História Eternal Love - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Danielle Campbell, Jack & Jack, Magcon, Sam "Wilk" Wilkinson
Exibições 327
Palavras 1.901
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 24 - Who is she.


Sammy terminava de fazer as panquecas, que com muito custo ensinei ele a fazer. Ele fez também bacons e ovos, e até um suco de laranja.

– Vai se sentar na sua cama. – Ele ordenou. Ri de sua falsa autoridade, e fui para o quarto me sentar. Assim que me sentei ele apareceu com uma bandeja, com tudo que havia preparado.

– Meu Deus, Sammy, que lindo. – Fingi surpresa.

– Para de falsidade, que você já tinha visto tudo. – Ele disse e eu gargalhei.

– Porque isso tudo? – Perguntei enquanto cortava uma panqueca.

– Jack, ainda está na jogada meu bem, tenho que agir. – Ele disse sorrindo, e eu engoli em seco.

– Na verdade, não. – Murmurei.

– Como assim, não? – Ele perguntou enquanto pegava sua parte do café da manhã.

– Eu percebi, que ele ainda gostava da Madison, então eu chamei ela de volta. Sabe, para que ele não lutasse apenas por mim, eu quero que ele seja feliz. Então, eu praticamente o empurrei para cima da Madison novamente, eu não conseguiria escolher um de vocês dois, então joguei ele para cima de alguém que realmente vai fazê-lo feliz.

– E eu sobrei como opção. – Ele murmurou triste.

– Claro que não. – Ditei.

– Claro que sim, Amanda. – Ele disse se levantando. – Sem o Jack na jogada, só restava eu. Tenho certeza que se você fosse realmente escolher um de nós dois, eu não seria o escolhido.

– Não fale assim, Sammy. – Pedi.

– Não fale assim? Você só ficou comigo, pois eu fui sua única opção. Porque eu sou o único idiota que ainda gosta de você, e só de você.

– Eu escolhi você, porque eu gosto de você.

– Você foi pelo caminho mais fácil, chutou Jack para outra menina, deu a ele outra escolha para ser feliz, outra garota para amar, e ficou com o resto. Ou seja: eu. – Ele gritou.

– Você não é o resto, que droga. – Gritei.

– Não sou? Eu sou o que então? – Ele disse bravo.

– O homem que eu amo. – Murmurei.

– O homem que você ama? É você precisou de uma garota, para roubar sua outra opção para você perceber isso? – Ele gritou enfurecido.

– Sammy...

– Não, Amanda. – Ele disse me interrompendo, irritado. – Chega! – Sammy socou a bandeja que voou em direção à o chão, quebrando tudo. – Eu cansei de ser idiota.

– Sammy, você está me assustando. – Disse chorando encolhida, Bob arranhava a porta e latia querendo entrar.

– Desculpa. – Ele disse baixo. – Você sabe como é amar alguém, que ama outra pessoa? Você dá o seu melhor pela pessoa, muda quem você é, e em troca, ela simplesmente te escolhe por falta de opção? – Ele disse manhoso.

– Não foi por falta de opção, Sammy. – Disse.

– Sim, foi sim. – Ele disse bravo, e eu me encolhi. Ele se levantou e foi para fora do quarto, o segui.

– Aonde você vai? – Perguntei preocupada.

– Larga de ser trouxa. – Ele respondeu.

– O que você quer dizer com isso? – Perguntei confusa.

– Eu vou procurar uma Madison da vida, me apaixonar por ela, e vou ficar na difícil decisão entre escolher entre ela, e você. – Ele disse abrindo a porta do apartamento.

– Porque você vai fazer isso? Por favor, não vá. – Pedi chorando.

– Eu quero ter outra chance, Amanda. Não apenas ficar com a menina que me escolheu por falta de escolha, eu quero ser escolhido quando você me amar realmente, e não precisar que uma menina tome sua outra opção para você deduzir isso.

– Eu amo você, por favor não se vá. Não me deixe. – Choraminguei.

– Quando você realmente me amar, eu voltarei. – Ele disse.

– Mas, eu amo você. – Disse.

– Ama mesmo? E se Jack não estivesse ainda apaixonado por Madison? Será que nós estaríamos juntos agora? Será que você confessaria que me amava, e chutaria Jack? Eu creio que não. Tem tantas garotas maravilhosas, que amariam a mim, e apenas a mim. Porque eu deveria ficar com uma que me escolheu por falta de opção, e ainda sente sentimentos por outro cara? Pois, tenho certeza que você não esqueceu Jack da noite para o dia.

