linda. Gilinsky estava ao seu lado, seus olhos brilharam ao se encontrarem com os meus. Sammy e Nate estavam ao seu lado também. Puxei Nate para um canto antes de entrarmos na boate.

— Precisamos conversar. — Eu disse.

— Eu sei, eu...

— Nate, por favor não magoe Emma. — Respondi. Ele me olhou surpreso. — Eu sei que você gosta dela, e ela gosta de você, então vá ficar com ela. Por favor. — Eu disse sorrindo. — Faça ela feliz.

— E você? Eu sei que prometi a você que...

— Nate, esqueça tudo. Apenas esqueça. Eu ficarei bem. — Respondi sorrindo.

Nate beijou minha testa e sorriu para mim. Ele se direciono a Emma e agarrou sua mão as entrelaçando, Emma sorriu e ficou vermelha que nem um pimentão. Ela olhou para mim com seus olhos brilhando. Forcei-me a sorrir. Virei-me para a boate e adentrei, como se eles soubessem como se tudo estivesse conectado, Sammy e Gilinsky estavam parados lado a lado em frente ao lugar aonde sempre ficávamos. Ambos estavam sérios e me encaravam.

Chegou a hora de decidir, Amanda. Você escolherá Sammy ou Jack?


Notas Finais


Trailer primeira temporada: https://www.youtube.com/watch?v=3mba31H6fv0 ;
Trailer segunda temporada: https://www.youtube.com/watch?v=lbKBR8VvRJg ;
meu twitter: @samwilkgirl

Estou respostando eternal love, estarei respostando dangerous attraction depois :)

Leiam minhas outras fanfics
The cupid: https://spiritfanfics.com/historia/the-cupid-4610352 ;
A Beautiful Mess ( em breve ): https://spiritfanfics.com/historia/a-beautiful-mess-3491568 ;
Writing my own love story: https://spiritfanfics.com/historia/writing-my-own-love-story-6679865 ;
Find me: https://spiritfanfics.com/historia/find-me-5456958


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...