– Pois, essa garota ama você. – Disse fraco.

– Mas, ama a outro também. – Ele disse.

– Sammy...

– Não. – Ele disse me interrompendo. – Adeus, Amanda. – Ele disse e fechou a porta atrás de si.

Sua idiota, você e uma idiota, Amanda. Droga, que ódio. Eu me odeio tanto.

Deslizei meu corpo pela parede, e deixei que ele entrasse em contato com o chão. Me encolhi no chão e comecei a chorar, meus soluços eram altos, e eu não fazia a mínima questão de abafa-los. Bob choramingava ao meu lado, e esfregava sua cabecinha peluda, em meu corpo, na tentativa de me reconfortar.

Não sei, por quanto tempo fiquei ali, pareceram se passar minutos, mas quando vi as horas, já se passava do meio-dia. Me levantei e fui para o banheiro tomar um banho, chorei mais um pouco no boxe, e depois sai para colocar uma roupa. Vesti uma calça preta colada ao corpo, coloquei também uma bota de preta de salto fino, e uma camisa de tecido branco e fino, com rendas. Fiz uma maquiagem básica, tentando esconder o rosto abatido, e as marcas que horas de choro, deixavam. Passei meu perfume, e coloquei minhas joias. Por fim joguei meu celular, e meus pertences em minha bolsa e me olhei no espelho. A maquiagem me deu um ar mais seguro, mais maduro e responsável. Aquela cara de choro estava pouco visível. Olhei para as rosas de Sammy, lindas e vivas. Coloquei-as em um jarro e sai do apartamento, pegando o elevador e logo completando o trajeto para meu carro. Em pouco tempo, cheguei ao local do próximo show dos meninos.

– Bom dia, amiga. – Emma disse sorridente. – O que aconteceu?

– Como assim, o que aconteceu? Eu não falei nada ainda. – Disse.

– Eu te conheço, sei que você não está bem. – Ela disse, e eu me assustei. Estava tão na cara, assim?

– Chame Lydia, e me encontrem no meu camarim. Estarei preparando as roupas dos meninos para o show de amanhã. – Eu disse, e ela assentiu.

Dirigi-me para o camarim, e logo as duas chegaram. Lydia estava inquieta.

– O que aconteceu? – Ela perguntou preocupada. Contei a elas sobre tudo o que havia acontecido, e não consegui segurar as lágrimas ao final de tudo.

– Não fica assim, amiga. Tudo vai se acertar. – Emma disse me abraçando forte, e eu me permiti deixar o choro que eu estava prendendo, viesse à tona.

– Ah minha princesa, você e aqueles dois são tão complicados. – Ela disse me abraçando e eu ri, em meio à o choro. – Mas, tenha fé, tudo vai ficar bem.

– Porque, a Amanda está chorando? – Madison disse aparecendo do nada. – Você está bem? Esta machucada? – Ela disse preocupada, e se aproximou.

– Eu estou bem. – Menti.

– Então porque está chorando? – Ela perguntou preocupada enquanto enxugava minhas lagrimas com a palma da mão.

– Estou com saudades do meu irmão. – Menti, novamente.

– Não fique assim, as vezes também sinto falta do meu irmão. Apenas pense que ele está bem, e que vocês vão se ver em breve. – Ela disse sorrindo. – Meu Deus, eu sou péssima em dar conselhos, me desculpe.

– Não, está tudo bem. Obrigada. – Disse sorrindo.

– Tenho uma notícia bem chata. – Lydia disse hesitante.

– O que aconteceu?

– Não conseguimos comprar sua passagem a tempo, então você irá no próximo voo. – Ela disse.

– É o que isso tem de errado?

– Ele é apenas na semana que vem. – Ela disse e eu bufei. Vai ser uma longa semana.

Uma semana depois.

Finalmente em Los Angeles, peguei um taxi para o hotel aonde os meninos estavam hospedados, e em pouco tempo cheguei ao meu destino. Peguei as chaves de meu quarto, mas antes de ir para o mesmo, passei no quarto das meninas para avisar que cheguei. Não havia ninguém. Passei no quarto dos meninos, e também não havia ninguém. Será que estou no hotel errado?

Cheguei em meu quarto, e havia uma caixa sobre a bancada da cozinha. Abri a caixa para ver o conteúdo e, encontrei um vestido azul-marinho, tomara-que-caia. Ele era lindo, parecia até brilhar quando em contato com a luz. Ele possuía um corte na região das pernas, aonde deixava parte delas exposta. O vestido com certeza deixaria meus seios maiores do que já eram, formando um decote. Achei vulgar, mas gostei. Deixei o vestido de lado, e li o papel que o acompanhava.

– Teremos um evento de gala hoje às oito horas, se arrume. – Emma.

Droga, como ela diz isso de última hora? Olhei para o relógio, e o mesmo marcava seis horas. Voei para dentro do box e tomei um banho rápido, lavei meus cabelos e, ao fim do banho os enrolei em uma toalha, escovei meu cabelo, e o parti no meio. Fiz um coque donuts, e deixei a franja para frente, assim ficaria um penteado elegante. Passei uma maquiagem mais forte, mas não tão forte, tomando o cuidado para deixar natural. Por fim coloquei o vestido, e um salto azul-marinho de bico tubarão. Passei perfume, e peguei uma bolsa pequena para guardar meus poucos pertences.

Me olhei no espelho, e gostei do resultado. Eu estava muito bonita. Queria ficar bonita para Sammy, eu não sei o motivo, mas apenas queria estar bonita para ele. Talvez hoje possamos conversar. Estou torcendo para que isso aconteça.

Peguei o endereço do lugar com Emma, e peguei um taxi para o local. Assim que cheguei pude avistar os meninos, tirando fotos com algumas pessoas na frente da casa. Uau, eles estavam uns gatos.

Me aproximei das meninas, e elas me cumprimentaram.

– Puta que pariu, Amanda. – Lydia disse sorridente, ao me olhar. – Aí minha santa mãe, não podia falar palavrão. Ignorem o que a mamãe disse, meninos. – Lydia falou para sua barriga.

– Você está muito linda. – Emma disse alegre.

– Obrigada, você também está. Nate vai ter trabalho hoje. – Brinquei e ela riu.

Lydia estava com um vestido verde, da cor de seus olhos. Seu cabelo parecia um penteado de princesa, estava puxado para cima, e com muitas tranças. Emma estava com um vestido preto estilo o meu, mas o dela tinha mangas rendadas pretas que iam até seus pulsos. Seu cabelo estava puxado para cima, e com cachos, a maquiagem de ambas era forte, mas natural.

– Amanda. – Madison gritou ao meu lado me assustando. – Desculpa, eu te assustei. – Ela riu. – Meu Deus, você está muito linda.

– Obrigada, você também está muito linda. – Disse, e ela sorriu. Madison estava com um vestido branco, longo que ia até os pés. Ele possuía babadinhos, que deixavam o vestido fofo, e Madison com uma aparência angelical, ela não usava muita maquiagem, e seu cabelo estava solto, com cachos nas pontas.

Entramos no local, era um salão enorme, com mesas espalhadas do lado direito, e um grande espaço no meio do ambiente, acredito que para dança. Garçons com bandejas, circulavam pelo local. Nos sentamos em uma mesa e, esperamos pelos meninos.

Assim que eles chegaram, meu queixo caiu. Os meninos estavam todos iguais, só mudava a cor da gravata. Pareciam os homens de preto. Ri desse pensamento, mas ele logo murchou quando avistei Sammy, e sua companhia. Uma menina loira, dos olhos azuis. Com um sorriso lindo, seios fartos e um rosto angelical. Meu coração se apertou ao ver a proximidade entre eles, a o ver o quanto Sammy sorria para ela. Engoli a vontade de chorar, e entrelacei minhas mãos a de Lydia.

– Vai ficar tudo bem. – Ela sussurrou para mim.

– Quem é essa? – Perguntei.

– AnnaSophia. AnnaSophia McLancaster.  


Notas Finais


Trailer primeira temporada: https://www.youtube.com/watch?v=3mba31H6fv0 ;
Trailer segunda temporada: https://www.youtube.com/watch?v=lbKBR8VvRJg ;
meu twitter: @samwilkgirl

Estou respostando eternal love, estarei respostando dangerous attraction depois :)

Leiam minhas outras fanfics
The cupid: https://spiritfanfics.com/historia/the-cupid-4610352 ;
A Beautiful Mess ( em breve ): https://spiritfanfics.com/historia/a-beautiful-mess-3491568 ;
Writing my own love story: https://spiritfanfics.com/historia/writing-my-own-love-story-6679865 ;
Find me: https://spiritfanfics.com/historia/find-me-5456958


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...